Inovação Educacional
563.8K views | +6 today
Follow
Inovação Educacional
Curadoria por Luciano Sathler. CLIQUE NOS TÍTULOS. Informação que abre caminhos para a inovação educacional.
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Desagregar é o futuro do ensino superior?

Desagregar é o futuro do ensino superior? | Inovação Educacional | Scoop.it

Quinze anos atrás, o New York Times publicou um artigo sobre o “jogo das mensalidades”, no qual as faculdades aumentavam as mensalidades para competir com as escolas rivais e, em resposta, tiveram aumentos notáveis ​​em suas matrículas. De fato, as matrículas continuaram a crescer ao longo dos quatro anos seguintes. E então, de repente, eles começaram a declinar. Eles têm mantido seu declínio constante desde então.
1,7 milhão de alunos a menos estão matriculados hoje do que há 10 anos . Simultaneamente, o custo da faculdade aumentou mais de 25%, a porcentagem de cursos ministrados por professores titulares diminuiu constantemente e os alunos estão deixando os programas de graduação com mais de US$ 30.000 em dívidas e muitas vezes sem as habilidades necessárias para empregos lucrativos.
Embora os dados continuem a demonstrar os benefícios financeiros de um diploma universitário, é evidente que muitos alunos estão começando a questionar o retorno do investimento da experiência universitária e estão procurando maneiras alternativas de obter educação.
Mas os alunos podem obter todos os benefícios de um diploma universitário se não estiverem obtendo uma experiência tradicional de graduação? E qual o papel que as faculdades devem desempenhar para oferecer aos alunos essas oportunidades? À medida que a pandemia avança e as instituições enfrentam os números mais recentes de matrículas , muitas faculdades começam a se perguntar: desagregar o programa de graduação é o futuro do ensino superior?
O que é uma educação desagregada?
A educação universitária compreende mais do que cursos em sala de aula. Desagregar a educação significa dividir ou desmontar a experiência universitária em seus componentes: aprendizado em sala de aula centrado na disciplina, rede de colegas e professores, recursos pós-educação e desenvolvimento de habilidades e experiências adquiridas na vida estudantil.
Enquanto poucos estão questionando o valor das experiências adquiridas em um programa de graduação no campus, muitos estão questionando o custo. Eles argumentam que há experiências igualmente valiosas a serem adquiridas com o emprego precoce, mentores e programas de habilidades oferecidos localmente. Os alunos buscam acesso a cursos acessíveis e flexíveis e programas de credenciamento.
Desagregar a experiência tradicional do programa de graduação significa permitir que os alunos obtenham créditos com diploma de várias fontes e instituições, selecionando assim seu próprio curso de estudo e personalizando sua educação de acordo com suas habilidades, paixões e objetivos de carreira.
Desagregação em ação: MOOCs e microcredenciais
Com base nos resultados de uma pesquisa independente , fica claro que os alunos desejam mais flexibilidade educacional a um custo menor. E se olharmos para o recente aumento de matrículas de estudantes não tradicionais (estudantes com mais de 24 anos) e o aumento de matrículas de pós-graduação em meio período , parece que cada vez mais alunos estão buscando uma educação que possam equilibrar com suas trabalho e vida familiar.

Da mesma forma, muitas instituições já começaram a oferecer opções educacionais desagregadas. Os cursos online abertos massivos (MOOCs) têm crescido constantemente em popularidade. Embora os alunos não possam contar esses cursos para um diploma, sua popularidade fala da necessidade de oportunidades educacionais semelhantes que carregam créditos.

Na verdade, cursos de baixo custo e com crédito surgiram para abordar a crescente lacuna de habilidades nos Estados Unidos. Muitas faculdades e universidades começaram a oferecer microcredenciais — programas de estudo curtos e com foco restrito que podem ser adicionados a um programa de graduação existente ou concluídos para obter um certificado independente.

Desagregar é uma tendência ou o novo normal iminente do ensino superior?

Há quem preveja que o declínio atual do ensino superior é baseado em pandemia e os números de matrículas aumentarão novamente quando passarmos dessa crise de saúde pública. Para instituições que acreditam firmemente na importância de uma educação em artes liberais, esta é uma notícia esperançosa. Afinal, os dados ainda sugerem que o custo de um diploma universitário vale o alto investimento.

 

Mas, a menos que as instituições possam reduzir bastante o custo da experiência do programa de graduação no campus, fornecer aos alunos habilidades para garantir o emprego e apoiar melhor os alunos de primeira geração , minorias e trabalhadores, elas podem ver as taxas de matrícula continuarem caindo.

Um dos maiores indicadores que mostra por que desagregar a experiência educacional pode ser necessário para o futuro do ensino superior é o número crescente de estudantes não tradicionais que procuram se matricular em um programa de graduação universitária. Estudantes não tradicionais geralmente possuem empregos, famílias e outros compromissos e procuram opções de educação mais flexíveis.  

Não é apenas a crescente demografia de estudantes não tradicionais que desejam uma educação mais personalizada e flexível. O número de estudantes que procuram maneiras mais econômicas de obter habilidades profissionais e diplomas universitários vem crescendo ano a ano. Ao oferecer cursos e programas à la carte baseados em competências e programas de graduação tradicionais, as instituições podem atrair uma gama maior de alunos e potencialmente aumentar as matrículas.

Uma demanda contínua por personalização e flexibilidade

Pode ser absurdo imaginar a erradicação de uma experiência educacional de quatro anos no campus. Mas o que os últimos 10 anos deixaram claro é que nem todos os alunos desejam - nem podem pagar - um programa de graduação tradicional.

Desagregar os programas tradicionais em cursos fora da base, microcredenciais e outros programas de certificação, e permitir que os alunos coloquem esses cursos e créditos em um diploma universitário pode atender aos alunos que precisam de opções de educação mais personalizadas e flexíveis. Isso, por sua vez, dá aos alunos a oportunidade de reconhecer plenamente o valor de sua educação, tornar-se aprendizes ao longo da vida e ter sucesso em seus empreendimentos de carreira.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

OECD report: Building a future that works for all 

OECD report: Building a future that works for all  | Inovação Educacional | Scoop.it
2020 humbled us with a global shock: the COVID-19 pandemic. We have been reminded that, despite best-laid plans, the future likes to surprise us. The crisis has exposed the glaring inequities in our school systems – from the broadband and computers needed for online education to training teachers to keep classes going digitally.
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

MEC define prazos para conversão de acervo acadêmico para o meio digital

Ministério da Educação (MEC) instituiu uma Portaria que estabelece normas para a digitalização do acervo acadêmico das instituições de educação superior pertencentes ao sistema federal de ensino. A Portaria nº 360 está em vigor desde o dia 18 de maio e institui que está vedada a produção de novos documentos integrantes do acervo acadêmico de forma física a partir de 1º de agosto de 2022. 
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Jayme Garfinkel: “Não podemos ser indiferentes”

Jayme Garfinkel: “Não podemos ser indiferentes” | Inovação Educacional | Scoop.it

Ao longo dessa minha caminhada, escutei infelizmente perguntas como: “você vai ajudar bandidos?”. A minha resposta é que devemos ajudar pessoas. Elas erraram, estão cumprindo as penas determinadas pela Justiça e depois vão voltar a ter liberdade. Encarar as prisões como “depósito de gente” contribui para uma visão desumana e para a escalada da violência no país.
Na primeira vez que fui visitar um presídio, eu estava com medo e não sabia direito o que iria ver, mas, me vi frente a frente com seres humanos iguais a mim. Eu acho que quando buscamos compreender melhor um problema social e adotamos um olhar empático, a tendência é que passemos a nos envolver mais intensamente para mudar a situação.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Preventing Innovation Fatigue

Preventing Innovation Fatigue | Inovação Educacional | Scoop.it

We tend to think of innovation with a capital “I,” a massive transformation or radical new idea. But beware of conflating big ideas with innovative ones.
Leaders tend to associate innovation with hype. Flashy, big ideas get leadership buy-in but may not lead to real results. Approach innovation with the same critical eye as you do all elements of your business and make sure you’re not just buying into the hype of an exciting idea.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Superando a fadiga da inovação

Superando a fadiga da inovação | Inovação Educacional | Scoop.it
Essa é uma experiência comum o suficiente para que exista um termo que a defina: fadiga da inovação. E uma das principais causas é a luta para equilibrar a necessidade de promover avanços com as prioridades de negócio do dia a dia. Burocracia enraizada, falta de coordenação e escassez de financiamento ou visão estratégica podem conspirar para levar a empresa ao modo “mantendo as luzes acesas”.
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Siemens Stiftung joins Latimpacto social investment network

Siemens Stiftung joins Latimpacto social investment network | Inovação Educacional | Scoop.it

Siemens Stiftung has joined the Latimpacto community, a network of more than 800 key leaders in the social investment ecosystem in Latin America. Latimpacto’s mission is to mobilize financial, human and intellectual capital to achieve solutions with greater social and environmental impact in Latin American and Caribbean countries. It is built following the model of similar venture philantrophy networks such as the European Venture Philanthropy Association (EVPA).
For Siemens Stiftung, the alliance with Latimpacto provides possibilities to intensify best practice exchange and collaboration with stakeholders that focus on similar working areas such as education and, in particular, a STEM approach (science, technology, engineering and mathematics) for social and sustainable development in the region.
In April 2022, Dr. Nina Smidt, Managing Director and Spokesperson of the Board of Directors at Siemens Stiftung, was appointed as a member of Latimpacto’s Strategic Advisory Board, accepting a two-year mandate. Carolina Suárez Visbal, CEO of Latimpacto, said: “We thank Siemens Stiftung for its commitment to contribute to generating a more significant impact by helping us catalyze environmental and social capital in Latin America. It is invaluable to have such a renowned and experienced organization as member of our community”.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

PEC 206: entenda o que diz o texto que propõe cobrar mensalidade em universidades públicas

PEC 206: entenda o que diz o texto que propõe cobrar mensalidade em universidades públicas | Inovação Educacional | Scoop.it
Proposta está na pauta da Comissão de Constituição e Justiça, mas não será votada nesta semana. Atualmente, a Constituição garante gratuidade a todos os estudantes de instituições públicas.
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

MEC divulga resultado final dos projetos submetidos por meio do Edital de adesão ao Programa EJA integrada à Educação Profissional

MEC divulga resultado final dos projetos submetidos por meio do Edital de adesão ao Programa EJA integrada à Educação Profissional | Inovação Educacional | Scoop.it

Todos os projetos apresentados foram classificados e serão chamados para a celebração da parceira seguindo a ordem de classificação e estando sujeito à disponibilidade orçamentária da Secretaria de Educação Básica (SEB). O referido resultado informa ainda que a convocação será feita pela SEB, por meio dos endereços eletrônicos das instituições proponentes e amplamente divulgada no site do MEC.
O programa tem como principal objetivo fomentar projetos diferenciados, que integrem a Educação de Jovens e Adultos à Educação Profissional, levando em conta as singularidades deste público, inclusive, atendendo com prioridade o público da EJA da educação especial, de populações indígenas e quilombolas, refugiados e migrantes, pessoas privadas de liberdade, entre outros.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Avanço do EAD muda perfil do ensino superior privado no Brasil, revela pesquisa

Avanço do EAD muda perfil do ensino superior privado no Brasil, revela pesquisa | Inovação Educacional | Scoop.it

O enfraquecimento da pandemia de Covid-19 resultou em um aumento de 35% no número de matrículas de estudantes em cursos universitários em instituições privadas no primeiro semestre de 2022. O dado foi divulgado nesta terça-feira (24) pela pesquisa “Observatório da Educação Superior”, da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes).
De acordo com a entidade, a crise sanitária acelerou mudanças no comportamento dos consumidores do segmento, que se tornaram mais receptivos à oferta de ensino à distância.
O maior crescimento foi na modalidade semipresencial, aquelas na qual há, além de aulas virtuais, encontros periódicos para atividades práticas. A escolha por essa categoria subiu 43%, seguida por 39% das aulas presenciais e 22% no Ensino a Distância (EAD).
Apesar do menor crescimento, o segmento presencial responde por maior volume de calouros: 68,7% de novos estudantes, seguido por 23,6% do EAD e 7,5% do semipresencial.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Matrículas em cursos híbridos cresceram 43% em 2022

Matrículas em cursos híbridos cresceram 43% em 2022 | Inovação Educacional | Scoop.it

Desde 2010, a modalidade a distância cresce de forma acelerada no Brasil em todas as áreas. A pandemia, porém, impulsionou esse crescimento. De 2021 para 2022, foi registrado um aumento de 43% em novos alunos no sistema híbrido (com aulas a distância e presenciais) e 22% no EAD (ensino a distância). A modalidade presencial registrou crescimento de 39%.
"O número é prova de que não seguiremos mais do mesmo jeito que seguíamos antes. Hoje o jovem já busca oportunidades de acessibilidade em carreiras mais tradicionais", diz Celso Niskier, diretor-presidente da Abmes.
"Em um futuro próximo, não vamos falar mais em presencial e EAD, essas fronteiras vão desaparecer e vamos falar em educação superior atrelada à tecnologia", completa.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Um terço dos alunos e metade dos professores apresentam sinais de sofrimento psicológico

Um terço dos alunos e metade dos professores apresentam sinais de sofrimento psicológico | Inovação Educacional | Scoop.it
O Ministério da Educação fez a primeira análise ao estado da saúde mental de alunos e docentes das escolas portuguesas. Resultados mostram que mais de metade dos professores se sentem irritados.
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Mulheres e jovens sofrem mais com exaustão no trabalho, aponta pesquisa

Mulheres e jovens sofrem mais com exaustão no trabalho, aponta pesquisa | Inovação Educacional | Scoop.it

Uma pesquisa da plataforma de saúde mental Zenklub mostrou que as mulheres e os jovens de 25 a 34 anos são os profissionais que mais sofrem com exaustão e preocupação constante no trabalho.
O estudo foi feito a partir do IBC (Índice de Bem-Estar Corporativo), que o Zenklub desenvolveu no ano passado com suas equipes de educação corporativa, de medicina e de psicologia em parceria com psicometristas da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).
O instrumento avalia os aspectos relacionamento com líderes, relacionamento com colegas, conflitos, exaustão, preocupação constante, desconexão do trabalho, volume de demanda, autonomia e participação e clareza das responsabilidades.
"O objetivo é que com esses dados as empresas tenham um panorama da saúde mental de seus colaboradores e possam aprimorar a cultura organizacional", diz Rui Brandão, CEO e cofundador da plataforma.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

The Evidence-Informed Learning Technology Enterprise Framework

The ELTE (Evidence-informed Learning Technology Enterprise) framework explored in Dr Anissa Moeini's thesis that this Byte-Sized piece is based on has both academic and non-academic impact.  The ELTE framework is designed to better connect academic research and EdTech enterprises. 
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Makers, Marketplaces and MOOCs. The Anatomy of Online Course Platforms

Makers, Marketplaces and MOOCs. The Anatomy of Online Course Platforms | Inovação Educacional | Scoop.it
Zooming out to make sense of the global online course platform landscape.
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Após ação conjunta do CFM e FPMed, Ministério da Educação revoga portaria que criava novas vagas em cursos de medicina

Após ação conjunta do CFM e FPMed, Ministério da Educação revoga portaria que criava novas vagas em cursos de medicina | Inovação Educacional | Scoop.it
O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Frente Parlamentar de Medicina (FPMed) uniram forças e participaram ativamente do processo que levou o Ministério da Educação a revogar a Portaria MEC nº 343/2022, divulgada no último dia 18 e que permitia a expansão de vagas em cursos de Medicina no Brasil. A nova orientação do Governo, que saiu na edição do Diário Oficial da União de segunda-feira (23), anula os efeitos da norma anterior que sofreu críticas pela forma como concebida e pelos riscos que trazia para o ensino médico brasileiro.
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Indústria 4.0 | E-book CESAR

Indústria 4.0 | E-book CESAR | Inovação Educacional | Scoop.it

Como as tecnologias habilitadoras têm gerado valor e eficiência para as empresas industriais
Big Data, Iot, IA, Cibersegurança, dentre outras tecnologias habilitadoras estão sendo cada vez mais aplicadas na indústria.
No cenário atual de Quarta Revolução Industrial, novas oportunidades e também desafios surgem para as empresas do setor no Brasil e no mundo. Entenda a aplicação dessas tecnologias a partir de cases do mercado, bem como quais são as principais previsões e expectativas para o futuro da indústria.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Nearly Half Of CEOs Struggling With Digitalization Efforts, Poll Finds

Nearly Half Of CEOs Struggling With Digitalization Efforts, Poll Finds | Inovação Educacional | Scoop.it
When it comes to winning in this new era for business, CEOs across virtually every industry in every part of the nation agree on two things: Becoming a more digitally sophisticated enterprise is essential, and they are struggling to make it happen.
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

"A dor de conviver com pessoas melhores do que nós" por Luiz Felipe Pondé

"A dor de conviver com pessoas melhores do que nós" por Luiz Felipe Pondé | Inovação Educacional | Scoop.it
Uma das maiores provações do ser humano é conviver com pessoas melhores do que nós, em casa, no trabalho ou em qualquer parte do convívio social nós encontramos gente que faz melhor o que nós já fazemos e ainda se dizem felizes. Pois é, assim fica difícil conviver.
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Credential Train Is Leaving the Station — Get on Board

The company doubled down on that strategy Wednesday, when it announced the launch of a career training academy that enables users to earn entry-level certificates from companies like Meta and IBM in fields such as data analytics, social media marketing and user experience design. Institutions—including colleges, businesses and government organizations—can sign up to make the platform available to their students or employees. Coursera officials envision that colleges will make the platform, called Career Academy, available to college juniors and seniors so they can learn skills directly connected to jobs. While the company expects colleges to offer the platform outside of their core curriculum, some faculty members have signaled interest in baking the offerings into their classes, said Scott Shireman, global head of Coursera for Campus.
The Career Academy is one way a college or university can get aboard the alternative credential train in rapid fashion by leveraging mini programs developed by industry leaders. The opportunities are growing swiftly.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Projeto aprovado na Câmara motiva debate sobre efeitos do ensino domiciliar

Projeto aprovado na Câmara motiva debate sobre efeitos do ensino domiciliar | Inovação Educacional | Scoop.it
Neste episódio do E Tem Mais, Evandro Cini apresenta um balanço das reações à proposta que autoriza e regulamenta a prática do chamado homeschooling no Brasil
No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Exigência de certidões de faculdades pelo MEC é inconstitucional

Exigência de certidões de faculdades pelo MEC é inconstitucional | Inovação Educacional | Scoop.it

O recurso especial é de fundamentação vinculada e exige que a parte aponte de forma inequívoca e suficientemente fundamentada o seu pedido, sob pena de não conhecimento por resvalar na Súmula 284 do Supremo Tribunal Federal, mesmo com relação à preliminar de nulidade por negativa de jurisdição.
Ministério da Educação não pode exigir certidões fiscais para credenciar instituições
Com base nesse entendimento, o ministro Castro Meira, do Superior Tribunal de Justiça, negou recurso especial interposto pela União contra acórdão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região que julgou inconstitucional a exigência de comprovação de regularidade fiscal quando as instituições de ensino superior realizam o credenciamento e o recredenciamento institucional no Ministério da Educação.
A decisão que provocou o recurso especial no STJ foi proferida pela 8ª Turma Especializada do TRF-2. Ela atendeu a pedido de cumprimento de sentença em ação proposta pelo Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior do Estado do Rio de Janeiro (Semerj), que já havia conseguido a flexibilização da exigência por meio do processo 2002.51.01.025411-6, que teve como alvo, na ocasião, condicionamento estipulado pelo Decreto nº 3.860/01, em feito julgado procedente, com decisão transitada em julgado.
A exigência foi retomada após a publicação do Decreto nº 5.773/06, que no seu conteúdo repetia as exigências que tinham sido declaradas inaplicáveis até então. A Semerj, então, ingressou com pedido de aplicação da decisão vigente, que foi indeferido pelo juízo de piso.
Os julgadores da 8ª Turma Especializada do TRF-2, contudo, acataram por unanimidade a apelação da entidade, com base no entendimento de que a Súmula 70 do Supremo Tribunal Federal já havia vedado a possibilidade de interdição de estabelecimento como meio coercitivo para cobrança de tributo.
Gilberto da Graça Couto Filho, do escritório Covac Sociedade de Advogados, que representa a Semerj, comemorou a decisão. "A exigência de regularidade fiscal para a tramitação de atos regulatórios,  já foi repelida de forma categórica pelo TFR-2 e pelo próprio STF , podendo a decisão ora obtida socorrer qualquer IES filiada ao Semerj que porventura não esteja com sua regularidade fiscal em vigor”, explica o advogado.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Udesc faz apresentação sobre educação a distância em fórum nacional da Abruem

No fórum, Baretta fez uma apresentação sobre o tema "Os rumos da EAD nas universidades públicas: a institucionalização como um processo necessário". Confira os dados da apresentação.
Na sua fala, o reitor buscou fazer uma análise dos processos de ensino a distância implantados nas universidades, trazendo à reflexão aspectos importantes sobre as práticas de EAD, "que incluem a necessidade de pensar estruturas fortes e autônomas para além dos programas de fomento".
A apresentação também abordou os trabalhos desenvolvidos pela câmara, como o Programa de Mobilidade Virtual, que, na edição mais recente, contou com mais de 320 alunos matriculados em diversas instituições brasileiras, e a realização da pesquisa que mapeou as principais ações desenvolvidas pelas universidades na pandemia e seus respectivos impactos. 
A professora Vera destacou a importância do fórum e, em especial, o tema da apresentação da Câmara de EAD. "As instituições de ensino que ofertam a modalidade a distância com seriedade e compromisso necessitam pensar sua institucionalização como um processo necessário. Fico feliz que as universidades estaduais e municipais estejam fazendo esse movimento", afirmou. 

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Direito e administração são cursos superiores mais procurados pelos alunos em 2022; veja lista

Direito e administração são cursos superiores mais procurados pelos alunos em 2022; veja lista | Inovação Educacional | Scoop.it

Segundo a pesquisa, os cursos semipresenciais e híbridos tiveram o maior avanço, com 43% dos novos ingressantes, em comparação com o ano passado. Os presenciais vêm logo atrás, com aumento de 39%. Já para as graduações à distância, as matrículas cresceram 22%.
De acordo com o presidente da Abmes, Celso Niskier, o crescimento representa a "demanda reprimida" por cursos presenciais, causada pela pandemia de Covid-19, nos últimos dois anos. "Em 2020, parte dos alunos migrou para o EAD, por não haver oferta na modalidade presencial. Não é que a busca pelo ensino à distância cresceu pouco, e sim que o presencial estava com a demanda reprimida", explica.

No comment yet.
Scooped by Inovação Educacional
Scoop.it!

Vida teria começado nos cristais, dizem cientistas

Vida teria começado nos cristais, dizem cientistas | Inovação Educacional | Scoop.it

Desde o início de sua história, a Terra já dispunha de todos os ingredientes para gerar vida. Os elementos envolvidos na formação de moléculas orgânicas, como carbono, oxigênio, hidrogênio, nitrogênio, enxofre e fósforo, além de vários outros micronutrientes, já eram abundantes nas rochas, nos oceanos e na atmosfera desde que eles se formaram, há cerca de 4,5 bilhões de anos. A energia necessária para "cozinhar" todos esses elementos no caldeirão da Terra primitiva também era abundante, e provinha de diversas fontes: do calor interno do manto terrestre e daquele expelido em fumarolas oceânicas, do decaimento de elementos radioativos, da grande quantidade de impactos de meteoros, e até mesmo de raios.
Em 1953, os cientistas Stanley L. Miller e Harold C. Urey, da Universidade de Chicago, conduziram uma experiência que ficou famosa. Se todos estes ingredientes fossem postos num frasco fechado e "cozidos" por descargas elétricas que simulam raios, diversas moléculas orgânicas, como os aminoácidos, se formariam espontaneamente. O experimento foi repetido inúmeras vezes desde então, e parece confirmar que moléculas orgânicas podem ter sido um componente corriqueiro da Terra primitiva.
Moléculas orgânicas isoladas, porém, estão longe do que podemos chamar de vida. Existem várias definições para este conceito, mas as mais aceitas envolvem algumas propriedades principais: o que é vivo deve ser capaz de se reproduzir, carregar informação genética de geração em geração, e utilizar energia para realizar algum tipo de metabolismo.
A presença de moléculas orgânicas, a base do que chamamos vida, é condição necessária, mas está longe de ser suficiente. E isso porque, entre outros problemas, a "sopa" em que as moléculas orgânicas foram criadas foi provavelmente muito diluída, considerando o gigantesco volume do oceano primordial terrestre. Outro é que não basta produzir aminoácidos, lipídios, açúcares e outros componentes orgânicos: é preciso combinar as moléculas corretas.
A natureza é, de fato, prodigiosa na produção de moléculas orgânicas: um meteorito, por exemplo, pode apresentar mais de setenta tipos de aminoácidos. A vida, porém, é extremamente seletiva: ela usa uns vinte tipos. E é ainda mais exigente: cadeias de composição química idêntica podem apresentar organização de suas moléculas à esquerda ou à direita da cadeia principal, e essa diferença de simetria faz com que as chamadas cadeias de "mão esquerda" se comportem de forma distinta das cadeias de "mão direita" e vice-versa. Por algum motivo, a vida utiliza quase exclusivamente cadeias de mão esquerda.
É necessário, então, algum mecanismo que possa selecionar e concentrar as moléculas de composição e geometria correta, para que uma estrutura autorreplicante e capaz de passar informação de geração em geração possa ser construída, isto é, para que a receita da vida dê certo. Por sorte, a variedade enorme de minerais que compõe a crosta da Terra desde seus primórdios é capaz de fazer exatamente isto, agregando e concentrando moléculas orgânicas em sua superfície. Mais ainda, algumas faces cristalinas de minerais comuns, como o quartzo e a calcita, mostram uma aptidão para selecionar apenas moléculas de determinada geometria, isto é, elas são capazes de selecionar as moléculas de mão esquerda e as de mão direita. Além disto, alguns minerais podem servir como catalisadores de reações químicas, talvez de reações importantes para a formação de moléculas orgânicas, sua reprodução e metabolismo. Poderiam, então, as superfícies cristalinas dos minerais ter funcionado como o primeiro substrato no qual as moléculas orgânicas se organizaram em algo que pode ser chamado vida?
Experimentos neste sentido revelaram que a ideia é plausível. Estruturas de minerais como grafita e molibdenita, por exemplo, se demonstraram capazes de atrair e organizar espécies orgânicas cruciais, como a adenina e a guanina, duas das bases dos ácidos nucleicos, RNA e DNA, em interessantes estruturas bidimensionais. Outros cientistas chegaram a sugerir que não só as bases da vida surgiram nas superfícies dos minerais, mas que a primeira forma de "vida" foi exatamente uma espécie de argilomineral. Essa hipótese, defendida pelo químico Graham Cairns-Smith, da Universidade de Glasgow, volta à questão do que chamamos vida propriamente dita, e se existe algum estágio intermediário entre o vivo e o não vivo. Para Cairns-Smith, algumas espécies de argila carregam uma forma de informação genética em sua estrutura e composição química, com as argilas mais "aptas à sobrevivência" sendo escolhidas em um processo seletivo parecido com o visualizado por Darwin.
Seja como catalisadores de reações bioquímicas, uma tela onde a história da vida pôde ser pintada por meio do agrupamento e seleção das moléculas ideais para sua receita, ou até mesmo como os primeiros seres que de alguma forma poderiam ser interpretados como algo além do não vivo, a relação entre os minerais que compõem a Terra e a vida que se desenvolveu em sua superfície é mais uma prova de como estamos todos interligados em um grande sistema.

No comment yet.