Inovação Educacional
380.0K views | +0 today
Follow
 
Scooped by Luciano Sathler
onto Inovação Educacional
Scoop.it!

Live #inovaçãoéagora l Congresso de Inovação 2019 - YouTube

Vamos falar de Inovação? O 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria está chegando! Mas enquanto isso, reunimos um time de especialistas, representantes de pequenos negócios, indústrias e do governo para conversamos sobre a importância de investir em inovação como estratégia para o crescimento e competitividade dos negócios e do país.
more...
No comment yet.
Inovação Educacional
Noticias, publicacoes e artigos de opiniao que abram caminhos para a inovacao educacional.
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

A mudança na natureza do trabalho

A mudança na natureza do trabalho | Inovação Educacional | Scoop.it

Por Luciano Sathler
O Banco Mundial divulgou recentemente o Relatório de Desenvolvimento Mundial, publicação anual em que aborda temas relevantes do presente que afetam o futuro da sustentabilidade socioeconômica e ambiental das nações.
O tema da edição de 2019 é a mudança da natureza do trabalho. Envolve os impactos dos novos modelos de negócios propiciados pela tecnologia, a automação, bem como as respostas inclusivas que os governos e a sociedade civil precisam trabalhar a fim de preparar as pessoas para uma nova realidade.
Aqui, trazemos uma leitura dos trechos iniciais do Relatório de Desenvolvimento Mundial 2019, especialmente na sua base conceitual, que relaciona automação e inovação com a geração ou extinção de empregos.
É mais fácil avaliar como a tecnologia molda a demanda por competências, e gera transformações nos processos de produção, do que estimar seu efeito sobre as perdas de vagas para trabalhadores.
Há uma mudança nas competências mais bem recompensadas no mundo de trabalho. O prêmio é maior para as que não podem ser substituídas por robôs – competências cognitivas, como o pensamento crítico, e competências socioemocionais, como a gestão e a empatia que melhora o trabalho em equipe.
Trabalhadores com essas competências de maior complexidade são mais adaptáveis aos novos tempos. A disrupção dos processos desafia as fronteiras tradicionais das empresas, ao expandir cadeias globais de valor e alterar a geografia dos empregos.
Tecnologia e competências
A tecnologia tem alterado a forma como as pessoas trabalham – é crescente o número de organizações que mantêm contratos com profissionais independentes para compromissos de curto prazo. Nesse contexto, a precarização das relações de trabalho é especialmente agravada em um país como o Brasil, historicamente marcado pelo fosso da desigualdade de renda e de oportunidades.
A tecnologia aumentou a demanda por competências cognitivas e socioemocionais, tanto nas economias mais ricas quanto nas empobrecidas. As habilidades rotineiras, por outro lado, entraram em declínio.
É interessante notar, contudo, que a remuneração para combinações de diferentes tipos de competências parece aumentar. Essas alterações ocorrem não só por meio de novos empregos, que substituem trabalhos antigos, mas também pela mudança do perfil de competências em trabalhos existentes.
Algumas características da atual onda de progresso tecnológico são notáveis. As tecnologias digitais permitem que empresas surjam, expandam-se, diminuam ou desapareçam muito mais rapidamente, tornando difusos os limites dos negócios e da concorrência, além de desafiarem os padrões tradicionais de produção. Novos modelos de negócios – empresas de plataforma digital – evoluem de startups locais para se tornarem gigantes globais, muitas vezes com poucos funcionários e pequenos ativos tangíveis.
A capacidade fiscal para arrecadação dos governos é reduzida pela natureza virtual dos ativos produtivos. A ascensão dos mercados de plataforma permite que os efeitos da tecnologia alcancem mais pessoas mais rapidamente do que nunca. Indivíduos e empresas precisam apenas de uma conexão de banda larga para negociar bens e serviços online. Essa “escala sem massa” traz oportunidade econômica para milhões de pessoas que não vivem em países industrializados ou mesmo em áreas industriais.
A mudança dos tipos de competências e habilidades demandadas atinge essas mesmas pessoas. A automação eleva a remuneração sobre competências cognitivas de alta ordem em países avançados e economias emergentes. Investir no capital humano é a prioridade para aproveitar ao máximo essa evolução de oportunidade econômica.
As tecnologias digitais permitem que as empresas se automatizem, ao substituir o trabalho humano por máquinas. Ao mesmo tempo ampliar as oportunidades para inovar, pois expandem o número de trabalhos, serviços e produtos. O futuro do trabalho será determinado pela batalha entre automação e inovação – veja a figura mais abaixo. Em resposta à automação, declina o emprego em setores antigos. Já com a inovação, surgem novos setores e novos trabalhos.
Capital humano
Na maior parte dos últimos 40 anos, o capital humano tem servido como um escudo contra a automação, em parte porque as máquinas eram menos aptas para replicar tarefas mais complexas. Trabalhos com necessidades de baixa ou média competências foram mais afetados pela mudança tecnológica, por serem mais suscetíveis à automação ou pela menor complementaridade com a tecnologia.
O resultado é que a automação tem reduzido drasticamente a demanda por trabalhadores menos qualificados e a inovação tem favorecido os que têm acesso a mais educação de melhor qualidade – formal ou não-formal. Uma grande questão é se os trabalhadores deslocados pela automação terão competências necessárias para ocuparem os novos empregos criados pela inovação.
Como dito, três tipos de competências são cada vez mais importantes no mundo do trabalho:
1. Competências cognitivas avançadas, como resolução complexa de problemas;
2. Competências socioemocionais, como exigidas para o trabalho em equipe, e;
3.  Combinações de competências que são preditivas de adaptabilidade, como raciocínio crítico, resiliência e autoeficácia.
Desenvolver essas competências requer fortes fundamentos do capital humano e aprendizagem ao longo da vida, a começar pelos cuidados na primeira infância.
No entanto, os governos nos países mais empobrecidos não priorizam adequadamente o desenvolvimento na primeira infância e os resultados do capital humano entregues pela educação básica estão muito aquém do ideal – como no Brasil. A educação superior acaba por refletir a falta de priorização, direcionamento e financiamento adequados a diferentes perfis institucionais e dissociados da realidade local.
A criação de empregos formais é o melhor caminho, consistente com a agenda decente da Organização Mundial do Trabalho, para aproveitar as oportunidades da mudança tecnológica. Nos países empobrecidos, a maioria dos trabalhadores permanece nos empregos de baixa produtividade, muitas vezes no setor informal, com pouco acesso à tecnologia.
Falta de empregos de qualidade no setor privado deixa talentosos jovens com poucos caminhos para o emprego assalariado, assim como um ambiente inóspito ao empreendedorismo desestimula a juventude – uma triste realidade também junto a egressos da educação superior, inclusive da pós-graduação.
Quanto à educação continuada, ampliar e melhorar as oportunidades de aprendizagem dos adultos é uma necessidade para permitir aos que deixaram a escola que se alinhem de acordo com as mudanças das demandas do mundo do trabalho.
Para as sociedades se beneficiarem do potencial que a tecnologia oferece, elas precisarão de um novo contrato social centrado em maiores e mais bem direcionados investimentos na educação de qualidade, que garantam mais chances de inclusão da população e, progressivamente, a proteção social universal.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Pensando bem, ciência para quê? 

Pensando bem, ciência para quê?  | Inovação Educacional | Scoop.it

Para continuar descobrindo como o mundo funciona sem precisar esperar que os outros digam, o segundo país mantém um grupo de curiosos profissionais altamente educados e fornidos de instrumentos para garantir que eles continuarão enxergando novas questões sempre à frente dos outros países, abrindo o caminho para quem quiser seguir. 
Quando em dúvida sobre em quais questões investir, convidam os especialistas de outros países e pedem suas opiniões. Recentemente, se deram conta de que mais educação aumentava o bem-estar e saúde da população, e, portanto, a produtividade, e tornaram suas universidades gratuitas.
O primeiro país notou que não precisava de nada disso. Cientes de que controle é a essência do poder e quem domina o conhecimento detém as rédeas e só precisa de mais cavalos para puxar a carroça que leva os frangos para o mercado, os ricos ficaram mais ricos cada vez mais rápido, e resolveram investir no seu senso de esperteza. 
Dizem que até hoje não tomaram paulada. Recentemente, pararam de jogar dinheiro fora com seus curiosos profissionais e estão considerando cobrar pelo acesso às universidades. Porque afinal, educação além do mínimo necessário para criar e vender frangos é desperdício.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

O que os jovens brasileiros pensam da ciência e tecnologia?

O que os jovens brasileiros pensam da ciência e tecnologia? | Inovação Educacional | Scoop.it
O que os jovens brasileiros pensam da ciência e tecnologia? A primeira pesquisa nacional com o objetivo de responder a essa pergunta terá seus resultados apresentados no dia 24 de junho, segunda-feira, das 9h às 13h, na Tenda da Ciência do Museu da Vida. Realizado pelo Instituto Nacional de Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia e pela Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), o evento contará com a presença de especialistas na área da percepção pública da ciência e tecnologia do Brasil, da Argentina e dos Estados Unidos. Haverá tradução simultânea. A atividade é gratuita e aberta a todos os interessados, sem necessidade de inscrição prévia. O Museu da Vida fica no campus da Fiocruz em Manguinhos (Av. Brasil, nº 4.365, Rio de Janeiro/RJ).
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Detran abre inscrições para curso a distância de educação para ciclistas

Detran abre inscrições para curso a distância de educação para ciclistas | Inovação Educacional | Scoop.it

Estão abertas as inscrições para a 7ª edição do curso a distância de educação para ciclistas da Escola Pública de Trânsito do Detran, que se inicia em 24 de junho.
O curso semitutorado é gratuito, com certificação e direcionado a educadores, profissionais com perfil multiplicador, ciclistas e pessoas que pretendem usar a bicicleta no dia a dia.
A carga horária é de 24h, com dedicação de seis horas semanais durante quatro semanas. Os conteúdos incluem a história da bicicleta, as normas de circulação do ciclista e sua relação com motoristas e pedestres. Também são abordados os equipamentos de segurança, estacionamento de bicicletas, integração com transporte coletivo e compartilhamento de bicicletas, entre outros tópicos.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Guia apresenta metodologia para educação integral no território

Guia apresenta metodologia para educação integral no território | Inovação Educacional | Scoop.it

A aplicação de uma política educação integral demanda ações que vão além da escola e envolvem parcerias com toda a comunidade. Nos projetos do “Bairro-Escola Rio Vermelho”, em Salvador (BA), e “Transformando São Miguel dos Campos pela Educação”, em São Miguel dos Campos (AL), o Instituto Inspirare, seus parceiros, fóruns e grupos locais somaram esforços para colocar em prática uma concepção de educação orientada a desenvolver crianças, adolescentes e jovens em suas dimensões física, cognitiva, intelectual, afetiva, social e ética. O resultado e a metodologia que detalha como esse trabalho foi feito agora está disponível no Guia Educação Integral no Território, publicado no Porvir.
Como descrito na apresentação do guia, a metodologia adotada nos dois programas tem como ponto comum o fato de partir da escuta das pessoas para conhecer suas realidades, compartilhar desafios, mapear oportunidades, reconhecer o potencial do território e dos indivíduos para planejar e executar soluções em conjunto. A sistematização dessas práticas tem como objetivo demonstrar como acontece a busca e articulação de parceiros, a elaboração de um plano de educação integral, sua implementação e monitoramento com vistas à sustentabilidade.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Índice de suicídio entre adolescentes cresce 24% em nove anos

Índice de suicídio entre adolescentes cresce 24% em nove anos | Inovação Educacional | Scoop.it
Pesquisa indica que, entre 2006 e 2015, índice teve aumento de 24% entre jovens; OMS trabalha em escala global para redução das taxas
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

O que SP quer mudar na escolha de gestores escolares

O que SP quer mudar na escolha de gestores escolares | Inovação Educacional | Scoop.it
Iniciativa proposta na gestão de João Doria busca selecionar novos servidores a partir de ‘competências administrativas’
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Meninas na Ciência

A SBPC lança nesta segunda-feira, 17 de junho de 2019, o vídeo “Meninas na Ciência", o segundo da série #SomosTodosCiência. Gravado com participantes da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) deste ano, jovens estudantes do Ensino Médio contam no vídeo como veem esse fantástico mundo da ciência, suas expectativas para se tornarem cientistas e deixam bem claro que a ciência é para todos.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Universidades vão ajudar na recuperação da bacia do Rio Doce

Universidades vão ajudar na recuperação da bacia do Rio Doce | Inovação Educacional | Scoop.it

Universidades de Minas Gerais e do Espírito Santo vão participar de pesquisas para identificar formas de recuperação das áreas da bacia do Rio Doce, impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, em 5 de novembro de 2015. A intenção dos estudos é monitorar e gerar soluções inovadoras para as ações de reparação.
Os 15 projetos selecionados, entre as 40 propostas recebidas, foram divulgados pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), que desenvolve o trabalho em parceria com a Fundação Renova e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes). No total, as propostas receberão R$ 5,6 milhões de apoio aos projetos de pesquisa que têm duração de até dois anos.
Há projetos voltados para o desenvolvimento sustentável como o da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), que propõe a utilização do rejeito de barragem de minério para fabricação artesanal de tijolos que serão usados na construção de moradias.
Já a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) vai desenvolver o projeto de uso do rejeito sedimentado da bacia do Rio Doce no desenvolvimento de componentes para a construção civil.
Para a educação e a cultura, a Universidade Federal de Viçosa (UFV) propõe a implantação de uma rede de conhecimento e cooperação entre pesquisadores, alunos e moradores da bacia do Rio Doce. Na área ambiental, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) pretende desenvolver meios para o monitoramento do ecossistema em áreas com influência da foz.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Inovação é crucial para aumentar o ganho de produtividade do país

Inovação é crucial para aumentar o ganho de produtividade do país | Inovação Educacional | Scoop.it

A estagnação da produtividade da economia brasileira nos últimos anos se deve, entre outros fatores, à baixa atividade de inovação do setor industrial no país. A fim de mudar esse quadro serão necessárias políticas públicas que fortaleçam a agenda da inovação e, principalmente, de um esforço maior da iniciativa privada em incorporá-la.
A avaliação foi feita por participantes de um debate durante o 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria. Promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o evento ocorreu nos dias 10 e 11 de junho em São Paulo.
“O Estado tem o papel importante de alavancar o investimento e o esforço do setor privado em inovação. Mas o protagonismo nessa seara é, fundamentalmente, da iniciativa privada”, disse Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo (CTA) da FAPESP, durante o evento.
“Sem uma iniciativa forte do setor privado em inovar, as políticas públicas voltadas a fomentar essa atividade serão inócuas”, disse Pacheco.
Segundo Jorge Almeida Guimarães, diretor-presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Emprapii), há 307 mil empresas classificadas como indústrias no Brasil, das quais 83% são pequenas empresas.
Se um número pequeno dessas empresas inovasse já seria possível, em poucos anos, sair da crise econômica em que o Brasil se encontra, estimou. “Estimular a inovação nas pequenas indústrias brasileiras representa um enorme desafio e custa caro. Precisamos de políticas públicas que facilitem esse processo”, disse.
Políticas públicas de apoio à inovação deveriam ter foco não só a inovação disruptiva, baseada em pesquisa e desenvolvimento (P&D), mas também na inovação incremental, recomendou Igor Nazareth, subsecretário de inovação do Ministério da Economia. “A inovação organizacional e de processos, por exemplo, traz ganhos de produtividade para as indústrias”, disse.
Outra medida necessária é estimular a difusão de tecnologias existentes, como de internet das coisas (IoT), big data, robótica avançada e inteligência artificial, que permitiriam ao setor industrial brasileiro se capacitar para atender às exigências da indústria 4.0 ou da manufatura avançada no país, ponderou Pacheco.
“Ao olhar para o parque industrial do país vemos que há uma grande necessidade de difundir tecnologias existentes de modo a atualizá-lo. Parte das políticas públicas de inovação deve ter esse foco”, disse o diretor-presidente da FAPESP.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

A escola pública é cemitério de sonhos no Brasil

A escola pública é cemitério de sonhos no Brasil | Inovação Educacional | Scoop.it

Em um país tão desigual como o nosso, onde a grande maioria dos adultos é analfabeta funcional, não podemos esperar que as famílias sejam responsáveis por ampliar o horizonte das nossas crianças
A importância dos sonhos e da motivação para a formação de pessoas capazes de prevalecer sobre circunstâncias adversas é uma constatação neurocientífica. Steven Pinker, doutor em psicologia e professor de Harvard, explica que, ao desejarmos algo – projetando em nossa mente a ideia com imagens coloridas –, criamos novas conexões neuronais e aumentamos, assim, a nossa capacidade cerebral. Quando elaboramos projeções no pensamento, a mente acredita que estamos vivendo aquela situação e organiza o corpo para aproveitá-la. O poder é tamanho que o cérebro estimula a produção de neurotransmissores e fortalece o sistema imunológico. Grandes feitos nascem primeiro na mente e depois ganham vida fora dela. Podemos sonhar agora com um amanhã que ainda não chegou.
Da teoria à prática, o caminho é inóspito. Basta olhar algumas escolas públicas, que logo se percebe a distância entre a ciência e a dura realidade das salas de aula. Enquanto crianças pequenas sonham com até mesmo duas  ou três profissões, os alunos chegam ao ensino médio sem um sonho sequer. Diversas vezes, ao questioná-los se tinham algum sonho, qualquer que fosse, apenas um de cada dez alunos levantava a sua mão. Ao conversar com os alunos que não conseguiam expressar um sonho, logo vinham as razões. Familiares, vizinhos e, até mesmo, professores tinham lhes dito que pessoas de sua cor, gênero, orientação sexual ou origem não faziam faculdade. Muitas das histórias que ouvi tinham afirmações na linha de: "coloque-se no seu lugar", "olhe de onde você é", "pessoas como você não fazem medicina", "ser cientista é coisa de rico”. Diante de tantos “nãos” – afinal de contas, ninguém de suas famílias ou comunidades havia conquistado algo pelos estudos –, esses jovens foram deixando de sonhar e perdendo a motivação pelos estudos.
Em seu livro "Breves respostas para grandes questões", o astrofísico Stephen Hawking conta que, desde criança, era apaixonado por entender como as coisas funcionavam e, por essa razão, sonhava e permanecia fascinado por descobrir os mistérios do mundo. A “mente humana é uma coisa incrível (...). Porém, toda mente necessita de uma fagulha para atingir seu pleno potencial (...). Muitas vezes, essa centelha vem do professor”. O que acontece é que, com a desvalorização da carreira docente e a falta de exemplos próximos de pessoas que transformaram suas vidas pelos estudos, a escola acaba se tornando um cemitério e não a incubadora de sonhos que deveria ser.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Enactus

Enactus é uma organização internacional sem fins lucrativos dedicada a inspirar os alunos a melhorar o mundo através da Ação Empreendedora.
A Enactus Brasil é um dos 37 países ao redor do mundo que opera o programa Enactus. Somos uma rede de estudantes, líderes executivos e líderes acadêmicos, onde fornecemos uma plataforma para os universitários criarem projetos de desenvolvimento comunitário que colocam capacidade e talento das pessoas em foco. Com isso, nossos alunos fazem da Ação Empreendedora a ferramenta que transforma vidas. E a transformação acontece dos dois lados: as pessoas que servimos e os alunos, que desenvolvem valores para se tornarem os verdadeiros líderes do futuro.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Atenção, escola!

Atenção, escola! | Inovação Educacional | Scoop.it
Enquanto o sistema educacional se comportar como uma fábrica de conteúdos e avaliações, alunos e professores vão achar as distrações digitais muito mais interessantes
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Investir em educação é eficaz para redução de homicídios, diz Unicef

Investir em educação é eficaz para redução de homicídios, diz Unicef | Inovação Educacional | Scoop.it

Um conjunto de estudos promovidos e apoiados pela Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), vinculada à Organização das Nações Unidas, apontam evidências de que garantir o direito à educação é uma estratégia eficaz para a proteção da vida e para a prevenção da violência. Com base em tais pesquisas, a entidade aposta no acesso à escola como um mecanismo fundamental para reverter a tendência atual que, segundo ela, pode levar à morte de quase 2 milhões de crianças e adolescentes no mundo até 2030.
Os estudos estão em debate no seminário "Educação é Proteção contra a Violência", que começou hoje (17) e está reunindo especialistas, autoridades, sociedade civil e lideranças adolescentes no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. O evento é organizado pela Unicef em parceria com a Cidade Escola Aprendiz, uma organização da sociedade civil de interesse público, que se dedica a promover perspectiva integral da educação.
As pesquisas revelam ainda que, na maior parte das vezes, o jovem vítima de homicídio está fora da escola ou em vias de abandoná-la. "Estar na escola é um fator de proteção", avalia Florence Bauer, representante do Unicef no Brasil. No Ceará, por exemplo, um levantamento feito em Fortaleza e em outros seis municípios mostrou que 70% dos meninos e meninas assassinados haviam largado a escola há, pelo menos, seis meses.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Ciência e educação são essenciais para o bem estar do Brasil

O Brasil tem uma longa história de importantes descobertas científicas que contribuíram para a riqueza e o bem-estar geral do país. Em artigo para a revista Nature, o professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Paulo Boggio, argumenta que isso só se sustenta se o governo parar de cortar o orçamento de pesquisa e educação e começar a investir no intelecto humano e na ciência

Cultivar sociedades saudáveis depende de permitir que as pessoas neles sigam sua curiosidade e seus desafios intelectuais, como Bertrand Russell enfatizou em seu discurso no Prêmio Nobel (“… a coisa principal necessária para tornar o mundo feliz é a inteligência”). Em nenhum lugar isso é mais verdadeiro do que nas ciências. Quando há ameaças ativas à ciência e à busca do conhecimento, todos sofrem.

Tomemos o caso do Brasil. Segundo a Unesco, o Brasil gasta 1,3% do seu produto interno bruto (PIB) em pesquisa e desenvolvimento (P&D) e tem 881 pesquisadores por milhão de habitantes (para comparação, EUA e Israel gastam 2,7% e 4,2% do PIB em P&D e têm 4.255 e 8.250 pesquisadores por milhão, respectivamente). No entanto, o orçamento de P&D já limitado do Brasil está ameaçado por cortes recorrentes.

Isso faz com que ser um cientista no Brasil se torne uma decisão arriscada, cheia de incertezas. Imagine que o seu subsídio foi aprovado e você contratou os alunos de pós-doutorado e doutorado especificados no orçamento, apenas para receber uma mensagem de que o dinheiro acabou. Esse é o estado da ciência no Brasil agora.

Abraham Weintraub, o novo ministro da Educação, referiu-se às principais universidades federais como lugares em frangalhos e anunciou cortes financeiros em educação e bolsas de estudo para doutorado. Centenas de milhares de professores e estudantes foram às ruas em 15 de maio de 2019 para protestar contra esses cortes, apenas para serem chamados de “idiotas úteis” pelo presidente, Jair Bolsonaro. O desenvolvimento da inteligência de Russell, portanto, enfrenta dois problemas principais no Brasil: cortes de investimento e difamação das principais universidades públicas e institutos de pesquisa.

A ciência brasileira não é ameaçada pela falta de cientistas e intelectuais brilhantes. Pelo contrário, tem uma história de impressionantes conquistas científicas. Por exemplo, Vital Brazil (1865–1950) descobriu o soro antiofídico polivalente usado para tratar picadas de cobra. Carlos Chagas (1879–1934), duas vezes indicado para o Prêmio Nobel (Medicina), foi o primeiro a descrever a doença de Chagas, que recebeu esse nome em sua homenagem. Recentemente, o matemático brasileiro Artur Ávila conquistou a Medalha Fields, em 2014, e o físico Paulo Artaxo é um dos membros do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas que recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2007. A epidemiologista Celina Turchi e uma rede de colaboração internacional estabeleceram a relação entre os vírus zika e a microcefalia em 2016.

Esses exemplos não são casos isolados. De acordo com um relatório do Clarivate Analytics, o Brasil ocupa o 13º lugar em volume de produção científica e aumentou seu impacto em citações em 15% nos últimos 6 anos. Em áreas como ciência espacial e física, o impacto científico está bem acima da média mundial e inclui publicações que estão entre os top 1%.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Empresa que investe em educação ajuda no sucesso da carreira dos funcionários

Empresa que investe em educação ajuda no sucesso da carreira dos funcionários | Inovação Educacional | Scoop.it
Modelo que pode inspirar outras organizações, a Academia Santander foi premiada internacionalmente por boas práticas, conta a especialista Marisa Eboli em artigo
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Inep investiga faculdades particulares suspeitas de fraudar o Enade no Mato Grosso

Inep investiga faculdades particulares suspeitas de fraudar o Enade no Mato Grosso | Inovação Educacional | Scoop.it
Denúncias dizem que direção de três faculdades antecipou formaturas de alunos com notas baixas para que só os bons alunos fizessem a prova. Objetivo do Enade é avaliar as instituições de ensino.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Colégio particular do Piauí lidera ranking do Enem 2018 por escola 

Colégio particular do Piauí lidera ranking do Enem 2018 por escola  | Inovação Educacional | Scoop.it

Os alunos do Instituto Dom Barreto, do Piauí, conseguiram a maior nota média no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2018. A unidade particular de Teresina desbancou o Colégio Bernoulli, de Minas, que por cinco anos registrou o melhor desempenho no exame.
Das 100 escolas mais bem colocadas, 76 são do Sudeste. O Nordeste tem 13 escolas na lista, o Centro-Oeste, 10, e a região Sul aparece com 1 escola nesse grupo. 

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Quatro debates importantes para a criação de um Sistema Nacional de Educação

Quatro debates importantes para a criação de um Sistema Nacional de Educação | Inovação Educacional | Scoop.it
Falta de articulação e coerência entre políticas educacionais dificulta trabalho dos gestores educacionais e o aumento da qualidade de ensino
Um simples trabalho em grupo, metodologia de ensino usada em tantas salas de aula do País, não pode atingir seu objetivo sem a colaboração de cada integrante, a definição clara dos objetivos de todos os participantes e os meios para chegar à solução. Se a necessidade de encontrar soluções conjuntas é um desafio na classe, fora dela não é diferente; nem quando se refere aos mais altos níveis de administração educacional.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Faculdade Pitágoras é multada em R$ 1 milhão por irregularidades

Faculdade Pitágoras é multada em R$ 1 milhão por irregularidades | Inovação Educacional | Scoop.it

Na faculdade, foram constatadas falhas que, segundo o Procon, comprometem diretamente o processo de ensino-aprendizagem, como a demora no atendimento, falhas no sistema on-line, descumprimento da oferta de disciplinas no período contratado, entre outras violações dos direitos dos alunos.
“Foram inúmeras tentativas de conciliação junto à Instituição de Ensino, todas frustradas. Por isso, estamos aplicando mais uma medida punitiva em prol da garantia de direitos dos alunos, que não podem mais ser prejudicados, e merecem um ensino de qualidade”, declarou a presidente do Procon, Karen Barros.
O Procon informou ainda que faculdade Pitágoras tem 10 dias para apresentar recursos, nas decisões em primeira instância, ou 30 dias para efetuar o pagamento da multa. Em caso de descumprimento, a faculdade será inscrita na dívida ativa do Estado do Maranhão para subsequente cobrança executiva.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Por um novo consenso na Educação

O outro exemplo foi a reforma do ensino médio, que começou com uma tentativa de quebrar o consenso do currículo único tradicional e propor a implantação de trajetórias escolares diversificadas a combinadas com um núcleo comum. À medida que o projeto ia sendo discutido, o tamanho deste núcleo comum aumentava, atendendo às demandas dos professores das diversas disciplinas, até se transformar numa versão reduzida do currículo tradicional, deixando as trajetórias curriculares em segundo plano e diluindo a proposta inicial. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que deveria ser reformulado para corresponder ao novo formato, continua como está. O novo ensino médio entra em vigor em 2020, e as escolas não sabem o que fazer.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Escolas brasileiras têm a chance de mandar experimentos ao espaço

Escolas brasileiras têm a chance de mandar experimentos ao espaço | Inovação Educacional | Scoop.it
Estudantes podem criar experimentos para participar de concurso da NASA que leva projetos até a Estação Espacial Internacional: saiba como fazer sua inscrição
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

DCC da UFMG e Maxtrack fecham parceria na área de IoT

DCC da UFMG e Maxtrack fecham parceria na área de IoT | Inovação Educacional | Scoop.it

O ecossistema de inovação em Minas Gerais acaba de ganhar mais uma parceria importante. O Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (DCC/UFMG) e a empresa mineira Maxtrack fecharam contrato, no início deste mês, para a realização de um projeto na área de internet das coisas (IoT). A pesquisa será possível por meio do investimento da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).
De acordo com o fundador da Maxtrack, Gustavo Horta Travassos, a parceria permitirá a popularização de uma tecnologia que hoje é restrita a grandes empresas ou órgãos públicos. Ele se refere ao vídeo analítico, que consiste na aplicação de técnicas de visão computacional às imagens de câmeras de segurança, a fim de se extrair delas informações relevantes. Com fábrica instalada em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), a Maxtrack atua há 15 anos com tecnologia de rastreamento e telemetria. A empresa tem milhares de câmeras espalhadas no Brasil, oferecendo soluções para monitoramento de carga, contêineres, pessoas, animais, ativos fixos e móveis.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Inep participa do lançamento do Pisa para Escolas no Brasil

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) esteve presente na Conferência Internacional de Lançamento do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) para Escolas no Brasil, realizada nesta quinta-feira, 13 de junho, no Rio de Janeiro (RJ). A autarquia, que foi representada pelo diretor substituto de Avaliação da Educação Básica, Camilo Mussi, é responsável pela condução do Pisa no país.
Em seu debate no painel “O Pisa Global e o Pisa para Escolas: conceituação e importância para a avaliação e melhoria de desempenho das escolas”, o diretor do Inep destacou os esforços empregados para a melhoria das escolas. "O Ministério da Educação e o Inep apoiam a iniciativa de trazer às escolas a oportunidade de verificar, por meio de testes computadorizados e padronizados internacionalmente, as proficiências dos seus alunos, permitindo o compartilhamento das melhores práticas existentes nas escolas brasileiras”, afirmou.
A conferência foi realizada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), juntamente com a Fundação Cesgranrio, e contou com a participação do diretor de Educação e Competências da OCDE e do Pisa, Andreas Schleicher; especialistas da organização; representantes dos governos federal, estadual e municipal; dirigentes de instituições de ensino públicas e particulares; profissionais de avaliação educacional; professores e estudantes.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Google lança 18 especializações gratuitas com aulas em português

Google lança 18 especializações gratuitas com aulas em português | Inovação Educacional | Scoop.it

O Primer, aplicativo gratuito de capacitação com lições de negócios e marketing digital do Google, pode ser utilizado por todos os brasileiros interessados!
“Redes Sociais”, “Planejamento de Negócios”, “Construção de Marca”, “Vídeo Marketing”, “Marketing Digital”, “Analytics” e “Comunicação com o Cliente” são algumas das 18 especializações disponíveis.
Google disponibiliza lições de negócios e marketing em app
O usuário que concluir quatro lições dentro de um mesmo tema vai receber o título da especialização estudada. As aulas são elaboradas em parceria com especialistas do Google ou com base em estudos de casos de grandes empresas.
Nesta versão, o aplicativo reúne 127 aulas em português, com média de cinco minutos de duração cada. A aprendizagem é feita de forma prática e rápida, além disso, o material também fica disponível off-line. A ferramenta pode ser baixada gratuitamente em aparelhos iOS e Android.
Confira todas as especializações do app:
1. Planejamento de Negócios
2. Vendas
3. Construção de Marca
4. Engajamento
5. Sites
6. Comunicação com Cliente
7. Redes Sociais
8. Gerenciamento de Negócios
9. Marketing Digital 1
10. Marketing de Conteúdo
11. Analytics
12. Insights
13. Empreendedorismo
14. Mobile Marketing
15. Vídeo Marketing
16. Marketing Digital 2
17. Experiência do Usuário
18. Gerenciamento de Agências

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

O boom do empreendedorismo digital no Brasil

O boom do empreendedorismo digital no Brasil | Inovação Educacional | Scoop.it
Nosso ecossistema está em seu melhor momento, apesar da crise, mas temos um desafio enorme pela frente: formar quem vai trabalhar nas empresas que nascem hoje
more...
No comment yet.