Random news around the world
1 view | +0 today
Follow
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Paulo Bastos
Scoop.it!

A trama dos generalistas

A trama dos generalistas | Random news around the world | Scoop.it

O Verão acabou e, com a chegada do Outono, o tempo cinzento e chuvoso não deve tardar a aparecer. Para além de nos obrigar a retirar os casacos e camisolas de malha quentes e confortáveis do nosso armário, a vontade de sair de casa, para enfrentar o vento e frio, acaba por morrer. Ora, isto significa dispensar mais do nosso tempo dentro de casa, em frente ao computador ou televisor, embrulhados numa manta.Muitos pegam no seu disco rígido que contém todas as suas séries e filmes favoritos e gostam de vê-los, um por um, até se fartarem. Mas há dias em que só apetece deitar no sofá, agarrar no comando e ligar a televisão, começando o tão habitual, a alguns, zapping.

 

O que podemos então assistir na televisão portuguesa nestes negros dias? Para quem não possui as dezenas de canais pagos que alguns serviços oferecem tem de se contentar com os quatro canais nacionais mais conhecidos entre os portugueses. Com a sua programação dirigida a todos os públicos, a RTP1, SIC e TVI são os canais com maior audiência televisiva. Blocos informativos preenchem a hora das refeições e programas de entretenimento as manhãs e tardes, com os habituais “incentivos” do possível prémio monetário para quem se dá ao trabalho de fazer uma ou mais chamadas telefónicas para o número tantas vezes indicado ao longo do programa. O serão é maioritariamente dedicado a telenovelas melodramáticas e algumas madrugadas ao cinema, com filmes tantas vezes transmitidos, ou a algumas séries estrangeiras que até têm qualidade e são de mérito reconhecido internacionalmente.

 

Os canais generalistas presenteiam-nos com a rotineira e, por vezes, degradante programação semanal. Com os fins-de-semana aproveitados para distrair os portugueses com mais programas de entretenimento e filmes, sendo as noites de domingo da SIC e TVI reservadas para os programas de (incrível) elevada audiência, o consumo desta invariável programação, apesar de todas as supostas renovações e novidades que publicitam, parece não decrescer. É facto que para quem só tem os quatro canais não tem muito por onde escolher e acaba por cair nesta teia de programas televisivos.

 

Há, no entanto, uma pequena escapatória que é, infelizmente, o canal com menos share televisivo. Podendo ser visto como um canal generalista alternativo, a RTP2 possui uma programação que difere totalmente dos outros três canais, sendo constituída por um vasto leque de programas culturais, indo desde a ciência à arte, passando pelo desporto (que não o futebol) e o ambiente, incluindo blocos dedicados aos mais pequenos.

 

A RTP2 oferece ao telespectador programas culturais, informativos e educativos não só dedicados a todo o tipo de público, mas também a alguns em particular. Com a maioria das noites dedicadas a séries estrangeiras de sucesso e programas humorísticos, este canal acaba por se tornar indubitavelmente uma fuga aos de fácil consumo.

Para os mais exigentes em termos de consumo cultural, quando limitados a quatro canais televisivos, a sua escolha é deveras pequena. Para remediar só mesmo aderindo a um dos serviços pagos para usufruir de um leque de opções variado. Mas para quem, pelo contrário, não procura puxar pela massa cinzenta e vê televisão para matar um pouco do seu tempo e abstrair-se dos seus problemas os canais generalistas servem perfeitamente para esse fim.

 

Por Paulo Bastos

more...
No comment yet.
Scooped by Paulo Bastos
Scoop.it!

Maratona pelo universo da Sétima Arte

Maratona pelo universo da Sétima Arte | Random news around the world | Scoop.it

Celebrando a 5ª edição, o Lisbon & Estoril Film Festival alarga fronteiras, distribuindo filmes e eventos pelos dois espaços, Lisboa e Estoril, equitativamente.

por Paulo Bastos

 

Chegou ao fim, no dia 13 de Novembro, a edição 2011 do festival de cinema, Lisbon & Estoril Film Festival (LEFF), dirigido por Paulo Branco. Este ano estende-se, pela primeira vez, a Lisboa, com o objectivo de alcançar mais público e projecção.

Começou oficialmente no dia 4 de Novembro, sexta-feira, no Centro de Congressos do Estoril, com a abertura de duas exposições, “Observations Of Life” e “Gaza 2010”, do reputado director de fotografia Peter Suschitzky e o fotógrafo vencedor do Prémio Carmignac Gestion de Fotojornalismo Kai Wiedenhöfer, respectivamente.

 

As antestreias nacionais de “Killer Joe”, de William Friedkin, e “Restless”, de Gus Van Sant, marcaram o primeiro dia do festival mas, outras preencheram os dias seguintes, como é o caso de “The Ides Of March”, de George Clooney, e “The Dangerous Method”, de David Cronenberg, este que marcou presença no festival.

 

Ilustres figuras da Arte mundial fizeram parte do júri oficial da edição deste ano do LEFF, incluindo o Prémio Nobel da Literatura J.M. Coetzee, o artista plástico José Barrias, os escritores Don DeLillo, Siri Hustvedt e Paul Auster.

O júri atribuiu o Prémio de Melhor Filme à longa-metragem de Angelina Nikonova, “Twilight Portrait”.

 

Kate Winslet protagoniza a mini-série “Mildred Pierce”, exibida integralmente no Centro de Congressos do Estoril, série nomeada para mais de vinte prémios Emmy e o mais recente trabalho de Todd Haynes, director de “Far From Heaven” e “Velvet Goldmine”.

 

Marcaram presença célebres convidados, como os actores Paul Giamatti, Sarah Gadon (ambos parte do elenco do filme “Cosmopolis”, de David Cronenberg, apresentado no terceiro dia do LEFF) e Louis Garrel, o director de fotografia Christopher Doyle, os realizadores Leos Carax e Luc Dardenne, o supervisor musical Randall Poster, o cineasta francês Bertrand Bonello, que, no último dia do LEFF, exibiu o seu mais recente filme “L’Apollonide”.

 

more...
No comment yet.
Scooped by Paulo Bastos
Scoop.it!

Regresso às aulas, regresso às festividades estudantis

Regresso às aulas, regresso às festividades estudantis | Random news around the world | Scoop.it

Algumas tunas mistas conimbricenses juntaram-se e relembraram aos estudantes que o início do ano lectivo não traz consigo apenas a habitual enfadonha rotina de estudos e trabalhos.

Por Paulo Bastos

 

O Centro Cultural Dom Dinis foi palco de mais um encontro de tunas mistas, na segunda-feira, dia 3 de Outubro, pelas 21h30. Com a organização da Phartuna, tuna da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra (FFUC), e a participação da Desconcertuna, tuna da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCEUC), da K&Batuna, tuna da Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC) e também da Quantunna, da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra (FCTUC), este evento, I Praxis Tuna, teve como objectivo mostrar aos recém-chegados estudantes do ensino superior de Coimbra o espírito da vida académica e um vislumbre do significado de estudar nesta cidade.

 

Num espaço pequeno mas acolhedor, a Phartuna deu início à festa, passando a “palavra” à Desconcertuna que logo animou doutores e caloiros das várias escolas presentes. A habitual competição de cursos e escolas presenciada em vários momentos da vida académica conimbricense nada foi sentida, sendo substituída pela harmonia de todos os presentes, que aplaudiam a cada música. A K&Batuna apresentou-se posteriormente, sendo seguida depois pela Quantunna, que tomou o seu lugar. A Phartuna encerrou por fim o evento, e apelou a todos os presentes para permanecerem mais um pouco para o convívio.

 

Cada tuna teve ainda o cuidado de, no fim de cada actuação, apresentar aos caloiros e doutores, quiçá interessados em fazer parte da sua tuna, o seu horário de ensaios.

Aos caloiros da ESEC já tinha sido oferecida a oportunidade de assistir à performance da K&Batuna durante a Semana de Recepção ao Caloiro, sendo esta uma nova ocasião para quem tenha gostado ou quem não tenha estado presente na sua actuação anterior.

more...
No comment yet.