Ocupar Portugal
4.1K views | +0 today
Follow
Ocupar Portugal
Ocupar Portugal. Por quê? Para quê? O que fazer? Onde? Quem? Como? Quando? Quanto?
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Incendiar o país para andar de metro - Corta-fitas

Incendiar o país para andar de metro - Corta-fitas | Ocupar Portugal | Scoop.it
O país tem um bolo financeiro robusto, oriundo da União Europeia, para apoiar políticas de coesão.
Naturalmente, estas políticas de coesão pretendem ajudar as regiões mais pobres a aproximar-se dos níveis sociais e económicos das regiões mais ricas.
Seri
Virgilio A. P. Machado's insight:
«A responsabilidade política sobre as consequências dos fogos não se mede pelo que se passou no dia 15 de Outubro (ou não é sobretudo aí), a responsabilidade política sobre os fogos mede-se no facto do governo ter feito uma escolha clara: prefere deixar arder o país onde não há votos, se for esse o preço a pagar por aumentar um pouco menos o preço dos bilhetes nos metros de Lisboa e Porto, onde se ganham as eleições.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Reportagem. António Costa: 6 minutos e 47 segundos a limpar floresta –

Reportagem. António Costa: 6 minutos e 47 segundos a limpar floresta – | Ocupar Portugal | Scoop.it
Costa vestiu-se a rigor, pegou na roçadora e ajudou na limpeza da Serra de São Mamede. Ele e os outros 20 membros do Governo, que estiveram po
Virgilio A. P. Machado's insight:
«Durante rigorosamente seis minutos e 47 segundos, o primeiro-ministro vestiu a pele de sapador florestal, pegou na roçadora e limpou o terreno. Ok, não foi necessariamente durante todos os seis minutos e 47 segundos — pelo meio, três minutos depois de ter começado, António Costa esqueceu-se de «dar corda» ao aparelho e o carreto travou. «Já encravou a máquina», ria-se alguém na assistência. O improvisado assistente operacional corrigiu o problema em segundos e lá voltou António Costa à sua brevíssima missão.» (Com comentários)
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

A fraude das sondagens –

A fraude das sondagens – | Ocupar Portugal | Scoop.it
A Lisboa política sabe que a Eurosondagem favorece sistematicamente o PS mas o Expresso e a SIC continuam a trabalhar com a empresa. Tudo isto di
Virgilio A. P. Machado's insight:
«Não acredito que o PS não esteja actualmente à frente do PSD nas intenções de votos. Estará seguramente, mas duvido que a diferença seja tão grande. Ou pelo menos, a história recente da Eurosondagem não me dá qualquer confiança na empresa. [...] Os erros sistemáticos de uma empresa de sondagens e sempre a favor do mesmo partido deturpam a democracia. Qualquer pessoa envolvida na política sabe que as sondagens servem propósitos políticos. Mobilizam o eleitorado dos partidos que estão na frente e desmobilizam aqueles com sondagens fracas.» (Com comentários)
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Expresso | Ordem culpa Finanças por falta de psicólogos e diz que Centeno fez autocrítica

Expresso | Ordem culpa Finanças por falta de psicólogos e diz que Centeno fez autocrítica | Ocupar Portugal | Scoop.it
A Ordem dos Psicólogos culpa as Finanças pela ausência de concursos para os prometidos profissionais a contratar para a Saúde em 2017 e 2018 e lê como uma autocrítica as declarações de Mário Centeno sobre gestão na saúde
Virgilio A. P. Machado's insight:
«O bastonário dos Psicólogos, Francisco Miranda Rodrigues, lamenta que não tenha sido aberto qualquer concurso para os quase cem psicólogos prometidos para 2017 e para este ano para o Serviço Nacional de Saúde (SNS). Para 2017 tinha havido o compromisso de contratar 55 psicólogos e este ano deviam ser contratados mais 40 para o SNS.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Expresso | Concursos à medida em serviço das Câmaras de Oeiras e Amadora

Expresso | Concursos à medida em serviço das Câmaras de Oeiras e Amadora | Ocupar Portugal | Scoop.it
Um membro do júri avalia um candidato. A seguir trocam papéis: o avaliado passa a avaliador de quem o avaliou
Virgilio A. P. Machado's insight:
Isto são cinco concursos, mediatizados por Isaltino Morais estar por perto (votaram nele, agora aturem-no, mas o próprio artigo reconhece que «Com efeito, as duas câmaras e as duas assembleias municipais (ainda no anterior mandato) deram luz verde ao processo, em pelo menos quatro votações. Todas só com votos favoráveis, das várias forças representados nos dois concelhos: PS, os independentes do movimento de Isaltino (na altura ainda com Paulo Vistas em Oeiras), PSD, CDU, CDS, BE e PAN.»). E os outros concursos? Os outros? Todos os outros? Ainda há alguém que acredite neles?
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Trickle-down, trickle-up, eis a questão. E qual tem sido a opção? Parte II – Introdução (1ª parte), por Júlio Marques Mota

Trickle-down, trickle-up, eis a questão. E qual tem sido a opção? Parte II – Introdução (1ª parte), por Júlio Marques Mota | Ocupar Portugal | Scoop.it
Uma nova série sobre as novas tempestades que se vislumbram já no horizonte Parte II - Introdução. Um texto que poderia ser uma carta a enviar ao ministro Manuel Heitor sobre o ensino superior em Portugal. (1ª parte) Por Júlio Marques Mota   20 de fevereiro de 2018 Meus caros Há dias atrás chegámos ao fim…
Virgilio A. P. Machado's insight:
«[...] se em Portugal houvesse ensino de qualidade. E era muito bom que o senhor ministro, Manuel Heitor, que tutela o ensino superior disso tivesse consciência. Se se tem dúvidas peguem em qualquer dos textos publicados na série e peçam a um qualquer aluno e de uma qualquer faculdade [de Economia] deste país que teça um comentário desenvolvido de duas páginas A4 sobre o referido texto, mas já agora escrito à mão. E não é por acaso que faço assim a sugestão. Verão depois o que sai desse teste. Sugiro ao senhor Ministro que faça a experiência.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

O hospital é um lugar seguro?

O hospital é um lugar seguro? | Ocupar Portugal | Scoop.it
As doenças contraídas em meio hospitalar continuam a matar milhares de pessoas, por ano, em Portugal. Estimativas revelam que o número de óbitos associados a infecções hospitalares “é muito superior ao de acidentes de viação”. O Jornal Tornado questionou o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães
Virgilio A. P. Machado's insight:
«Apesar da recente mediatização dos focos de «legionella», eles não são nem os mais frequentes, nem os mais graves. Em 2016 estimava-se que morriam mais de quatro mil pessoas por ano nos hospitais portugueses com infecções contraídas durante o internamento, ou seja, mais de 12 por dia. Segundo o estudo divulgado pela Direcção-Geral de Saúde, o número de óbitos por infecções hospitalares «é muito superior ao de acidentes de viação». (De acordo com dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, no ano passado morreram 509 pessoas nas estradas portuguesas).»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Portugal tem tanta fama de corrupção como o Qatar

Portugal tem tanta fama de corrupção como o Qatar | Ocupar Portugal | Scoop.it
O Índice de Perceção da Corrupção mostra que o país é visto como tendo administrações públicas mais corruptas do que, por exemplo, Espanha ou Grécia.
Virgilio A. P. Machado's insight:
Portugal ocupa o 29.º lugar, numa lista de 180 países.
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Portugal fecha 2017 com o quarto défice comercial mais elevado da Zona Euro - Conjuntura - Jornal de Negócios

Portugal fecha 2017 com o quarto défice comercial mais elevado da Zona Euro - Conjuntura - Jornal de Negócios | Ocupar Portugal | Scoop.it
As exportações de mercadorias em Portugal registaram um dos crescimentos mais fortes entre os países da Zona Euro, mas o desequilíbrio da balança comercial acentuou-se.
Virgilio A. P. Machado's insight:
«O défice da balança comercial de bens em Portugal agravou-se em 2017, atingindo o quarto valor mais elevado entre todos os países da Zona Euro. Os dados foram publicados esta quinta-feira pelo Eurostat e mostram que apenas França, Espanha e Grécia atingiram no acumulado de 2017 um défice comercial superior ao de Portugal. A diferença entre as importações e exportações de bens em Portugal atingiu 13,8 mil milhões de euros no ano passado, o que representa um agravamento do défice comercial face aos 11,2 mil milhões de euros de 2016.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Expresso | “2017 foi o nosso pior ano”

Expresso | “2017 foi o nosso pior ano” | Ocupar Portugal | Scoop.it
Francisco Corte-Real, presidente do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses
Virgilio A. P. Machado's insight:
«É preciso dizer que o ano passado foi o pior ano para o instituto. Como foi o pior ano para Portugal. [...] Foi um ano muito difícil. [...] não vamos fazer um reforço de pessoal, vamos dar formação específica a cada vez um maior número de pessoas do instituto e da Polícia Judiciária, porque, se houve algo que observámos, foi o aprofundado funcionamento em equipa e o relacionamento muito bom entre as instituições e foi assim que conseguimos dar resposta ao que aconteceu. E depois da formação, vamos adquirir equipamento.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Portugal falha na Segurança e Saúde no Trabalho –

Portugal falha na Segurança e Saúde no Trabalho – | Ocupar Portugal | Scoop.it
Em causa está a análise do Comité para os direitos sociais do Conselho da Europa sobre a Carta Social Europeia, que avalia Portugal com estando em falta nestes pontos. A APSEI lança alerta.
Virgilio A. P. Machado's insight:
Portugal não tem adotado medidas suficientes para diminuir os acidentes no trabalho e a fiscalização não é realizada de forma eficiente por falta de meios da Autoridade para as Condições de Trabalho. A Associação Portuguesa de Segurança considera de «extrema importância» relembrar que a Segurança e Saúde no Trabalho «constitui um investimento seguro na produtividade das empresas».
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Parlamento Europeu aprova proposta para distribuir lugares do Reino Unido

Parlamento Europeu aprova proposta para distribuir lugares do Reino Unido | Ocupar Portugal | Scoop.it
A comissão dos Assuntos Constitucionais do Parlamento Europeu (PE) aprovou hoje um relatório que defende que parte dos lugares libertados pelo 'Brexit' deve ficar vaga para futuros alargamentos da UE e deputados eleitos em listas transnacionais.
Virgilio A. P. Machado's insight:
«Segundo o relatório, de que Pedro Silva Pereira (PS) é correlator, após a saída do Reino Unido (que tem 73 deputados europeus) o número de assentos no PE deverá diminuir de 751 para 705, ficando 46 vagos para a eventual criação de listas transnacionais ou para futuros alargamentos da União Europeia (UE). Para os restantes 27 lugares, o relatório propõe que sejam redistribuídos por 14 Estados-membros, à luz do princípio da proporcionalidade degressiva: mais cinco para a França e a Espanha, mais três para a Itália e Holanda, mais dois para a Irlanda e mais um lugar para a Polónia, Roménia, Suécia, Áustria, Dinamarca, Eslováquia, Finlândia, Croácia e Estónia. Portugal segundo a proposta, que terá de ser aprovada pelos Estados-membros, manterá os 21 de eurodeputados nas eleições europeias de 2019. O artigo sobre as listas transnacionais, introduzido na proposta de decisão que será enviada ao Conselho Europeu, foi aprovado na comissão parlamentar por 17 votos a favor e oito votos contra. O número de eurodeputados eleitos no círculo eleitoral comum seria «definido com base no número de Estados-membros» e o projeto de resolução que acompanha a proposta diz que a introdução deste círculo eleitoral «reforçaria a noção de cidadania europeia e fortaleceria a natureza europeia das eleições» para o PE. A criação destas listas transnacionais tem que ser aprovada por unanimidade pelos Estados-membros e a adoção teria que ter lugar «pelo menos um ano antes da eleição do Parlamento Europeu de 2019», tendo o PE proposto que decorram entre os dias 23 e 26 de Maio de 2019.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Londres - Projeto para ajudar comunidade portuguesa em Londres recebe financiamento britânico

Londres - Projeto para ajudar comunidade portuguesa em Londres recebe financiamento britânico | Ocupar Portugal | Scoop.it
Mais de 30 mil portugueses, a maioria imigrantes que chegaram nos anos 1970 e 1980, sem muitas qualificações e que mantêm dificuldade em comunicar em inglês.
Virgilio A. P. Machado's insight:
«No passado mês de novembro, a LPCWSP organizou em Stockwell um magusto onde estavam presentes profissionais de saúde, associações culturais e representantes de organizações oficiais e não-governamentais para promover boas práticas de saúde.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Rua Direita ≡ O comboiozinho Portugal

Rua Direita ≡ O comboiozinho Portugal | Ocupar Portugal | Scoop.it
Hoje trago-vos a história do comboiozinho Portugal. Uma história (quase) real que conta pormenores das viagens que acontecem neste comboio. Nã
Virgilio A. P. Machado's insight:
«O comboiozinho agora já andava bem, mas deitava uma fumaceira como nunca dantes. Há quem diga que era para esconder alguma coisa, mas disso eu já não sei. Sei que se tentou dar a entender que queriam novamente enfatizar os originais itinerários do Portugal, mas sugeria-se agora que se fosse a pé. Se arder, ardeu; se morrer, morreu. O comboiozinho Portugal já só circulava por ali e nada havia a fazer. E assim continuou até aos dias de hoje… nunca mais o comboiozinho Portugal foi de todos, como era antes.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Imobiliárias nascem ao ritmo de quatro por dia

Imobiliárias nascem ao ritmo de quatro por dia | Ocupar Portugal | Scoop.it
Mais de metade das empresas do setor imobiliário a operar em Portugal surgiu nos últimos dois anos.
Virgilio A. P. Machado's insight:
«Só no ano passado, foram licenciadas 1385 novas mediadoras, mais 30 por cento do que um ano antes. São quase quatro imobiliárias que nascem por dia. Foi o maior número de licenças a serem atribuídas alguma vez em Portugal, pulverizando o máximo de 2016, ano em que foram registadas 1060 empresas. Em 2018, o crescimento continua: só nos dois primeiros meses foram registadas 327 mediadoras, mais do que nos anos de 2011 e 2012 completos. «Em dois anos, registámos um crescimento nas vendas próximo dos 50 por cento.» Basta recuar a 2014 para ver que a crise destruía tantas empresas por dia como as que agora pedem legalização ao Instituto dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Construção (IMPIC). A procura já supera a oferta em várias zonas de Lisboa e Porto, dando ânimo a quem vive das comissões das vendas (variam entre 3 e 5 por cento). No final de Dezembro do ano passado, contabilizavam-se 5445 mediadoras em atividade em Portugal. Mais de metade (51,3 por cento) nasceram entre 2016 e Fevereiro deste ano. O sector também está a crescer em emprego. No final do ano passado, já empregava mais 11 mil pessoas do que um ano antes. Pela primeira vez, o gabinete de estatísticas nacional confirma a superação da fasquia das 40 mil pessoas a trabalhar em mediadoras, um número que a APEMIP admite ter sido rompido apenas durante os anos de 2007 e 2008, a última grande vaga de compra e venda de casas.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Vieira da Silva afirma que a situação dos jovens em Portugal melhorou –

Vieira da Silva afirma que a situação dos jovens em Portugal melhorou – | Ocupar Portugal | Scoop.it
O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, afirmou que a situação dos jovens em Portugal melhorou em termos de emprego, educaçã
Virgilio A. P. Machado's insight:
Situações de jovens em dificuldades são raríssimas...
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Visão | Estudar compensa, definitivamente

Visão | Estudar compensa, definitivamente | Ocupar Portugal | Scoop.it
Conseguir níveis de qualificação compensa sempre e é imprescindível. Estudar e conseguir qualificação de nível superior compensa ainda mais
Virgilio A. P. Machado's insight:
«O que me pareceu mais significativo, mesmo inquietante [...] é a verificação de que se mantém em alunos e famílias um entendimento de que «estudar não compensa». Esta ideia não corresponde à realidade em particular no nosso país. [...] O discurso muitas vezes produzido no sentido de que «não adianta estudar» não colhe e não tem sustentação sendo «suicida» numa sociedade pouco qualificada como a nossa que, efectivamente e contrariamente à tão afirmada quanto errada ideia de que somos um «país de doutores», continua, em termos europeus, com uma das mais baixas taxas de qualificação superior em todas as faixas etárias incluindo as mais jovens. Estamos, aliás, em risco de não cumprir os objectivos definidos no quadro da UE para 2020 no que respeita aos níveis de qualificação, 40 por cento de licenciados entre os 30 e os 34 anos. [...] Estudar compensa, definitivamente. A qualificação é um bem de primeira necessidade.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

A tal ponte concessionada, mas só na parte de recolher receita –

A tal ponte concessionada, mas só na parte de recolher receita – | Ocupar Portugal | Scoop.it
É preciso considerável lata para um jornal dar voz a uma notícia plantada como esta. As pontes sobre o Tejo estão concessionadas à empresa dirigida pelo Ferreira Amaral, o ex-governante que foi para empresa que tutelou (sim, passado algum tempo, e então?). Mas parece que as PPP em causa só servem para recolher receitas, já que,…
Virgilio A. P. Machado's insight:
«isenção dos encargos de manutenção da Ponte 25 de Abril, que deixaram de estar a cargo da Lusoponte e regressaram à esfera do Estado, e que estão contabilizados (a preços descontados da inflação) em 95 milhões de euros.» «Obrigado, Jorge Coelho, és o maior. Obrigado pela PPP, Cavaco, foste um craque.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Expresso | Portugal continua com níveis de desigualdade bastante elevados à escala europeia

Expresso | Portugal continua com níveis de desigualdade bastante elevados à escala europeia | Ocupar Portugal | Scoop.it
No livro que será apresentado na próxima quarta-feira, em Lisboa, por investigadores do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-UNL), conclui-se que “a crise cavou fundo na situação social dos desempregados, dos trabalhadores precários, dos pobres, os pouco escolarizados, dos jovens em transição para o mercado de trabalho, das mulheres com menos recursos, dos imigrantes mais desfavorecidos, daqueles que saíram do país ao encontro de melhores oportunidades e dos que têm menos capacidade de mobilizar a ação coletiva”
Virgilio A. P. Machado's insight:
«Em Portugal, as classes dirigentes têm níveis de qualificações profissionais abaixo da média europeia e inferiores até à população empregada, um problema que se reflete ao nível do mercado de trabalho»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Visão | Reabilitação urbana: O negócio louco que está a dar milhões

Visão | Reabilitação urbana: O negócio louco que está a dar milhões | Ocupar Portugal | Scoop.it
As gruas da construção civil passaram a fazer parte da paisagem de Lisboa e do Porto. No centro das cidades, a grande aposta é a reabilitação urbana, um mercado avaliado em 24 mil milhões de euros. Há empresas sem capacidade de resposta perante as dezenas de pedidos mensais de orçamento. A mão de obra escasseia e os preços estão em alta
Virgilio A. P. Machado's insight:
Tudo o que precisa saber sobre o negócio da reabilitação urbana. 2018.02.25
http://visao.sapo.pt/exame/2018-02-25-Tudo-o-que-precisa-saber-sobre-o-negocio-da-reabilitacao-urbana
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Respostas rápidas: Como é que Portugal conseguiu o maior crescimento em 17 anos? –

Respostas rápidas: Como é que Portugal conseguiu o maior crescimento em 17 anos? – | Ocupar Portugal | Scoop.it
Portugal assistiu a um crescimento económico de 2,7% em 2017, o mais rápido desde 2000, segundo a estimativa rápida publicada esta quarta-feira pelo INE. A chave esteve no disparo do investimento.
Virgilio A. P. Machado's insight:
Quando se cresce 1 e se passa de 1 para 2, o crescimento é de 100 por cento. Quando se cresce 1 e se passa de 100 para 101, o crescimento é de 1 por cento. Dado «que 2016 tinha sido um ano muito fraco», o crescimento em 2017 foi de 2,7 por cento. Como 2017 foi melhor, relativamente a 2016, 2018 já não vai ser tão bom, relativamente a 2017, mesmo que a melhoria em termos absolutos seja a mesma. Estão a perceber ou querem que explique outra vez?
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Portugal é ainda um “país agrícola”...

Portugal é ainda um “país agrícola”... | Ocupar Portugal | Scoop.it
Portugal surge ainda como um país agrícola (único da Europa ocidental) na sua especialização na economia global. O “Global Post” definiu a matriz de análise (“which export makes your country most money”) dos números da CIA e o resultado ficou à vista.
Virgilio A. P. Machado's insight:
«Não é a melhor imagem para um país atlântico e europeu, situado no centro geográfico do mundo ocidental e aberto ao mundo, tanto pela sua óptima fachada marítima como pela sua personalidade arquipelágica que se expande por quase todo o Atlântico Nordeste.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Associações de Defesa do Património em Portugal

Associações de Defesa do Património em Portugal | Ocupar Portugal | Scoop.it
Temos vindo a procurar identificar as Organizações Não Governamentais sobre o Património. Esta é uma primeira Listagem de Organizações. ICOM ICOMOS –  International Council on Monuments and Sites – Comissão Nacional Portuguesa A  partir da Listagem do Fórum do Património A Reserva na Fábrica – Associação para a Criatividade, Mediação Cultural e Empreendedorismo Associação Cultural de Azurara … Continuar a lerAssociações de Defesa do Património em Portugal →
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Bruxelas leva Portugal a tribunal por incumprimento da proteção de habitats

Bruxelas leva Portugal a tribunal por incumprimento da proteção de habitats | Ocupar Portugal | Scoop.it
A Comissão Europeia anunciou hoje que vai intentar uma ação junto do Tribunal de Justiça da União Europeia (UE) contra Portugal por incumprimento da sua obrigação de proteger adequadamente certos h…
Virgilio A. P. Machado's insight:
«A Comissão Europeia anunciou hoje que vai intentar uma ação junto do Tribunal de Justiça da União Europeia (UE) contra Portugal por incumprimento da sua obrigação de proteger adequadamente certos habitats naturais e espécies, avança a Lusa. Em comunicado, a Comissão Europeia informou que Portugal não designou zonas especiais de conservação (ZEC) para proteção dos habitats naturais e das espécies incluídos na rede Natura 2000 e não estabeleceu as medidas de conservação necessárias para essas zonas. Portugal tinha de designar sete ZEC na região atlântica até 7 de dezembro de 2010 e 54 Sítios de Importância Comunitária (SIC) na região mediterrânica até 19 de julho de 2012. De acordo com Bruxelas, «as atuais medidas adotadas no âmbito do plano setorial português para a rede Natura 2000 (PSRN2000) e de outros planos setoriais e especiais (por exemplo, planos de desenvolvimento rural, como o PRODER, e planos municipais) não são suficientemente exaustivas nem concretas para permitirem um nível de proteção adequado e a designação de ZEC.» Na nota, a Comissão recorda que «instou repetidamente Portugal no sentido do cumprimento das suas obrigações», tendo enviado uma carta de notificação formal em Fevereiro de 2015 e um parecer fundamentado em Maio de 2016. A Diretiva Habitats requer o estabelecimento da rede Natura 2000, a rede de proteção de áreas naturais a nível europeu, constituída por zonas especiais de conservação ZEC e por zonas especiais de proteção (ZEP) das aves, no âmbito da Diretiva Aves, com cada Estado-Membro a ser responsável pela identificação e a proposta de sítios importantes para a conservação das espécies e habitats que ocorrem no seu território.e certos habitats naturais e espécies.»
more...
No comment yet.
Scooped by Virgilio A. P. Machado
Scoop.it!

Portugal ao nível do Chile e Botsuana no Índice da Democracia mundial –

Portugal ao nível do Chile e Botsuana no Índice da Democracia mundial – | Ocupar Portugal | Scoop.it
Numa lista de 167 países, Portugal é o 26º no que diz respeito à qualidade da democracia. Fraca participação e pouca cultura política coloca
Virgilio A. P. Machado's insight:
«Portugal tem uma «democracia com falhas», pouco participada, com reduzida cultura política e ao nível de países como Costa Rica, Chile ou Botsuana. Num «ranking» que avalia critérios como a qualidade do processo eleitoral, o funcionamento do Governo e do Parlamento, a participação dos cidadãos, a cultura política e o respeito pelos direitos civis, Portugal ocupa o 26º lugar em termos mundiais [167 países], longe de países com uma democracia mais madura como Noruega, Islândia ou Suécia, os primeiros do «ranking» global. Se a comparação for circunscrita à Europa Ocidental, onde foram avaliados 21 países, Portugal é apenas 16º, atrás de países como Áustria, Malta, Espanha e Itália. Só supera França, Bélgica, Chipre, Grécia e Turquia. Apesar de registar indicadores positivos no que concerne ao funcionamento do processo eleitoral e ao respeito pelos direitos civis, Portugal tem desempenhos modestos no que diz respeito ao funcionamento do Governo e Parlamento, mas, e sobretudo, nos indicadores que avaliam o envolvimento dos cidadãos na construção do regime democrático e a literacia política.»
more...
No comment yet.