notícias marcantes
45 views | +0 today
Follow
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Rescooped by rosangela rotune eras from Inovação Educacional
Scoop.it!

Inep divulga dados do Censo Superior

O Brasil tem 6.739.689 estudantes matriculados em 30.420 cursos de Graduação, dos quais 1.032.936 estão nas instituições públicas federais. Em 2011, mais de 1 milhão de alunos concluíram o ensino superior, sendo que destes 111.157 estavam nas federais. Na Pós-Graduação, o país tem 187.760 alunos. O total de funções docentes em exercício chega a 357.418

O Inep divulgou os primeiros dados do Censo da Educação Superior 2011 apresentando uma evolução nos índices das instituições públicas e particulares. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2011) houve um incremento na população de 18 a 24 anos que frequenta ou já concluiu o curso superior; além disso, a partir de 2007, registrou-se uma mudança no regime de trabalho dos professores nas universidades, passando a predominar o regime de tempo integral.

"A partir de 2009, o Brasil começou a identificar cada estudante, cada professor das instituições de ensino superior, tanto públicas como privadas, o que mostra o grande esforço do governo em conhecer e mapear a área de educação para melhor direcionar as políticas públicas ao setor", disse o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Luiz Cláudio Costa.

Os números demonstram que, no período 2010-2011, a matrícula em cursos de Graduação nas universidades cresceu 7,9% na rede pública e 4,8% na rede privada, o que configura uma média de crescimento de 5,6% nas matrículas para o ensino superior. "Depois de duas décadas perdidas (1980-1990), com estagnação na oferta de lugares, estamos consolidando a expansão para dar qualidade ao ensino de nível superior", frisou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.


Via Luciano Sathler
more...
No comment yet.
Rescooped by rosangela rotune eras from Notícias-Ferroviárias Português
Scoop.it!

Brasil Setor ferroviário busca solução para a falta de mão de obra qualificada

Brasil Setor ferroviário busca solução para a falta de mão de obra qualificada | notícias marcantes | Scoop.it

"Com todo o crescimento anunciado para os próximos anos, sem mão de obra qualificada, pode acabar acontecendo um apagão ferroviário", afirma a gerente técnica da Associação Nacional dos Transportes Ferroviários (ANTF), Juliana Morgado. Projetos do governo federal para investimentos e expansão da malha ferroviária brasileira são alguns dos fatores que levam à necessidade de um número maior de profissionais, além do aumento dos cuidados com segurança e das inovações tecnológicas.


De acordo com a ANTF, a movimentação de cargas por ferrovias cresceu 87,6% entre os anos de 1997 e 2011. No mesmo período, as concessionárias ferroviárias geraram um aumento de quase 150% em empregos diretos e indiretos. Segundo Juliana, faltam cursos de qualificação abertos ao público, pois a maioria deles é oferecido somente a funcionários. Para a gerente, sem ter a opção de especializar-se em ferrovias, é mais difícil despertar o interesse pelo setor nos jovens que estão decidindo sua profissão.


Fonte(Português):http://transporteelogistica.terra.com.br/logistica/integra/239/setor-ferroviario-busca-solucao-para-a-falta-de-mao-de-obra-qualificada#.UH8MAiZMvT4.facebook

Foto:http://www.flickr.com/photos/9647645@N04/8012440800/sizes/z/in/photostream/



Via Ricardo Escudero Viñas
more...
No comment yet.
Scooped by rosangela rotune eras
Scoop.it!

Press Review – Government at breaking point | Portugal Daily View

Press Review – Government at breaking point | Portugal Daily View | notícias marcantes | Scoop.it
«Seguro tells Cavaco he's ready for the elections», writes Diário de Notícias, as the Socialist Party's secretary-general accuses the current government of a “degrading spectacle,” after the state budget for 2013 was revealed ...
more...
No comment yet.
Rescooped by rosangela rotune eras from Inovação Educacional
Scoop.it!

Paciente é monitorado a distância

A telemedicina tem um campo imenso a ser explorado no Brasil. Segundo especialistas, a modalidade tem se tornado cada vez mais abrangente em casos de doenças cardíacas, neurológicas e oncológicas, mas apresenta potencial para cobrir novas áreas como o monitoramento doméstico de pacientes crônicos. Nesse nicho, a aplicação da medicina a distância pode crescer até 50% nos próximos anos. Há novas soluções sendo lançadas no Brasil de fabricantes nacionais e estrangeiros, e estão em andamento ações públicas para o desenvolvimento da prática no sistema de saúde brasileiro.

Segundo Fábio Abreu, presidente da Aliança para a Saúde Populacional (Asap), que reúne mais de dez instituições privadas como Amil e SulAmérica, as principais aplicações da telemedicina no país estão relacionadas a consultas a distância, emissão de segunda opinião médica por videoconferência e apoio em situações de emergência, além de cirurgias acompanhadas de robôs.

"O maior desenvolvimento do setor deve acontecer nas áreas de educação e monitoramento, com um crescimento de 20% a 50%, nos próximos anos", diz. Abreu acredita que as aplicações de "home monitoring" ou monitoramento doméstico de pacientes com doenças crônicas, podem ser o novo Eldorado do segmento. "É o nicho de maior benefício para a população com risco de saúde, com alto impacto no cuidado de pacientes". Esse tipo de atenção pode garantir a antecipação de crises e o controle de condições físicas, com a ajuda de profissionais a distância.

Para o especialista, se houver uma oferta casada de soluções, com equipamentos, softwares, logística de distribuição e de manutenção de máquinas, trata-se também de um filão com oportunidades de negócios. "Há milhares de pessoas em situações complexas, aguardando novidades". Segundo a associação americana Continua Health Alliance, organização sem fins lucrativos que dita padrões na área de conectividade em saúde, há 860 milhões de indivíduos, em todo o mundo, em condições crônicas.

A partir de novembro, o Hospital Pró-Cardíaco, no Rio de Janeiro, com 110 leitos, começa a atender pacientes com acidente vascular cerebral admitidos em unidades que não dispõem de neurologista para a avaliação na emergência. "O objetivo do nosso projeto de telemedicina é propiciar a mesma qualidade do cuidado médico oferecido em centros de alta complexidade", diz o cardiologista André Volschan, chefe da unidade de emergência. Por meio de sistemas de teleconferência, o médico de plantão receberá orientações de um neurologista. Internos com infarto agudo do miocárdio ou arritmias cardíacas também poderão ser avaliados pelo método.

Para Volschan, o uso da telemedicina tem se tornado cada vez mais abrangente, atendendo doenças cardíacas, neurológicas e oncológicas. "É enorme a possibilidade de expansão em regiões distantes, onde a assistência médica carece de especialistas".

Este ano, a fabricante israelense eWave MD lançou no Brasil um software para telemedicina baseado em nuvem, que permite que médicos supervisionem, remotamente, equipes que atendem em áreas rurais. Oferece videoconferência, medidor de temperatura e pressão, além de comunicação por satélite.

A criação de soluções para o setor deve aumentar porque as novas gerações de profissionais de saúde são mais afeitas a inovações, segundo Rodrigo Werneck, gerente de contas da Solutione, empresa do parque tecnológico Porto Digital, em Recife (PE). A companhia especializou-se em integrar equipamentos médicos a sistemas de transmissão de fornecedores como GlobalMed e Siemens.

 

http://www.valor.com.br/empresas/2870174/paciente-e-monitorado-distancia#ixzz29fBaYsxf

 


Via Luciano Sathler
more...
No comment yet.
Rescooped by rosangela rotune eras from Inovação Educacional
Scoop.it!

‘É preciso valorizar os investimentos em inovação’

‘É preciso valorizar os investimentos em inovação’ | notícias marcantes | Scoop.it

À frente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), uma empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, o professor e pesquisador Glauco Arbix dá a receita para um Brasil competitivo: fazer os jovens gostarem de ciência e matemática e investir mais em áreas nobres, de ponta. Só assim, o País poderá brigar por mais mercado, como fazem China e Índia, avalia o professor. A seguir, os principais trechos da entrevista.

Qual o balanço que o sr. faz de pouco menos de dois anos à frente da Finep?

Ao aceitar o convite do ministro (Aloizio) Mercadante, tinha na cabeça a ideia de que a Finep deveria ocupar um lugar fundamental na consolidação do sistema nacional de inovação. Temos de aumentar a taxa de investimento, que é de 18% a 19% do PIB. Assim, vamos sustentar o crescimento econômico, gerar emprego e renda, melhorar a vida das pessoas. Mas é preciso zelar para que esse investimento chegue às áreas críticas da economia, que geram maior valor e que permitam ao Brasil se ligar às cadeias globais mais relevantes, para gerar emprego de qualidade, criar uma engenharia mais sofisticada, mais físicos, químicos, matemáticos.

O que é preciso para chegar lá?

Para isso, é preciso colocar uns R$ 40 bilhões do setor público em ciência, tecnologia e inovação. Isso é praticamente o que o setor público e o empresarial, juntos, investem hoje: 1,2% do PIB em pesquisa e desenvolvimento. Precisaria, pelo menos, triplicar isso em 10 anos. A Finep tem de multiplicar por cinco, seis vezes o seu orçamento. Hoje, ela investe R$ 7 bilhões, R$ 8 bilhões.


Via Luciano Sathler
more...
No comment yet.
Rescooped by rosangela rotune eras from Notícias-Ferroviárias Português
Scoop.it!

Brasil Trens ganham a cada dia 5.000 usuários na região de São Paulo

Brasil Trens ganham a cada dia 5.000 usuários na região de São Paulo | notícias marcantes | Scoop.it

A cada dia, a Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) ganha cerca de 5.000 passageiros. O itinerário, que liga Rio Grande da Serra ao Brás, na região central de São Paulo, registrou cerca de 23,5 milhões de embarques em agosto e setembro de 2012, contra 21,7 milhões no mesmo período do ano anterior - aumento de 8,4%.

 

O número de transportados não equivale à quantidade total de pessoas que utilizaram o sistema, já que um mesmo passageiro pode embarcar diversas vezes na linha no decorrer do dia. É o caso de quem usa o trem para ir e voltar do trabalho.

 

Fonte(Português):http://diariodacptm.blogspot.fr/2012/10/trens-ganham-cada-dia-5000-usuarios-na.html


Via Ricardo Escudero Viñas
more...
No comment yet.