Música e poesia
170 views | +0 today
Follow
Música e poesia
Músicas, vídeos e poesias
Curated by Daniela Graner
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Os Pastores de Virgílio

Os Pastores de Virgílio | Música e poesia | Scoop.it
Daniela Graner's insight:

Os pastores de Virgílio tocavam avenas e outras cousas

E cantavam de amor literariamente.
(Depois — eu nunca li Virgílio.
Para que o havia eu de ler?)

 

Mas os pastores de Virgílio, coitados, são Virgílio,
E a Natureza é bela e antiga.


(Alberto Caeiro, Fernando Pessoa - O guardador de rebanhos)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

MUDANÇA DE TEMPERATURA

MUDANÇA DE TEMPERATURA | Música e poesia | Scoop.it
Daniela Graner's insight:

Nos fios telegráficos pousaram uma, duas, três, quatro andorinhas.
Olham de um lado e outro... Irão partir?
Sobre as cercas rasas do arrabalde, os girassóis espiam como girafas...

 

(Mário Quintana - Sapato Florido)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Poeta ou humorista?

Poeta ou humorista? | Música e poesia | Scoop.it

"(...) todo poeta pode se transformar em um humorista desde que anestesie o coração."

 

(Henri Bérgson)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

O gênio e o louco

O gênio e o louco | Música e poesia | Scoop.it

Não é poesia, mas achei tão poético que vou postar aqui:

 

"O gênio flutuava ao seu redor, mas, encontrando todas as saídas fechadas, deixou a loucura, sua irmã, penetrar e invadir o local tão bem guardado."

 

 

(Revista Espírita - Agosto/1860)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Engenheiros do Hawaii - O Papa é Pop

"Todo mundo tá revendo
O que nunca foi visto

 

(...) Todo mundo tá relendo
O que nunca foi lido

 

(...) Páginas em branco,
Fotos coloridas

 

(...) Uma palavra escrita a lápis
Eternidades da semana..

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Imagem - Manuel Bandeira

Imagem - Manuel Bandeira | Música e poesia | Scoop.it

"És como um lírio alvo e franzino,
Nascido ao pôr do sol, à beira d’água,
Numa paisagem erma onde cantava um sino
A de nascer inconsolável mágoa...


A vida é amarga. O amor, um pobre gozo...
Hás de amar e sofrer incompreendido,
Triste lírio franzino, inquieto, ansioso,
Frágil e dolorido..."

 

(Extraído de A Cinza das Horas)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Doce Docçura

"Eu coço o cavanhaque logo após ajeitar o bigode;
Eu continuo dando milho aos pombos e me perguntando como é que pode."

 

(Baia e Rock Boys)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Aquela senhora tem um piano

Aquela senhora tem um piano | Música e poesia | Scoop.it
Daniela Graner's insight:

Aquela senhora tem um piano
Que é agradável mas não é o correr dos rios
Nem o murmúrio que as árvores fazem ...

 

Para que é preciso ter um piano?
O melhor é ter ouvidos
E amar a Natureza.

 

(Alberto Caeiro, Fernando Pessoa - O guardador de rebanhos)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Os vira-luas

Os vira-luas | Música e poesia | Scoop.it

“Todos lhes dão, com uma disfarçada ternura, o nome, tão apropriado, de vira-latas. Mas e os vira-luas? Ah!ninguém se lembra desses outros vagabundos noturnos, que vivem farejando a lua, fuçando a lua, insaciavelmente, para aplacar uma outra fome, uma outra miséria, que não é a do corpo...”

 

(Mário Quintana – Sapato Florido)

more...
Rafaela Samara's comment, December 30, 2012 10:32 PM
Estou seguindo você. Siga-me também.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Oswaldo Montenegro - Metade

Oswaldo Montenegro ao vivo...
more...
Sandra V. Barbosa's comment, November 19, 2012 7:44 AM
Estou seguindovocê. Siga-me. Tenho 2 revistas. Thanks.
Sandra V. Barbosa's comment, November 19, 2012 4:30 PM
Obrigada, Daniela. Tenho a revista "A arte da Literatura. Siga-a também. Vou seguir outra sua.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Espaços Infinitos

Espaços Infinitos | Música e poesia | Scoop.it

"O silêncio eterno desses espaços infinitos me apavora." 

 

(Pascal - Pensamentos)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Aerosmith Magic Touch (with lyrics)

"You better get it while it's hot now babe cause I can't let go!"

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Raul Seixas & Sergio Sampaio - " Eta Vida "

Sociedade da Grã-Ordem Kavernista Apresenta Sessão das 10 foi gravado em 1971 nos estúdios da CBS no Rio de Janeiro pelo então produtor Raul Seixas, o cantor...

 

"Mas não era
O que eu queria
O que eu queria mesmo
Era estar em paz!"

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Turbilhão

Turbilhão | Música e poesia | Scoop.it

"Eu peço licença nessa hora para mostrar a minha arte, a minha dor. Como tudo o que é arte é sem pudor, eu coloco a minha alma para fora." (Maurício Baia)

 

 

Turbilhão

 

 

Minha mente é um turbilhão.
Não controlo o que se passa nela
E nenhuma moralidade é capaz de submetê-la.

 

Boas palavras e atos bons,
Discurso perfeito e rosto nos tons.
Mas por dentro um turbilhão,
Um vulcão sem controle e sem inspiração

 

Uma vida normal não me satisfaz.
Dinheiro, carreira, família
O que mais que o mundo traz?

 

O que mais dói é saber que
Está tudo em minhas mãos.
E as dúvidas que eu tenho agora
Fui eu quem as criou então?

 

O desespero de estar viva me corrói
E me faz corromper-me em sorrisos falazes.
Eu não me reconheço.
Aquela que pensa dentro já não é a mesma que se olha no espelho.

 

Quem eu sou? Uma filosofia.
Que eu devo ser? Uma obrigação.
Quem eu queria ser? Uma intuição.
Quem eu sou agora? Uma interrogação.

 

Um dia vou conseguir me assumir?
Dizer ao mundo ao que vim?
Mas nesse dia será que você não vai se assustar, se afastar?
Será que não vai fugir, se esconder?

 

Tenho medo do futuro
De não ser quem eu devo ser.
Já não sou quem se deve ser?
Como isso pode ser?

 

Só sei o que o "ser" em mim
Já não é mais.
Pode ter sido,
Mas não está mais aqui.

 

Irei reencontrá-lo? Quem sabe...
Já fui duas, já fui três,
Mas agora eu sou vocês.

 

O reflexo de suas indagações,
O ponte entre o viver e o temer,
O cair das máscaras para ser

 

Quero que o turbilhão me acompanhe
E que me acompanhe quem mais ele chamar.
Não quero que o turbilhão faça nenhum sentido.
Só quero a paz da minha canção e dos meus livros.

 

Não quero a lógica dos números,
Nem a tranquilidade da razão.
Quero única e simplesmente
Uma escrivaninha e um violão

 

As respostas já não me respondem mais.
As vozes que eu escuto, eu as ouço de bocas vazias
E de palavras que anunciam a paz:

 

A paz da incerteza desconcertante
Que desfaz todo o medo de me deixar calar.
A paz que vem de fora e me força a subir na mesa
E ter certeza do que eu vim pregar.

 

O que eu vim pregar?

 

"A certeza não existe.
A verdade nunca será absoluta.
A resposta não satisfaz.
E o caminho é a gente quem  faz."

 

 

Daniela Graner

more...
No comment yet.