Leituras espíritas
22 views | +0 today
Follow
Leituras espíritas
Citações e comentários sobre obras espíritas
Curated by Daniela Graner
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

A aranha

A aranha | Leituras espíritas | Scoop.it
Daniela Graner's insight:

Geralmente, em toda parte,
No ângulo mais sombrio
Dos recantos desprezados,
Vem a aranha e tece o fio.

 

Escura, silenciosa,
Atendendo ao próprio instinto,
Seja dia, seja noite,
Vai fazendo o labirinto.

 

Por manter o enorme enredo,
Insiste e nunca esmorece,
Condenar-se por si mesma
É seu único interesse.

 

Desdobrando movimentos
Nos impulsos insensatos,
Pratica perseguições,
Multiplica assassinatos.

 

Insetos despreocupados,
Na ilusão cariciosa,
Transformam-se em prisioneiros
Da pequena criminosa.

 

Satisfeita, a aranha escura.

Prossegue na horrenda lida,
Nos venenos que segrega
Traz a morte e suga a vida.

 

Mas um dia, o espanador,
Na luta material,
Vem e arranca essa infeliz
Das teias de horror do mal.

 

A aranha, porém, não cede,
Com teimosia e com arte,
Foge ao bem que se lhe fez,
E vai tecer noutra parte.

 

Quem medita na conduta
Dessa aranha renitente,
Encontra a cópia fiel
Da vida de muita gente.

 

A muitos presos do engano,
Deus envia a dor e as provas;
Mas, depois de liberdade,
Vão prender-se em redes novas.


(Casemiro Cunha, psicografado por Chico Xavier - Cartilha da Natureza)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Deve-se ensinar religião aos filhos?

Deve-se ensinar religião aos filhos? | Leituras espíritas | Scoop.it

“O período infantil, em sua primeira fase, é o mais importante para todas as bases educativas, e os pais espiritistas cristãos não podem esquecer seus deveres de orientação aos filhos, nas grandes revelações da vida. Em nenhuma hipótese, essa primeira etapa das lutas terrestres deve ser encarada com indiferença.

 

O pretexto de que a criança deve desenvolver-se com a máxima noção de liberdade pode dar ensejo a graves perigos. Já se disse, no mundo, que o menino livre é a semente do celerado. A própria reencarnação não constitui, em si mesma, restrição considerável à independência absoluta da alma necessitada de expiação e corretivo?

 

Além disso, os pais espiritistas devem compreender que qualquer indiferença nesse particular pode conduzir a criança aos prejuízos religiosos de outrem, ao apego do convencionalismo, e à ausência de amor à verdade.

 

Deve nutrir-se o coração infantil com a crença, com a bondade, com a esperança e com a fé em Deus. Agir contrariamente a essas normas é abrir para o faltoso de ontem a mesma porta larga para os excessos de toda sorte, que conduzem ao aniquilamento e ao crime.

 

Os pais espiritistas devem compreender essa característica de suas obrigações sagradas, entendendo que o lar não se fez para a contemplação egoística da espécie, mas, sim, para santuário onde, por vezes, se exige a renúncia e o sacrifício de uma existência inteira.”

 

(Emmanuel – O consolador/Ciências aplicadas)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Jesus e o mundo

Jesus e o mundo | Leituras espíritas | Scoop.it

"(...)Não são as coisas em si boas ou más.


Não é o mundo no sentido etimológico.


É o que fazemos com as coisas do mundo e o como vivemos no mundo que importa considerar.
Osexo não é nobre nem degradante.


Odinheiro não é amigo nem adversário.


A motivação não é necessária nem supérflua.


A beleza não é glória nem castigo.


O uso que lhes damos se encarrega de transformá-los em escada de acesso ou rampa de degredo.


A cocaína de tão positivos resultados terapêuticos, por degradação dos costumes é responsável por crimes hediondos.

 

O átomo aplicado na paz, na movimentação do progresso da Humanidade, é arma ameaçadora em mãos despóticas, que já vitimou mais de uma centena de milhar de vidas.

 

A palavra que ergue impérios, tem levado civilizações ao caos...


Viver no mundo entre as contingências do mundo mas pensar nas coisas do Alto” e agir consoante os impositivos da Vida Imperecível."

 

(Joanna de Ângelis - Espírito e vida/Jesus e o mundo)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Tesouros de amor

'E o sorriso gentil, o pensamento generoso, o aperto de mão cordial, a atenção dispensada numa palestra, o silêncio discreto, a postura educada são, igualmente, presentes que transcendem as aquisições lojistas que têm o sabor puro e simples de “dever social”.

 

Não te deixes corromper na tempestade louca do tempo “sem tempo”.'

 

(Joanna de Ângelis - Espírito e Vida/Tesouros de amor)

 

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Médium

Médium | Leituras espíritas | Scoop.it

"Antes de pretenderes ser instrumento dos desencarnados acostuma-te a ser portador da luz clara da esperança onde estejas e com quem estejas, para que ela em se apagando no teu archote não se faça “sombra na sombra”.

 

(Joanna de Ângelis - Espírito e vida)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Como dar crédito aos espíritos?

Como dar crédito aos espíritos? | Leituras espíritas | Scoop.it

"1) Os Espíritos bons não podem ensinar e inspirar senão o bem; assim, tudo que não é rigorosamente bem não pode vir de um Espírito bom;


2) Os Espíritos esclarecidos e verdadeiramente superiores não podem ensinar coisas absurdas; assim, toda comunicação eivada de erros manifestos ou contrários aos dados mais vulgares da ciência e da observação, só por isso atesta a inferioridade de sua origem; 

 

3) A superioridade de um escrito qualquer está na justeza e na profundidade das idéias, e não na forma material e na redundância do estilo; assim, toda comunicação espírita em que há
mais palavras e frases brilhantes do que pensamentos consistentes, não pode provir de um Espírito verdadeiramente superior;


4) A ignorância não pode imitar o verdadeiro saber, nem o mal arremedar o bem de maneira absoluta; assim, todo Espírito que, sob um nome venerado, diz coisas incompatíveis com o título que se atribui, é culpado por fraude; 

 

5) É da essência de um Espírito elevado ligar-se mais ao pensamento do que à forma e à matéria, donde se conclui que a elevação de um Espírito está na razão da elevação das idéias; assim, todo Espírito meticuloso nos detalhes da forma, que prescreve puerilidades, numa palavra, que liga importância aos sinais e às coisas materiais, acusa, por isso mesmo, uma pequenez de idéias e não pode ser realmente superior;


6) Um Espírito verdadeiramente superior não pode contradizer-se; assim, se duas comunicações contraditórias forem dadas sob um mesmo nome respeitável, uma delas é necessariamente apócrifa; e se uma for verdadeira, será aquela que em nada desmente a superioridade do Espírito cujo nome a encabeça."

 

(Extraído de Revista Espírita Julho/1860 - Os animais) 

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

A ÁRVORE ÚTIL

A ÁRVORE ÚTIL | Leituras espíritas | Scoop.it
Daniela Graner's insight:

Vão e voltam viajores.

 

Sucedem-se os dias ininterruptos.

 

A árvore útil permanece, à margem do caminho, atendendo, generosamente, aos que passam.

 

Mergulhando as raízes na terra, protege a fonte próxima, alentando os seres inferiores, que se arrastam no solo. Recolhendo o orvalho celeste, na fronde alta, atende aos pássaros felizes que cortam os céus.

 

Costuma descansar em seus braços a serpente venenosa. Na folhagem, as aves pacíficas tecem o ninho. A andorinha errante e exausta ganha força nova em seus galhos, enquanto o filhote mirrado ensaia o primeiro vôo.

 

O viandante repousa à sua sombra. O botânico submete-a a estudos demorados e experiências laboriosas.

 

A agricultura apossa-se-lhe das sementes.

 

Pede o doente a substância medicamentosa.

 

O faminto exige-lhe frutos.

 

Os jovens arrebatam-lhe as flores.

 

O podador reclama-lhe o fogo de inverno.

 

Não raro, seus ramos são conduzidos às câmaras mortuárias, onde chovem as lágrimas de dor ou aos adornos de praças festivas, onde vibram gargalhadas de ironia da multidão.

 

Em seu tronco respeitável, muitos servos do campo experimentam o gume afiado da foice ao deixar o rebolo.

 

Na ausência do homem, os animais grosseiros buscam-lhe os
benefícios. A lesma percorre-lhe os galhos, o lobo goza-lhe o refúgio.

 

Seu trabalho, porém, não se circunscreve ao plano visível. Movimentando todas as suas possibilidades, o vegetal precioso esforça-se e respira, para que as criaturas respirem melhor, em atmosfera mais pura.

 

O mordomo da terra, no entanto, quase nunca vê o serviço integral, não lhe conhece os sacrifícios silenciosos e jamais relaciona a totalidade das dádivas recebidas. Raramente, dá-lhes um punhado de adubo e nunca se informa, respeito à invasão dos vermes para defendê-la, convenientemente. Conhecendo-lhe apenas o concurso econômico, ameaça-a com o machado destruidor, se a colheita dos benefícios tangíveis oferece expressão menos abundante.

 

A árvore generosa, porém, continua produzindo e alimentando, servindo e espalhando o bem, nada esperando dos homens, mas confiando na garantia eterna de Deus.


Médiuns dedicados a Jesus, fixai a árvore útil como símbolo de vossas vidas!... Dilacerados e perseguidos, incompreendidos e humilhados, alimentando vermes e pássaros, auxiliando viajores felizes e infelizes, continuai em vosso ministério sublime de amor não obstante a indiferença do ingrato e o escárnio da foice, convencidos de que enquanto o machado do mundo vos ameaça, sustenta-vos na batalha do bem, o invisível manancial da Providência Divina


(Emmanuel, psicografado por Chico Xavier - Coletâneas do além, espíritos diversos)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Família

Família | Leituras espíritas | Scoop.it

“Os estabelecimentos de ensino, propriamente do mundo, podem instruir, mas só o instituto da família pode educar. É por essa razão que a universidade poderá fazer o cidadão, mas somente o lar pode edificar o homem.”

 

(Emmanuel – O consolador/Ciências aplicadas)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

O homem

O homem | Leituras espíritas | Scoop.it

"Mas como é pequeno e miserável, quando o orgulho se apossa de seu ser! Não vê a sua miséria; vê apenas sua existência, esta vida, que não pode compreender, lhe ser arrebatada algumas vezes instantaneamente, pela só vontade dessa Divindade que ele desconhece, porquanto não pode defender-se contra ela; é preciso que se cumpra a sua sorte! Ele, que tudo estudou, tudo analisou; ele, que conhece tão bem a marcha dos astros, conhece a força
criadora que faz germinar o grão de trigo que lançou à terra? Pode criar uma flor, mesmo a mais simples e a mais modesta? Não; aí se detém seu poder. Deveria reconhecer, então, um poder muito superior ao seu; a humildade deveria apossar-se de seu coração e, admirando as obras de Deus, praticaria um ato de adoração."

 

(Santa Teresa - Revista Espírita - Novembro/1860 - Dissertações Espíritas - O homem)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Caridade

Caridade | Leituras espíritas | Scoop.it

“(...) a caridade material, tão fácil de ser praticada, nos levará ao conhecimento da caridade moral que nos transformará em verdadeiros discípulos do Cordeiro. Amemos muito!...Todos os apóstolos do Senhor são unânimes em declarar que o bem cobre a multidão de nossos pecados! (...) Toda vez que nos desprendemos dos bens deste mundo, adquirimos tesouros do Alto, inacessíveis ao egoísmo e à ambição que devoram as energias terrestres. (...) Todo o bem que fizermos ao desamparado constitui moeda de luz que o Senhor da Seara entesoura para nossa alma. Um dia nos reuniremos na verdadeira pátria espiritual, onde as primaveras do amor são infindáveis. Lá, ninguém nos perguntará pelo que fomos no mundo, mas seremos inquiridos sobre as lágrimas que enxugamos e as boas ou más ações que praticamos na estância terrena. (...). Os que praticam o bem são colaboradores de Deus no infinito caminho da vida... Lá, não mais choraremos em noite escura, como acontece na Terra.“

 

(Emmanuel – Cinquenta anos depois)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

Oração ao Cordeiro de Deus

Oração ao Cordeiro de Deus | Leituras espíritas | Scoop.it

"Cordeiro Santo de Deus,

Senhor de toda a Verdade,

Salvador da Humanidade,

Sagrado Verbo de Luz!...

Pastor da Paz, da Esperança,

De Tua mansão divina,

Senhor Jesus, ilumina

As dores de nossa cruz!...

 

Também tiveste o Calvário

De dor, de angústia, de apodo,

Ofertando ao mundo todo

As luzes da redenção;

Tiveste a sede, o tormento,

Mas, sob o fel, sob as dores,

Redimiste os pecadores

Da mais triste escravidão!

 

Se também sorveste o cálix

De amargor e de ironia,

Nós queremos a alegria

De padecer e chorar...

Pois, ovelhas tresmalhadas,

Nós somos filhos do erro,

Que no mundo do desterro

Vivemos a Te esperar.

 

Dá, Senhor, que nós possamos

Viver a felicidade

Nas bençãos da Eternidade

Que não se encontram aqui;

O júbilo de reencontrar-Te

Nos últimos padeceres,

Acende em nós os prazeres

De bem morrermos por Ti!...

 

Senhor, perdoa os verdugos

De tua doutrina santa!

Protege, ampara, levanta

Quem no mal vive a morrer...

A caminho do Teu reino,

Toda a dor se transfigura,

Toda a lágrima é ventura,

O bem consiste em sofrer!...

 

Consola, Jesus amado,

Aqueles que nós queremos,

Que ficarão nos extremos

Da saudade e do amargor;

Dá-lhes a fé que transforma

Os sofrimentos e os prantos

Nos tesouros sacrossantos

Da vida de Teu amor!..."

 

(Extraído de Cinqueta anos depois - Emmanuel)

more...
No comment yet.
Scooped by Daniela Graner
Scoop.it!

A seara imensa

A seara imensa | Leituras espíritas | Scoop.it

"O Cristianismo é seara imensa, de trabalho e de amor, em que as almas laboram através do tempo, semeando e colhendo sem cessar. Passam as gerações, sucedem-se as civilizações, e a seara verdejante amadurece, preparando a colheita de vida eterna, para o futuro do mundo efêmero. Tão grande é ela, tão vasto e fecundo o seu seio, tão amplos os seus horizontes, que os homens se aturdem ao contemplá-la, fixam-se em pequenos detalhes, prendem- se a pormenores do plantio, absorvem-se em cuidados de reduzidos tratos de terra. Não raro, chegam a considerar inimigos os próprios companheiros de trabalho, somente por se encontrarem noutros pedaços de chão, ou por desenvolverem tarefas diferentes, no grande labor da seara. Apesar disso, o tempo vai passando e a seara amadurece. A poderosa seiva que a anima não leva em conta a miopia humana.

 

A princípio, o Grande Semeador saiu a semear. Depois, reuniu os que se interessam pelo seu trabalho e os espalhou pelas terras da herança. Mais tarde, os sucessores foram reunindo outros trabalhadores e a luta cresceu cada vez mais. O aumento dos homens determinou, como sempre acontece, a divisão do trabalho. Uns entenderam que deviam transformar a seara natural numa grande fazenda artificial, com a casa grande imitando o templo de Jerusalém, com guardas armados para defendê-la, com disciplina rigorosa e vigilância permanente nas fronteiras. Outros entenderam que não devia ser assim, e surgiram contendas e guerras, ficando esquecido o trabalho da seara. Mas o Grande Semeador esperou tranqüilo, pois a semente lançada no solo germinava sempre, apesar da miopia dos homens.

 

Chegou, certa vez, o tempo da florada. A seara crescera e estendera- se pelas terras da herança. Pendões verdes balouçavam a todos os ventos do mundo. As flores tinham de surgir. E foi então, em plena Renascença, que a Reforma brilhou em meio à seara, reivindicando os direitos dos que se haviam oposto, nos tempos antigos, ao monopólio dos serviços cristãos. A Reforma se ergueu contra o formalismo tradicional e desentranhou as páginas sagradas dos arquivos canônicos. Os textos evangélicos enfloraram a seara. Todos puderam lê-los de novo, sentir pessoalmente as suas pulsações da vida espiritual, interpretá-los com a luz própria que Deus concedeu a todas as criaturas. Mas em breve as flores tiveram, também, os seus cultores exclusivistas. Do antigo formalismo ritual, passaram eles ao formalismo literal. À maneira dos velhos rabinos judeus, que de uma vírgula da Torá conseguiram tirar dez sentenças, os literalistas proclamaram o absolutismo de letra. Ai dos que se opunham aos exegetas autorizados, ai dos que se atreviam a entender que os velhos textos nada mais eram do que a roupagem do Espírito, o anúncio dos frutos vindouros! Mas o Grande Semeador continuou esperando tranqüilo, pois apesar de tudo a seara amadurecia.

 

Por fim, as flores começaram a dar lugar às primeiras espigas, que repontavam tímidas, verdolengas, anunciando esperanças, nos próprios meios da Reforma: primeiro, foi Swedenborg, com a sua Nova igreja de Jerusalém, anunciando a revivescência do espírito; depois, Edward Irving, cura da igreja escocesa, que leva para Londres o problema das comunicações espirituais; depois, as manifestações mediúnicas dos Shakers, nos Estados Unidos, seguidos logo mais dos fenômenos de Hydesville, com as meninas da família Fox, num lar metodista; depois, o rev. Ferguson, da igreja de Nashville, no Tenesse, freqüentada por Lincoln, que leva para a Inglaterra os irmãos Davenport, divulgando seus poderes mediúnicos, depois o rev. Stainton Moses, que desenvolve sua poderosa mediunidade; o rev. Vale Owen, que se torna médium; e os reverendos Arthur Chambers, de Broockenhurts; Charles Tweedale, de Weston, Yorkshire, e tantos outros, que proclamam a volta das Vozes do Além.

 

Por fim, Kardec recebe a Terceira Revelação e as espigas maduras começam a ser colhidas em todo o mundo. A seara imensa devolve, a cento por um, apesar das incompreensões de muitos de seus trabalhadores, as sementes que o Grande Semeador saíra a semear. O Espiritismo, cheio de compreensão, de luz e fraternidade, dá cumprimento à Promessa do Consolador, iniciando a fase final do Cristianismo, para o advento anunciado do Reino de Deus na Terra."

 

(Extraído de Os três caminhos de Hécate de José Herculano Pires) 

more...
No comment yet.