#Geoprocessamento em Foco
25.2K views | +0 today
Follow
#Geoprocessamento em Foco
Notícias, novidades, tutoriais abordando #Geoprocessamento
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Unidades de Conservação Federais (shapefile)

Unidades de Conservação Federais (shapefile) | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it

O ICMbio está disponibilizado o shapefile das Unidades de Conservação Federais do Brasil com atualização de julho de 2012 , o site oferece ainda uma listagem completa que contempla informações como: Nome da Unidade de Conservação, Coordenação Regional, Município, Unidade Federativa, Data de Criação, Bioma, Grupo, Área e Diploma Legal de Criacão.


Além desses dados há também a Lista das Espécies Ameaçadas com registro de ocorrência em Unidades de Conservação Federais.

 

Versão em SHP: http://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/comunicacao/downloads/UC_federal_sirgas2000_07_12.zip

 

.......

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Utilização de técnicas de sensoriamento remoto para o mapeamento de área plantada com as principais culturas na safra 2009/2010 no estado de Mato Grosso do Sul

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Mapas estáticos de Google - La Cartoteca

Una de las opciones menos conocidas en el uso de la API de Google Maps es la posibilidad de insertar en una web mapas en forma de imágenes estáticas, no mapas interactivos como estamos acostumbrados a ver en multitud de websites. Claro, habrá quien se pregunte: ¿qué utilidad puede tener eso? A fin de cuentas bastaría con “imprimir pantalla” y copiar una imagen de Google Maps para colocarla en la web. Al margen de que ese es un uso no permitido del servicio, el empleo de mapas como imágenes fijas usando la API de Google Maps puede tener su interés.


La imagen se genera desde Google Maps con cada solicitud HTML desde una web, con lo que será un mapa actualizado alojado por Google. Además, la imagen puede contener marcadores, estilos, rutas y otras indicaciones que se pueden modificar con sólo cambiar alguno de los parámetros del código correspondiente (no necesita ni siquiera recurrir a javascript, sólo insertar el código con el tag de imagen como en el ejemplo que aparece abajo).

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

CALCULAR PENDIENTE MEDIA DE LA RED HÍDRICA DE UNA CUENCA EN ARCGIS

CALCULAR PENDIENTE MEDIA DE LA RED HÍDRICA DE UNA CUENCA EN ARCGIS

La pendiente de una cuenca hidrográfica, posee una compleja dinámica relacionada con lainfiltración, escurrimiento superficial, humedad del suelo y aporte de los cauces en la recargadel agua subterránea; Conocer estos factores físicos que controlan el tiempo del flujo sobre elterreno, y la influencia directa en la magnitud de las avenidas o crecidas, es de vitalimportancia para la toma de decisiones en procesos de planificación.Para calcular la
pendiente media
del drenaje o de una cuenca hidrográfica se necesita unraster (mapa de pendientes), y un vector (shapefile de la red hídrica)....

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

PASSaGE: Uma alternativa ao Fragstats

PASSaGE: Uma alternativa ao Fragstats | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it
Quem lida com métricas de paisagem, dinâmicas de fragmentos ou simplesmente ecologia da paisagem certamente trabalha ou já ouviu falar no programa Fragstats. Ele é um poderoso software que permite estudar o papel dos impactos antrópicos nas estruturas e funções da paisagem, principalmente na vegetação.

 

Pois bem, como este software está disponível apenas para a plataforma Windows, me esforcei na busca de um software equivalente para o ambiente Linux e eis que o esforço foi recompensado: PASSaGE é o seu nome.

 

PASSaGE é uma sigla para o termo Pattern Analysis, Spatial Statistics and Geographic Exegesis, que numa tradução livre significa Análise de Padrões, Estatística Espacial e Interpretação Geográfica Minuciosa......

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Ambientes Geográficos: GADM - Base de dados sobre as áreas administrativas do mundo

Ambientes Geográficos: GADM - Base de dados sobre as áreas administrativas do mundo | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it

GADM é uma base dados com as áreas administrativas do mundo para ser usado num software SIG. As áreas administrativas desta base estão por países divididos segundo as suas caracteristicas administrativas, como por exemplo, regiões, províncias, municipios, etc.

O GADM descreve estas áreas administrativas (atributos espaciais), para cada área fornece informação, tal como nome e variantes de nomes........

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Georreferenciamento é útil para definir estratégias de gestão escolar « GEOeasy

De acordo com especialistas, sistema otimiza oferta de vagas e contribui para planejar a construção de escolas, mas precisa ser bem aplicado

A educação é direito de todos e dever do Estado e da família, segundo consta no artigo 205 da Constituição Federal. Mas é importante que esse direito seja exercido de forma plena e com qualidade. O sistema de georreferenciamento, que contribui para encaminhar os alunos da rede pública à escola mais próxima de sua casa, por meio do mapeamento de escolas e residências, pode ser uma ferramenta de gestão importante para a educação, segundo o professor Carlos Eduardo Sanches, ex-presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e integrante do Conselho Estadual de Educação do Paraná, estado pioneiro na adoção do georreferenciamento. O mapeamento de escolas e residências é realizado através do endereço impresso na conta de energia elétrica, sendo que os postes de luz são georreferenciados. O sistema já foi implantado em 65 municípios do Paraná e será estendido às demais localidades nos próximos anos, de acordo com a Secretaria de Educação do Estado.

“O sistema ainda não é regulamentado, é uma iniciativa de alguns estados. Além do Paraná, sei que é adotado no Espírito Santo e em Santa Catarina. O georrefenciamento otimiza a oferta de vagas, os recursos públicos e a vida do aluno. Algumas escolas têm vagas ociosas, e outras estão lotadas, e o sistema ajuda a melhorar essa situação. No meio rural, ele contribui para planejar o melhor lugar para construção de escolas. As unidades do campo estão acabando, colocam as crianças em ônibus e mandam para a cidade. Isso não é bom nem para o campo, nem para os alunos, que são retirados de suas realidades”, ressalta Sanches.

Mas, e se a escola perto da casa do aluno não for boa e os pais quiserem colocá-lo em outra instituição de ensino? O georreferenciamento não impede a mobilidade dos estudantes nesse caso? Para Sanches, alcança melhor resultado quem trabalha em rede. “Não podem existir ilhas de referência, isso denota falta de planejamento. Temos que respeitar o direito da criança de forma coletiva e individual. É a escola que precisa melhorar”, explica.

O professor Mozart Neves Ramos, integrante do Conselho Nacional de Educação (CNE) e presidente da ONG Todos pela Educação, também acredita que o sistema de georrefenciamento pode ser um instrumento útil para definir estratégias de gestão escolar, se bem aplicado. “Adotei o georreferenciamento quando fui secretário de Educação em Pernambuco, entre 2003 e 2006, tanto para a logística de transporte quanto para a construção de escolas no campo. Não é simples levantar escolas ou resolver a questão do transporte, e o sistema ajuda”, diz..

Para Mozart, a mobilidade dos alunos não pode estar condicionada ao fato de a escola ser boa ou ruim. “Se a instituição escolar está com problemas, precisa de mais atenção e subsídios. Se a escola não é boa, não é para ninguém. Não ser assim contraria a Constituição, onde está escrito que todos têm direito à educação, temos é que lutar pela qualidade desse serviço”, completa.

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Conceitos Básicos de Geoprocessamento

O que é Geoprocessamento? | Introdução ao GIS | Estrutura de dados...

 

O que é Geoprocessamento?

 

"Toda ação depende de uma decisão que depende de informação"

Geoprocessamento nada mais é que o uso automatizado de informação que de alguma forma está vinculada a um determinado lugar no espaço, seja por meio de um simples endereço ou por coordenadas. Vários sistemas fazem parte do Geoprocessamento dentre os quais o GIS é o sistema que reúne maior capacidade de processamento e análise de dados espaciais. A utilização destes sistemas produz informações que permitem tomar decisões para colocar em pratica ações. Estes sistemas se aplicam a qualquer tema que manipule dados ou informações vinculadas a um determinado lugar no espaço, e que seus elementos possam ser representados em um mapa, como casas, escolas, hospitais, etc..

 

Por exemplo: Sua cidade oferece uma certa qualidade de vida que, dentre outros fatores, depende da eficiência com que, tanto órgãos públicos (Prefeitura, Secretarias,...) como privados (Comércio, Bancos,...) administram as informações necessárias para o desempenho de seus serviços.

 

Muitas vezes o volume de informações inviabiliza não apenas a qualidade da informação, mas, também a união dos fatores importantes para uma decisão acertada. É neste aspecto que entra a colaboração dos sistemas de Geoprocessamento, e principalmente do GIS......

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Geoprocessamento e sensoriamento remoto como subsídio à previsão de safra de café no Extremo Oeste Baiano

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Arcgis 10. Georeferencing (Georeferenciacion)

Como georeferenciar imagenes con el programa Arcgis 10...
more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

ArcGIS 10: Layout de Impressão - parte 01

ArcGIS 10: Layout de Impressão - parte 01 | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it

Nova série de tutoriais para o ArcGIS 10. Vamos dedicar uma dezena de tutoriais com dicas para montagem de mapas para impressão. você possa conhecer as principais ferramentas este módulo. Vamos falar sobre a barra de escala, legenda, grid de coordenadas, linhas guia, etc. Decidir iniciar o tutorial pela escolha do papel. Através deste post, você vai conhecer mas medidas indicadas para construção de Carta Imagem. No tópico seguinte vamos instalar uma impressora virtual para que o ArcGIS 10 possa reconhecer os formatos A0 e A1......

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Corrección de problemas de drenaje con r.fill.dir de GRASS

Corrección de problemas de drenaje con r.fill.dir de GRASS | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it
El procedimiento toma una capa de elevación (DEM) como input e inicialmente llena todas las depresiones cruzando la capa ráster de lado a lado. A continuación, el algoritmo de dirección de flujo trata de encontrar una dirección única para cada celda. Si el programa detecta áreas con depresiones delinea esta zona del resto del área y rellena nuevamente las depresiones usando la técnica de los vecinos más próximos usada por la rutina de dirección de flujo. La salida final será una capa sin depresiones y con direcciones de flujo única.

 

La ejecución del módulo r.fill.dir requiere en su sintaxis el archivo de dirección de flujo pero si se usa con la flag -f encontrará todas las áreas con problemas y suministrará un DEM corregido con muy pocas modificaciones con relación al original. Para el área de trabajo de los artículos anteriores, la ejecución en línea de comando fue la siguiente:


r.fill.dir -f input=N09W068_UTM19N_canoa elevation=N09W068_UTM19N_canoa.elev direction=N09W068_UTM19N_canoa.asp areas=N09W068_UTM19N_canoa.areas

 

...............

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

GEOSABER: PostgreSQL 9.1.5

GEOSABER: PostgreSQL 9.1.5 | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it

Foi lançada hoje (17/07/2012) a atualização do Serviço Gerenciador de Banco de Dados (SGDB) aberto, PostgreSQL. Quem está rodando uma versão 9.1.X não necessita fazer dump/restore.
O PostgreSQL tem um manual de 'apenas' 2.549 páginas que pode ser baixado em formato PDF.


Este update corrige falhas de segurança associados com libxml2 e libxslt, similares ao que está afetando outros projetos Open Source. À todos os usuários é recomendável com urgência, que atualizem suas instalações na primeira oportunidade que tiverem.

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Delimitação de Áreas de Preservação Permanente – Parte 1

Delimitação de Áreas de Preservação Permanente – Parte 1 | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it
Com a recente discussão sobre o novo código florestal, resolvi criar uma série de posts com metodologias para a delimitação das Áreas de Preservação Permanentes (APPs).
Serão abordadas as técnicas para geração das APPs seguindo as determinações do artigo 3º da Resolução do CONAMA nº 303, de 20 de março de 2002. A área de estudo a ser utilizada como exemplo na elaboração desse post é a micro-bacia do córrego Água Branca, localizada na região leste do município de Goiânia. Os limites das APPs a serem mapeadas são os seguintes:

 

Trinta metros, para o curso d’água com menos de dez metros de largura;

Ao redor de nascente ou olho d’água, ainda que intermitente, com raio mínimo de cinquenta metros de tal forma que proteja, em cada caso, a bacia hidrográfica contribuinte;

 

No topo de morros e montanhas, em áreas delimitadas a partir da curva de nível correspondente a dois terços da altura mínima da elevação em relação a base;

 

Em encosta ou parte desta, com declividade superior a cem por cento ou quarenta e cinco graus na linha de maior declive....

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Crear un mapa de isotermas considerando el gradiente altitudinal

http://acolita.com Como crear un mapa de isotermas considerando la gradiente altitudinal, usando ArcGIS, ideal para regiones montañosas.
more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Caminos subterráneos - La Cartoteca

Caminos subterráneos - La Cartoteca | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it

Las líneas de metro en Europa dan para mucho, como puede verse en esta completa infografía realizada por el estudio italiano Accurat. Merece la pena dedicar unos minutos a explorar su contenido.

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Crear un Perfil 2D y construir Modelo 3D del Subsuelo en ArcGIS

Crear un Perfil 2D y construir Modelo 3D del Subsuelo en ArcGIS | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it

as herramientas de la extensión Arc Hydro Groundwater para ArcGIS permiten archivar, visualizar y analizar datos multidimensionales de agua subterránea, e incluyen varios componentes para representar diferentes tipos de datos, incluyendo las representaciones de los acuíferos y pozos / perforaciones, modelos 3D hidrogeológicos, información temporal, y los datos de los modelos de simulación.


Por ello a continuación comparto dos vídeo tutoriales totalmente prácticos, desarrollados por Aquaveo para crear un perfil del subsuelo en 2D y generar una modelo 3D de subsuelo usando el método de horizontes.......

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

SandroGeo: Realçando imagens no Spring

http://sandrogeotecnologia.blogspot.com.br/...

 

Ao receber imagens de satélite geralmente o usuário recebe uma produto com uma série de ajustes e correções, apropriadas para o sensor remoto utilizado. Em geral o distribuidor das imagens executa as correções de calibração radiométrica da imagem, correção de distorções geométricas e remoção de ruído. Mas, para cada aplicação é preciso trabalhar a imagem a luz dos seus objetivos, um dos primeiros procedimentos é o realce das informações que nos interessam. Como é de conhecimento da maioria dos leitores uma imagem é uma matriz em que está representada o comportamento dos objetos frente a radiação eletromagnética. Essa matriz pode ser representa e manipulada na forma de um histograma (gráfico de barras) quanto mais bem distribuido os valores no histograma maior o contraste das informações. Nesse primeiro post sobre Processamento Digital de Imagens (PDI) estou manipulando o histograma de uma imagem no Spring, distribuindo melhor as informações representadas no gráfico, realçando assim informações presentes na imagem. Muitas vezes nessa fase aparecem ruídos que não foram eliminados anteriormente, o realce põem em evidências informações, mas, também pode realçar os problemas da imagem. Mais informações consulte: http://www.dpi.inpe.br/spring/teoria/realce/realce.htm Nesse post trabalhamos com imagens do CBERS2B sensor CCD distribuidas pelo Inpe.
more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Cómo importar archivos *.csv (comma separated values) en GRASS mediante un script de python

Cómo importar archivos *.csv (comma separated values) en GRASS mediante un script de python | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it
Los join a la tabla atributiva de vectoriales en GRASS no es posible porque no está soportado para el driver dbf. Sin embargo, es posible copiar columnas de otras databases en la tabla atributiva de vectoriales a través de la ejecución del módulo db.execute con la opción UPDATE de SQL. No obstante, si se requiere usar los valores de una tabla externa no es necesario el join en el modo “clásico”. En GRASS, cada espacio de trabajo tiene asignado un directorio dbf donde se almacenan las tablas atributivas de los vectoriales y cualquier tabla externa con este driver que tengamos a bien alojar allí. Si cualquiera de esas tablas externas es requerida para su uso con un vectorial simplemente se conecta con ella a través de v.db.connect.

 

Para poblar con databases externas los directorios dbf de los espacios de trabajo se puede hacer uso del módulo db.in.ogr. Los formatos aceptados por el driver ogr son DBF, CSV, PostgreSQL, SQLite, MySQL, ODBC; entre otros. Para probar el uso del comando se va a considerar la tabla en formato *.csv de este artículo:,,,,,,

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Solos, Uso e Ocupação e Características Morfométricas do Padrão de Drenagem da Bacia do Rio Benevente, ES

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Aplicação de diferentes métodos de classificação supervisionada de imagem Landsat- 5/TM na identificação de cana-de-açúcar

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

ArcScan - Tutorial - Digitalizando Curvas de Nível no Arcgis

Digitalização de Curvas de Nível, utilizando a extensão ARCSCAN do ArcGis. Vídeo mostrando passo a passo de como fazer Georreferenciamento de Cartas Topográf...
more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Novo satélite Galileo chega à Guiana Francesa para lançamento | MundoGEO

Novo satélite Galileo chega à Guiana Francesa para lançamento | MundoGEO | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it

Os próximos dois satélites do sistema de navegação Europeu Galileo já estão no local de lançamento, na Guiana Francesa. Os aparelhos estão agora sendo preparados para o envio em órbita, que deverá ocorrer nos próximos meses.


O quarto satélite Galileo chegou ao aeroporto de Cayenne, na Guiana Francesa, na sexta-feira (17/8), a bordo de uma aeronave Ilyushin, que partiu de Roma, capital da Itália. Protegido dentro de uma camâra especial com refrigeração, o satélite foi então levado para a instalação de preparação no Centro Espacial Europeu na Guiana, para se juntar ao terceiro satélite Galileo, que chegou 10 dias antes.


Estes terceiro e quarto satélites Galileo fazem parte da fase de validação em órbita (IOV em inglês) e deverão ser lançados a bordo de um veículo Soyuz ST-B, em outubro. Estes novos satélites vão juntar-se os dois primeiros satélites Galileo, lançados no ano passado, em uma órbita média a 23 222 km.


Segundo a Agência Espacial Europeia (ESA), este é passo significativo para o programa, pois vai concluir a implantação da infraestrutura necessária para a fase IOV e permitirá, pela primeira vez, um cálculo de posição em solo baseado unicamente em satélites Galileo. A fase IOV está sendo seguida pela implantação de satélites adicionais e segmento terreno, necessários para alcançar a plena capacidade operacional (FOC em inglês), permitindo a prestação de serviços.


Os 22 satélites da fase FOC estão sendo construídos atualmente na Alemanha, pela empresa OHB e pela Surrey Satellite Technology.

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Principais elementos para a leitura cartográfica ~ Geotecnologias Luís Lopes

Principais elementos para a leitura cartográfica ~ Geotecnologias Luís Lopes | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it

Para prosseguirmos nosso dialogo sobre a importância da cartografia em nossas atividades, é necessário conhecermos os principais elementos para a leitura cartográfica, pois, apesar de os mapas serem amplamente utilizados nos dias de hoje, os principais elementos que compõem um mapa, muitas vezes, ficam em segundo plano.

 

Desse modo, é evidente que, na atualidade, não apenas o geógrafo utiliza e elabora mapas para o uso em suas atividades, mas também diversos outros profissionais vêm se capacitando nas ferramentas “geotecnológicas”, e, para viabilizar o manuseio dessas ferramentas (softwares de geoprocessamento, processamento e manuseio de imagens de sensores remotos etc.), esses profissionais optaram pela democratização da informação, disponibilizando-a com alta qualidade, em variados idiomas em blog’s, sites, livros e revistas. Assim, surgiu uma gama de materiais em formato digital e analógico que vêm subsidiando a aprendizagem de cada vez mais usuários da cartografia.

 

Contudo, é importante que o usuário entenda que o entendimento da cartografia e o manuseio dessas geotecnologias é fruto direto de trabalhos de campo e de reflexões teóricas/conceituais, que transitam pela produção acadêmica sobre os mais diversos assuntos trabalhados na concepção do espaço geográfico, realizada desde há muitos anos atrás, e que culminou no que se tem hoje em meio digital, sendo a principal representação expressa por meio de mapas.

 

Assim, devemos considerar o mapa como um meio de comunicação, contendo objetos definidos por pontos, linhas e polígonos, permeados por uma linguagem composta de sinais, símbolos e significados. Sendo a sua estrutura formada por uma base cartográfica, relacionada diretamente a objetos e fenômenos observados ou percebidos no espaço geográfico.

 

Essa base cartográfica é composta pelos chamados elementos gerais do mapa, que são pelo menos cinco componentes que contribuem para a leitura e interpretação do produto cartográfico. São eles: o título, a orientação, a projeção, a escala e a legenda, sendo que a ausência e erros em mapas, na maioria das vezes, ocorre quando um desses elementos é apresentado de forma incompleta ou distorcida, não seguindo as normas da ciência cartográfica, o que pode contribuir para a apreensão incorreta das representações do espaço geográfico pelos leitores. Então, vamos aqui procurar entender cada um deles de forma resumida:

........................

more...
No comment yet.
Scooped by Elpidio I F Filho
Scoop.it!

Delimitación de áreas de drenaje, mediante un script de python en GRASS, con base en los sumideros

Delimitación de áreas de drenaje, mediante un script de python en GRASS, con base en los sumideros | #Geoprocessamento em Foco | Scoop.it
En un artículo anterior se intentó delimitar las áreas de drenaje de una zona combinando en un sólo ráster todos los individuales para la salida (con values secuenciales; flag n) de r.drain. Como los ráster individuales abarcan toda la zona de GRASS, pero sólo tienen valores distintos de null en las líneas de flujo, es conveniente convertir los null en ceros para facilitar el álgebra de mapas en su incorporación en un ráster de valor constante (-1) que abarca toda el área de trabajo de GRASS. El producto final refleja, además del área barrida, los diferentes sumideros hacia los cuales se dirige el flujo. No obstante la estrategia seguida, es difícil la delimitación precisa de las áreas de drenaje.

 

Sin embargo, al observar el ráster resultado, donde quedan claramente establecidos los sumideros, se intuye que si existe la manera de obtener las coordenadas de estos lugares, donde un grupo de celdas tienen un punto de encuentro común, está sería la manera ideal de delimitar las zonas de drenaje. Después de probar varias estrategias, la que resultó más prometedora fue aquella en la cual el ráster de líneas de flujo se convirtió en un vectorial de puntos donde la mayor categoría correspondía al sumidero. Con v.extract se convirtió el vectorial multipunto en un vectorial de un sólo elemento basando la extracción en la categoría máxima para luego filtrar sólo la coordenada x con v.to.db en modo print (flag p) e incorporarlo en un arreglo matricial de n filas x n columnas.......

more...
No comment yet.