Fátima
14 views | +0 today
Follow
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Rescooped by Fátima Silva Silva from Fátima
Scoop.it!

CIDADÃO E CIDADANIA

CIDADÃO E CIDADANIA | Fátima | Scoop.it

Ser cidadão é ter direito à vida, à liberdade, à propriedade, à igualdade perante a lei: ter direitos civis. É também participar no destino da sociedade, votar, ser votado, ter direitos políticos. Os direitos civis e políticos não asseguram a democracia sem os direitos sociais, aqueles que garantem a participação do indivíduo na riqueza coletiva: o direito à educação, ao trabalho justo, à saúde, a uma velhice tranqüila.

Como exercemos a cidadania?

Cidadania é a expressão concreta do exercício da democracia. Exercer a cidadania plena é ter direitos civis, políticos e sociais. Expressa a igualdade dos indivíduos perante a lei, pertencendo a uma sociedade organizada. É a qualidade do cidadão de poder exercer o conjunto de direitos e liberdades políticas, socio-econômicas de seu país, estando sujeito a deveres que lhe são impostos. Relaciona-se, portanto, com a participação consciente e responsável do indivíduo na sociedade, zelando para que seus direitos não sejam violados.
A cidadania instaura-se a partir dos processos de lutas que culminaram na Independência dos Estados Unidos da América do Norte e na Revolução Francesa. Esses dois eventos romperam o princípio de legitimidade que vigia até então, baseado nos deveres dos súditos e passaram a estruturá-lo a partir dos direitos do cidadão. Desse momento em diante todos os tipos de luta foram travados para que se ampliasse o conceito e a prática de cidadania e o mundo ocidental o estendesse para a s mulheres, crianças, minorias nacionais, étnicas, sexuais, etárias.Recomendar esta página via e-mail: Seu nome: Seu e-mail: Nome do destinatário: E-mail do destinatário: Comentários:

 

more...
No comment yet.
Scooped by Fátima Silva Silva
Scoop.it!

CIDADÃO E CIDADANIA

CIDADÃO E CIDADANIA | Fátima | Scoop.it

Ser cidadão é ter direito à vida, à liberdade, à propriedade, à igualdade perante a lei: ter direitos civis. É também participar no destino da sociedade, votar, ser votado, ter direitos políticos. Os direitos civis e políticos não asseguram a democracia sem os direitos sociais, aqueles que garantem a participação do indivíduo na riqueza coletiva: o direito à educação, ao trabalho justo, à saúde, a uma velhice tranqüila.

Como exercemos a cidadania?

Cidadania é a expressão concreta do exercício da democracia. Exercer a cidadania plena é ter direitos civis, políticos e sociais. Expressa a igualdade dos indivíduos perante a lei, pertencendo a uma sociedade organizada. É a qualidade do cidadão de poder exercer o conjunto de direitos e liberdades políticas, socio-econômicas de seu país, estando sujeito a deveres que lhe são impostos. Relaciona-se, portanto, com a participação consciente e responsável do indivíduo na sociedade, zelando para que seus direitos não sejam violados.
A cidadania instaura-se a partir dos processos de lutas que culminaram na Independência dos Estados Unidos da América do Norte e na Revolução Francesa. Esses dois eventos romperam o princípio de legitimidade que vigia até então, baseado nos deveres dos súditos e passaram a estruturá-lo a partir dos direitos do cidadão. Desse momento em diante todos os tipos de luta foram travados para que se ampliasse o conceito e a prática de cidadania e o mundo ocidental o estendesse para a s mulheres, crianças, minorias nacionais, étnicas, sexuais, etárias.Recomendar esta página via e-mail: Seu nome: Seu e-mail: Nome do destinatário: E-mail do destinatário: Comentários:

 

more...
No comment yet.
Scooped by Fátima Silva Silva
Scoop.it!

Ótima leitura.... | Facebook

Ótima leitura.... | Facebook | Fátima | Scoop.it
Silvania Ferreira Silva Aguia wrote: Ótima leitura.... Join Facebook to connect with Silvania Ferreira Silva Aguia and others you may know.
more...
No comment yet.
Scooped by Fátima Silva Silva
Scoop.it!

Jovens trocam livors por leitura digital

 A falta de interesse pela leitura formal pode levar à perda da habilidade de se concentrar quando necessário. "O jovem não consegue mais ler um texto inteiro. Ele não cria essa habilidade porque não precisa mais dela". A leitura digital é mais lúdica e interessante porque não é linear e permite uma liberdade multimidiáticapostar no Twitter e ver recados no Facebook são atividades mais prazerosas que ler um clássico literário porque dão mais autonomia. "Se cansar do site em que está navegando, é só abrir um outro link. Não precisa mais ler página por página. O maior desafio do jovem é lidar com a diversidade de estímulos que recebe de todos oo lados, na ordem. Por isso, o que o jovem está perdendo é a paciência, não a concentração."

more...
No comment yet.