Inovação Educacional
353.1K views | +267 today
Follow
 
Scooped by Luciano Sathler
onto Inovação Educacional
Scoop.it!

COCREATION LAB com inscrições abertas! | Portal Sinapse da Inovação

COCREATION LAB com inscrições abertas! | Portal Sinapse da Inovação | Inovação Educacional | Scoop.it
Estão abertas as inscrições para o quarto edital de seleção de projetos para o Cocreation Lab! Mais de 30 projetos já foram beneficiados desde sua implantação em 2016 e nesta edição, outros 10 projetos serão contemplados pelos benefícios do programa. O Cocreation Lab está localizado no Museu da Escola Catarinense – MESC, no centro histórico de Floripa! Um ambiente colaborativo voltado para pessoas que tenham ideias nas áreas de economia criativa com potencial de gerar novos empreendimentos.

As propostas devem apresentar ideias inovadoras voltadas para o desenvolvimento da Economia Criativa com foco nas áreas de:

Arquitetura e urbanismo
Artes
Audiovisual
Design
Gastronomia
Moda
Turismo
more...
No comment yet.
Inovação Educacional
Noticias, publicacoes e artigos de opiniao que abram caminhos para a inovacao educacional.
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

O Brasil deve eleger a capacitação em Ciência, Tecnologia e Inovação como uma de suas prioridades 

O Brasil deve eleger a capacitação em Ciência, Tecnologia e Inovação como uma de suas prioridades  | Inovação Educacional | Scoop.it

Por Luciano Sathler

O desenvolvimento de competências para ciência, tecnologia e inovação (CTI) é algo fundamental. Mais: é urgente e deve ser priorizado para a transformação da realidade socioeconômica brasileira.

Durante meus estudos de mestrado e doutorado, tive o privilégio de conviver com pesquisadores que, à sua profunda erudição e elevado rigor científico, somavam uma visão instigante de mundo, que mobilizava estudantes a refletirem sobre si mesmos e sobre a sociedade.

Um desses mestres foi o economista Ladislau Dowbor, cuja história de vida se soma a uma vastidão de conhecimentos e profícua produção científica – características que o permitem ser reconhecido internacionalmente. Seu foco principal? Enfrentar a pobreza e combater a desigualdade. Via de regra, Ladislau não é considerado simpatizante das políticas defendidas pelo Banco Mundial e outros órgãos multilaterais. Mas sempre teve abertura intelectual o suficiente para analisar os dados publicados por essas instituições – seja para refutar, criticar ou demonstrar fatos que saltavam aos olhos.

Na mesma linha crítica do mestre Ladislau, quero refletir sobre uma de 2008, escrita por autores designados pelo Banco Mundial, com o título “Science, technology, and innovation: capacity building for sustainable growth and poverty reduction”. Na data em escrevo está disponível para download aqui.

O trabalho advém do Fórum Global de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizado em fevereiro de 2007, nos Estados Unidos. O objetivo foi discutir estratégias, programas e políticas para ampliar a capacidade científica, tecnológica e de inovação nos países empobrecidos, para promover o crescimento sustentável e, consequentemente, a redução da pobreza. Vejamos alguns tópicos:

  • Redução de pobreza e caminhos para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis promulgados pela ONU – Para que consigam aplicar Ciência, Tecnologia e Inovação na resolução de seus problemas, as comunidades locais devem ser participantes ativas no processo de desenvolvimento – e não meramente destinatários passivos da tecnologia desenvolvida por outros povos. O empreendedorismo e as habilidades de marketing também são importantes. Mas sem a capacidade de desenvolver soluções tecnologicamente superiores ou inovadoras, ambas serão competências que não garantirão sucesso na construção das capacidades produtivas dos países.
  • Ampliação do valor agregado aos recursos naturais exportados – Embora possa parecer paradoxal num primeiro momento, muitos economistas consideram a oferta abundante recursos naturais como um potencial problema. O raciocínio sugere que a abundância desacelera o crescimento e dificulta a diversificação econômica. É preciso escapar desse ciclo vicioso. Para isso, os países têm que desenvolver competências adequadas de CTI para que as organizações locais tenham a capacidade de produzir e exportar mais bens e serviços de maior intensidade tecnológica. Fundamental é que cientistas, empreendedores e demais trabalhadores estejam aptos para executar tarefas mais complexas, que pedem melhor formação e espaço para a criatividade.
  • Atualização tecnológica e captura da vantagem do retardatário – Os países empobrecidos são, atualmente, os retardatários tecnológicos – uma desvantagem frente aos países ricos no que diz respeito à capacidade em CTI. Porém, isso não significa uma condenação permanente que empurre as nações pobres para trás. É possível diminuir o fosso e recuperar terreno se houver aprendizagem, convertendo o atraso em vantagem. Por exemplo: os retardatários não têm que inventar a maioria das tecnologias de produção ou processos a serem adotados. Nem precisam começar com a tecnologia mais antiga e trilhar o mesmo histórico de progressão que os países mais ricos seguiram. É possível saltar e mover-se diretamente para as tecnologias mais avançadas. Essa rápida progressão tecnológica pede o desenvolvimento interno da capacidade de encontrar tecnologias existentes, adaptá-las para uso local e incorporá-las ao processo produtivo. É o que a China tem feito nas últimas décadas.
  • O papel da Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) – Já existem muitas tecnologias que podem colaborar para reduzir a pobreza, agregar valor às exportações e atualizar a proficiência tecnológica da população em nações empobrecidas. É comum que muitas estejam com seu uso difundido nos países ricos. Portanto, uma das primeiras tarefas no desenvolvimento da CTI deve ser voltada ao uso e adaptação das tecnologias existentes. Para a maioria, isso requer o desenvolvimento de competências técnicas e profissionais no campo das ciências, tecnologias, engenharias, artes e matemática – conhecido pela sigla em inglês Steam. Não significa a ideia de que nenhum papel há para P&D nas fronteiras do conhecimento. Mas somente que os dois tipos de esforços devem estar previstos nas políticas públicas e iniciativas privadas de inovação.

Dentre as conclusões principais do Fórum, destaco:

O Ensino Fundamental de boa qualidade é essencial, mas não suficiente. Nenhum país terá condição de melhorar suas condições socioeconômicas se não cuidar da qualidade e inclusão no Ensino Médio e na Educação Superior. O pensamento que defende serem os salários baixos um diferencial competitivo não se sustenta diante da crescente automação dos trabalhos manuais e repetitivos.

A centralidade das mulheres para a redução da pobreza exige que o combate à Desigualdade de Gênero seja priorizado nas estratégias para o desenvolvimento das competências para CTI.

Desenvolver competências para CTI é muito mais do que focar apenas em tecnologias de ponta. As necessidades locais em países empobrecidos pedem um olhar também para as questões mais básicas, tais como saneamento básico, economia ambiental, doenças tropicais, desnutrição e combate à violência. Soluções intensivas de tecnologia concebidas ou adaptadas para temas como esses têm elevado potencial de gerar maior prosperidade e competitividade.

DIMENSÕES DA CAPACITAÇÃO EM CTI

O infográfico a seguir apresenta quatro dimensões necessárias à capacidade para a CTI: pessoas competentes; empreendedorismo, organizações e ecossistema de inovação. Confira no infográfico acima.

Mesmo que um país empobrecido aumente drasticamente o tamanho, a qualidade e seu esforço de pesquisa, é improvável que o sistema local de P&D gere mais do que uma pequena fração do total de conhecimento necessário para mudar a matriz socioeconômica. Portanto, a maioria do conhecimento que qualquer nação vai precisar será produzido por outros.

Como resultado, o desenvolvimento da capacidade de identificar, localizar, adquirir, adaptar e adotar esse conhecimento existente deve ser um componente indispensável da capacidade em CTI.

E a capacidade de produzir e usar novos conhecimentos por meio de P&D? Bem, ela implica na capacidade de conduzir a pesquisa básica de alto nível, sozinhos ou em parceria com os principais institutos globais de P&D. Ou ser capaz de encontrar novas maneiras de resolver problemas locais como, por exemplo, sistemas de filtragem de nanotecnologia para fornecer água potável ou biogás como alternativa energética.

O Brasil deve eleger a capacitação em CTI como uma de suas prioridades. Não há outro caminho, a não ser mudar a forma como são administrados os sistemas de educação, para incorporar também nestes a inovação – na gestão, nas parcerias, nas metodologias, nos conteúdos, nos espaços e nas relações.

Publicado originalmente por Desafios da Educação, em 28 de março de 2018.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Brasileira tem cada vez menos filhos, revela estudo

Brasileira tem cada vez menos filhos, revela estudo | Inovação Educacional | Scoop.it

Lançado globalmente nesta quarta-feira, 17, o relatório Situação da População Mundial, do Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa-ONU), mostra que a família brasileira tem uma média de 1,7 filho - na década de 1960, essa média era de 6 filhos. A taxa de fecundidade no Brasil é inferior à média da América Latina (2) e do mundo (2,5).
O estudo revela que o Brasil tem o menor índice de fecundidade na comparação com outros 11 países da região da América Latina e Caribe (República Dominicana, Costa Rica, El Salvador, México, Nicarágua, Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Uruguai e Venezuela). A brasileira se torna mãe em média aos 26,4 anos.
Entre os três países com menor taxa de fecundidade, Chile e El Salvador empatam com 1,76 filho. A tendência deve se manter até 2020. "Essa taxa coloca o Brasil abaixo da taxa de reposição, que é de 2,1 filhos por mulher. Ou seja, a população deve decrescer (mais informações ao lado)", explica Jaime Nadal, representante da Unfpa.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Inteligência artificial e robótica podem aumentar desigualdade social, diz professor 

Inteligência artificial e robótica podem aumentar desigualdade social, diz professor  | Inovação Educacional | Scoop.it

A robótica e a inteligência artificial podem gerar desemprego e aumentar a desigualdade social. A avaliação foi feita pelo professor de Ciência da Computação Virgílio Almeida, da Universidade Federal de Minas Gerais, em audiência pública sobre o tema na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (16).
A inteligência artificial refere-se a qualquer técnica computacional que busque repetir o comportamento humano. Por exemplo, o uso de programas de conversação para atendimento de usuários de telefonia no lugar de atendentes.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Edital de Inovação para a Indústria investiu mais de R$ 545 milhões em mil projetos inovadores

Edital de Inovação para a Indústria investiu mais de R$ 545 milhões em mil projetos inovadores | Inovação Educacional | Scoop.it
Iniciativa do SENAI, do Sebrae e do SESI ajudou, desde 2004, mais de 800 empresas a serem competitivas por meio de novos produtos e processos inovadores
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

VÍDEO: Professores contam por que ensinar vale a pena - Agência CNI de Notícias

VÍDEO: Professores contam por que ensinar vale a pena - Agência CNI de Notícias | Inovação Educacional | Scoop.it
SENAI homenageia profissionais que, mais do que repassar conhecimento, mostram novos caminhos para os alunos
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

MEC participa de evento que discute o impacto da educação na economia do país

As competências para o mercado de trabalho 4.0 e o impacto da educação na economia brasileira foram os principais temas discutidos durante o 5º Fórum Lide de Educação e Inovação, realizado nesta terça, 16, em São Paulo. O evento, realizado pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide), contou com a participação do ministro da Educação, Rossieli Soares, ao lado de líderes empresariais, autoridades, educadores e especialistas em inovação.
“Temos hoje 57 milhões de matrículas na educação brasileira, do ensino infantil até o ensino superior”, destacou Rossieli Soares. “No ensino fundamental, são 27 milhões de matrículas. No ensino médio, 7,9 milhões. A boa notícia é que temos 99% da população de 6 a 14 anos dentro da escola. Mas tem o outro lado: temos quase 80 milhões de brasileiros com 15 anos ou mais que possuem ensino fundamental ou médio incompletos e não frequentam a escola. Esse é o retrato do Brasil, que tem um grande acesso, mas também um grande desafio pela frente. Se focarmos a geração de 15 a 24 anos, são 17 milhões de jovens fora da escola. Esses números nos preocupam todos os dias”.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Haddad diz que vai reforçar obrigação de aulas presenciais no ensino fundamental

Haddad diz que vai reforçar obrigação de aulas presenciais no ensino fundamental | Inovação Educacional | Scoop.it
Fernando Haddad se contrapôs à ideia e afirmou que, se eleito, vai reforçar o trecho da lei de diretrizes e bases da educação que trata do ensino presencial: “vamos deixar mais claro a proibição de educação à distância para ensino fundamental, como Bolsonaro está propondo”.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Study of 1.6 million grades shows little gender difference in maths and science at school

Study of 1.6 million grades shows little gender difference in maths and science at school | Inovação Educacional | Scoop.it

There is a stubborn stereotype that maths and science are masculine.
But our study of the school grades of more than 1.6 million students shows that girls and boys perform similarly in science, technology, engineering and maths (STEM) subjects.
The research, published today in Nature Communications, also shows that girls do better than boys in non-STEM subjects.
Our results provide evidence that large gaps in the representation of women in STEM careers later in life are not due to differences in academic performance.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

‘Impact of Distance Education on Adult Learning’ project (IDEAL)

‘Impact of Distance Education on Adult Learning’ project (IDEAL) | Inovação Educacional | Scoop.it
The key findings of the final volume show that increasing attainment levels, improving career prospects and self-fulfilment were the major motivations for adult learners who engaged in distance education. The study recommends that policymakers and distance education providers at higher education institutions reduce regulative barriers, including formal entry requirements, and that they develop standard procedures on the recognition of prior learning. Furthermore, eligibility criteria must be made more visible and more information on credits and the transferability of qualifications should be provided. Higher education institutions should also improve funding models and provide information on options for financial support in order to diversify funding opportunities. As regards the educational offer, higher education institutions should aim to achieve an adequate balance in programmes as well as short-term and long-term courses. Institutions are advised to improve their communication strategies and to use new media to promote further access possibilities. Finally, higher education institutions should facilitate learning for adults by offering more interactive possibilities and practical study guides.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

2018 Global Competitiveness Index 4.0

2018 Global Competitiveness Index 4.0 | Inovação Educacional | Scoop.it

Distance to the Competitiviness Frontier, Top 10 and BRIC

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Renner busca startups para criar novos projetos

Renner busca startups para criar novos projetos | Inovação Educacional | Scoop.it
Em sua primeira iniciativa mais estruturada voltada à aproximação com startups, a Lojas Renner está em busca de projetos inovadores na área da sustentabilidade. A varejista firmou uma parceria com a aceleradora WOW e abriu uma chamada conjunta para jovens empresas que desenvolvam soluções em sustentabilidade, indústria 4.0, energia, economia circular, construção, logística e varejo.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Tecnologias favorecem líderes de perfil autoritário, afirma pesquisador

Tecnologias favorecem líderes de perfil autoritário, afirma pesquisador | Inovação Educacional | Scoop.it

“A natureza do nosso sistema de comunicações auxilia esse estilo de líder que apela a tribos, ao autoritarismo. Não se trata de direita e esquerda, mas de insiders e outsiders”, diz Bartlett em entrevista à Folha.
Em sua opinião, candidatos dessas franjas entenderam melhor a dinâmica propensa à agressividade das novas mídias.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Para Fórum Econômico, Brasil está longe da fronteira da competitividade 

Para Fórum Econômico, Brasil está longe da fronteira da competitividade  | Inovação Educacional | Scoop.it

O Brasil caiu três posições no Ranking Global de Competitividade do Fórum Econômico Mundial, foi para o 72º lugar entre 140 países (ou seja, na parte de baixo da tabela) e, pior, fica longe do que o Fórum chama de ”fronteira da competitividade".
É um conceito que mede, basicamente, a preparação de um país para o futuro, ”em um mundo que está sendo crescentemente transformado pelas novas tecnologias digitais". Mede também a maneira como cada país lida com seu capital social e com suas preocupações com a dívida, entre outros indicadores e outros avanços tecnológicos.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Como criar um núcleo (ou liga) de empreendedorismo na sua universidade? A gente responde.

A ideia é ser um corpo encabeçado por alunos gerando uma série de atividades que constroem uma atmosfera vibrante para empreendedorismo em toda universidade, criando bases para o florescimento de muitos negócios, ou pelo menos para a formação de empreendedores que podem um dia montar empresas ou serem intraempreendedores nos seus trabalhos. Esse é um tópico que trabalhamos bastante por aqui, visto que a dissertação de mestrado de um dos nossos gestores (que é coordenador do Núcleo de Empreendedorismo da USP) é especificamente sobre o tema e boa parte da nossa equipe já liderou empresas juniores ou outra iniciativa estudantil. Com a crescente demanda de pessoas querendo criar esses movimentos em suas universidades, resolvemos escrever esse texto.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

CNI e Sebrae abrem inscrições para Prêmio Nacional de Inovação

CNI e Sebrae abrem inscrições para Prêmio Nacional de Inovação | Inovação Educacional | Scoop.it

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Nacional de Inovação - Edição 2018/2019, realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Empresas de todos os portes podem submeter projetos, produtos e processos inovadores. A candidatura deve ser realizada no site do Prêmio até o dia 19 de novembro de 2018.
Os vencedores serão anunciados no dia 10 de junho de 2019. A premiação inclui participação em imersão internacional em ecossistemas de inovação e até R$ 150 mil por categoria pré-aprovados em editais de fomento à inovação, como o Edital de Inovação para a Indústria. A edição passada teve número recorde de inscritos: 3.987 empresas.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Saiba como o SENAI está inserindo o Brasil na Indústria 4.0

Saiba como o SENAI está inserindo o Brasil na Indústria 4.0 | Inovação Educacional | Scoop.it
Robôs autônomos que inspecionam dutos de petróleo e pintam cascos de navios são resultados de projetos de padrão mundial feitos em Institutos do SENAI
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Como financiar e desenvolver projetos de inovação na sua empresa

Como financiar e desenvolver projetos de inovação na sua empresa | Inovação Educacional | Scoop.it
Nova forma facilita percurso para colocar produtos e processos no mercado. SENAI e Embrapii são importantes aliados nesse cenário
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Conheça as 20 melhores faculdades EAD

Aliás, o diploma obtido em uma graduação EAD reconhecida pelo MEC vale tanto quanto o presencial e serve para comprovar a qualificação para participar de processos seletivos de emprego, prestar concursos públicos que exijam nível superior e fazer uma pós-graduação.
Se você chegou até aqui, é provável que esteja considerando fazer um curso a distância. E é claro que, ao escolher uma faculdade EAD, você vai querer não apenas um diploma com validade em todo o território nacional, mas também a certeza de que investirá tempo e dinheiro em uma graduação de qualidade.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

EaD para adolescentes e educação bilíngue: a Kroton no ensino básico

EaD para adolescentes e educação bilíngue: a Kroton no ensino básico | Inovação Educacional | Scoop.it

Uma das maiores oportunidades, segundo Galindo e Ghio, está na extensão do aprendizado da criança além do horário de aula. A Saber irá focar especialmente em segmentos mais tradicionais, como o ensino bilíngue, mas pretende estender para outras áreas de estudo no futuro como robótica e desenvolvimento de códigos. “Isso representa um ganho de receita sem aumento de gastos administrativos”, diz Ghio.
EaD no ensino básico?
Essa, aliás, deve ser a tônica de investimentos em educação básica. A empresa pretende ser uma solução integrada para apoio à escola. Atualmente, 67% da receita da Saber vem das escolas. Outros 25% vêm dos livros didáticos feitos para escolas públicas por meio das editoras Scipione, Ática e Saraiva. O faturamento dessa área, no entanto, deve cair. Não por diminuição das vendas, mas pela substituição por soluções tecnológicas, como materiais didáticos digitais – que apresentam margens superiores aos livros físicos.
Um outro fator que chama a atenção da Kroton é a possibilidade de o ensino básico público ter disciplinas a distância, como aventado pelo candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro (PSL) em sua campanha. Galindo não acredita que o ensino seria eficiente para alunos mais novos, mas não descarta a metodologia no ensino médio, por exemplo. “Um aluno pode começar a ter contato com matérias de alguns cursos em específico ainda no ensino médio para escolher a sua graduação”, diz o presidente. “De qualquer forma, estamos preparados para oferecer o ensino a distância em colégios.” O plano ainda não está formatado, ressalta.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

‘É uma proposta esdrúxula de quem não conhece nada de educação’, diz Haddad sobre projeto de Bolsonaro

‘É uma proposta esdrúxula de quem não conhece nada de educação’, diz Haddad sobre projeto de Bolsonaro | Inovação Educacional | Scoop.it

Em entrevista ao Pânico desta terça-feira (16), o candidato à presidência da República Fernando Haddad (PT) criticou a proposta de seu adversário Jair Bolsonaro (PSL) para que crianças sejam incluídas em programas de educação à distância. “Educação à distância para criança de 11 anos vai dar muito errado”, cravou o petista.
Ex-ministro da educação e professor universitário, Haddad explicou por que acha que a proposta não vai dar certo. “A criança precisa estar na escola com outras crianças, acompanhada por dois professores, ela precisa de merenda. Na frente do computador, ela vai ficar sozinha em casa”, argumentou.
O candidato atacou veementemente o projeto de Bolsonaro. “É uma proposta esdrúxula de quem não conhece nada de educação”, disse. “Ele não conhece nada de economia, mas de educação conhece menos”, ironizou Haddad.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Impact of Distance Education on Adult Learning’ project (IDEAL) - UNESCO Institute for Lifelong Learning

Impact of Distance Education on Adult Learning’ project (IDEAL) - UNESCO Institute for Lifelong Learning | Inovação Educacional | Scoop.it

Distance education is becoming an increasingly widespread phenomenon. As many adults are unable to participate in on-campus education, distance education offers flexible learning paths that greatly enhance accessibility to higher education. Exploring ways of using distance education to increase the participation of adult learners in higher education is an important objective of European education policies. Against this background, the UNESCO Institute for Lifelong Learning (UIL), together with the International Council for Open and Distance Education (ICDE) and StudyPortals (SP), set out to examine the potential of the distance education programmes provided by higher education institutions in Europe. The research project, which was entitled ‘Impact of Distance Education on Adult Learning’ (IDEAL), was funded by the European Commission’s Lifelong Learning Programme. The task force for the project consisted of experts on adult and distance education from the European Association of Distance Teaching Universities (EADTU), the European Association for the Education of Adults (EAEA), the European Distance and E-Learning Network (EDEN), the European Foundation for Quality in E-Learning (EFQUEL) and the European Society for Research on the Education of Adults (ESREA). The findings of the research, which was conducted between October 2013 and November 2015, are gathered in three online publications and a final research report. The final research report, entitled Closing the Gap: Opportunities for Distance Education to Benefit Adult Learners in Higher Education, is now available.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Closing the Gap: Opportunities for Distance Education to Benefit Adult Learners in Higher Education

Closing the Gap: Opportunities for Distance Education to Benefit Adult Learners in Higher Education | Inovação Educacional | Scoop.it

‘Higher education through distance education has a big potential to make learning and education more accessible, effective and inclusive for adult learners. The final IDEAL report provides a good knowledge base for increased cooperation and dialogue between stakeholders across the European Union,’ Arne Carlsen, UIL Director.
Distance education in higher education is a fast-growing and widespread phenomenon. As many adults are unable to participate in on-campus education, distance education offers flexible learning paths that greatly enhance accessibility to higher education. Exploring distance education’s potential to increase the participation of adult learners in higher education is an important objective of education policy in the European Union.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

The Global Inventory of Regional and National Qualifications Frameworks 2017, Volume II 

The Global Inventory of Regional and National Qualifications Frameworks 2017, Volume II  | Inovação Educacional | Scoop.it
A national qualifications framework (NQF) is an instrument used to classify a country’s qualifications at different levels. Each level is defined by a set of learning outcomes expected at that level. NQFs can be useful tools in education and training reforms and are vital reference points for lifelong learning and comparing qualifications across borders.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

First UNESCO online course on strengthening adult learning and non-formal education in Education Sector Plans

First UNESCO online course on strengthening adult learning and non-formal education in Education Sector Plans | Inovação Educacional | Scoop.it

The first e-learning course on mainstreaming adult learning and non-formal education into education sector plans will run from 2 October to 27 November 2018. Fifty-eight participants from ministries of education from nine countries will take part in the two-month course in order to equip themselves with the knowledge and skills they need to formulate strategies to develop and/or strengthen adult learning and non-formal education in national education plans, taking a lifelong learning approach.
The course, jointly developed by the UNESCO Institute for Lifelong Learning (UIL) and the International Institute for Educational Planning (IIEP), consists of three modules. Module 1 provides participants with a conceptual understanding of lifelong learning, non-formal education, adult learning and education, as well as youth and adult literacy. Module 2 introduces the analysis of the current state of adult learning and non-formal education in national education systems. Module 3 will present strategies to strengthen adult learning and non-formal education in education sector plans (ESPs) with a lifelong learning approach.
Throughout the course, participants will be asked to undertake practical exercises, which will allow them to directly apply the knowledge acquired. The course will benefit from an interactive and practice-oriented learning approach. After completion of the course, participants will have developed their knowledge and capacity to strengthen adult learning and non-formal education within their education sector plans, taking a lifelong learning approach.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Jornalismo profissional é antídoto contra notícias falsas e intolerância

Jornalismo profissional é antídoto contra notícias falsas e intolerância | Inovação Educacional | Scoop.it

Neste documento, a Folha destaca a relevância do jornalismo profissional para manter nítida a distinção entre notícia e falsidade.
No mesmo texto, argumenta que jornais pautados pelo diálogo pluralista fazem contraponto à intolerância que assola as redes sociais, acentuada pela recente onda internacional de populismo nacionalista ultraconservador.
Desde o início dos anos 1980, este jornal divulga textos que são considerados versões atualizadas de seu Projeto Editorial. Nesses documentos, a Folha analisa o ambiente em que atua e renova suas diretrizes jornalísticas.
Ao lado do texto, divulga-se agora, pela primeira vez, uma lista de 12 princípios que sintetizam os compromissos editoriais, políticos e éticos.
A nova versão do Projeto Editorial reconhece uma demanda mal atendida por informações proveitosas e inspiradoras, sem prejuízo da prioridade dada a enfoques críticos e à busca da notícia exclusiva.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Os espantalhos precisam sair da educação

Os espantalhos precisam sair da educação | Inovação Educacional | Scoop.it
Infelizmente, a BNCC é uma ilustre desconhecida do debate eleitoral sobre educação. Em vez de conversar sobre o que de fato impacta o aprendizado de crianças e adolescentes país afora, discutimos espantalhos —ideias feitas para assustar o outro lado ou para criar coesão no nosso próprio grupo. Você sabe do que estou falando.
more...
No comment yet.