O projeto da Achieve Languages surgiu no ano passado e já contabiliza 30 escolas em nove Estados. A meta da empresa é conquistar escolas independentes, que operam sem bandeira conhecida, segundo João Tomazeli, gerente de negócios da Oxford University Press no Brasil. "É um tipo novo de parceria. Hoje, para ter acesso a um nome conhecido, o empreendedor precisa se associar a uma franquia e pagar royalties. No nosso caso, a única contrapartida é o uso do material", explica.