Consultorias financeira, tributária, publicitária e jurídica para melhorar a gestão das organizações não governamentais que atuam na educação básica. Essa é a proposta de atuação do Instituto Carlyle Brasil, lançado nesta quinta-feira (29). O braço filantrópico do grupo de “private equity” pretende aplicar no terceiro setor a metodologia que realiza no mercado financeiro: um choque de gestão estratégico para aumentar o valor da empresa. No caso das ONGs de educação, o objetivo será melhorar e aumentar seu impacto social.