Inovação Educacional
365.6K views | +78 today
Follow
Inovação Educacional
Noticias, publicacoes e artigos de opiniao que abram caminhos para a inovacao educacional.
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Uma matriz de competências digitais para a cidadania

Uma matriz de competências digitais para a cidadania | Inovação Educacional | Scoop.it

Os países ricos têm empreendido grandes esforços para garantir que os cidadãos participem e se beneficiem da economia digital. O objetivo é torná-los aptos a ocupar profissões inesperadas, com ênfase na formação para competências genéricas, especializadas e complementares relacionadas às tecnologias de informação e comunicação (TIC).
As competências genéricas TIC são aquelas necessárias no cotidiano do trabalho, na escola e na vida em geral, tais como acessar informações online ou usar softwares.
Já a programação e o desenvolvimento de recursos e serviços como softwares, páginas da web, comércio eletrônico, armazenamento em nuvem e big data requerem competências especializadas TIC.
Por fim, a convergência digital tem mudado a forma como o trabalho é realizado e como as pessoas se relacionam entre si, requerendo competências complementares TIC como a capacidade de processar informações, comunicar-se com outros, resolver problemas, planejar e ajustar-se rapidamente.
As bases para essas competências são conhecidas: educação matemática, compreensão e produção de textos, alfabetização científica, alfabetização digital, pensamento crítico e competências socioemocionais. Todas essas áreas podem ter maior abrangência e velocidade para melhorias com a utilização criativa e crítica das TIC.
No Brasil, chegamos ao ponto em que nossas deficiências no campo da educação estão razoavelmente diagnosticadas. Estamos “adoecidos” e identificamos as causas do que nos acomete enquanto nação. Confirma-se, por dados estatísticos e pesquisas, a visão de grandes educadores, tal como expresso no Manifesto da Educação Nova, de 1932, que se mantém atual na sua maior parte.
Parte do desafio urgente e para os próximos anos é definir planos de ação com objetivos educacionais claros, metas por nível dos sistemas de ensino e garantir sua boa execução, com fiscalização e participação democrática da sociedade. As tecnologias digitais abrem novas oportunidades para permitir maior velocidade e acuidade na implementação de políticas públicas para a educação, que ajudem a enfrentar a tragédia hoje verificada no país.
No sentido de definir seus objetivos estratégicos nessa área, a União Europeia definiu uma matriz de competências digitais para cidadãos:
A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) faz avançar essa temática ao definir como uma das competências gerais a serem desenvolvidas nos sistemas de ensino a Cultura Digital, definida como compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de forma crítica, significativa e ética para comunicar-se, acessar e produzir informações e conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria. As dimensões a serem trabalhadas, de acordo com a BNCC, são: computação e programação, pensamento computacional, cultura e mundo digital.
Uma parte do proposto pela União Europeia aos seus cidadãos está contemplada na BNCC. Será importante ampliar essa discussão para buscar a maior inclusão socioeconômica, a justiça social e o combate à desigualdade pelo desenvolvimento dessas novas competências para a cidadania.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Em 2017, apenas 2,5% dos cursos de graduação tiveram nota máxima

Em 2017, apenas 2,5% dos cursos de graduação tiveram nota máxima | Inovação Educacional | Scoop.it

No Brasil, apenas 2,5% dos cursos de graduação avaliados em 2017 tiveram desempenho máximo em avaliação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) que mede qualidade. Os dados são referentes ao Conceito Preliminar de Curso (CPC), divulgado hoje (18), pela autarquia.
O CPC classifica os cursos em uma escala de 1 a 5. O conceito 3 reúne a maior parte dos cursos. Aqueles que tiveram um desempenho menor que a maioria recebem conceitos 1 ou 2. Já os que tiveram desempenho superior à maioria, recebem 4 ou 5.
Em 2017, apenas 2,5% dos cursos avaliados nesse ano obtiveram o conceito máximo. Outros 36,3% obtiveram conceito 4. A maioria dos cursos, 52%, obteve conceito 3; 9,1% obtiveram conceito 2 e 0,4% obteve conceito 1, o menor na escala de qualidade.
Considerando as modalidades de ensino, mais cursos presenciais obtiveram conceitos superiores a 3: 39%. Entre os cursos a distância, 30,6% obtiveram conceitos 4 ou 5.
O cada ano um grupo diferente de cursos é avaliado pelo Inep - Imagem de Arquivo/Agência Brasil
Ao todo, 10.210 cursos tiveram o Conceito Preliminar de Curso (CPC) em 2017. O CPC é calculado a partir da nota dos estudantes no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade); do Indicador de Diferença entre os Desempenhos Esperado e Observado (IDD) - que mede o quanto o curso de graduação agregou ao desenvolvimento do estudante -; do perfil dos professores, que leva em consideração o regime de trabalho e a titulação; e do questionário aplicado aos estudantes sobre as percepções do processo formativo.
A cada ano um grupo diferente de cursos é avaliado. Em 2017, foram avaliadas as seguintes áreas com cursos de bacharelado e/ou licenciaturas: arquitetura e urbanismo; artes visuais; ciência da computação; ciências biológicas; ciências sociais; educação física; filosofia; física; geografia; história; letras inglês; letras português; letras português e espanhol; letras português e inglês; matemática; música; pedagogia; química e sistema de informação.
Também foram analisados os cursos de engenharia e engenharias ambiental; civil; de alimentos; de computação; de controle e automação; de produção; elétrica; florestal; mecânica e química, além dos cursos superiores de tecnologia nas áreas de análise e desenvolvimento de sistemas; gestão da produção industrial; gestão da tecnologia da informação e redes de computadores.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Unesp cria cartilha para pais e crianças com hidrocefalia

Unesp cria cartilha para pais e crianças com hidrocefalia | Inovação Educacional | Scoop.it

A Faculdade de Medicina de Botucatu-Unesp (FMB), desenvolveu uma cartilha educativa para pais e crianças com hidrocefalia.
O intitulado Diário de Laura: conhecendo a hidrocefalia e seu pensamento tem como intuito destacar o papel dos médicos e orientar os familiares a respeito da importância do reconhecimento precoce dos sintomas de algum problema com o funcionamento da derivação ventrículo – peritoneal (DVP).

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Vantagens e desafios do ensino a distância

Vantagens e desafios do ensino a distância | Inovação Educacional | Scoop.it
A Educação a Distância (EAD) tem alcançado crescimento surpreendente nos últimos anos. De acordo com a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), somente os polos de ensino EAD cresceram 133% no Brasil, passando de seis mil unidades para cerca de 15 mil - segundo o Ministério da Educação. Um dos motivos para essa expressiva evolução é a popularização das vantagens do curso a distância. Apesar de apresentarem diversos benefícios aos estudantes, a modalidade também possui especificidades que devem ser levadas em consideração na hora de optar entre o curso presencial ou EAD. Por isso, conheça a importância do ensino a distância e suas vantagens e desafios. 
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Levando a educação a sério

Levando a educação a sério | Inovação Educacional | Scoop.it

A mensagem para a sociedade é clara: a escola é um direito, mas também é um dever e tem uma finalidade própria. E, sendo um dever, é devido: precisa ser levada a sério. O governo valoriza o seu investimento ao cobrar do usuário pelo serviço que foi oferecido e não foi usado. Ao faltar à escola, a família está desperdiçando recursos públicos. Se usar, é de graça. Se não usar, paga.
Estamos longe de instituir um sistema como esse no Brasil: a cultura patrimonialista e a Constituição dos direitos não ajudam. Mas já será um avanço se, em vez de insistirmos apenas na tecla da educação como direito, começarmos, em casa, na escola e na sociedade, a lembrar e a cobrar de todos que educação é também um dever. Isso vale da pré-escola à pós-graduação. Vale para a frequência diária. Vale para a pontualidade. Vale para o dever de casa. Vale para o uso do uniforme. Vale para os materiais levados e usados no dia-a-dia. Vale para a disciplina e para o respeito dentro da escola.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Método científico na educação básica como meio de leitura do mundo

Método científico na educação básica como meio de leitura do mundo | Inovação Educacional | Scoop.it
O método científico é um processo de experimentação usado para explorar observações e responder perguntas. Isso não significa que todos os cientistas seguem exatamente o mesmo processo. Algumas áreas da ciência podem ser mais facilmente testadas do que outras. Por exemplo, imagine-se na pele de um cientista que estuda como as estrelas mudam com o tempo. É claro que você não poderá avançar 1 milhão de anos a vida de uma estrela para testar suas hipóteses. Por isso, quando a experimentação direta não é possível, os pesquisadores modificam o método científico. Todavia, mesmo quando modificado, o objetivo permanece o mesmo: descobrir relações de causa e efeito fazendo perguntas e coletas cuidadosas, examinando evidências para verificar se todas as informações disponíveis podem ser combinadas em uma resposta lógica.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Educação integral: para que a criança se reconheça como ser único

Educação integral: para que a criança se reconheça como ser único | Inovação Educacional | Scoop.it
De maneira bem ampla, podemos dizer que a educação é um processo no qual diversas variáveis e circunstâncias se combinam para produzir uma síntese. Como sabemos, por experiência própria, a escola é um lugar onde se adquire conhecimento, mas também é um cenário de muitas experiências, onde a aprendizagem dirigida e geral ocorre de forma paralela à educação quase aleatória e subjetiva. Paradoxalmente, escolas em praticamente todos os lugares trabalham no caminho oposto, apenas atendendo à generalização, criando parcialidades e fazendo de tudo para que o assunto e as crianças adaptem-se aos processos e limites instituição.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Está sobrando emprego no Canadá

Está sobrando emprego no Canadá | Inovação Educacional | Scoop.it

Vagas de trabalho não preenchidas na região da Colúmbia Britânica ou em fábricas de processamento de alimentos no estado de Nova Brunswick se tornaram constantes. Também é comum a dificuldade para encontrar motoristas de caminhões de carga em Manitoba, operadores de instalações elétricas em Saskatchewan e diaristas para plantações em Quebec.
O Canadá precisa de mais trabalhadores para alimentar um economia em plena forma, que acumulou oito anos consecutivos de expansão e deve fechar 2018 com crescimento superior a 2%.
Os problemas para encontrar trabalhadores para preencher vagas se tornaram uma verdadeira dor de cabeça, especialmente para os pequenos e médios empreendedores.
Na semana passada, relatório da Federação de Empresas Independentes do Canadá apresentou números que ilustram uma escassez de mão de obra que não para de crescer. Nos últimos quatro meses, cerca de 430 mil empregos em pequenas e médias empresas não puderam ser preenchidos devido à falta de candidatos.
Em um ano, as vagas não preenchidas aumentaram de 2,9% para 3,3%, segundo dados da federação, que reúne mais de 110 mil empresários. 
O estudo também revela os setores mais afetados pela falta de mão de obra: serviços, construção, agricultura e hidrocarbonetos.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Serrapilheira abre nova chamada para apoio à pesquisa

Serrapilheira abre nova chamada para apoio à pesquisa | Inovação Educacional | Scoop.it

Estão abertas as inscrições para a 2ª Chamada Pública do Instituto Serrapilheira. Serão selecionados um máximo de 24 pesquisadores para receber, cada um, até R$ 100 mil durante um ano. Os candidatos podem se inscrever até 14 de dezembro, às 15h, pelo site do instituto.
Serrapilheira é uma instituição privada sem fins lucrativos. Tem o objetivo de financiar pesquisas com foco em produção de conhecimento e iniciativas de divulgação científica. O objetivo do instituto é financiar estudos de excelência de jovens cientistas que estudam e trabalham no Brasil nas áreas das Ciências Naturais (Ciências da Vida, Física, Geociências e Química), Matemática e Ciência da Computação.
Os projetos devem fazer perguntas fundamentais ousadas e inovadoras, sem exigência de aplicabilidade.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Estado de São Paulo pode ganhar dois distritos de inovação

Estado de São Paulo pode ganhar dois distritos de inovação | Inovação Educacional | Scoop.it

O Estado de São Paulo pode ganhar, nos próximos anos, dois distritos de inovação – como são chamadas as áreas em regiões já consolidadas de cidades que reúnem empresas, universidades, instituições de pesquisa, incubadoras e startups, favorecendo o surgimento de ideias inovadoras e criativas, como no Vale do Silício, nos Estados Unidos.
Um dos distritos deverá ser situado onde hoje está instalada a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), na Vila Leopoldina, e o segundo na Fazenda Argentina – uma área de 1,4 milhão de metros quadrados (m²), em Campinas, adquirida, em 2014, pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
A fim de viabilizar esses projetos, a FAPESP, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), está desenvolvendo um projeto com o objetivo de estabelecer parâmetros conceituais e operacionais para a instalação desses ambientes de inovação e criatividade em São Paulo e Campinas.
“A FAPESP está comprometida com essas iniciativas, que exigirão agregar nessas áreas diferentes esferas dos governos, atores da sociedade civil, grandes empresas e startups. Também será preciso estabelecer uma governança compartilhada a fim de garantir tempo e estabilidade para a maturação desses projetos”, disse Eduardo Moacyr Krieger, vice-presidente da FAPESP, durante a Conferência Internacional Distritos de Inovação, que ocorreu dia 22/11, na FAPESP.
A oportunidade de criar um distrito de inovação onde hoje está localizada a Ceagesp surgiu com a recente decisão do governo do Estado de São Paulo de transferir o maior entreposto atacadista de alimentos do país para outra área.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Educação 360 discute a implementação da Base Nacional Comum Curricular

Educação 360 discute a implementação da Base Nacional Comum Curricular | Inovação Educacional | Scoop.it

O último evento da série Educação 360 aconteceu na última quarta-feira (12), em São Paulo, e reuniu especialistas de todo o país para uma discussão aprofundada sobre a nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC).  O objetivo foi abordar a relevância da implementação da BNCC como forma de reduzir as desigualdades educacionais no Brasil.
O evento, promovido pelos jornais O Globo e Extra, com o apoio da Fundação Telefônica Vivo, encerrou uma série de encontros de 2018, que se propôs a levantar assuntos como tecnologia, educação infantil, diversidade, papel das juventudes e STEAM para elevar o debate sobre a qualidade da educação brasileira.
“A série cumpriu bem a função do nome, que é oferecer esse olhar em 360 graus para a educação. Foi plural, trouxe diferentes temas e atores, e promoveu o diálogo”, avaliou o jornalista Antônio Gois, presidente da Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca) e mediador dos painéis.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

O que fazer se batem no seu filho? Em 1º lugar, não dizer para bater de volta

O que fazer se batem no seu filho? Em 1º lugar, não dizer para bater de volta | Inovação Educacional | Scoop.it

Seja ele o agredido ou o agressor, a especialista em psicopedagogia Irene Maluf lembra que não é porque é seu filho que ele tem razão ou está dizendo a verdade. 
“É preciso perguntar exatamente o que aconteceu e deixar claro que a criança não será castigada —caso contrário, ela não se abrirá para você. O que você precisa fazer, como pai ou mãe, é orientar, e não incitar mais violência.”
Se o caso aconteceu na escola, ela precisa ser avisada. Cabe à instituição fazer a mediação entre os alunos, afirma Márcia Régis, diretora pedagógica do Colégio Presbiteriano Mackenzie.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Fundador do eBay investe em startup brasileira de educação

Fundador do eBay investe em startup brasileira de educação | Inovação Educacional | Scoop.it

A Agenda Edu, startup brasileira que é um aplicativo escolar que aproxima e facilita a comunicação entre escola, alunos e responsáveis, recebeu investimento do fundo Omidyar Network, criado por Pierre Omidyar, fundador do eBay.
O aplicativo da Agenda Edu já é utilizado por mais de 1 milhão de usuários ativos no Brasil, entre alunos, pais e educadores. O objetivo, agora, é aumentar o time de atendimento e chegar os 3 milhões de usuários ativos até 2020.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Conceitos dos cursos de graduação e das Instituições de Educação Superior estão disponíveis para consulta

Apenas 9,5% dos cursos de bacharelado e licenciaturas em Ciências Exatas e dos cursos superiores de tecnologia em Controle e Processos Industriais, Informação e Comunicação, Infraestrutura, Produção Industrial tiveram desempenho nas faixas 1 e 2, no Conceito Preliminar de Cursos (CPC). Outros 38,3% ficaram acima nas faixas 4 e 5. A maioria dos cursos brasileiros nessas áreas, 52%, estão na faixa 3. Esse Indicador de Qualidade da Educação Superior calculado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) observa quatro dimensões para avaliar a qualidade dos cursos de graduação. Já o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC), indicador de qualidade que avalia as Instituições de Educação Superior, registrou 13,5% das IES nas faixas mais baixas, 66% na média e 20,5% nas faixas superiores.
Os dados são referentes a 2017 e foram divulgados pelo Ministério da Educação e pelo Inep em coletiva de imprensa nesta terça-feira, 18 de dezembro, na sede do Instituto, em Brasília (DF). O MEC foi representado pelo secretário executivo, Henrique Sartori. Cabe ao Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Regulação do Educação Superior (Seres), usar os dados para regulamentação dos cursos e IES. Pelo Inep, participaram a presidente, Maria Inês Fini; a diretora de Avaliação da Educação Superior, Mariângela Abrão; e o coordenador geral de Controle de Qualidade da Educação Superior do Inep, Renato Augusto do Santos. O Diário Oficial da União (DOU) publicou os conceitos do CPC e IGC com os códigos dos cursos e das IES respectivamente. No Portal do Inep estão disponíveis as tabelas com os resultados dos dois conceitos.
Ao todo, 10.210 cursos e 2.066 IES tiveram os conceitos CPC e IGC divulgados, respectivamente. Em outubro, o Inep já tinha divulgado o Conceito Enade e o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Esperado e Observado (IDD). Todos os quatro Indicadores de Qualidade da Educação Superior calculados pelo Inep são expressos em faixas, descritas em uma escala discreta crescente de valores de 1 a 5. Os valores brutos atribuídos aos componentes utilizados no cálculo são padronizados e reescalonados para serem expressos em valores contínuos de 0 a 5. Antes do cálculo final, todas as IES têm acesso aos insumos de cálculo e podem se manifestar no Sistema e-MEC.
CPC – o Conceito Preliminar de Curso é composto de oito componentes, agrupados em quatro dimensões que se destinam a avaliar a qualidade dos cursos de graduação. Para que um curso tenha o CPC calculado, é preciso que ele possua no mínimo dois estudantes concluintes participantes no Enade. Os insumos usados nos cálculos são:
- Desempenho dos estudantes no Enade – Nota do Enade
- Valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes – IDD
- Perfil do Corpo docente (Regime de Trabalho e Titulação) – Censo Superior
- Percepção Discente sobre as Condições do Processo Formativo – Questionário do Estudante no Enade
IGC –  Para que uma IES tenha o Índice Geral de Cursos calculado é preciso que ela possua ao menos um curso com estudantes concluintes inscritos no Enade no triênio de referência. É preciso ainda que tenha sido possível calcular o CPC deste(s) curso(s). O IGC é calculado anualmente e leva em conta os seguintes aspectos:
- Média dos CPC do último triênio, relativos aos cursos avaliados da instituição;
- Média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu atribuídos pela Capes na última avaliação trienal disponível;
- Distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu.
Enade – Previsto na lei que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) avalia o desempenho dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos que se propõem a ensinar e as habilidades e as competências desenvolvidas pelo estudante durante sua formação. O exame é obrigatório: apenas o concluinte que responder ao Questionário do Estudante e realizar a prova pode colar grau. A cada ano o Enade se dedica a um Ciclo Avaliativo Trienal, que guardam relação direta com os Indicadores de Qualidade. Em 2017, foram avaliados os estudantes das seguintes áreas:
- Bacharel nas áreas de Arquitetura e Urbanismo; Engenharia Ambiental; Engenharia Civil; Engenharia de Alimentos; Engenharia de Computação; Engenharia de Controle e Automação; Engenharia de Produção; Engenharia Elétrica; Engenharia Florestal; Engenharia Mecânica; Engenharia Química; Engenharia; e Sistema de Informação.
- Bacharel ou licenciatura em Ciência da Computação; Ciências Biológicas; Ciências Sociais; Filosofia; Física; Geografia; História; Letras - Português; Matemática; e Química.
- Licenciatura em Artes Visuais; Educação Física; Letras - Português e Espanhol; Letras - Português e Inglês; Letras - Inglês; Música; e Pedagogia.
- Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas; Gestão da Produção Industrial; Redes de Computadores; e Gestão da Tecnologia da Informação.
Indicadores de Qualidade da Educação Superior – Expressos em escala contínua e em cinco níveis, são importantes instrumentos de avaliação da educação superior brasileira. O Conceito Enade avalia os cursos de graduação a partir dos resultados obtidos pelos estudantes no Enade. O Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD) mede o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes, considerando seus desempenhos no Enade e suas características de desenvolvimento ao ingressar no curso de graduação avaliado. O Conceito Preliminar de Cursos (CPC) combina, em uma única medida, diferentes aspectos relativos aos cursos de graduação: desempenho dos estudantes, valor agregado pelo processo formativo oferecido pelo curso, corpo docente, e condições oferecidas para o desenvolvimento do processo formativo. O Índice Geral de Cursos (IGC) é resultado de avaliação das Instituições de Educação Superior (IES). É uma média ponderada, a partir da distribuição dos estudantes nos níveis de ensino, que envolve as notas contínuas de CPC dos cursos de graduação e os conceitos Capes dos cursos de programas de pós-graduação stricto sensu das IES.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Estácio troca presidente; Eduardo Parente, ex-Vale, assume lugar de Pedro Thompson

Estácio troca presidente; Eduardo Parente, ex-Vale, assume lugar de Pedro Thompson | Inovação Educacional | Scoop.it
A Estácio Participações (BOV:ESTC3), uma das maiores empresas de educação do Brasil, anuncia ontem que seu conselho de administração aprovou a troca do presidente executivo da companhia, Pedro Thompson, por Eduardo Parente. Aos 47 anos, Parente vem da mineradora Vale, onde era diretor de projetos especiais. Ele tem uma década de experiência como presidente de grandes empresas, como a MRS, maior ferrovia de carga do país, da Prumo Logística e da Companhia Siderúrgica do Pecém.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Só 0,5% das licenciaturas a distância tem nota máxima em avaliação federal 

Só 0,5% das licenciaturas a distância tem nota máxima em avaliação federal  | Inovação Educacional | Scoop.it

Apenas 0,5% dos cursos de formação de professores a distância têm nota máxima no indicador de qualidade do governo federal. Na modalidade presencial, esse percentual é de 2,5%. 
A educação a distância é aposta para expansão do ensino superior, principalmente nas instituições particulares. Quase metade (46,8%) dos alunos de licenciaturas (que formam professores) está em cursos a distância. A baixa qualidade da formação dos futuros professores é apontada como um dos entraves para a melhoria da educação.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Edools oferece tecnologia para professores e escolas criarem cursos online

Edools oferece tecnologia para professores e escolas criarem cursos online | Inovação Educacional | Scoop.it
A startup carioca Edools desenvolveu uma ferramenta digital para professores e escolas montarem cursos online. A plataforma para educação a distância (EAD) permite ao usuário criar conteúdo em diversos formatos, como vídeos, podcasts, slides, textos e ebooks. É possível estabelecer salas de aula virtuais e dividir os cursos em módulos, entre outras funcionalidades.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

'Educação brasileira não tem dialogado com o projeto de país', diz Lucchesi

'Educação brasileira não tem dialogado com o projeto de país', diz Lucchesi | Inovação Educacional | Scoop.it

O diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Rafael Lucchesi, disse que a educação brasileira não tem dialogado com o projeto de país, o que prejudica a produtividade. Ele ajudou a construir a reforma do ensino médio, ocorrida no governo de Michel Temer. O discurso ocorreu na manhã desta segunda-feira (17) durante o Correio Debate “A importância da Indústria para o desenvolvimento do Brasil”.
De acordo com ele, nos últimos 20 anos, o Brasil triplicou o investimento em educação e quadruplicou o gasto per capita. “Mesmo assim, a produtividade está estagnada”, comentou Lucchesi. “A grande questão é que nós não conseguimos estabelecer uma trama entre o projeto país e o desenvolvimento educacional”, completou.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Jacto inaugura colégio em Pompeia com metodologia inovadora em educação

Jacto inaugura colégio em Pompeia com metodologia inovadora em educação | Inovação Educacional | Scoop.it

Investir em educação. Essa foi a forma que o imigrante japonês Shunji Nishimura, fundador da Jacto, empresa que comemora 70 anos de fundação em 2018, encontrou para agradecer o Brasil, país que o acolheu.
O projeto educacional, representado pela Fundação Shujni Nishimura de Tecnologia, é levado muito a sério pela família do fundador, que acaba de inaugurar em Pompeia (SP), onde está a matriz da Jacto, as novas instalações da escola de educação infantil e fundamental, que também leva o nome do fundador.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Inovação e a nova paisagem urbana de São Paulo

Inovação e a nova paisagem urbana de São Paulo | Inovação Educacional | Scoop.it

O ecossistema de inovação na cidade de São Paulo cresce rapidamente, nucleado por hubs de empreendedorismo tecnológico, universidades e por corporações que enxergam na parceria com startups oportunidades de negócios.
Essa expansão está constituindo uma paisagem urbana particular, em que prevalecem a mobilidade compartilhada e o uso de aplicativos para solicitação e pagamento de serviços, entre outras inovações baseadas em tecnologias digitais.
Parte dessa nova geografia paulistana foi percorrida por 54 empresários, pesquisadores e investidores de todo o país, a convite da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), entidade vinculada à Confederação Nacional da Indústria (CNI), no âmbito do Programa de Imersões em Ecossistemas de Inovações. A iniciativa teve o apoio da FAPESP.
“É a 14ª edição do programa e a terceira realizada no Brasil. O objetivo é contribuir para fomentar política de investimentos mais eficazes, incentivar a inovação e aprimorar o sistema de financiamento”, disse Gianna Sagazio, diretora de Inovação da CNI e superintendente nacional do Instituto Euvaldo Lodi (IEL).
Ao longo de três dias, o grupo visitou dezenas de empresas, incubadoras, aceleradoras, hubs de empreendedorismo, entre outros, em um percurso entremeado por seminários sobre temas estratégicos para a consolidação do ecossistema.
O ponto de partida foi um encontro na sede da FAPESP, onde participantes foram apresentados às soluções do Sebrae-SP para startups e ao Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), que apoia, com recursos não reembolsáveis, iniciativas de pesquisas inovadoras de pequenas e médias empresas.
“A FAPESP recebe em torno de mil solicitações por ano e seleciona cerca de 250. Impressiona o número crescente de empresas com projetos nas áreas de manufatura avançada e tecnologias digitais”, disse Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo da Fundação.
A FAPESP também sediou o primeiro seminário, com o tema “Hubs de Startups”, do qual participaram a 100 Open Startups, Endeavor, Anjos do Brasil e Baita Aceleradora.
Operando com o conceito de open innovation (inovação aberta), a 100 Open Startups articula grandes corporações e startups por meio de metodologia que envolve desafios tecnológicos e ranking das melhores empresas com soluções para 20 áreas temáticas. “Em três anos, 439 startups fecharam acordo com mais de 300 empresas”, disse Bruno Rondani, CEO da 100 Open Startups.
A Endeavor tem foco em iniciativas que promovam o crescimento de startups. “Empreendedores de alto impacto são os grandes protagonistas”, disse Camilla Junqueira, diretora-geral da Endeavor, citando o exemplo da Ebanx – startup de processamento de pagamentos com clientes como Alibaba e Airbnb –, que cresceu mais de 700% nos últimos três anos.
O roteiro no ecossistema paulistano de inovação incluiu o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), gestor da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de São Paulo USP/Ipen – Cietec, no campus do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), na Cidade Universitária.
Criado há 20 anos, o Cietec tem 112 empresas incubadas, 85 delas residentes, entre as quais Reciclapac e Alchemy, ambas apoiadas pelo PIPE-FAPESP, e a 3D Criar (saiba mais sobre a Reciclapac em pesquisaparainovacao.fapesp.br/725).
“As incubadas faturaram mais de R$ 35 milhões por ano e geraram 557 empregos em 2017”, disse Claudio Rodrigues, diretor-presidente do Cietec. O Centro prepara o início das operações do Cietec II, em área de 20 mil metros quadrados também cedida pelo Ipen. “A meta é chegar a 200 empresas”, disse.
Investimento de risco
A visita ao Cubo, hub de empreendedorismo do Itaú Unibanco em parceria com a Redpoint eventures, foi uma das mais longas. Instalada em um prédio de 12 andares na Vila Olímpia, em São Paulo, a iniciativa conecta 80 startups a 20 empresas mantenedoras, entre elas Accenture, Dasa, TIM, brMalls, Kroton, e investidores.
“As empresas selecionadas têm que apresentar soluções reais para o mundo real com produtos escaláveis”, disse Flavio Pripas, ex-diretor do Cubo e atual corporate venture officer da Redpoint eventures.
Desde a criação do Cubo, em 2015, startups residentes fecharam 728 contratos com grandes empresas, 65 deles com o Itaú Unibanco. Apesar dos bons resultados, a conexão de grandes empresas com startups não é simples, a começar pelo cumprimento de exigências para a contratação desses fornecedores, na maior parte das vezes recém-chegados ao mercado. “É preciso simplificar esse processo”, disse Pripas.
Para empreendedores, tampouco é simples atrair investimentos de venture capital. “Investir em startup se compara a uma curva em formato de J, longa e profunda. É preciso resiliência”, disse Erich Acher, sócio-fundador da Monashees, fundo de venture capital criado em 2006, durante seminário sobre essa modalidade de investimento, realizado no Cubo.
“Buscamos empreendedores de alto impacto que, com tecnologia e venture capital, revolucionam o mercado e o país. Já investimos em 81 empresas, inclusive na 99 [a primeira “unicórnio” do Brasil, cujo controle foi adquirido em janeiro de 2018 pela chinesa Didi Chuxing ]. Foram 12 anos para o primeiro retorno.” Unicórnios são startups avaliadas em mais de US$ 1 bilhão.
O pragmatismo dos investidores privados fez com que a SP Ventures fosse constituída, em 2007, como seed funding do setor público. “Qualificamo-nos como gestor regional do Fundo Criatec do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)”, disse Francisco Jardim, CEO da SP Ventures. Nesse primeiro fundo, foram apoiadas oito empresas, metade na área de agronegócios.
Em 2013, a SP Ventures deixou o BNDES, compôs o seu segundo fundo com aporte de recursos da Desenvolve SP, Finep, FAPESP, Sebrae-SP, CAF e Jive Investments e priorizou investimentos nas Agtechs – empresas de tecnologias agropecuárias. Apesar das dificuldades na relação com órgãos reguladores e com as universidades, Jardim afirma que a SP Ventures “está conseguindo criar alguns unicórnios”, já que a agricultura brasileira dá escala para grandes negócios.
Andrea Calabi, coordenador do projeto de implantação de ambientes de inovação e criatividade no Estado de São Paulo, implementado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) com o apoio da FAPESP, ponderou que a articulação entre empreendedores, startups, venture capital e as universidades deveria ser provida pelo setor público, citando o exemplo da FAPESP.
Participaram do seminário sobre Venture Capital também a Dgf-Investimentos e a e-Bricks Ventures.
A caminho do mercado
O roteiro do programa de imersão no ecossistema paulistano de inovação incluiu visitas à Melicidade, sede do Mercado Livre; Eretz bio, incubadora de startups da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein; ao Google Campus; ao hub de inovação Wayra, aceleradora de startups criada em 2011 pela Telefônica; à Estação Hack Facebook; e ao InovaBra Habitat, ambiente de coinovação do Bradesco.
O roteiro encerrou no iDexo, instituto sem fins lucrativos mantido pela Totvs, Banco ABC e Salute, para conectar startups, empreendedores e desenvolvedores. “Prestamos serviços para grandes empresas, contratando serviços de startups”, disse Bianca Guimarães, community manager do iDexo. A visita encerrou com um seminário sobre Corporate Ventures.
“O programa foi impactante. Não tínhamos noção do dinamismo e de quão rápido essas empresas estão mudando a cidade de São Paulo”, disse Cândida Oliveira, coordenadora do Programa Imersões em Ecossistemas de Inovações.
Taynara Tenório Cavalcanti Bezerra, engenheira da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), no Amazonas, participou do programa que lhe permitiu conhecer o ecossistema paulista e iniciar contatos que permitissem levar a “cultura de inovação” para Manaus.
O ganês Salomon Kweku Sagoe Amoah, pesquisador do Laboratório CertBio, em Campina Grande, na Paraíba – instituição certificada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e acreditada pelo Inmetro para análise de toxicidade em prótese mamária e em material volátil –, aderiu ao programa com um interesse específico: buscar alternativas para levar ao mercado um biomaterial desenvolvido pelo laboratório e já patenteado.
“A visita ao Eretz bio foi muito importante. Não tínhamos noção da dimensão dessa área. Precisamos mapear grupos, empresas e incubadoras que possam nos ajudar nessa empreitada”, disse Amoah. 

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Trabalhadores mais velhos mantêm produtividade

Trabalhadores mais velhos mantêm produtividade | Inovação Educacional | Scoop.it

Uma pesquisa conduzida a cada dois anos, em 27 países da Europa e em Israel, vem desfazendo alguns mitos sobre o impacto do envelhecimento da população na economia. 
Os resultados colhidos desde 2004 mostram que trabalhadores mais velhos não são menos produtivos e que a manutenção deles no mercado não cria desemprego para os jovens. Ao mesmo tempo, a aposentadoria não necessariamente leva a uma melhora na saúde das pessoas.
Os dados foram apresentados por Axel Börsch-Supan, pesquisador do Instituto Max Planck para Lei e Política Social, em palestra no Frontiers of Science Symposium FAPESP Max Planck, organizado pelo Instituto Max Planck e pela FAPESP.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Institutos Max Planck oferecem vagas de doutorado e pós-doutorado

Institutos Max Planck oferecem vagas de doutorado e pós-doutorado | Inovação Educacional | Scoop.it

Os institutos Max Planck da Alemanha abriram vagas para cursos de doutorado e estágios de pós-doutorado, conforme convocatória anunciada para a América Latina. As inscrições estarão abertas de 10 de dezembro de 2018 a 28 de fevereiro de 2019.
São 35 vagas nos grupos de pesquisa dos institutos e das Escolas Doutorais de Pesquisa Max Planck, que têm demanda para incorporar pessoal para o desenvolvimento de projetos específicos.
As vagas estão disponíveis nas seguintes áreas de conhecimento: Medicina, Biologia, Física, Astronomia, Astrofísica, Biologia Celular, Genômica, Ciências da Vida, Genética, Engenharia Química, Engenharia Biotecnológica, Engenharia de Processos, Neurociências, Informática, Ciência da Computação, Bioquímica, Química Proteica, Ciências Naturais, Engenharia Eletrônica, Biologia Computacional, Genética Vegetal, Biologia Estrutural, Imunidade Vegetal, Biologia Evolutiva, Físico-Química, Microbiologia, Psicologia, Ciências Cognitivas e Linguística.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Transferência de tecnologia não deve visar lucro para universidades

Transferência de tecnologia não deve visar lucro para universidades | Inovação Educacional | Scoop.it

Os chamados escritórios de transferência de tecnologia (TTO, na sigla em inglês) têm se destacado na Europa e nos Estados Unidos por fazer a conexão entre a academia e a indústria, gerando novas patentes e produtos e mesmo trazendo lucro para algumas universidades. Esse último, porém, não deve ser o objetivo dessas agências. O principal deve ser oferecer aos alunos contato com os problemas que as empresas precisam superar e trazer para a sociedade as inovações pelas quais ela já paga, por meio de seus impostos. 
Essa é a opinião de Alison Campbell, diretora da Knowledge Transfer Ireland, órgão criado em 2013 na Irlanda para facilitar a transferência de conhecimento entre indústria e academia. Campbell foi uma das palestrantes do FAPESP/Ireland Workshop on Knowledge Transfer, ocorrido no dia 3 de dezembro na sede da FAPESP, em São Paulo.
Campbell contou que, mesmo nos Estados Unidos, são poucos os TTOs em que há um retorno em forma de lucros para a universidade. “Quando vemos as estatísticas, imaginamos que os Estados Unidos estão fazendo um trabalho incrível, licenciando muitos produtos e obtendo centenas de milhões de dólares em retorno para essas instituições. Mas no fundo são poucas que estão realmente obtendo lucro”, disse Campbell.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Cachorro é homenageado com diploma por acompanhar tutora em aulas

Cachorro é homenageado com diploma por acompanhar tutora em aulas | Inovação Educacional | Scoop.it

O cão de serviço Griffin está sempre ao lado de Brittany Hawley, 25. E não foi diferente durante todo o curso de mestrado da tutora. Por isso, recebeu um diploma honorário, nos Estados Unidos.
O golden retriever, de quarto anos, foi treinado para ajudar Brittany nas atividades do dia a dia. Ela usa cadeira de rodas e sofre com dores crônicas, segundo a Associated Press.
O cachorro está acostumado a pegar seu celular, acender a luz ou abrir portas, conforme os comandos. Ele esteve em todas as aulas de Brittany no curso de terapia ocupacional e participou até de atendimentos feitos por ela durante estágio.
“Ele fez tudo o que eu fiz”, disse a jovem à agência de notícias.
Diante do empenho do “aluninho” de quatro patas, a Universidade Clarkson, em Potsdam (NY), decidiu homenageá-lo por seu esforço, compromisso e dedicação. A entrega do diploma ocorreu no sábado (15).

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Influenciadora robô tem 1,5 milhão de seguidores e dá lucro a startup

Influenciadora robô tem 1,5 milhão de seguidores e dá lucro a startup | Inovação Educacional | Scoop.it

Miquela Souza recentemente estrelou outdoors de Londres ao Japão, como parte de uma campanha publicitária das botas Ugg, e cumpre todos os requisitos aplicáveis às top models: é exótica, atraente e famosa no Instagram.
Ela também é completamente falsa --uma personagem gerada em computador que, a despeito do que seu perfil no Instagram possa afirmar, nunca sentiu o desconforto de uma ressaca ou descobriu o quão difícil é caminhar de salto-agulha.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Circuito de informação da direita se descolou da grande imprensa 

Circuito de informação da direita se descolou da grande imprensa  | Inovação Educacional | Scoop.it

Por meio de uma análise de redes, na qual verifica o padrão de interação de milhões de usuários com páginas e contas de veículos jornalísticos, a equipe de Benkler descobre um curioso padrão. 
Enquanto usuários de esquerda interagem simultaneamente com veículos hiperpartidários, como a página “Occupy Democrats” e com veículos tradicionais da grande imprensa, como o jornal “The New York Times”, os de direita só interagem com veículos engajados, como o site “Breitbart News”, e entre a grande imprensa apenas com o canal de TV Fox News. 
A polarização consiste na formação de dois circuitos de informação, um frequentado por usuários de esquerda que votam nos democratas e outro pelos de direita que votam nos republicanos. 
Os dois circuitos, embora separados, não são, no entanto, equivalentes em seu afastamento do establishment. Por isso, para os autores, a polarização é assimétrica. 

more...
No comment yet.