cursos de graduação tecnológicos
15 views | +0 today
Follow
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Alfredo Passos
Scoop.it!

Strategic Thinking Exercise – Use a SWOT Analysis Nobody Expects

Strategic Thinking Exercise – Use a SWOT Analysis Nobody Expects | cursos de graduação tecnológicos | Scoop.it

Even if you are going into the meeting with the same old people, the same old topics, and the same old expectations to just get a strategy done and put into a notebook on a shelf so you can go back to doing what you’ve always been doing, there is hope!

Here is a way you can turn a typical strategic thinking exercise into something new and fun that both adds variety to your strategy meeting AND could trigger some new ideas to get our strategy out of a rut!

more...
No comment yet.
Scooped by Alfredo Passos
Scoop.it!

Leading to chaos: A conversation with General Stanley McChrystal

Leading to chaos: A conversation with General Stanley McChrystal | cursos de graduação tecnológicos | Scoop.it
As a former US military leader in Iraq and Afghanistan, General Stanley McChrystal knows firsthand what it’s like to operate under chaotic conditions. His wartime innovations in leadership and organization could also have broad applicability for businesses as they strive to deal with kaleidoscopic change and uncertainty.
more...
No comment yet.
Scooped by Alfredo Passos
Scoop.it!

10 Surprising Sources for Customer and Competitive Insight | SEJ

10 Surprising Sources for Customer and Competitive Insight | SEJ | cursos de graduação tecnológicos | Scoop.it

Rely on your customer and competitive insights to strengthen your position with the audience and fuel your growth campaigns. Here are ten sources where you can find this information:

more...
No comment yet.
Scooped by Alfredo Passos
Scoop.it!

How CEOs Can Manage Strategic Tensions

One of the challenges of being a CEO is that you rarely are asked to choose between a wrong or right answer. Instead, chief executives are often presented with two “right” answers, but one is slightly worse. Strategy, after all, is about tradeoffs — choosing where to focus. At the strategic level, picking a slightly better option can create tremendous value. Pick the slightly worse one and the consequences can be far reaching. CEOs should actively manage five specific tensions in today’s complex global business environment:

more...
No comment yet.
Rescooped by Alfredo Passos from Inovação Educacional
Scoop.it!

Capacitação chega às mais diversas áreas profissionais

Capacitação chega às mais diversas áreas profissionais | cursos de graduação tecnológicos | Scoop.it

Mercado oferece cursos de qualificação para setores aquecidos e para temas como gestão e empreendedorismo

Empresários da indústria e equipes de produção não têm mais desculpas para  adiar cursos de capacitação e qualificação profissional. Há opções em áreas de  crescimento no mercado, como petróleo e gás, e modalidades de ensino on-line que  usam vídeos de 60 segundos sobre temas como gestão e empreendedorismo. As  alternativas no setor técnico custam a partir de R$ 320 mensais.

As indústrias também investem em programas internos para os funcionários, com  o objetivo de minimizar o retrabalho e o desperdício nas linhas de produção. A  paranaense Pormade, que entrega 500 mil portas ao ano, vai investir R$ 300 mil  em cursos para as equipes - R$ 60 mil a mais que no ano passado.

Na Petrocenter, escola criada em 2008, a proposta é oferecer formação  profissional para a indústria nas áreas técnica e operacional. Com cinco  unidades no Rio de Janeiro e em São Paulo, tem cursos de 900 horas a 1,2 mil  horas, em setores como petróleo e gás, segurança do trabalho, meio ambiente e  logística. As mensalidades variam de R$ 320 a R$ 480, com novas turmas a partir  de agosto, afirma o diretor Samuel Pinheiro. A escola forma 120 alunos por  semestre.

No site MBA60, a ideia é oferecer vídeos de 60 segundos sobre temas como  gestão, desenvolvimento pessoal, marketing e empreendedorismo. Há um acervo  aberto de 600 mensagens para os internautas, segundo o gerente de marketing  Leandro Ziotto. Mas as indústrias também podem encomendar filmetes exclusivos  para o treinamento dos quadros. "Recentemente atendemos uma indústria que  precisava treinar técnicos instaladores em todo o Brasil", diz. O projeto  incluiu 25 vídeos. Em 2013, a MBA60 vai criar cursos nas áreas de alimentação e  tecnologia.

Em Fortaleza, a  Inni Soluções Empresariais oferece, a partir de 15 de junho,  um curso de desenvolvimento de habilidades gerenciais. Tem seis horas/aula e  custa R$ 510. Segundo a diretora Ana Célia Rolim, o programa é voltado para  alunos que assumiram ou pretendem ganhar cargos de liderança.

A Inni oferece 14 cursos na área da indústria e já treinou 118 alunos no  setor, desde 2010. Há estudantes da construção civil, da cadeia da cera de  carnaúba, química e alimentos. "A demanda vem de fábricas que precisam diminuir  custos e aumentar lucros".

Nos postos de decisão, os empresários preferem estudar gestão e  empreendedorismo. Stefan Stegmann, diretor-presidente da Ellan, que fabrica  mobiliário para ambientes de data centers e telecomunicações, resolveu se  aperfeiçoar em governança corporativa no B.I. International, de educação  executiva, em São Paulo. "Temos de preparar a empresa para um novo ciclo de  crescimento, visando investimentos estrangeiros", diz.

Com 100 funcionários e sede em Boituva (SP), a Ellan faturou R$ 25 milhões em  2012 e espera crescer R$ 1 milhão em 2013. "Há contratos relacionados à Copa do  Mundo, de segurança e infraestrutura", afirma Stegmann, que já frequentou cursos  na área de gestão, como um MBA executivo na Fundação Instituto de Administração  da Universidade de São Paulo (FIA/USP). "Passei a aplicar na empresa o que  aprendi nas aulas". Um dos próximos projetos é aplicar para o curso Owners and  Presidents Management (OPM), em Harvard.

Segundo Alexander Damasceno, diretor da B.I. International, criada em 2008,  uma das ofertas da grade para o setor industrial é o MBA Trade Marketing, com  432 horas/aula ou duração de 18 meses. "O estudante está em busca de  especialização e quer desenvolver competências de mercado, para o dia a dia de  trabalho". A maior parte dos alunos que vêm da indústria pertence ao nicho de  bens de consumo.

Cláudio Antonio Zina, diretor-presidente da Pormade, de União da Vitória  (PR), preferiu investir R$ 240 mil em cursos internos para os funcionários, no  ano passado. "As aulas são baseadas em problemas reais da empresa". A  programação inclui cursos de capacitação técnica, liderança, processos de  produção e gestão da qualidade. "Garantimos formação continuada de janeiro a  dezembro, dia e noite".

Em 2013, o investimento em capacitação para as equipes deve chegar a R$ 300  mil. A empresa tem 500 funcionários e faturou R$ 60 milhões em 2012, ante R$ 53  milhões em 2011. Segundo Zina, os cursos são ministrados por funcionários,  professores e palestrantes contratados. "Conseguimos melhorar competências",  diz.


Via Luciano Sathler
more...
No comment yet.