Arte é conhecimento e linguagem
41 views | +0 today
Follow
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Catia Gabriel
Scoop.it!

Festival de Danças é atração no Centro Cultural: Jornal Cidade - Rio Claro

Festival de Danças é atração no Centro Cultural: Jornal Cidade - Rio Claro | Arte é conhecimento e linguagem | Scoop.it

Vivian Guilherme

Neste sábado (20) acontece a décima edição do Festival de Dança de Todos os Ritmos.

O evento tem início às 20 horas, no teatro do Centro Cultural Roberto Palmari, com entrada gratuita. Neste ano, o tema do evento e “Carrossel”.

O festival conta com desfiles e danças de diversos grupos. Entre as atrações estão Gisele Jackson, Dance is life, Grupo de melhor idade Feliz Idade, além de apresentações de hip-hop, ballet, e muitos outros.

A atividade é organizada pelo professor de dança Marcos Gomes, que também atua como modelo e manequim desde 1997 na cidade de Rio Claro.

Na área social, Marcos desenvolve projetos no Centro Cultural com cursos de dança para todas as idades, desde jovem até a melhor idade.

Recentemente, o bailarino foi premiado na Venezuela como o melhor passista e também na categoria afro.

MISS ÁFRICA

Abertas inscrições para o Concurso Miss e Mister África nas categorias mirim, infanto-juvenil, juvenil e Mama África. O evento acontece no dia 18 de novembro.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas pelos telefones: 9740-7064 e 9164-2939.

Esta é uma reprodução da notícia publicada na edição impressa do Jornal Cidade

link:www.jornalcidade.uol.com.br

more...
No comment yet.
Scooped by Catia Gabriel
Scoop.it!

A Semana de Arte Moderna de 1922

A Semana de Arte Moderna de 1922 | Arte é conhecimento e linguagem | Scoop.it

Numa entrevista a uma revista cultural de São Paulo, feita em 1939, a pintora Anita Malfatti narrou os antecedentes da sua polêmica exposição de 1917. O acontecimento revelou-se quase tragédia para ela, mas acredito que pelo impacto que suscitou junto à público e críticos, tornou-se chave para o que veio depois.
Quiz: teste seus conhecimentos sobre a Semana
Saiba mais sobre a Semana de Arte Moderna
Ela mesma confessa que quando mostrou suas telas a umas colegas "acharam-nas feias, dantescas e todas ficaram tristes ..., alguns jornalistas pediram-me para ver os quadros tão mal feitos e todos acharam que devia fazer uma exposição". Estava fortemente influenciada pelo expressionismo alemão, com aquela inclinação pelo grotesco e pelo caricatural. O comportamento do público era muito estranho, em geral a reação da maioria era de espanto, de frustração, com aquela nova estética importada da vanguarda europeia.
A resposta conservadora à ousadia de Anita Malfatti não demorou. Um pouco antes do Natal de 1917, Monteiro Lobato, num artigo publicado em O Estado de São Paulo, desancou não só a exposição como o futurismo, o cubismo, o impressionismo e todos os "ismos" da moda, dizendo-os produtos dos tempos decadentes, de cérebros deformados, afirmando que a única diferença das telas de Anita daquelas feitas nos manicômios, como terapia, é que a dos loucos era "arte sincera."
Comentando o choque provocado pela crítica de Lobato, Mario de Andrade disse que Anita ficou meio desaparecida uns quatro ou cinco anos. Quem a defendeu foi o jovem Oswald de Andrade, que mais tarde seria um dos mentores da nossa vanguarda, balançando sempre entre ser bufão ou anarquista, dizendo que a exposição pelo menos havia sacudido a crítica paulista da "sua tradicional lerdeza de comentários." Oswald por aqueles tempos era militante futurista, resultado da sua viagem à Europa em 1912, quando voltou com uma penca de manifestos inspirados por Fillipo Marinetti. Mas ele e os outros intelectuais que o cercavam não gostavam de ser assim designados, preferindo o de modernistas. O nome futurista tinha ligações com as loucuras feitas pelos vanguardistas europeus, que os rapazes paulistas, mais acanhados, não estavam preparados para assumir.
A crítica de Lobato serviu como elemento catalisador. Pensaram em aglutinar forças e marcar presença através de um ato espetacular. A revolução estética que anunciavam merecia algo apoteótico. Aproximava-se o ano de 1922, o ano do centenário da Independência brasileira. Era o momento ideal!
Como quase todos os integrantes do movimento modernista eram filhos da oligarquia paulista, não tiveram dificuldade em obter a adesão de Paulo Prado, curador do Teatro Municipal, que também providenciou os recursos.
Entre os dias 11 a 17 de fevereiro, promoveram conferências sobre a nova estética entremeadas de recitais, de música ou leitura de algumas obras. No saguão, alguns pintores e escultores espalharam seus trabalhos. A plateia foi à loucura: urravam, guinchavam, pateavam, silvavam, vaiavam de enrouquecer para mostrar seu desagrado com aquilo tudo. Não permitiram que se escutasse nenhuma frase do que Oswald disse. Com Villa Lobos não foi diferente. Tendo adentrado no palco com sandálias, pensaram que era uma pantomima do músico e ficaram quase histéricos. Na verdade, o jovem havia se machucado.
Uns tempos depois, passado o vendaval, Yan de Almeida Prado disse que tudo não passou de uma estudantada, uma brincadeira para quebrar o marasmo da paroquiana São Paulo. Mas é claro que não se reduziu a isso. Para alguns críticos, foi uma vigorosa tentativa de liderar o universo cultural brasileiro, sequestrando do Rio de Janeiro a primazia de estar à frente das coisas. A Paulicéia começara a se projetar como poderoso centro industrial, ambicionando ser também a vanguardeira das artes.
Mas afora essas interpretações de ser apenas mais um ato da longa novela de rivalidades entre paulistas e cariocas, se aceita hoje que a Semana de Arte Moderna de 1922 foi um momento de rompimento com a arte acadêmica e com a neocolonizada prosa parnasiana então predominante. Tornou o estilo anterior intragável e forçou a adoção, tanto na poesia como na prosa, de uma linguagem solta, ausente de formalismos, afastada da pedanteria e da incorrigível vocação academicista. Não conseguiu, porém, fazer com que o público aderisse com entusiasmo às novas formas de expressão, aliás, como bem poucas vanguardas o fizeram. Em nosso século, os artistas foram lançados num limbo de incompreensão raro de encontrar na história da estética universal.
Para os intelectuais, a Semana serviu como uma redescoberta do Brasil, mostrando-o fruto de uma cultura mestiça, vacilando entre o bestialismo e a civilização, em perpétuas dúvidas sobre ser ou não ser parte da periferia do Ocidente.
mais notícias de história brasil »
Especial para Terra

more...
Odarah Arte's curator insight, March 20, 2015 7:07 PM

semana importantissima, tanto no mundo da arte, como na politica contemporaneas.

Scooped by Catia Gabriel
Scoop.it!

Artista islandês cria grafites de luz; veja fotos

Artista islandês cria grafites de luz; veja fotos | Arte é conhecimento e linguagem | Scoop.it
O artista islandês Olafur Eliasson criou um projeto Little Sun (Pequeno Sol) para servir de ponte entre os mundos da arte e do desenvolvimento internacional. Eliasson se disse inspirado pelos 20% ...
more...
No comment yet.
Scooped by Catia Gabriel
Scoop.it!

Nicole Kidman desiste de papel em 'Nymphomaniac'

Nicole Kidman desiste de papel em 'Nymphomaniac' | Arte é conhecimento e linguagem | Scoop.it

De acordo com o The Hollywood Reporter, a atriz Nicole Kidman, que estrelou em Moulin Rouge decidiu abrir mão do papel que interpretaria uma ninfomaníaca no polêmico filme Nymphomaniac, o qual mostraria cenas eróticas da personagem.
A razão por ela ter deixado o papel ainda não foi confirmada, mas há especulações de que Nicole começou a perder o interesse de estrelar o longa desde que o diretor, Lars von Trier, planejou cenas de sexo reais. Em contrapartida, o ator Shia LaBeouf parece mais empolgado sobre a natureza do trabalho. Ele até enviou vídeos de sexo com a namorada para Lars, como parte de sua audição para o filme.
No mês de agosto, Shia apoiou a escolha do diretor em fazer um projeto o mais real possível. "O filme é o que você pensa que é. Há um aviso no topo do script que basicamente diz que estamos fazendo isso de verdade. Tudo o que é ilegal rodaremos em imagens tremidas. Fora isso, tudo o que está acontecendo é verdade."
O filme também conta com estrelas como Willem Dafoe, Uma Thurman, Christian Slater, Stellan Skarsgard e Charlotte Gainsbourg, que interpretará uma viciada em sexo. Nymphomaniac tem estreia prevista em duas versões para 2013: hardcore e softcore.
mais notícias de cinema »

Bangshowbiz

Comentar0
Imprimir

 

more...
No comment yet.
Scooped by Catia Gabriel
Scoop.it!

Aula da História da Arte é tema do Agendão desta semana — Portal UFRGS | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Aula da História da Arte é tema do Agendão desta semana — Portal UFRGS | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | Arte é conhecimento e linguagem | Scoop.it

Entrou no ar hoje a edição semanal da revista eletrônica Agendão, que destaca uma série de eventos culturais da UFRGS.

No próximo dia 13, Dia Interamericano de Limpeza e Cidadania, haverá a sessão do documentário “Lixo Extraordinário”, de Lucy Walker, seguida de uma palestra com um dos protagonistas da obra, Tião Santos, sobre a importância da reciclagem e a realidade dos catadores no Brasil. A atividade acontece a partir das 14 horas, no auditório da Faculdade de Arquitetura (Rua Sarmento Leite, 320- Campus Centro).

Outro evento detalhado na revista é a aula inaugural do bacharelado em História da Arte, que ocorre na quarta-feira, dia 12, às 19 horas, no Auditorium Tasso Corrêa (R. Senhor dos Passos, 248 – Campus Centro). O evento tem entrada franca e terá como palestrante Francisco Marshall, e mediação de Paula Ramos, ambos professores da UFRGS.

Francisco Marshall vai falar sobre o tema “Arte e Ciência em Rafael, Platão e Leonardo” que aborda o afresco “Academia de Atenas”, do pintor Rafael Sanzio, obra encomendada pelo Vaticano para a Sala onde o Papa Júlio II trabalhava.

O Agendão está disponível para leituras online.

UFRGS Notícias nas redes sociais:

 

more...
No comment yet.
Scooped by Catia Gabriel
Scoop.it!

Oficina de Circo de Búzios, RJ, fará espetáculos na Praça Santos Dumont

Oficina de Circo de Búzios, RJ, fará espetáculos na Praça Santos Dumont | Arte é conhecimento e linguagem | Scoop.it
Os ensaios estão acontecendo há dois meses, aos domingos, na praça.
Cento e trinta alunos participaram das aulas de circo na cidade.
more...
No comment yet.