Ex-alunos de escolas públicas deixaram família, o casamento e os filhos para correr atrás de uma oportunidade que eles mesmos definem como única: estudar na Universidade de Salamanca, na Espanha, uma das mais antigas e tradicionais do mundo.  Já são 28 jovens brasileiros, bolsistas do Programa Universidade para Todos (ProUni), estudando na instituição. O grupo que chegou mais recentemente ao país, em abril deste ano, conta as surpresas e os problemas de adaptação que tiveram que enfrentar. A diferença climática, a culinária local e principalmente o idioma dificultam a adaptação - além da saudade dos amigos e parentes que ficaram no Brasil.

O convênio ProUni-Salamanca teve início em 2010 e seleciona anualmente os dez melhores classificados no programa de bolsas para estudar na Espanha, com o curso e as despesas pagas em parceria com o Banco Santander. Dois desistiram e retornaram ao Brasil. Todos os participantes chegaram à Salamanca sem falar espanhol.  Eles tiveram um mês para aprender a língua antes de prestar ''vestibular'' para poder ingressar na universidade. Muitos não foram aprovados e terão nova chance em setembro - caso não passem, devem retornar ao Brasil.


Via Luciano Sathler