Fotografar vinhos: entrevista com o fotógrafo Jorge Figanier Castro | Notícias escolhidas | Scoop.it

O fotógrafo de vinhos do Estúdio da Colina fala sobre a importância da fotografia no marketing de Vinhos dos produtores.

 

Qual o papel da fotografia de vinhos?

Costumo dizer a brincar que numa prova o primeiro sentido que usamos é a visão. Olhamos para ver a cor e transparência no copo... Só que antes disso o olhar já está a funcionar na garrafa, no rótulo. Portanto a prova começou antes. Se virmos a fotografia do vinho numa revista já começámos a prova-lo, já fomos chamados para ele…

 

Uma boa fotografia transmite o espírito do vinho?

 

É o que chamo a fotografia “de conceito”, tem de ter a ver com o produto e o produtor. Um vinho com um rótulo como “.com”, é para um publico jovem, muito especifico. Portanto a fotografia desse vinho à partida não vai ser bucólica, nem de pipas rústicas.

As fotografias de conceito são aquelas que param os olhos, chamam a atenção. Se estamos numa feira de vinhos, onde visualmente há muita coisa – ruído, luz, garrafas, pessoas - e, de repente, há uma imagem que nos faz parar…

 

(Clique na imagem para ler a entrevista completa)