Notícias escolhidas
9.1K views | +4 today
Follow
Notícias escolhidas
Notícias escolhidas
Notícias e dicas escolhidas por Wine & Shine sobre marketing de vinhos: wine marketing design, label design, packaging, wine advertising, branding,  digital wine marketing. Sobre como criar marcas de vinho,  rótulos,  websites, comunicação de adegas, vídeo e estratégias para  brilhar no mercado em Portugal e na exportação. Mais em www.wine-shine.com
Curated by Rita M.
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Vinho ultrapassa sol e mar como imagem do turismo português

Vinho ultrapassa sol e mar como imagem do turismo português | Notícias escolhidas | Scoop.it
O vinho (31%) é o produto mais associado à actividade turística em Portugal, superando pela primeira vez a clássica imagem de destino de “sol e mar” (17%), mostra um inquérito realizado junto de uma centena de membros da Organização Mundial do Turismo, divulgado esta quinta-feira em Vila Nova de Gaia. Seguem-se nesta lista a História (16%), o Golfe (14%) e a Gastronomia (14%)..
more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Vinhos portugueses vistos da Rússia

Vinhos portugueses vistos da Rússia | Notícias escolhidas | Scoop.it

Valéria Zeferino dá uma visão de insider do mercado russo no seu blog WineStep: "Lembro-me de uma conversa ocasional com uma senhora que afirmava gostar de vinhos e que comprava sempre um vinho Italiano ou Espanhol. Ela confessou que nunca tinha comprado um vinho Português. “Porquê?” – perguntei eu à procura de razão. “Não sei… nunca me passou pela cabeça. Nunca pensei sequer no vinho Português”. É isso! Como as pessoas podem procurar algo em que não pensam, que não fazem ideia que existe?"

 

"...Reparem bem, as pessoas na Rússia bebem “latte” (e nunca lhes passaria pela cabeça pedir, por exemplo, uma “meia-de-leite”), comem pannacotas, paellas, pastas e pizzas, mozzarellas e gorgonzolas, camembert e roquefort, porque é que eles não hão-de escolher os vinhos italianos, franceses, espanhois em detrimento dos vinhos de um país, sobre o qual têm poucas ou nenhumas referências?" 

 

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Mercados onde o seu vinho pode florescer

Mercados onde o seu vinho pode florescer | Notícias escolhidas | Scoop.it

As exportações de vinhos portugueses para o mundo voltaram a bater recordes em 2012.  Angola, Estados Unidos da América (EUA), Alemanha, Reino Unido, Canadá, Brasil, China (incluindo Hong Kong e Macau) e os países nórdicos são os países que na última década se destacaram na compra de vinhos portugueses.

 

"Se tivermos em conta as exportações de Vinho do Porto mercados como a França, Bélgica e Holanda ganham grande relevância. No entanto a França, e também a Espanha, são mercados de destino de vinhos de menor valor acrescentado", explica Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, associação interprofissional do sector vitivinícola que tem como objectivo promover e valorizar a marca Wines of Portugal.

 

Um estudo encomendado pela ViniPortugal analisa quatro dos mercados com maior potencial para os vinhos portugueses.(clique no título para ver o artigo publicado no Suplemento Quem é quem nos Vinhos, do Diário Económico )

 

 

Rita M.'s insight:

Angola:
É o primeiro mercado de exportação para os vinhos portugueses, com uma quota de 67,5%. Os vinhos portugueses lideram nos vinhos engarrafados. A maior dificuldade deste mercado é a falta de ‘know-how' e pessoal qualificado na área de vinhos.

 

Brasil:
Portugal é o quarto fornecedor. O vinho português tem um preço médio alto e uma conotação muito positiva neste mercado. O estudo da Wine Intelligence assinala a forte penetração dos vinhos de Portugal no Brasil e o conhecimento de Portugal enquanto produtor de vinho.

 

Canadá
Os  vinhos de Portugal têm tido um desenvolvimento positivo no mercado canadiano, que aprecia vinhos do velho mundo. A faixa jovem dos consumidores canadianos poderá ser melhor explorada.

 

China
Em 2012 o crescimento foi de quase 25% no valor das exportações, à custa da subida do preço médio. O investimento e o dinamismo dos produtores portugueses no mercado chinês e de Macau influenciaram o aumento do interesse deste mercado na produção nacional.

 

Estados Unidos América
Os EUA são um mercado com elevado potencial de crescimento. É o alvo do maior investimento da promoção internacional de vinho português. Até 2014 espera-se um crescimento de 40%.

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Madeira luta para simplificar a mensagem

Madeira luta para simplificar a mensagem | Notícias escolhidas | Scoop.it

"Os vinhos da Madeira devem encontrar uma mensagem mais simples, mais unificada, se é para emular a recente onda de interesse pelos vinhos Sherry e Vinhos do Porto" afirmou à Drinks Business Humberto Jardim, CEO da Henriques & Henriques (clique no título para ler o artigo)

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Vinhos portugueses invadem os EUA

Vinhos portugueses invadem os EUA | Notícias escolhidas | Scoop.it

4 adegas, 1 fanático de vinhos portugueses, 1 semana, 5 cidades e uma carrinha cheia de vinho. É assim que Ryan Opaz do Catavino descreve a sua "2013 Portuguese Wine Invasion". Este expatriado do Minesota a viver no Porto quer simplesmente por Portugal “no mapa” de mais apreciadores americanos. Simples. E emocionante (clique no título para seguir a viagem)

more...
Antonio Pinheiro's curator insight, December 30, 2013 10:27 AM

Vinhos Portugueses nos Estados Unidos da América

Scooped by Rita M.
Scoop.it!

No Brasil, há toda uma nova classe a chegar aos vinhos

No Brasil, há toda uma nova classe a chegar aos vinhos | Notícias escolhidas | Scoop.it

Segundo o diário "Brasil Econômico" há toda uma nova nova classe a iniciar o consumo de vinhos engarrafados. Diego Bertolini, director de Marketing do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) afirma “são vinhos na faixa dos R$ 15 - 20 (7,6 € ). Marcas populares como as brasileiras Salton e Almadén, entre outras, passaram a fazer parte da lista de compras do consumidor da classe C, em detrimento dos vinhos de garrafão e dos vinhos granel, que estão na faixa dos R$ 4 - 5 (1,9€) o litro. "Percebemos que já há mais saída do vinho fino engarrafado e a indústria está se aprimorando para dar conta da demanda” afirma, destacando que o mesmo caminho tem sido feito no caso dos espumantes nacionais. O consumo passou de 13,2 milhões de litros em 2011 para 15 milhões de litros em 2012.

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

"Value wine" penso que não quer dizer o que vocês pensam que quer dizer

"Value wine" penso que não quer dizer o que vocês pensam que quer dizer | Notícias escolhidas | Scoop.it

Ryan Opaz, do blog Catavino - uma referência na divulgação dos vinhos de Portugal e de Espanha nos EUA - critica a forma de promover os vinhos portugueses. Divulgá-los como "value wines", expressão usada para referir uma boa relação qualidade/preço, acaba por significar "vinhos baratos". Observando a diversidade e dificuldade em achar um posicionamento abrangente para os vinhos portugueses propõe uma nova abordagem... (clique no título para ler o artigo original )

 

Rita M.'s insight:

Segundo Ryan Opaz:

 

"A maioria dos consumidores que conheço não quer beber vinho barato. O que quer é beber o melhor vinho que pode pagar"



"Pergunte a qualquer fanático do vinho quais são os melhores vinhos franceses e aposto que dá pelo menos um par de respostas Rothschild, Krug, RDC. Nos grandes vinhos espanhóis pode ter os clássicos da Rioja: Muga, López de Heredia e outros. No entanto, pergunte para nomear os melhores vinhos portugueses e terá sorte se a resposta não for Mateus Rosé. Não porque esses vinhos não existam, mas não são falados ou ligados a uma identidade "vinho português"... Os profissionais do vinho nos EUA lembram as muitas casas do Vinho do Porto, mas isso é inútil para os produtores de vinhos tranquilos."

"Eu sei que alguns dos meus amigos portugueses vão logo gritar Barca Velha, Barca Velha! ... fora de Portugal nem Barca Velha é um nome bem conhecido."

No final, ficamos com apenas um grupo de pessoas que concordam que o Douro faz alguns dos melhores vinhos, o Dão é incrível mas ainda a florescer, o Alentejo é "a nossa California / Austrália" e o "vinho verde "é diversão de verão. Sem mencionar os defensores de vinho do Porto, Madeira, Trás-os-Montes, Bairrada, Beira Interior, Tejo, Colares, Algarve ...

"Infelizmente, ninguém será capaz de me dar a lista definitiva dos vinhos ícones portuguese, e  todos os anos ouvimos que Portugal oferece "grande valor". Qual é o grande valor do vinho Português?

Portugal tem excelentes vinhos. Mas precisamos ter certeza que as pessoas os conhecem e cobiçam. Sem esse desejo, a ideia de "valor" perde-se....Porque a verdade é que o vinho Português é melhor do que isso.

A solução, penso eu, é simples.

Um novo nome. Um conceito novo. Portugal para mim não é um país de vinhos de bom "valor", como um desconto de armazém. Não é um lugar de saldos e promoções. Para mim, Portugal é todo um país a fazer "vinhos de boutique".

Hoje a palavra "boutique" é usada em todo o mundo para destacar os exclusivos, lugares únicos a visitar, onde comprar. Locais onde obtemos experiências únicas, não comparação de preços.


Precisamos colocar Portugal no mapa. Precisamos dar-lhe um lar no mundo do vinho. Além do Porto e Madeira (dois vinhos que adoro) ... Os portugueses precisam de parar de se contentar com o suficientemente bom e exigir que aos seus vinhos seja dado um lugar na prateleira de cima das lojas de vinho em todo o mundo. Não mais relegado para a camada inferior da área espanhola, na parte de trás da loja, entre as promoções de outros países.

Vinhos de boutique, de um país de vinhos boutique. Compre enquanto pode.

Gosto da forma como soa."

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Novo blog de Anibal Coutinho lança polémica

O conhecido comentador e autor Anibal Coutinho estreou em março de 2013 um novo blog (www.blog.w-anibal.com ) Em inglês, língua franca dos negócios. E nasceu com uma polémica que chegou aos ouvidos do mais influente crítico de vinhos sul africano, Neil Pendock (http://blogs.timeslive.co.za/pendock/2013/05/05/temperatures-soar-in-the-portuguese-wine-spittoon/)

 

Tudo começou com o serviço de consultoria de Sarah Ahmed e Jo Ahearne MW patrocinado pela Viniportugal para os produtores que desejam exportar vinhos para o Reino Unido. Segundo Anibal o mundo da exportação não é anglófilo, passa mais pelos Brics...

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Brasil promove os seus vinhos com samba e Carnaval

Brasil promove os seus vinhos com samba e Carnaval | Notícias escolhidas | Scoop.it

A iniciativa de levar os Vinhos do Brasil como tema do Carnaval de São Paulo foi do Ibravin, com patrocínio da Verallia. Outros patrocinadores foram a Tetra Pak e as vinícolas Aurora, Cereser, Góes, Greenday, Perini e Salton. O apoio foi da Scholle Packaging, da Miolo, da Santille e da Alberto Belesso. O suco de uva também esteve presente com patrocínio das marcas Greenday e Jota Pe. Ao todo, foram captados R$ 1,35 milhão para investir na Vai-Vai – 90% dos recursos vieram por meio da Lei Rouanet.

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

O futuro do vinho nos EUA? Veja-o no resultado do Super Bowl

O futuro do vinho nos EUA? Veja-o no resultado do Super Bowl | Notícias escolhidas | Scoop.it

42 por cento dos telespectadores americanos do Super Bowl 2013 disseram à Nielsen que planeavam consumir cerveja durante o jogo. A novidade é que 33 por cento disseram que planeavam beber vinho. Este número apanhou todos de surpresa:  o vinho ainda intimida muitos consumidores nos EUA, onde há mais fãs de soft drinks e cerveja. David White do blog Terroirist comenta como em todo o país, os americanos estão a aprender a saborear vinhos.

 

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Vinhos de Portugal promovidos nas embaixadas portuguesas

A ViniPortugal desenvolveu esta iniciativa, no quadro de um Protocolo assinado com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, tendo como objectivo promover os vinhos portugueses junto deste importante grupo"

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Jorge Monteiro explica as opções na promoção da marca Wines of Portugal

Jorge Monteiro explica as opções na promoção da marca Wines of Portugal | Notícias escolhidas | Scoop.it

Num artigo publicado 29 de Dezembro no jornal Público, Jorge Monteiro, presidente da Viniportugal, explica as opções tomadas pela Viniportugal na promoção dos vinhos portugueses através da marca - país Wines of Portugal.

 

Lembra a criação da marca Wines of Portugal na sequência de um inquérito realizado em 2008 no Reino Unido e Estados Unidos  "o qual claramente demonstrava que nestes dois mercados Portugal não possuía nenhuma imagem enquanto país produtor de vinho. Nenhuma imagem: nem boa, nem má.", sendo a utilização de uma marca país um instrumento de promoção frequente, como no Wines of Chile, Wines of California, Wines of Áustria ou Wines of Spain. Mas considera uma dificuldade a elevada fragmentação da produção, com pequenos produtores

 

"Se, por um lado, estimula a inovação e introduz irreverência no sector, por outro lado, torna-se num forte travão...  conduz a que as empresas dificilmente gerem meios suficientes que lhes permitam grandes investimentos de promoção no mercado" Segundo Jorge Monteiro "nestes mercados emergentes ganha importância o marketing assente em acções de relações públicas e de educação dos diferentes actores intervenientes."

 

E conclui  "... nenhuma campanha genérica trará resultados positivos se não estiver acompanhada por acções no mercado da parte das empresas detentoras das respectivas marcas."

 

(clique no título para ler o artigo)

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Moët lança espumantes "made in India"

Moët lança espumantes "made in India" | Notícias escolhidas | Scoop.it

A Moët Hennessy tem sido pioneira no desenvolvimento de  espumantes em todo o mundo, e a Índia é o exemplo mais recente.

Acreditando neste país como produtor de espumantes, a Moët  propriedade do gigante de bens de luxo LVMH, investiu numa adega de ponta em Dindori, a região produtora de uvas mais promissora da Índia.

 

Lançados na semana passada no hotel Four Seasons em Bombaim, o Chandon Brut e o Chandon Brut Rosé "made in India" estarão à venda no próximo mês em revendedores selecionados e hotéis da Índia com um preço em rúpias equivalente a 14€-16€.

Rita M.'s insight:

 

As primeiras videiras -Sauvignon Blanc e Chenin Blanc - foram plantadas na região no final dos anos 90.

Hoje, há mais de 40 adegas, que cada vez mais atraiem a atenção dos investidores globais.

O projeto começou em 2011 , quando a empresa plantou 19 hectares de Pinot Noir, Chardonnay e Chenin Blanc na região. "Com o lançamento da Chandon , pretendemos trazer vinificação ea cultura do vinho na Índia a um novo patamar ", disse Mark Bedingham , diretor da Moët Hennessy Ásia-Pacífico.

A adega Chandon em Dindori terá uma capacidade de produção de 50 mil caixas/ano só para o mercado indiano.

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Estratégias de internacionalização dos maiores produtores de vinho portugueses

Estratégias de internacionalização dos maiores produtores de vinho portugueses | Notícias escolhidas | Scoop.it

As principais produtoras de vinhos nacionais estão de corpo e alma nos mercados internacionais. E o Diário económico apresenta as suas estratégias. Clique na imagem para ler o que fazem a Sogrape, Adega Mayor, JMF, Talor's, Symington, Aveleda, Herdade do Esporão, Bacalhoa, Adega de Borba e Douro Boys...

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Para vender à China é preciso
aprender a dizer gambei

Produtores portugueses de vinho, azeite e licores ensinam truques que não vêm nos livros sobre como fazer negócios no maior país asiático
more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Brasil mobiliza turismo, negócios e comemorações para criar o Dia Nacional do Vinho

Brasil mobiliza turismo, negócios e comemorações  para criar o Dia Nacional do Vinho | Notícias escolhidas | Scoop.it
Uma série de eventos marcam a programação do Dia do Vinho mobilizando as comunidades da Serra e da Campanha, além da capital gaúcha, para celebrar os 10 anos da promulgação da lei que instituiu a data no Rio Grande do Sul, sempre comemorada no...
more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

"Os profissionais conhecem o vinho português. Mas nós sabemos que a imagem do vinho não se faz com profissionais, faz-se com o consumidor"

João Pires, único Master Sommelier da Península Ibérica, coordenou os júris do Concurso Nacional de Vinhos e deu ao PÚBLICO a sua visão sobre os vinhos portugueses: "A nossa posição no contexto internacional, devo confessar, não é famosa. Com a excepção do vinho do Porto e, possivelmente, do Mateus Rosé, não são conhecidos. Agora, devo também dizer que neste aspecto estamos melhor que nunca. ... os profissionais conhecem relativamente bem o vinho português. Mas nós sabemos que a imagem do vinho não se faz com profissionais, faz-se com o mercado, com o consumidor normal. E isso não tem nada a ver com a qualidade, que é hoje muito boa, mas antes com uma certa forma de posicionar a imagem...

"O sucesso passa pelos vinhos de lote, diferenciados e com mais visibilidade externa.. Nós sabemos que temos muitos nomes de castas que os próprios portugueses dificilmente reconhecem. Pelo menos para o mercado internacional é preciso restringir um pouco. Não sei o número, mas talvez pegar em seis, sete, dez castas com maior potencial."

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Longevidade: "Temos utilizado esta característica dos vinhos do Dão como uma das suas imagens de marca"

Longevidade: "Temos utilizado esta característica dos vinhos do Dão como uma das suas imagens de marca" | Notícias escolhidas | Scoop.it

Em entrevista ao Jornal do Centro, Arlindo Marques da Cunha, presidente da CVR Dão desde 2010 e ele própro vitinicultor, fala das estratégias para desenvolvimento do sector na região e afirma  "Não tenho qualquer dúvida de que o Dão tem bons argumentos de qualidade para chegar à elite das regiões vinhateiras mundiais no futuro. Mas faltam muitas outras coisas para lá chegar…a começar pelo poder e organização empresarial, os recursos para fazer um marketing eficaz e uma capacidade de mobilização colectiva capaz de superar a portuguesíssima cultura individualista…" (para ler a entrevista clique no título)

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

"Portugal devia estar a crescer 50% e não 8%."

Manuel Rocha, CEO da Adega de Borba, em entrevista ao "Dinheiro Vivo":

 

"Os vinhos até 2 euros representam 80% do mercado. O futuro passa pelo reforço da exportação A única hipótese de sobreviver é transformar o mercado nacional para exportação.

 

Não é fácil, .... há que enfrentar a Espanha, Itália e França, grandes concorrentes a quem se juntam os mais recentes como a Califórnia, Chile, Argentina, África do Sul, Nova Zelândia e Austrália. Temos uma boa relação preço-qualidade, mas ainda assim exportamos pouco, pois temos grandes dificuldades de penetração. Portugal devia estar a crescer 50% e não 8%."

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

E o seu vinho, também fala russo?

E o seu vinho, também fala russo? | Notícias escolhidas | Scoop.it

Vinhos portugueses estão cada vez mais presentes no mercado russo. "No ano passado, exportámos 40 mil litros de vinho para a Rússia e este é um dos mercados prioritários para nós". Notícia do Sol, via Lusa

more...
No comment yet.
Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Exporta os seus vinhos para Angola? Olhe só a concorrência mesmo aí ao lado.

A WOSA (Wines of South Africa/Vinhos da África do Sul), organismo que representa todos os produtores de vinho sul-africanos, está a promover a exportação para Angola. Da venda a granel, as exportações passaram ao vinho engarrafado. Em 2012 foram exportados 1.021.482 de litros de vinho sul-africano para Angola, para 2013 as expectativas são aumentar 20% (cerca de 300.000 litros).


Rita M.'s insight:

Um concorrente de peso para os exportadores de vinho para Angola, mesmo ali ao lado. E mais uma razão para cuidar da imagem da sua marca.

more...
Antonio Pinheiro's curator insight, December 30, 2013 10:29 AM

A WOSA (Wines of South Africa/Vinhos da África do Sul), organismo que representa todos os produtores de vinho sul-africanos, está a promover a exportação para Angola.

Scooped by Rita M.
Scoop.it!

Porque é que os chineses preferem os tintos?

Porque é que os chineses preferem os tintos? | Notícias escolhidas | Scoop.it

 

A razão por que os chineses gostam tanto de vinho é um mistério para muitos. A China, um país sem tradição vinícola, consumiu 1,2 biliões de garrafas de vinho em 2012. E principalmente de tintos. Ahhh não sabia? Os chineses preferem os tintos. O blog marketingtochina.com explica porquê

Rita M.'s insight:

O simbolismo da cor:

Vermelho é uma cor muito positiva na cultura chinesa. Simboliza riqueza, felicidade, sorte, poder e romance. É também a cor da bandeira. No mundo dos negócios, estes são valores fundamentais. Assim, o vinho tinto aparece em banquetes para brindar ("ganbei") entre os parceiros. E em casamentos, onde é visto como algo que traz felicidade e romance.


Muito do consumo vinho é feito em restaurantes e bares. Os homens que desejam seduzir jogam a carta do "hongjiu" (vinho tinto). O branco acaba por ter conotações negativas para a maioria da população (branco pode simbolizar a tristeza ou mesmo de luto). Mas o principal problema reside no vinho branco ser chamado "baijiu", o que cria uma confusão com a aguardente de arroz muito forte, desagradável a grande parte da população.

A influência da televisão:
O vinho tinto aparece cada vez mais na TV, muitas vezes associado com a imagem de vidas perfeitas de famílias ricas, belas heroínas, empresários honestos ...). Se o herói quer seduzir a heroína, é frequente aparecerem num restaurante com um copo de vinho tinto. É por isso que as meninas chinesas preferem vinho tinto, associado à elegância, ao romance e à paixão: nas novelas os brindes são muitas vezes feitos com vinho tinto.

Cor das uvas:
Alguns chineses têm dificuldade em imaginar que podemos chegar vinho branco ou rosé a partir de uvas tintas. Assim, o vinho tinto é percebido como mais tradicional e natural.

As marcas chinesas de produzem principalmente tintos:
Os três principais fabricantes de vinho na China, Changyu, Dinasty e Greatwall comunicam principalmente os vinhos tintos. Assim, os chineses têm uma melhor compreensão dos tintos. 90% da população que bebe vinho, bebe marcas produzidas na China. A maioria dos orçamentos de publicidade são de marcas locais chinesas.

 

more...
No comment yet.