Faculdade em Paris vai contra métodos tradicionais de educação (Globo News) | Sociedade | Scoop.it

Na Ecole 42, faculdade de informática, não tem sala de aula, nem professor. Objetivo é preparar os jovens para a vida profissional e confrontá-los.

Uma inovadora faculdade de informática em Parisvem sacudindo o sistema educacional francês. É que, apesar da rigidez, a escola não tem professores, salas de aula, avaliação de currículo e funciona 24 horas por dia.

Em um prédio de três andares em paris acaba de abrir o mais comentado estabelecimento de ensino francês. Um lugar onde tudo surpreende, a começar pelo traje informal dos alunos. Eles ficam tão à vontade que podem até tirar um cochilo sem que ninguém reclame.

E as diferenças não se resumem ao clima descontraído. Esqueça os métodos educativos tradicionais. A faculdade de informática anda na contramão da pedagogia clássica. Não tem sala de aula, nem professor. A figura do mestre autoritário diante da classe desapareceu.

“É uma universidade "mãos na massa", já no primeiro dia eles recebem projetos para fazer e serão orientados por uma equipe de monitores gente fina não estão aqui para ensinar coisas mas sim para mediar esta comunidade para que ela se desenvolva”, explica Yamgnane, diretor acadêmico e fundador.

Monitores gente fina, sim, mas, em caso de duvida, nem adianta perguntar a eles. Cada um que se vire: pedindo ajuda aos colegas, procurando na internet...

“Nossa ajuda jamais vai ser de explicar como fazer, apenas botá-los no caminho certo”, diz um monitor.

Na tela, vídeos curtos dão instruções sobre os exercícios a fazer. O objetivo? Preparar os jovens para a vida profissional e confrontá-los, desde o começo, às mesmas condições que encontrarão no mundo corporativo.

Apesar de nova, a Ecole 42 já nasceu cheia de prestígio e extremamente disputada. Quando abriram as inscrições, 70 mil pessoas se candidataram. Na primeira peneira de testes e de lógicas, realizados online, passaram 20 mil. Da segunda, sobraram quatro mil. Agora eles brigam pelas mil vagas definitivas.

Na última etapa de seleção os candidatos passam quatro semanas aqui dentro da escola sem nenhum dia de folga. Eles fazem exercícios, provas, trabalhos de grupo. Esta fase é conhecida como piscina uma imersão total. Os alunos são chamados de nadadores e aqueles que têm dificuldade para acompanhar o ritmo se autodenominam os afogados.

 


Via Luciano Sathler