Saif al Islam
119.9K views | +3 today
 
Scooped by Quociente Cultural
onto Saif al Islam
Scoop.it!

Aviones de combate británicos aterrizan en Chipre, a 200 kilómetros de Siria

Aviones de combate británicos aterrizan en Chipre, a 200 kilómetros de Siria | Saif al Islam | Scoop.it
Aviones de guerra y de transporte militar han comenzado a llegar a la base aérea británica de Acrotiri en Chipre, a unos 200 kilómetros de la costa de Siria, en una señal de crecientes preparativos para un ataque militar contra el régimen de Assad.
more...
No comment yet.
Saif al Islam
The Ongoing Killing Of a Good Man in 21st Century
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

REPORT by AMNESTY INTERNATIONAL LIBYA RULE OF LAW OR RULE OF MILITIA mde190122012en.pdf - Google Drive

REPORT by AMNESTY INTERNATIONAL LIBYA RULE OF LAW OR RULE OF MILITIA mde190122012en.pdf - Google Drive | Saif al Islam | Scoop.it
Quociente Cultural 's insight:

Amnesty removed the report from their web site ... I kept a Copy of Amnesty PDF. Pls check and see what is Amnesty hidding from you. Ask @Amnesty why they removed the report. Ask @Amnesty why they want by hidding Libya reality? How far they go on Helping Torture as a HumanRight for Libya Rebels? How Torture can become a sport with @Amnesty help. 

more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Pepe Escobar vê na NSA a raiz do impeachment de Dilma ( Entrevista)

Pepe Escobar vê na NSA a raiz do impeachment de Dilma ( Entrevista) | Saif al Islam | Scoop.it
Segundo o correspondente internacional Pepe Escobar, em entrevista ao canal de mídia alternativo francês “Le Cercle des Volontaires”, a queda da presidente Dilma Rousseff decorre do desejo norte-americano de tomar as riquezas do pré-sal e que tudo começou com os grampos da NSA contra a presidente Dilma Rousseff
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Novo Abalo Político no Brasil: é Hora da Mídia Começar a Dizer “Golpe”?

Novo Abalo Político no Brasil: é Hora da Mídia Começar a Dizer “Golpe”? | Saif al Islam | Scoop.it
O país acordou hoje com a notícia das secretas e chocantes conversas envolvendo um importante ministro do recém-instalado governo brasileiro, que acendem uma luz a respeito dos reais motivos e agentes do impeachment da presidente democraticamente eleita, Dilma Rousseff. As transcrições foram publicadas pelo maior jornal do país, a Folha de São Paulo, e revelam conversas privadas que aconteceram em março, apenas semanas antes da votação do impeachment na Câmara. Elas mostram explícita conspiração entre o novo Ministro do Planejamento, Romero Jucá, e o antigo executivo de petróleo Sergio Machado – ambos investigados pela Lava Jato – a medida em que concordam que remover Dilma é o único meio para acabar com a investigação sobre a corrupção. As conversas também tratam do importante papel desempenhado pelas mais poderosas instituições nacionais no impeachment de Dilma, incluindo líderes militares do país.

As transcrições estão cheias de declarações fortemente incriminadoras sobre os reais objetivos do impeachment e quem está por trás dele. O ponto chave da conspiração é o que Jucá chama de “um pacto nacional” – envolvendo as instituições mais poderosas do Brasil – para empossar Michel Temer como presidente (apesar de seus múltiplos escândalos de corrupção) e terminar com as investigações uma vez que Dilma fosse removida. Segundo a Folha, Jucá diz que o Impeachment levaria ao “fim da pressão da imprensa e de outros setores pela continuidade das investigações da Lava Jato.”

Não está claro quem é o responsável pela gravação e pelo vazamento da conversa de 75 minutos, mas a Folha reportou que elas estão atualmente nas mãos do Procurador Geral da República. Jucá é líder do PMDB, partido do presidente interino Michel Temer, e um de seus três homens de confiança. Novas revelações serão provavelmente divulgadas nos próximos dias, tornando mais claras as implicações e significados destas transcrições.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

The Guardian view on Libya: a nation’s tragedy, a continent’s problem | Guardian had a role on it

The Guardian view on Libya: a nation’s tragedy, a continent’s problem | Guardian had a role on it | Saif al Islam | Scoop.it

Wednesday 18 May 2016 19.26 BST
Last modified on Wednesday 18 May 2016 22.00 BST



Libyans are the first victims of a dysfunctional state that has neither stabilised nor unified since the overthrow of Muammar Gaddafi in 2011. But Europe can be affected, too. If Libya doesn’t find a way out of its current state of chaos, two things are likely to happen: refugee and migrant movements will pick up again this summer in large numbers across the central Mediterranean (as an alternative to the Aegean route), and Isis will be able to carve out an even larger foothold for itself, from which it will try to launch attacks across the region and beyond. So it is a good thing that more international attention is now being brought on Libya, whose stabilisation was the topic of an international meeting held this week in Vienna. But whether a new focus will bring the right strategy is a different question altogether.

Having failed so dismally to assist Libya in its post-Gaddafi transition after Nato intervened five years ago, Europeans and other international actors desperately need to do better now. The plan, as it currently stands, is to increase international support for Libya’s new fledgling central government, which last March managed to establish itself in the capital Tripoli. The west hopes this administration will replace rival factions that have vied for power since 2014, creating the vacuum that has helped Isis thrive. Weapon deliveries are being considered to help the unity government defeat the jihadi insurgency, which controls a 250km-long strip of coast around the city of Sirte. However, this initiative is currently being resisted by a rival group based in the east, whose leader is supported by Egypt.

more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Pope criticises West for trying to export own brand of democracy to Iraq, Libya

Pope criticises West for trying to export own brand of democracy to Iraq, Libya | Saif al Islam | Scoop.it
Pope Francis criticised Western powers for trying to export their own brand of democracy to countries such as Iraq and Libya without respecting indigenous political cultures, according to an interview published on Monday.

Speaking to France's Roman Catholic newspaper, La Croix, Francis also said Europe should better integrate migrants and praised the election of the new Muslim mayor of London as an example of where this had been successful.

"Faced with current Islamist terrorism, we should question the way a model of democracy that was too Western was exported to countries where there was a strong power, as in Iraq, or Libya, where there was a tribal structure," he said.

"We cannot advance without taking these cultures into account," the pope said.

"As a Libyan said recently, 'We used to have one Gaddafi, now we have fifty", Francis said in reference to former Libyan leader Muammar Gaddafi who was deposed and killed in 2011.

Francis has frequently attacked what he calls "cultural colonialism", in which Western countries seek to impose their values on developing ones in return for financial aid.

The pope said that "ghettoising" migrants was not only wrong but was also misguided in the fight against terrorism.

He cited the militant attacks in Brussels in March when three suicide bombers killed 32 people, in which "the terrorists were Belgians, children of migrants, but they came from a ghetto".

By contrast, the pope praised this month's election of Sadiq Khan as the first Muslim mayor of London [nL5N18306N].

"In London, the new mayor was sworn in in a cathedral and will probably be received by the queen. This shows the importance for Europe to regain its ability to integrate," Francis said.

Ten days ago, the pope lambasted Europe over what he sees as its inadequate response to the influx of migrants fleeing war and poverty in the Middle-East and Africa. [nL5N1831UR]
more...
No comment yet.
Rescooped by Quociente Cultural from CT MENA - Security - CT, Organised Crime, Immigration - MENA - Libya
Scoop.it!

Misurata forces explode a bomb car in Abu Grein Preserve - Libyan Express

Misurata forces explode a bomb car in Abu Grein Preserve - Libyan Express | Saif al Islam | Scoop.it
The media bureau of Misurata forces, which are appointed under the Presidential Council’s Albunyan Almarsous, confirmed the forces had blown a car bomb near Abu Grein Preserve before it reached the front line. Meanwhile, the Misurata forces had advanced Monday morning in Abu Grein as clashes renewed in the district with ISIS militants.

Via Luc Van Aken
more...
No comment yet.
Rescooped by Quociente Cultural from CT MENA - Security - CT, Organised Crime, Immigration - MENA - Libya
Scoop.it!

Pope criticises West for trying to export own brand of democracy to Iraq, Libya | News by Country | Reuters

ROME, May 16 (Reuters) - Pope Francis criticised Western
powers for trying to export their own brand of democracy to
countries such as Iraq and Libya without respecting indigenous
political cultures, according

Via Luc Van Aken
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Brazil’s Democracy to Suffer Grievous Blow as Unelectable, Corrupt Neoliberal is Installed

Brazil’s Democracy to Suffer Grievous Blow as Unelectable, Corrupt Neoliberal is Installed | Saif al Islam | Scoop.it
In 2002, Brazil’s left-of-center Workers Party (PT) ascended to the presidency when Lula da Silva won in a landslide over the candidate of the center-right party PSDB (throughout 2002, “markets” were indignant at the mere prospect of PT’s victory). The PT remained in power when Lula, in 2006, was re-elected in another landslide against a different PSDB candidate. PT’s enemies thought they had their chance to get rid of PT in 2010, when Lula was barred by term limits from running again, but their hopes were crushed when Lula’s handpicked successor, the previously unknown Dilma Rousseff, won by 12 points over the same PSDB candidate who lost to Lula in 2002. In 2014, PT’s enemies poured huge amounts of money and resources into defeating her, believing she was vulnerable and that they had finally found a star PSDB candidate, but they lost again, this time narrowly, as Dilma was re-elected with 54 million votes.

In sum, PT has won four straight national elections – the last one occurring just 18 months ago. Its opponents have vigorously tried – and failed – to defeat them at the ballot box, largely due to PT’s support among Brazil’s poor and working classes.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Golpe no Brasil: a conexão internacional

Golpe no Brasil: a conexão internacional | Saif al Islam | Scoop.it
Auditórios cheios, carros de som, escritórios. Organizações como Instituto Millenium, Movimento Brasil Livre (MBL), Instituto Liberal, Instituto Ludwig Von Mises e Estudantes Pela Liberdade, como num passe de mágica, emergiram no cenário político brasileiro, publicando livros e realizando manifestações com enormes estruturas, treinamentos e palestras – um processo que encontrou terreno fértil no país, devido à crise mundial e à Operação Lava Jato.

Apesar das tentativas de seus fundadores e por parte da imprensa em pintar os projetos que defendem como algo “para o bem do Brasil”, oriundo “do povo brasileiro” e “espontâneo”, todas estas organizações contam com financiamento e articulação estrangeira, conforme detalhou a reportagem de Marina Amaral na Agência Pública, mostrando como uma rede de ONGs promove treinamento de lideranças, patrocina “intelectuais” para aglutinar consensos nas redes e movimentos para incendiar as ruas. Entre as organizações presentes na América Latina e leste europeu chama atenção, em especial, a Atlas Network.

Fundada em 1981 com objetivo de “promover políticas econômicas do livre mercado pelo mundo”, a Atlas é um think-tank que financia declaradamente as atividades da direita em mais de 90 países. Com um orçamento anual de US$ 11,5 milhões, ela atua patrocinando a formação de quadros neoliberais. Como a legislação dos EUA impede que essas entidades financiem agitações políticas mundo afora, cada movimento é amparado por “institutos de formação”, que estão liberados para receber os recursos. Esse é o caso da relação do centro de formação Estudantes pela Liberdade (EPL) com a militância profissional do MBL, por exemplo. O orçamento do EPL deste ano saltou para R$ 300 mil. “No primeiro ano, a gente teve mais ou menos R$ 8 mil, o segundo foi para R$ 20 e poucos mil, de 2014 para 2015 cresceu bastante. A gente recebe de outras organizações externas também, como a Atlas. A Atlas, junto com a Students for Liberty, são nossos principais doadores. No Brasil, as principais organizações doadoras são a Friederich Naumann, que é uma organização alemã, que não são autorizados a doar dinheiro, mas pagam despesas para a gente”, declarou Juliano Torres diretor executivo do EPL.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Terremoto no Brasil ou É o petróleo, estúpido! Pepe Escobar #ImpeachmentDay

Imagine um dos líderes políticos mais admirados em todo o planeta na história moderna arrancado do apartamento onde mora, às 6h da manhã, por agentes armados da Polícia Federal Brasileira, enfiado num carro sem identificação e levado ao aeroporto de São Paulo, para ser interrogado por mais de quatro horas, sobre eventos conectados a um escândalo de corrupção de um bilhão de dólares que envolve a petroleira brasileira Petrobrás.Desse material se fazem os delírios de Hollywood. E a ‘lógica’ dos delírios de Hollywood é, exatamente, a ‘lógica’ por trás de mais essa elaborada produção.Os procuradores por trás da investigação chamada “Car Wash“[1], que já dura dois anos, não se cansam de repetir que há “elementos de prova” que implicariam Lula, o qual teria recebido fundos – no mínimo, 1,1 milhão de euros – do esquema de corrupção que envolveria grandes empresas de construção conectadas à Petrobrás. As acusações rezam que Lula teria – e é o máximo que se pode dizer: “teria” – sido pessoalmente beneficiado de grande parte desse dinheiro, sob a forma de um sítio (que não pertence ao ex-presidente), um apartamento modesto à beira-mar, de remunerações por palestras no circuito mundial da ‘palestragem’, de doações à fundação que leva seu nome.Lula é o mais consumadamente talentoso animal político – em nível Bill Clinton, de competência. Já havia avisado que esperava algum movimento desse tipo, porque a máquina da “Operação Car Wash” já havia prendido dúzia de pessoas suspeitas de manipularem contratos e concorrências comerciais entre suas respectivas empresas comerciais e a Petrobrás – mais de $2 bilhões – para subornar políticos do Workers’ Party (WT), ao qual Lula, então presidente da República, era/é filiado.O nome de Lula surgiu nas investigações, pela boca do proverbial gângster que se torna delator para reduzir a própria pena. A hipótese que ainda se mantém de pé – porque não há prova de nenhuma dessas acusações – é que Lula, quando governou o Brasil, entre 2003 e 2010, ter-se-ia beneficiado pessoalmente do esquema de corrupção que tem no centro a Petrobrás, e que teria obtido favores para si mesmo. Entrementes, a ineficiente atual presidenta Dilma Rousseff também está sob ataque, também por efeito de delação premiada feita pelo ex-líder de seu governo no Senado.Lula foi interrogado em conexão com acusações por lavagem de dinheiro, corrupção e ocultação de patrimônio. A blitz hollywoodiana foi autorizada pelo juiz federal Sergio Moro – que não se cansa de repetir que se inspira no juiz italiano Antonio di Pietro e a famosa investigação dos anos 1990s Mani Pulite (“Mãos Limpas”).E é aqui que, inevitavelmente, a trama engrossa.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

A Democracia Brasileira Sofrerá um Duro Revés com a Posse de um Inelegível e Corrupto Neoliberal

A Democracia Brasileira Sofrerá um Duro Revés com a Posse de um Inelegível e Corrupto Neoliberal | Saif al Islam | Scoop.it
O Partido dos Trabalhadores ganhou quatro eleições seguidas. Mas hoje, eles serão removidos do poder.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Presidenta Dilma cria mais cinco universidades e inaugura 41 campi de institutos federais » Blog do Planalto

Presidenta Dilma cria mais cinco universidades e inaugura 41 campi de institutos federais » Blog do Planalto | Saif al Islam | Scoop.it
A presidenta Dilma Rousseff assina nesta, segunda-feira (9), em cerimônia no Palácio do Planalto, projeto de lei que cria mais cinco universidades federais. Em Goiás, as de Catalão e de Jataí, nos municípios do mesmo nome; em Parnaíba, Piauí, a do Delta do Parnaíba; em Araguaína, Tocantins, a do Norte do Tocantins; e em Rondonópolis, Mato Grosso, a de Rondonópolis. As novas universidades vão se juntar às 63 existentes, entre elas as 18 criadas desde 2003.

Na mesma cerimônia, a presidenta e o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, inauguram 224 obras em 38 universidades federais, em todas as regiões do Brasil. Serão inaugurados ainda 41 campi e outras nove obras nos institutos federais.

Os 41 novos campi inaugurados hoje juntam-se aos 562 em funcionamento. Em 2008, foi instituída a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, quando os centros federais de educação tecnológica (Cefets) e as escolas técnicas federais tornaram-se institutos federais de educação, ciência e tecnologia.

Conae

A presidenta assina também o decreto de convocação da 3ª Conferência Nacional de Educação (Conae), atendendo ao previsto na Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014, que instituiu o Plano Nacional de Educação (PNE).

Outras duas conferências foram realizadas recentemente no país, sendo a última em 2010, reunindo representantes de governos estaduais, municipais, federal e distrital, além de organizações da sociedade civil ligadas à educação.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Maranhão explica a suspensão da votação do impeachment. Renan é decisivo - TIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma das elites.”

Maranhão explica a suspensão da votação do impeachment. Renan é decisivo - TIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma das elites.” | Saif al Islam | Scoop.it
O texto onde Waldir Maranhão anuncia a anulação da vergonhosa votação do processo do impeachment tem alguns fundamentos a serem considerados. O primeiro é a existência de uma motivação para o exame:
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Irã inaugura primeiro parlamento da história com mais mulheres que clérigos

Irã inaugura primeiro parlamento da história com mais mulheres que clérigos | Saif al Islam | Scoop.it
O parlamento iraniano inaugurou neste sábado (28/05) sua décima legislatura, a primeira com mais mulheres que clérigos desde o triunfo da Revolução Islâmica em 1979 e marcada pela presença reforçada de deputados reformistas que arrebataram o domínio da câmara dos conservadores "principalistas".

Agência Efe

No total 18 mulheres, todas reformistas, entraram na câmara do Irã como deputadas neste sábado

Em cerimônia que contou com uma inusitada presença da imprensa internacional, os deputados que venceram as eleições de 26 de fevereiro e o segundo turno disputado em 29 abril assumiram suas cadeiras e formaram o parlamento iraniano mais "liberal" em mais de uma década.

Com 121 deputados, a lista de reformistas e moderados que expressaram nas eleições apoio às políticas de abertura ao mundo, reforma econômica e melhora das relações com Ocidente do presidente Hassan Rohani, é a força majoritária na câmara.

Os reformistas, que na passada legislatura tinham apenas nove cadeiras e que cimentaram seu triunfo com um êxito absoluto em Teerã, a maior circunscrição e mais disputada do país, onde obtiveram todas as cadeiras em disputa, arrebataram o domínio que os "principalistas" mantiveram na câmara nas duas últimas legislaturas.

Estes perderam quase uma centena de cadeiras até ficar em 83 deputados agora, entre os quais encontram-se, além disso, os menos radicais de entre suas fileiras, enquanto o resto dos 290 legisladores da câmara são de listas independentes de muito variadas tendências.

No total 18 mulheres, todas reformistas, entraram na câmara como deputadas, o maior número na história parlamentar iraniana, enquanto apenas 16 clérigos xiitas, frente aos 27 do parlamento saliente, foram escolhidos deputados nesta legislatura.

Esta simbólica mudança ficou prejudicada pelas tentativas dos setores conservadores de anular a eleição de uma das legisladoras devido à publicação de fotos suas sem véu durante uma viagem ao exterior do país, caso cuja resolução definitiva ainda está pendente.

A abertura desta legislatura implica, além disso, que os setores reformistas e moderados dominam os dois únicos poderes do Estado iraniano (Executivo e Legislativo) que são escolhidos democraticamente pelo povo.

Precisamente, a nova câmara foi inaugurada em presença de Rohani, que a partir de agora contará com um parlamento mais afim a seus interesses e do qual espera que não torpedeará suas tentativas de reforma, particularmente no âmbito econômico.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

MANDATÓRIO »»»» “Temer, o Breve: novo capítulo da House of Cards brasileira”, por Pepe Escobar #Brasil

MANDATÓRIO »»»» “Temer, o Breve: novo capítulo da House of Cards brasileira”, por Pepe Escobar #Brasil | Saif al Islam | Scoop.it
Parece que todos os pervertidos políticos do planeta estão conectados na atual House of Cards à brasileira, para oferecer festim sem interrupção de emoções baratas.

A mais recente reviravolta do script foi o vazamento de conversa entre um dos operadores chaves envolvidos no escândalo de corrupção na gigante Petrobras e um senador que acabou por ter vida curta como Ministro do Planejamento do governo provisório usurpador que atualmente substitui a presidenta Dilma Rousseff, enquanto ela enfrenta processo de impeachment pelo Senado.

O vazamento pode ser descrito como rápida autópsia do que, desde o início nunca passou de golpeachment; mistura de "golpe" e "impeachment" que aconteceu em votação em duas etapas no Congresso (Câmara de Deputado e Senado) do Brasil, e quando uma conhecida congregação de escroques investigados por incontáveis crimes e infrações tomaram o poder em Brasília, numa espantosa ópera bufa. Para mim, são a República das Bananas dos Escroques Provisórios (ReBEP).

Conheçam o Morto Vivo interino

O vazamento/autópsia revelou como avançou o câncer ReBEP. Um dos conspiradores-chefe delineou o golpe; explica que é indispensável proteger a cleptocracia/plutocracia brasileira contra consequências não desejadas da investigação da corrupção que já dura dois anos, chamada "Operação Lava-jato"; e como a esquerda – da presidenta Rousseff até Lula e o Partido dos Trabalhadores, PT – têm de ser criminalizados a qualquer custo.

O resto seria história, inclusive a demolição – pela imposição de uma restauração neoliberal – dos direitos sociais e trabalhistas recentemente conquistados no Brasil; reversão total na política exterior, com as relações geopolíticas e geoeconômicas devolvidas ao quadro mental mais colonizado que o Brasil conheceu; e o restabelecimento no poder hegemônico, de uma classe conservadora, neoliberal rentista, com plenos poderes sobre uma sociedade que chegou a ser democrática e socialmente orientada.

Combina perfeitamente com a atual configuração do Congresso brasileiro hoje dominado por interesses "BBB" – as bancadas do Boi (o poderoso lobby do agronegócio); da Bala (o complexo de armas e da segurança privada); e da Bíblia (fanáticos evangélicos) – todos esses apoiados pela mídia-empresa. Muitos desses impalatáveis personagens são conectados e/ou representam a tóxica aristocracia rural brasileira – que são de fatos herdeiros de títulos nobiliárquicos distribuídos aos proprietários de escravos do Brasil colonial.

Tudo estava indo muito bem nos primeiros dias – e até o ex-presidente da Câmara de Deputados e escroque conhecido, Eduardo Cunha, havia sido temporariamente afastado; Cunha – coordenador de uma máfia de financiamento de campanhas eleitorais dentro do Congresso – atuava como um primeiro-ministro de facto do então vice-presidente fantoche e hoje presidente interino Michel Temer.

Temer O Usurpador – que na verdade pode tornar-se Temer O Breve – sempre esteve sob sítio, desde que tomou o poder. A impopularidade do homem alcança níveis de Kim Jong-Un reverso, e já chega a quase 99%. A vasta maioria dos brasileiros o quer impichado. É mencionado em vários escândalos de corrupção. Hoje, nada faz além de nomear, como nomeador serial, lista que parece infinita de ministros envolvidos, eles também, em incontáveis escândalos de corrupção.

Problema é que a gangue da República das Bananas dos Escroques Provisórios (ReBEP) simplesmente não pode separar-se de Temer [vice-presidente legal, cuja presença no atual governo é o único tênue fiapo de legalidade que ainda impede que o golpeachment seja exposto como o golpe que é (NTs)] – porque sem Temer a gangue golpista perde todo o poder.

O vazamento do Diálogo dos Grandes Escroques prova conclusivamente que a Operação Lava-jato foi instrumentalizada para criminalizar o Partido dos Trabalhadores e derrubar a presidenta Rousseff, ao mesmo tempo em que a farsa do golpeachment avançava paralelamente, de modo a assegurar que forças políticas tradicionais jamais fossem apanhadas na rede da Lava-jato.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Dilma Rousseff: Old Brazilian oligarchy behind ‘coup’ (FULL INTERVIEW)

Dilma Rousseff: Old Brazilian oligarchy behind ‘coup’ (FULL INTERVIEW) | Saif al Islam | Scoop.it
Unseated Brazilian President Dilma Rousseff has spoken to RT in her first TV interview since being suspended from office by the country’s Senate. She says that the old Brazilian oligarchy is behind the impeachment process, and vows to fight the “coup.”
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

‘Coup took place in Brazil’: Film crew stages red carpet pro-Rousseff protest in Cannes

The cast and crew of the Brazilian film Aquarius have staged an improvised protest on the red carpet of the Cannes competition in the south of France t
more...
No comment yet.
Rescooped by Quociente Cultural from CT MENA - Security - CT, Organised Crime, Immigration - MENA - Libya
Scoop.it!

Racism is a rampant disease in the Libyan culture - Fezzan LIbya Media Group

Racism is a rampant disease in the Libyan culture You cannot cure a disease until after it is detected and recognised, and no matter how many corridors it has it is strongly present in the culture of the Libyan culture and most notably in the South. There are different aspects of racism in the South  …

Via Luc Van Aken
more...
No comment yet.
Rescooped by Quociente Cultural from CT MENA - Security - CT, Organised Crime, Immigration - MENA - Libya
Scoop.it!

Unknown security forces storm Benghazi Municipality | The Libya Observer

Unknown security forces storm Benghazi Municipality | The Libya Observer | Saif al Islam | Scoop.it
The Mayor of Benghazi, Omar Al-Berasi, confirmed that an armed group claiming to be related to military leaders stormed Monday the Municipality’s building, holding some of the municipal members and employees both males and females as hostages, yet the females were later freed by the armed group after many persuasive attempts.

In a pr

Via Luc Van Aken
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Brazil's Dilma Out: Hybrid War Hyenas Set 54 Million Votes on Fire By Pepe Escobar

Brazil's Dilma Out: Hybrid War Hyenas Set 54 Million Votes on Fire By Pepe Escobar | Saif al Islam | Scoop.it
Never in modern political history has it been so easy to “abolish the people” and simply erase 54 million votes cast in a free and fair presidential election.

Forget about hanging chads, as in Florida 2000. This is a day that will live in infamy all across the Global South – when what was one of its most dynamic democracies veered into a plutocratic regime, under a flimsy parliamentary/judicial veneer, with legal and constitutional guarantees now at the mercy of lowly comprador elites.

After the proverbial marathon, the Brazilian Senate voted 55-22 to put President Dilma Rousseff on trial for “crimes of responsibility” – related to alleged window dressing of the government’s budget.

This is the culmination of a drawn-out process that started even before Rousseff won re-election in late 2014 with over 54 million votes. I have described the bunch of perpetrators of what Brazilian creativity has termed ‘golpeachment’ (a mix of coup – “golpe” in Portuguese – and impeachment) as Hybrid War hyenas.

Sophisticated golpeachment – supported by what amounts to an Electoral Inquisition College – has propelled Hybrid War to whole new levels.

Hybrid War as applied to Brazil exhibited classic elements of a color revolution. Of course there was no need for no-fly zones or humanitarian imperialism to “protect human rights” – not to mention provoking a civil war. But considering the high resistance level of the victim state, where civil society is very dynamic, Hybrid War designers in this case bet on a mix of capitulation – and betrayal – of local elites, mixed with “peaceful protests” and a relentless mainstream media campaign. Call it ‘Civil War Light.’

That carried with it a fabulous cost-benefit ratio. Now the (immensely corrupt) Brazilian political system and the current executive/legislative/judiciary/mainstream media alignment can be used by the usual suspects for their geopolitical agenda.

Welcome to regime change light – politics, in a nutshell – as war by other means on the BRICS. A new software, a new operating system. Carrying a pathetic corollary; if the US is the Empire of Chaos, Brazil has now gloriously reached the status of Sub-Empire of Scoundrels.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

The Real Target of the Panama Papers By PEPE ESCOBAR #PanamaPapers

The Real Target of the Panama Papers By PEPE ESCOBAR #PanamaPapers | Saif al Islam | Scoop.it
So this is the way the Panama Papers end. Not with a bang—as in “Putin hiding US$2 billion”; you all remember the original headlines. But with a whimper; everyone lining up to duly access a prosaic database and find out the names of nearly 320,000 entities/offshore companies/trusts/foundations engaged in beautifying the finances of the rich and powerful.

EXCLUSIVE:
Clinton Donors Caught up in New Panama Papers Scandal

The Soros-financed International Consortium of Investigative Journalists (ICIJ) has not exactly fulfilled its mandate of heaping dirt on selected BRICS nations and the odd enemy of imperial interests/values—based on a NSA-style hack of Mossack Fonseca.

So what’s left is for everyone to freely peruse names and addresses of companies in 21 jurisdictions—including Hong Kong and Nevada in the U.S. Yet don't expect to see bank account numbers, phone numbers or compromising emails.

Panama—where no one can flush a toilet without the U.S. government knowing about it—is for suckers; the real elite, connected (or profiting) even indirectly from the real Masters of the Universe and the liquid modernity enablers of top of the line turbo-capitalism use hack-proof Luxembourg, Virgin Islands or Cayman Islands connections – not to mention secure, Empire-based Delaware and Nevada loopholes.

Fictional scenarios, anyway, will continue to prosper, such as the myth the Panama Papers leak came from one John Doe—an “anonymous” whistleblower who allegedly contacted the Süddeutsche Zeitung newspaper and the ICIJ with a mini-manifesto titled “The revolution will be digitized”.

John Doe justified his alleged leak by arguing that tax evasion was one of the great issues of our time, and governments must do more to prevent it. Thus his pledge—"I want to make these crimes public"—as he unloaded 11.5 million files (2.6 terabytes of data), which took over a year to be perused by ICIJ hacks, in absolute secrecy, with no leaks whatsoever.

John Doe is no Daniel Ellsberg or Edward Snowden. Apart from the resignation of Sigmundur Davíð Gunnlaugsson, prime minister of Iceland, and the offshore trust set up by David Cameron’s Dad, the Panama Papers did not yield anything really groundbreaking, as much as the bombastic headlines in the first four days insisted to demonize powerful players in Russia and China, especially Russian President Vladimir Putin.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Washington lança o seu ataque contra BRICS, por Paul Craig Roberts

Washington lança o seu ataque contra BRICS, por Paul Craig Roberts | Saif al Islam | Scoop.it
Tendo removido a presidente reformista da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, Washington agora se livra da presidente reformista do Brasil, Dilma Rousseff.

Washington usou um juiz federal para pedir a Argentina para sacrificar seu programa de reestruturação da dívida, a fim de pagar para os fundos abutre americanos o valor total de títulos argentinos que os fundos abutre tinham comprado por alguns tostões sobre o dólar.

http://www.theguardian.com/world/2014/jun/27/us-vulture-funds-argentina-bankruptcy

Estes abutres foram chamados de “credores” que tinham feito “empréstimos”, independentemente do fato de que eles não eram credores e não tinha feito nenhum empréstimo. Eles eram oportunistas atrás de dinheiro fácil e foram usados por Washington para se livrar de um governo reformista.

O Presidente Kirchner resistiu e, por isso, ela teve que ir. Washington inventou uma história que Kirchner encobriu um suposto ataque a bomba iraniano em Buenos Aires em 1994. Esta fantasia implausível, para o qual não há nenhuma evidência de envolvimento iraniano, foi alimentado a um dos agentes de Washington no escritório do procurador do Estado, e um evento duvidoso de 22 anos atrás foi usado para tirar Cristina Kirchner do caminho do saque americano da Argentina.

No Brasil, Washington usou insinuações de corrupção para obter a cassação da presidente Dilma Rousseff pela Câmara. Evidências não são necessárias, apenas alegações. Não são muito diferentes de “armas nucleares iranianas”, “armas de destruição em massa”, de Saddam Hussein “uso de armas químicas,” de Assad ou, no caso de Dilma, meramente insinuações. O Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos, Luís Almagro, observa que Rousseff “não foi acusada de nada.” As elites apoiadas pelos americanos estão simplesmente usando o impeachment para remover um presidente que eles não podem derrotar eleitoralmente.

Em suma, este é o movimento de Washington contra os BRICS. Washington está se movendo para colocar no poder político um partido de direita que Washington controle, a fim de encerrar as crescentes relações do Brasil com a China e a Rússia.

A grande ironia é que o projeto de impeachment foi presidido pelo presidente corrupto da câmara inferior, Eduardo Cunha, que recentemente descobriu-se ter escondido milhões de dólares em contas bancárias suíças secretas (talvez o seu pay-off de Washington) e que mentiu sob juramento quando negou ter contas bancárias estrangeiras. Você pode ler a história sórdida aqui:

http://www.globalresearch.ca/us-complicity-after-vote-to-remove-brazils-president-key-opposition-figure-holds-meetings-in-washington/5521059

Kirchner e “crimes” de Dilma são os seus esforços para que os governos da Argentina e do Brasil representam a Argentina e os povos brasileiros, em vez das elites e Wall Street. Em Washington estes são crimes graves, e Washington usa as elites para controlar os países da América do Sul. Sempre que os latino-americanos elegem um governo que os representa, Washington derruba o governo ou assassina o presidente.

Washington está perto fazer a Venezuela voltar para o controle da elite espanhola aliado com Washington.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Senado vota impeachment; acompanhe ao vivo

Senado vota impeachment; acompanhe ao vivo | Saif al Islam | Scoop.it
Os 81 senadores votam nesta quarta-feira, dia 11, a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Em votação de maioria simples (41 votos),
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Syria: Regime Change Still the Main Course on the US Menu

Eric Draitser of http://StopImperialism.org provides his commentary (May 7, 2016) on the latest comments from US Secretary of State Kerry regarding th
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Former Facebook Workers: We Routinely Suppressed Conservative News #TwitterCensorship #Censorship

Former Facebook Workers: We Routinely Suppressed Conservative News #TwitterCensorship #Censorship | Saif al Islam | Scoop.it
Facebook workers routinely suppressed news stories of interest to conservative readers from the social network’s influential “trending” news section, according to a former journalist who worked on the project. This individual says that workers prevented stories about the right-wing CPAC gathering, Mitt Romney, Rand Paul, and other conservative topics from appearing in the highly-influential section, even though they were organically trending among the site’s users.
more...
No comment yet.
Scooped by Quociente Cultural
Scoop.it!

Praying for Palmyra: Russian maestro leads orchestra in ruins of ancient city

Praying for Palmyra: Russian maestro leads orchestra in ruins of ancient city | Saif al Islam | Scoop.it
A Russian symphony orchestra led by Valery Gergiev has given a unique performance in ancient Palmyra, recently liberated from Islamic State militants. The concert was devoted to the victims of extremists, and intends to instill hope that peace can triumph over war and terrorism.
more...
No comment yet.