Projeto Alexandria
41 views | +0 today
Follow
Projeto Alexandria
Projeto Alexandria
Projeto Alexandria
Gabriel Ortiz
Alunos: Hugo silva, Jennyfer Amanda, Lucas Lourenço, Mayara de Freitas e Otavio Henrique
Numero 18,21,29,34,39 Sala 2ºH

Tema Filosofia - Educação Física
Curated by Hugo
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Hugo
Scoop.it!

5- Que visão acerca da educação da mente e do corpo, o filme revela, esta relacionada à cultura pagã, à filosofia helenística, a personagem Hipácia?

5- Que visão acerca da educação da mente e do corpo, o filme revela, esta relacionada à cultura pagã, à filosofia helenística, a personagem Hipácia? | Projeto Alexandria | Scoop.it

No filme, Podemos notar os Cuidados que o povo do Egito tinha com as Parte físicas do corpo e da Mente, por tanto para exercitar a Mente eles tinham aulas como Física, astronomia, Filosofia, Matemática, Musica, teatro etc. e como todos eles era incentivados a Questionar tudo e todos. Eles também eram muito ligado as partes do corpo e com o Habito da higiene como tomar banho entre outras coisas, e podemos notar isso através das Esculturas e Pinturas espalhadas por toda Alexandria. Apesar dos Deuses dos pagãos  serem egípcios eles tinha muitas coisas que parecia com o povo romano, como o modo de ajudar o próximo e também com a Maneira deles Pedir alguma coisa a Deus como Por exemplo Rezar. 

more...
No comment yet.
Scooped by Hugo
Scoop.it!

Egito Antigo

Egito Antigo | Projeto Alexandria | Scoop.it

Cerca de 3 150 a.C., o rei Menés (ou Narmer) fundou um reino unificado e estabeleceu a primeira de uma sequência de dinastias que governaria o Egito pelos três milênios seguintes. Posteriormente, os egípcios passaram a referir-se a seu país unificado com o termotawy, "duas terras" e, em seguida, kemet (kīmi, em copta), "terra negra". A cultura egípcia floresceu durante este longo período e manteve traços distintos na religião, arte, língua e costumes. Às duas primeiras dinastias do Egito unificado seguiram-se o período doAntigo Império (c. 2 700-2 200 a.C.), famoso pelas pirâmides, em especial a pirâmide de Djoser (III Dinastia) e as pirâmides de Gizé (IV Dinastia).

O Primeiro Período Intermédio foi uma época de distúrbios que durou cerca de 150 anos. Mas as cheias mais vigorosas do Nilo e a estabilização do governo trouxeram prosperidade ao país no Médio Império (c. 2 040 a.C.), que atingiu o zénite durante o reinado dofaraó Amenemés III. Um segundo período de desunião prenunciou a chegada da primeira dinastia estrangeira a governar o Egito, a doshicsos. Estes invasores tomaram grande parte do Baixo Egito por volta de 1 650 a.C. e fundaram uma nova capital, em Aváris. Foram expulsos por uma força do Alto Egito chefiada por Amósis, quem fundou a XVIII Dinastia e transferiu a capital de Mênfis para Tebas.

O Novo Império (c. 1 550-1 070 a.C.) teve início com a XVIII Dinastia e marcou a ascensão do Egito como potência internacional que, no seu auge, se expandiu para o sul até Jebel Barkal, na Núbia, e incluía partes do Levante, no leste. Alguns dos faraós mais conhecidos pertencem a este período, como Ramsés I,Ramsés II, Aquenáton e sua mulher Nefertiti, Tutankhamon e Ramsés III. A primeira expressão do monoteísmo é desta época, com o atonismo. O país foi posteriormente invadido por líbios, núbios e assírios, mas terminou por expulsá-los a todos.

 

Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Egito

more...
No comment yet.
Scooped by Hugo
Scoop.it!

Nova Biblioteca de Alexandria

Nova Biblioteca de Alexandria | Projeto Alexandria | Scoop.it

A nova Biblioteca De Alexandria, Foi inaugurada em 2003 nos arredores da sua antecessora. Ela também tem a ambição de se tornar um dos maiores e mais importantes pólos culturais dos nossos tempos. Sua ala principal, batizada como Bibliotheca Alexandrina, soma-se a outros quatro conjuntos especializados, laboratórios, um planetário, um museu científico e outro caligráfico, além de uma sala para congressos e exposições.


Fonte: http://www.infoescola.com/historia/biblioteca-de-alexandria/

more...
No comment yet.
Scooped by Hugo
Scoop.it!

Componentes

Filosofia, Educação Física 

 

Hugo Silva 18

Jennyfer Amanda 21                        Serie:2ºH

Lucas Lourenço 29                 E.E Prof Gabriel Ortiz 

Mayara de Freitas 34

Otavio Henrique 39

more...
No comment yet.
Scooped by Hugo
Scoop.it!

Respostas do Roteiro de Observação do Filme.

1) - Em Alexandria, entre os anos 355 e 415, época da dominação romana. Atualmente, onde se passa o filme está localizado o Egito.

 

 

2) - Na antiguidade, as pessoas viviam em constantes conflitos, com o governo e o modo de governar, entre religião, onde uma não concordava com o pensamento da outra, entre outros fatores. Nós dias atuais a Intolerância atinge todos os aspectos da vida, como o aspecto físico ou simplesmente o modo de pensar. Podemos dizer que de certa forma não mudou quase nada. Ás pessoas continua entrando em conflito por causa de religião, por simplesmente não concorda com o modo de acreditar daquela religião, não concordam com o que o governo faz ou deixou de fazer, e isso acaba cansado uma manifestação, e etc. Continua a mesma coisa só que de uma forma diferente de protestar, e até mesmo de entrar em conflito.

 

3) - A composição social era basicamente classes de alta patente, e também classes baixas, o filme também indica expressões religiosas entre três tipos diferentes de crenças como o Cristianismo que acreditava em JESUS como o cristo filho de Deus, já os pagãs acreditavam em diversos deuses e deusas, mas o judaísmo acreditava apenas na existência de um só único deus, no filme também temos a diversidade étnica do império romano e do Egito o governo de Alexandria havia um prefeito chamado Orestes que era conhecido como o governador romano da província romana do Egito.

 

4) - A Biblioteca Real de Alexandria ou Antiga Biblioteca de Alexandria foi uma das maiores bibliotecas do mundo antigo. Ela floresceu sob o patrocínio da dinastia ptolemaica e existiu até à Idade Média, quando alegadamente foi totalmente destruída por um incêndio cujas causas são controversas. Alexandria, às margens do Mediterrâneo, reinou quase absoluta como centro da cultura mundial no período do séc. III A.C. ao séc. IV D.C. Sua famosa Biblioteca continha praticamente todo o saber da Antiguidade, em cerca de 700 000 rolos de papiros e pergaminhos. Seu lema era “adquirir um exemplar de cada manuscrito existente na face da Terra”. Acredita-se que a biblioteca foi fundada no início do século III A.C., concebida e aberta durante o reinado do faraó Ptolomeu I Sóter ou durante o de seu filho Ptolomeu II. Plutarco (46 D.C.–120) escreveu que, durante sua visita a Alexandria em 48 a.C., Júlio César queimou acidentalmente a biblioteca quando ele incendiou seus próprios navios para frustrar a tentativa de Achillas de limitar a sua capacidade de comunicação por via marítima. De acordo com Plutarco, o incêndio se espalhou para as docas e daí à biblioteca. No entanto, esta versão dos acontecimentos não é confirmada na contemporaneidade. Atualmente, tem sido estabelecido que a biblioteca, ou pelo menos segmentos de sua coleção, foram destruídos em várias ocasiões, antes e após o século I A.C. Destinada como uma comemoração, homenagem e cópia da biblioteca original, a Biblioteca Alexandrina foi inaugurada em 2002 próximos ao local da antiga biblioteca.

 

5) - Depois da fundação de Alexandria a cidade logo se tornou um importante centro de cultura helenística. Ali se construiu a célebre Biblioteca, que incluía anexo um dos primeiros museus do mundo, e em seu redor floresceu um importante grupo de filósofos, literatos e cientistas, que deram uma contribuição muito relevante para a cultura helenística como um todo, mas no terreno da escultura, ao contrário do que se pensara por um bom tempo, as pesquisas recentes indicam que o resultado foi bem mais pobre. O Egito possuía uma longa e brilhante tradição escultórica, e os faraós macedônios, encontrando uma cultura solidamente estabelecida, desenvolveram uma prática artística dual. Para a elite helênica, que vivia principalmente em Alexandria e pouco se relacionava com a realidade do resto do país, se produziu uma arte helenística, e para o povo uma arte que seguiu as antigas tradições faraônicas, e pouco intercâmbio se pôde efetuar entre elas.49 Mesmo no campo da retratisca oficial a duplicidade se manteve, embora em casos raros se observe uma mescla significativa desses dois estilos tão contrastantes, com alterações nos traços tradicionais dos penteados e trajes, e no aspecto das insígnias do poder, evidenciando uma adaptação cuidadosamente seletiva do estilo helenístico.50 51

  

6)- No passado a mulher não tinha muitos direitos, e não podia expressar seu modo de pensar. Com passar dos anos ela foi ganhando seus direitos de se expressar, o direito de voto. Um exemplo bem atual é uma Mulher governando um país, na antiguidade nem se imagina isso. Podemos dizer que a mulher teve uma grande evolução, e nos dias atuais tem até mais direitos que o homem.

 

7)- Os conceitos da vida e do mundo que chamamos "filosóficos" são produto de dois fatores: um, constituído de fatores religiosos e éticos herdados; o outro, pela espécie de investigação que podemos denominar "científica", empregando a palavra em seu sentido mais amplo. Os filósofos, individualmente, têm diferido amplamente quanto às proporções em que esses dois fatores entraram em seu sistema, mas é a presença de ambos que, em certo grau, caracteriza a filosofia.

 

Fontes:http://www.cfh.ufsc.br/~wfil/russell.htm

           http://pt.wikipedia.org/wiki/Biblioteca_de_Alexandria

more...
No comment yet.
Scooped by Hugo
Scoop.it!

Antiga Biblioteca de Alexandria

Antiga Biblioteca de Alexandria | Projeto Alexandria | Scoop.it

A Biblioteca de Alexandria  foi durante muitos séculos, mais ou menos de 280 a.C. a 416, uma das maiores e mais importantes bibliotecas do Planeta. Este valoroso centro do conhecimento estava localizado na cidade de Alexandria, ao norte do Egito, a oeste do Rio Nilo, bem nas margens do Mediterrâneo.

 

Afirma-se que ela foi criada em princípios do século III a.C., em plena vigência do reinado de Ptolomeu II do Egito, logo depois de seu genitor ter se tornado famoso pela construção do Museum – o Templo das Musas -, junto ao qual se localizava a Biblioteca. Sua estruturação, a princípio, é geralmente creditada ao filósofo Demétrio de Falero, então exilado nesta região; muitos afirmam ser dele a concepção deste espaço cultural, depois de convencer o rei a transformar Alexandria em concorrente da glória cultural de Atenas.

 

Fonte:  http://www.infoescola.com/historia/biblioteca-de-alexandria/

more...
No comment yet.
Scooped by Hugo
Scoop.it!

Localização Cidade de Alexandria

Localização Cidade de Alexandria | Projeto Alexandria | Scoop.it

Alexandria (الإسكندرية al-Iskanderiyya) é a segundamaior cidade doEgipto e o seu maior porto. É um mera sombra do seu glorioso passado, mas mesmo assim merecedora de uma visita devido às suas atracções culturais e históricas.


Fonte: http://wikitravel.org/pt/Alexandria ;

more...
No comment yet.