Politica esportiv...
Follow
Find
7.0K views | +0 today
Politica esportiva e impacto social
Políticas públicas, cenários, desenvolvimento humano e social
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Jantar com a presidenta

Jantar com a presidenta | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

“Como a senhora se sente quando encontra o Marin, que fez o elogio do delegado Fleury, que torturou seu ex-marido, o pai de sua filha, o avô de seu neto”, perguntei à presidenta Dilma Rousseff.

 

“Por que citar o Carlos? Torturou a mim. Sabe o que eu sinto? Eu sinto que não sou eu quem tem de justificar nenhuma barbaridade para minha filha ou para meu neto. São eles que têm. Porque nós ganhamos. É assim que eu sinto: nós ganhamos”.

 

A presidenta, ao lado do ministros do Esporte Aldo Rebelo, das Comunicações Paulo Bernardo e de Comunicação Social Thomas Traumann, recebeu os jornalistas Renata Fan, PVC, Paulo Calçade, Milton Leite, Paulo Sant’Ana, Tino Marcos, Renato Mauricio Prado, Téo José e Mauro Beting, além deste blogueiro, para jantar e falar sobre a Copa do Mundo.

 

Mais ouviu do que falou quando o assunto foi futebol, mas disse coisas importantes:

1. disse que “a hora é essa”, ao se referir à necessidade de a Copa deixar como legado ao futebol um novo modelo de gestão;

2. revelou simpatia pela ideia de uma liga de clubes, ao perceber que a ruptura precisa ser feita com a CBF;

3. demonstrou querer se encontrar com as lideranças do Bom Senso FC ainda antes da Copa, provavelmente na terça-feira dia 27 deste mês;

4. bateu na madeira duas vezes ao dizer que na “hora em que a onça for beber água este pais vai endoidar com a Copa e o Brasil vai vencê-la”, e ao dizer que “não vamos perder para Argentina na final”.

Ao se referir a Felipão, reiterou que gosta dele e que não irá vê-lo:”Vou deixá-lo tranquilo no más e não interessa se ele falou bem do Pinochet, interessa que ele tem caráter”.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Novos ventos arejam o esporte brasileiro e assustam os cartolas

Novos ventos arejam o esporte brasileiro e assustam os cartolas | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

Na nova vitória, agora em votação na Câmara dos Deputados, e com 323 deputados a favor, 41 contra e uma abstenção, conquistada pela Associação Atletas pela Cidadania, há heróis e vilões.

 

Entre os primeiros, a presidenta da Associação, Ana Moser, e seu ex-presidente, Raí, incansáveis na articulação que agora, ainda na dependência de ser aprovada no Senado, na semana que vem, limitará a uma reeleição os mandatos dos dirigentes das entidades esportivas que receberem dinheiro público.

 

Entre os últimos, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que tentou evitar a aprovação, ao lado de outros deputados do PTB. Ao fim da votação, em que se pôde constatar uma nova bancada da bola, mas do bem, composta por ex-atletas com mandatos de deputado, sobraram agradecimentos ao trabalho realizado pela ministra Ideli Salvatti pelo deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), líder da bancada do governo.

 

E sobrou frustração para os lobistas do COB e da CBF, embora esta não seja, ainda, atingida pela medida. Mas o vento das mudanças assusta os que sempre se locupletaram no esporte nacional.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Custo oficial da Copa sobe 10% e vai até R$ 28 bilhões

Custo oficial da Copa sobe 10% e vai até R$ 28 bilhões | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

O custo oficial da Copa-2014 subiu 9,7% e já atingiu em torno de R$ 28 bilhões. A informação é do secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, que explicou que a revisão do número oficial será feita após a Copa das Confederações. Na última atualização, em abril de 2013, o balanço oficial apontava R$ 25,520 bilhões.

 

Não foram especificados ainda pelo ministério todos os itens que levaram à majoração do orçamento. Esse valor ainda está abaixo da previsão do governo federal de usar R$ 33 bilhões na organização do Mundial. Os custos com o Mundial têm sido um dos pontos de críticas dos protestos que tomaram as ruas das capitais brasileiras e reuniram 250 mil pessoas nesta segunda-feira. O representante do Ministério defendeu os recursos usados na competição porque entende que eles se revertem em desenolvimento para o país. Até disse que também terão impacto em saúde e educação, áreas que os manifestantes reivindicam que tenha mais dinheiro, em detrimento da competição.

 

"Não há contradição entre os investimentos sociais e os investimentos que estamos fazendo para a Copa do Mundo. É muito mais fácil negociar recursos para ciência, tecnologia e educação com a Copa. A facilidade que temos para estruturar programas de educação é única. Ou aproveitamos ou perdemos. É uma oportunidade histórica", afirmou Fernandes.  "Há apoio disseminad

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Maioria dos jogadores do país sustenta entre 3 e 7 pessoas da família

Maioria dos jogadores do país sustenta entre 3 e 7 pessoas da família | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

A condição de sustentáculo financeiro da família marca os jogadores de futebol brasileiro. É o que aponta uma pesquisa feita pelo UOL Esporte com 105 jogadores de grandes times do país, que falaram sobre sua realidade de dinheiro em respostas em anonimato.

 

A maioria dos jogadores entrevistados pela reportagem sustenta de 3 a 7 pessoas da família. A resposta com maior incidência foi quatro parentes bancados pelo dinheiro do futebol, com 28% dos atletas ouvidos.

 

A seguir aparece o pelotão de jogadores que sustentam três pessoas da família (15%), com a turma dos seis parentes em terceiro lugar (11%). Para 10% dos entrevistados a rotina financeira prevê o sustento de cinco familiares. Este é o mesmo número para atletas que bancam sete parentes.

 

A pesquisa, assim, atesta uma realidade brasileira conhecida, que tem o futebol como instrumento de inclusão social comumente procurado por milhares de jovens do país, vindos de camadas menos favorecidas financeiramente.

 

Foram ouvidos na pesquisa jogadores de Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco da Gama. Esta é a segunda edição do Pesquisão UOL Esporte com jogadores de futebol do país. No final de 2012, o levantamento trouxe opiniões polêmicas. Por exemplo, Kleber Gladiador foi eleito o jogador mais violento do país, e o corintiano Jorge Henrique, o mais irritante. Na mesma eleição, Milton Leite foi escolhido o melhor narrador, enquanto que Caio Ribeiro foi eleito o melhor entre

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

7 meses após anúncio, começa plano de R$ 1 bi por 10º lugar nas olimpíadas

7 meses após anúncio, começa plano de R$ 1 bi por 10º lugar nas olimpíadas | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

Com esperança de que o Brasil ganhe 12 posições e termine as Olimpíadas do Rio de Janeiro na décima colocação geral, o governo brasileiro vai recorrer à ajuda de oito estatais para investimento de R$ 1 bilhão em atletas e seleções com alguma chance de conquistar uma medalha em 2016. O Ministério do Esporte já havia separado R$ 1,5 bilhão para atletas olímpicos até o ano dos jogos.

 

Dois terços do dinheiro para o Plano Brasil Medalhas, como o projeto foi batizado, sairá de um orçamento suplementar para o Ministério do Esporte até 2016. O restante virá do Banco do Brasil, BNDES, Caixa, Correios, Eletrobrás, Infraero, Petrobras e BNB. Estatais que já patrocinam atletas, seleções, federações e confederações. De acordo com o Ministério do Esporte, apesar do orçamento definido, ainda não é possível dizer quantos atletas devem ser beneficiados e nem quanto será gasto em 2013. Também não foram anunciados até agora os critérios que o governo vai usar para decidir quem terá chances de medalha ou não daqui a três anos, em 2016.

 

O projeto havia sido oficialmente lançado, com presença da presidente Dilma Rousseff, em setembro do ano passado. Mas começou a ser detalhado e sair do papel nesta quarta-feira (25), sete meses depois, com a edição da portaria número 83 que oficializou a iniciativa. De acordo com a pasta do Esporte, na primeira quinzena de maio deve ser publicado o edital para inscrição com prazos e pré-requisitos dos que serão selecionados. Para valer, os recursos devem chegar para os atletas apenas no segundo semestre, cerca de um ano depois do lançamento oficial.

 

Passo maior que a perna?

A meta é ambiciosa se for considerado que, das Olimpíadas de Pequim em 2008, quando o país ficou na 23º colocação, para os jogos de Londres, no ano passado, o Brasil avançou uma posição e terminou em 22º lugar na colocação geral. Em ambas edições o país conquistou três medalhas de ouro, que definem o ranking geral. Ao todo, em Londres foram 17 medalhas e em Pequim, 15. A melhor colocação brasileira foi a 17º posição, nos jogos de 1980, em Moscou. A pior, uma 52º colocação em 2000, nos jogos de Sydey.

 

O dinheiro irá para 21 modalidades olímpicas: águas abertas (maratona aquática), atletismo, basquetebol, boxe, canoagem, ciclismo BMX, futebol feminino, ginástica artística, handebol, hipismo (saltos), judô, lutas, natação, pentatlo moderno, taekwondo, tênis, tiro esportivo, triatlo, vela, vôlei e vôlei de praia.

 

As principais ações previstas são a contratação de técnicos e outros profissionais, aquisição de materiais e equipamentos, custeio de viagens para treinamentos e competições, criação de plano de desenvolvimento e melhora na colocação dos rankings mundiais das modalidades, e viabilização de centros de treinamento.

 

O dinheiro também irá para 15 modalidades paraolímpicas: atletismo, bocha, canoagem, ciclismo, esgrima em cadeiras de rodas, futebol de 5, futebol de 7, goalball, halterofilismo, hipismo, judô, natação, remo, tênis de mesa e voleibol sentado. No caso dos jogos paraolímpicos, a meta é chagar à quinta colocação na classificação geral.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Ministério injeta quase R$ 6 mi nos X-Games e promete projeto para skate

Ministério injeta quase R$ 6 mi nos X-Games e promete projeto para skate | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

Com uma injeção de R$ 5.834.838,92, o Ministério do Esporte marca presença na realização dos X Games, que começam nesta quinta-feira em Foz do Iguaçu. Segundo o governo, o apoio nasce em um contexto em execução, que visa oferecer um novo status para os esportes radicais no Brasil. O foco da pasta está no skate, uma das modalidades mais praticadas do país, com a promessa de um plano de difusão através da construção de uma série de pistas de norte a sul.

 

O secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser, esteve em Foz do Iguaçu na última quarta-feira, para o lançamento oficial do evento internacional. Na missão diplomática em nome do ministro Aldo Rebelo, o emissário do governo admitiu que os esportes radicais são prioridade para a pasta.

 

"É um tema importante. O Ministério está preparando um grande investimento em pistas de skate. É algo que vem sendo formatado, este ano deve ser anunciado esse grande investimento. Nós temos atletas que recebem o Bolsa Atleta (financiamento de esportistas de alto rendimento). Nós temos bolsistas no skate. Nossa intenção é ampliar esse apoio", afirmou Leyser em contato com a reportagem do UOL Esporte.

 

De acordo com o secretário, o projeto das pistas de skate pelo país tem o próprio ministro Rebelo engajado à frente. Leyser diz que o governo estuda um modelo para ser um financiador de parques da modalidade, em parcerias com prefeituras.

 

A modalidade das quatro rodinhas é atualmente uma das mais populares nas ruas do país. De acordo com levantamento encomendado pela Confederação Brasileira de Skate ao Datafolha, em 2009, 5% dos domicílios do país possui algum praticante do esporte (em número que cresce para 7% nas regiões metropolitanas).

 

Durante os quatro dias dos X-Games em Foz do Iguaçu, na primeira de três edições confirmadas para a cidade paranaense, o Ministério do Esporte contará com engenheiros e técnicos para supervisionar o uso do dinheiro investido através da prefeitura.

 

Contando com modalidades consagradas como a Mega Rampa, skate street e moto freestyle, os X-Games  serão transmitidos pela ESPN para cerca de 180 países ao redor do mundo, atingindo uma meta estimada de 480 milhões de lares.

 

A passagem por Foz do Iguaçu marca um novo momento da história do evento, que a partir de 2013 passa a ter sedes fixas. Além do Brasil, os X-Games visitarão Barcelona, Munique e Los Angeles nesta temporada.

"Vir para o Brasil é muito importante no momento em que a gente fala em expandir os X-Games", afirmou Scott Guglielmino, executivo da ESPN nos Estados Unidos, em cerimônia na última quarta.

 

*o jornalista viaja a convite da organização dos X-Games Brasil

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Phelps nada ao lado de crianças da Rocinha e se derrete pelo Rio

Phelps nada ao lado de crianças da Rocinha e se derrete pelo Rio | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

Com 15 medalhas no currículo, Daniel Dias é conhecido como o Michael Phelps dos esportes paralímpicos. Além das conquistas no mesmo esporte, eles têm em comum a chance de levar a estatueta de melhor atleta olímpico e paralímpico de 2012, no Prêmio Laureus, que será entregue nesta segunda-feira, no Theatro Municipal, no Rio de Janeiro. Apesar das realidades semelhantes, o brasileiro parecia apenas mais uma entre as 30 crianças sorridentes que dividiram a piscina do Complexo Esportivo da Rocinha com o maior atleta da história.

 

Daniel Dias foi o anfitrião da visita de Phelps no projeto social da famosa comunidade do Rio de Janeiro. O rápido encontro, que também contou com a presença do campeão olímpico sul-africano Chad le Clos, foi marcado por muita diversão. Primeiro, o ex-nadador dono de 22 medalhas olímpicas em sua carreira, incluindo 18 medalhas de ouro, respondeu a perguntas das crianças, depois nadou ao lado delas e dos outros dois nadadores. Simpático, deu dicas, distribuiu toucas da Fundação Michael Phelps e se despediu entregando medalhas para todo mundo.

 

O paralímpico brasileiro conversou com o companheiro de esporte e ficou feliz em saber que Phelps sabia um pouquinho sobre sua história. Apesar das conquistas nos Jogos Paralímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012, esta foi a primeira vez que Daniel Dias pôde ver de perto o seu ídolo. Quem também saiu todo orgulhoso da piscina do Complexo Esportivo da Rocinha foi Wiliam de Sousa, de apenas 12 anos. O menino, que está há três anos no projeto, garante que venceu Phelps nesta segunda.

 

O astro americano criou a Fundação Michael Phelps após seu histórico desempenho nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, quando faturou oito medalhas de ouro. Desde então, constantemente tem se engajado nas questões sociais, principalmente, nos últimos sete meses. Em outubro do ano passado, em sua primeira visita ao Brasil, o ex-nadador conheceu o projeto social da Vila Olímpica Carlos Castilho, no Complexo do Alemão.

 

O Complexo Esportivo da Rocinha, inaugurado em dezembro de 2010, beneficia cerca de 4.500 pessoas. O local oferece 17 diferentes modalidades esportivas, além de serviços sociais e de saúde para as crianças e jovens da comunidade carente. Um dos programas mais conhecidos é o do medalhista olímpico Flávio Canto. Alguns destaque da seleção de judô já saíram da iniciativa do ex-atleta.

 

Na noite desta segunda, Michael Phelps tenta ganhar um dos poucos prêmios que ainda não tem: o Laureus - considerado o "Oscar do Esporte". O americano disputa na categoria Melhor Atleta Masculino, ao lado de feras como o jamaicano Usain Bolt e o britânico Mo Farah (atletismo), o argentino Lionel Messi (futebol), o alemão Sebastian Vettel (Fórmula 1) e o britânico Bradley Wiggins (ciclismo).

 

O GLOBOESPORTE.COM fará um aquecimento ao vivo do evento mostrando a chegada dos convidados e atletas ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O início está previsto para as 17h, com apresentação de Christiane Mussi e comentários de Gabriele Lomba (editora de Esportes Olímpicos do Globoesporte.com) e Sidney Garambone (editor de qualidade e projetos especiais da TV GLOBO). Além disso, Daniel Cardoso fará as entrevistas direto do tapete vermelho.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Governo amplia Bolsa Atleta e pela 1ª vez contempla esportistas de todos os estados

Governo amplia Bolsa Atleta e pela 1ª vez contempla esportistas de todos os estados | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

O Ministério do Esporte divulgou nesta sexta-feira a lista de atletas de modalidades olímpicas e paraolímpicas contemplados no Bolsa Atleta. Ao todo, 4.992 esportistas, de 55 modalidades, receberão por 12 meses um auxílio que varia entre R$ 370 e 3.100.

 

O número de atletas é quase 18% maior do que o de incluídos na última lista de beneficiados (4.243). Neste ano também, pela primeira vez, atletas de todos os estados do país vão receber a bolsa. “Vamos ter 10 atletas do Acre no Bolsa Atleta”, afirmou o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, destacando a ampliação do Bolsa Atleta. “Passamos a ter atletas de nossa remota fronteira contemplados.”

 

Os esportistas que receberão a bolsa foram selecionados conforme os resultados obtidos em 2011. Ministério e confederações listam competições-chave de cada modalidade, e os esportistas melhores classificados se credenciam para receber o benefício.

 

Na lista dos atletas credenciados, estão os medalhistas olímpicos Sarah Menezes (judô), Artur Zanetti (ginástica), Thiago Pereira (natação), Felipe Kitadai (judô), Rafael Silva (judô), Yane Marques (pentatlo moderno), Esquiva Falcão (boxe), Yamaguchi Falcão (boxe), Adriana Araújo (boxe) e Bruno Prada (vela).

 

O Bolsa Atleta para modalidades olímpicas e paraolímpicas, referente aos resultados de 2011, é um dos cinco benefícios que serão concedidos pelo governo federal a esportistas neste ano. Além dele, serão anunciadas e pagas a partir de 2013 o Bolsa Atleta para modalidades não olímpicas referente aos resultados de 2011, o Bolsa Atleta para modalidades olímpicas de 2012, o Bolsa Atleta para modalidades não olímpicas de 2012, mais o Bolsa Pódio.

 

O Bolsa Pódio é uma nova modalidade do Bolsa Atleta. O benefício foi lançado no ano passado, com o Plano Brasil Medalha, que pretende melhorar as condições de preparação de atletas brasileiros para a Olimpíada de 2016, que acontecerá no Rio de Janeiro. Atletas incluídos no Bolsa Pódio podem receber benefícios mensais de até R$ 15 mil. Juntando o Bolsa Pódio com todas as versões do Bolsa Atleta, o Ministério do Esporte pretende gastar R$ 180 milhões só com esses benefícios em 2013.

 

Só com as bolsas anunciadas nesta sexta-feira, serão gastos R$ 72 milhões.

“Teremos o maior volume de recursos da história”, disse o secretário nacional de Esportes de Alto Rendimento, Ricardo Leyser. “Isso vai ajudar no desempenho de 2016, mas também 2020 e 2024. Não só queremos dar um vôo de galinha na Olimpíada do Brasil.”

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Europol desmantela rede internacional de corrupção no futebol

Europol desmantela rede internacional de corrupção no futebol | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

A Europol (organização da Polícia Europeia) informou, na manhã desta segunda-feira, que desmantelou uma rede internacional de corrupção no futebol, que envolveu investigações em 30 países e resultou na prisão de 50 pessoas.

 

De acordo com o diretor da Europol, Rob Wainwright, 425 pessoas, entre jogadores, árbitros e dirigentes, estão entre os envolvidos no esquema. Além disso, segundo Wainwright, houve prática ilegal em pelo menos 380 jogos profissionais na Europa, e outros 300 na Ásia, América do Sul e América Central. Entre as partidas suspeitas, estão dois jogos da Liga dos Campeões (um disputado na Inglaterra), confrontos das eliminatórias da Copa do Mundo, das eliminatórias da Eurocopa e "muitos grandes jogos das ligas europeias". A Europol ainda não divulgou os nomes de envolvidos e nem as partidas que teriam sido manipuladas, uma vez que o processo judicial está em curso.

 

- É um grande problema para a integridade do futebol europeu - disse Rob Wainwright, em entrevista coletiva reproduzida pela emissora inglesa BBC.

 

Ainda de acordo com a Europol, a combinação de resultados gerou lucros de pelo menos 6,9 milhões de Libras (aproximadamente R$ 21,6 milhões) - somente em apostas na Alemanha - e houve pagamentos ilícitos de pelo menos 1,73 milhões de Libras (cerca de R$ 5,4 milhões) para os envolvidos.


Entre os países envolvidos na investigação estão Alemanha, Áustria, Eslovênia, Grã-Bretanha, Hungria, Holanda e Turquia. Wainwright também informou que a Europol emitiu 28 mandados internacionais de prisão, além das 50 pessoas que já foram presas. A investigação durou cerca de 18 meses.


Após o anúncio da Europol, a Uefa emitiu um comunicado no qual diz que vai esperar mais detalhes da investigação para saber que medidas tomar.
“Esperamos receber mais informações nos próximos dias. No âmbito da luta contra a manipulação de resultados, a Uefa está a cooperar com as autoridades nestas matérias, como parte de uma política de tolerância zero contra essa prática no nosso esporte. Assim que a Uefa tiver em mãos detalhes da investigação, serão repassadas às instâncias disciplinares competentes com a finalidade de que se tomem medidas adequadas”, diz trecho da nota.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

COL reduz exigências com estruturas provisórias, prevê economia de 15%, mas cidades ainda reclamam

COL reduz exigências com estruturas provisórias, prevê economia de 15%, mas cidades ainda reclamam | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

O COL (Comitê Organizador Local da Copa-14) cortou parte de suas exigências para estruturas provisórias da Copa das Confederações e reduziu as despesas entre 12% e 15%. A medida foi tomada após cidades e Estados que receberão a competição reclamarem do alto custo dessas instalações.

 

O novo planejamento, que deve valer também para a Copa do Mundo, ainda não agrada às sedes, apesar de elas terem assinado contratos se comprometendo a atender às exigências. De acordo com cálculos informais do COL, o projeto inicial previa investimentos de aproximadamente R$ 40 milhões com as estruturas provisórias. Então, o corte reduziria esse valor para até R$ 34 milhões.

 

As estruturas provisórias são aquelas consideradas grandes demais para serem definitivas. Transformariam os estádios em elefantes brancos. Mas são necessárias para as duas competições da Fifa. O comitê alega que na versão atual não há mais o que ser cortado. Uma nova eliminação de equipamentos inviabilizaria as duas competições.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Pentatlo anuncia estádio inovador para Olimpíada de 2016, mas Rio ignora

Pentatlo anuncia estádio inovador para Olimpíada de 2016, mas Rio ignora | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

A Olimpíada de 2016 vai ter um estádio "novo" e "revolucionário". Mas, ao menos oficialmente, o comitê do Rio diz que não foi informado sobre ele. O anúncio foi feito nesta segunda-feira pela União Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM) em carta aberta assinada pelo presidente Klaus Schormann. No documento, a entidade que rege a modalidade mundialmente detalha o projeto inédito de estádio que reuniria, já na Rio-2016, as cinco provas (natação, esgrima, hipismo, tiro e corrida).

 

Uma inovação no esporte que deu a medalha de bronze para a brasileira Yane Marque em Londres-2012. Na Olimpíada passada, as disputas foram em três diferentes arenas, no mesmo dia. "Agora o espectador pode assistir cinco provas em cinco horas com um ingresso e um assento", diz a carta. Porém os organizadores da Olimpíada do Rio ignoram o anúncio.

 

À Folha o comitê da Rio-2016 diz que não recebeu nenhuma comunicação oficial sobre o assunto. "Algumas conversas informais aconteceram com o comitê organizador, mas não houve um comunicado oficial nem para a Rio-2016, nem para o Comitê Olímpico Internacional". Assim, diz a Rio-2016, o projeto apresentado no dossiê de candidatura será mantido e as competições olímpicas de pentatlo serão no Parque Olímpico de Deodoro.

 

A união internacional diz, à Folha, que falou com o departamento de esportes da Rio-2016 e que Schormann tratou do assunto com Carlos Arthur Nuzman (presidente do comitê organizador e do Comitê Olímpico Brasileiro) em 2012. O projeto da Rio-2016 diz que o pentatlo vai ser disputado em três instalações: arena de esgrima (permanente, a ser construída), centro aquático (existente, mas que precisa de arquibancada provisória) e arena de hipismo e evento combinado (provisória, a ser construída). Este modelo, utilizado em competições atualmente, apresenta dificuldades para o público. Por isso a união internacional anuncia o estádio como "revolucionário".

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Ministério do Esporte terá orçamento recorde de R$ 3,3 bilhões

Ministério do Esporte terá orçamento recorde de R$ 3,3 bilhões | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

O Ministério do Esporte terá orçamento recorde em 2013: R$ 3,3 bilhões. São R$ 800 milhões a mais sobre o valor deste ano, que está chegando ao fim. A informação é da equipe do Contas Abertas.

 

Mas isso não quer dizer muita coisa. Em 2012, por exemplo, a pasta do ministro Aldo Rebelo não conseguiu gastar nem 30% da grana disponível. E ainda atrasou pagamentos da Bolsa Atleta. Em segundo lugar, dos R$ 3,3 bilhões que o Ministério terá em 2013, praticamente a metade é de emendas dos deputados e senadores.

 

Esse dinheiro se destina à construção de quadras, pequenos ginásios, etc em suas regiões eleitorais. É uma campanha política a longo prazo com dinheiro público.

 

São espaço que rendem voto da comunidade, mas sem serventia efetiva para o desenvolvimento ou fortalecimento do esporte. Essas áreas acabam abandonadas e depredadas, também pela falta de um professor para orientar os usuários e lhes transmitir educação pelo esporte.

 

A reportagem do Contas Abertas, com detalhes, está aqui

more...
No comment yet.
Rescooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS from esportes
Scoop.it!

Clubes apresentam evolução econômico-financeira na visão do Itaú BBA

Clubes apresentam evolução econômico-financeira na visão do Itaú BBA | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

Na introdução desse trabalho há um trecho que vou transcrever e que define com clareza a importância da boa gestão para os clubes, sintetizando a própria razão de ser desse OCE, pontos que venho colocando nos posts ano após ano: “De uns tempos para cá, acredita-se que desde a Lei Pelé, a partir de quando os clubes de futebol passaram a disponibilizar balanços oficialmente, os torcedores foram incorporando novos itens à discussão futebolística. Agora, além dos elencos e seus títulos, os torcedores também celebram os melhores contratos com a TV, os bons patrocínios de camisa, a venda de um jogador por valor recorde, e por fim, os bons resultados econômico-financeiros. O torcedor passou a entender que uma boa saúde financeira dos clubes é o que permitirá a formação de bons times e, naturalmente, times vencedores. Mais que isto, está claro que a boa saúde financeira permitirá aos clubes pensarem a longo prazo e, por que não?, se perpetuarem como clubes grandes de fato.”

 

Receitas

“O ano de 2011 foi bastante positivo no tocante às receitas dos clubes avaliados, que apresentaram um crescimento médio de 29,7% sobre 2010. Destaques para Santos (+62%), Vasco (+63%), Flamengo (+43%) e Corinthians (+36%). Alguns clubes tiveram desempenho bem abaixo dessa média, como Grêmio (+3%), Atlético Mineiro (+8%) e São Paulo (+15%). O valor da receita bruta dos 16 clubes foi de 1,9 bilhão de reais contra 1,4 bilhão em 2010.”

 

“O ponto forte desse crescimento das receitas foi a assinatura dos novos contratos de cessão de direitos de transmissão, que a cada ano aumentam sua participação no bolo de Receitas – cerca de 36% das receitas veio da TV, contra 18% de patrocínios e 15% da negociação de direitos federativos. A exceção foi o São Paulo, que conseguiu agregar receita relevante através do aluguel do seu estádio, o Morumbi, que responde por 18% das receitas do clube.

 

Observa-se que há concentração de receitas em poucos clubes – em 2010 os cinco clubes de maior receita tinham 53% do total e em 2011 este número aumentou para 54,4% – com uma alteração nos componentes do grupo. Em 2010 ele era formado por Corinthians, Flamengo, Internacional, São Paulo e Palmeiras, que em 2011 foi substituído pelo Santos, positivamente impactado pelo título da Libertadores e sua presença no Mundial de Clubes.”

 

Custos & Despesas

Os analistas do Itaú BBA encontraram dificuldades nessas duas áreas, pois a composição e descrição dos diversos itens de despesas deixam muito a desejar em boa parte dos balanços. “Um ponto importante a destacar é que os custos cresceram menos que as receitas. A soma de custos e despesas cresceu, de forma consolidada, 17% em 2011. O maior destaque foi o Palmeiras, que teve redução de 20% nestes itens, enquanto que Figueirense (+91%), Coritiba (+68%), Santos (+40%) e Botafogo (+32%) foram os que apresentaram maiores crescimentos nos custos e despesas. Aqui é o reflexo do aumento nas receitas, que possibilitou aumentar salários de atletas.”

 

Investimentos

Esse é um ponto em que o estudo Itaú BBA apresenta algumas diferenças em relação a outros trabalhos que os leitores já conhecem: a análise separada dos investimentos, com informações muito interessantes para o torcedor, valendo uma olhada mais demorada e um pouco de reflexão a respeito. “Investimento é um dos pilares de sustentação de um clube, em conjunto com a conquista de títulos. Em tese, deveriam andar juntos e terem correlação direta – mais investimentos, mais títulos – mas na prática isto ainda não é verdade. De qualquer forma, se não é, deveria ser a principal fonte de aplicação de recursos de um clube.

 

Neste sentido, os clubes que mais investiram no futebol Brasileiro em 2010 e 2011 foram São Paulo e Corinthians. E se em 2010 rivalizaram com o Palmeiras – São Paulo (R$ 60 milhões), Corinthians (R$ 45 milhões) e Palmeiras (R$ 48 milhões) – em 2011 a diferença foi gritante: São Paulo e Corinthians investiram quase R$ 100 milhões cada um, enquanto o Internacional, terceiro clube que mais investiu, fez R$ 40 milhões. Em 2010 ambos responderam por 34% do total de Investimentos (de R$ 316 milhões), e em 2011 este número saltou para 40% (de R$ 476 milhões). Alguns destaques:

 

Dívidas

 

Em relação às dívidas dos clubes a análise do Itaú BBA constatou a validade de uma velha máxima: dívida em si não é ruim. Apesar de verdadeira, não deixa de ser perigosa, o que é destacado pela própria análise. “Apesar do aumento das Receitas e da redução nos Custos, os clubes cresceram suas Dívidas Bancárias em 24%. Em 2010 a Dívida Bancária Líquida dos clubes era de R$ 609 milhões e subiu para R$ 754 milhões em 2011. O aspecto positivo é que agora elas estão associadas a investimentos em ativos fixos e formação de elenco*, e distanciam-se daquelas dívidas necessárias para bancar o dia-a-dia do futebol, e que não tem retorno claro. Quando o clube investe, ainda que com dívida cara, está aumentando ativos que geram valor, seja em estádios, centros de treinamento, formação de suas categorias de base ou na contratação de atletas. Uma ação importante que os clubes têm tomado é a de buscar fontes de financiamento menos onerosas que os Bancos.

 

Dentro dos financiamentos “tradicionais”, ou seja, através de Bancos, os clubes que tiveram maior acréscimo de Dívida Bancária foram Coritiba (+92%), Fluminense (+59%), São Paulo (49%), Grêmio (+43%) e Vasco (31%). Os destaques positivos foram o Internacional, que não tinha dívidas em 2010 e passou a ter ainda mais caixa (R$ 31 MM), Corinthians (-19%) e Santos (-17%).

 

Liquidez e Eventos Subsequentes – dois alertas a serem considerados

Juntei aqui dois pontos que o estudo abordou separadamente. Em cada um deles encontramos um sinal de risco, algo a exigir cuidados presentes e futuros. “Um indicativo de “tranquilidade” da gestão financeira é a posição de Liquidez, medida através do Capital Circulante Líquido (CCL), que é a diferença entre Ativos de Curto Prazo e Passivos de Curto Prazo. Resumida e simploriamente, isso significa o que o clube tem a receber menos o que tem a pagar no curto prazo. Neste quesito os clubes vão muito mal. Todos os times possuem CCL negativo, o que significa que devem mais que o que tem a receber, e o cenário piorou em 2011. Isto significa que os financiamentos tem sido tomado em prazos mais curtos e a aplicação dos recursos em ativos de prazo mais longo. O que vimos foi o aumento expressivo nos Investimentos em Permanente, que são os elencos e estruturas fixas (centros de treinamento e estádios). O retorno é de longo prazo, mas as dívidas precisam ser pagas no curto prazo. Resultado disso é uma gestão mais “nervosa” do dia-a-dia.”

 

Avaliação do Futebol Brasileiro Pelos Resultados de 2011

O estudo do Itaú BBA termina com uma avaliação geral positiva, apesar dos pontos negativos e de risco apontados em seu decorrer. Essa visão se coaduna perfeitamente com o que temos observado no decorrer dos últimos anos: apesar dos muitos problemas, a gestão do nosso futebol vem evoluindo. Lentamente, é verdade, o que já é muito melhor que nada. Como disse no início, é muito interessante para os clubes e para os torcedores ter conhecimento dessa visão de profissionais do mundo das finanças a respeito desse outro mundo que nos é tão caro, o mundo da bola.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Chefona da Olimpíada no Rio pede demissão em meio à crise com COI

Chefona da Olimpíada no Rio pede demissão em meio à crise com COI | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

A presidente da EOM (Empresa Olímpica Municipal) do Rio de Janeiro, Maria Silvia Bastos, pediu demissão. Ela, que é a atual responsável pela execução de todas as obras municipais para os Jogos Olímpicos de 2016, vai deixar seu cargo na prefeitura justamente durante uma crise entre governos e o COI (Comitê Olímpico Internacional).

 

Maria Silva será a segunda peça-chave da organização da Rio-2016 que pede demissão durante a preparação da cidade para o evento. Em agosto do ano passado, o então presidente da APO (Autoridade Pública Olímpica), ex-ministro Marcio Fortes, também renunciou ao cargo. A APO coordena os esforços dos Governos Federal, estadual e municipal para a realização da Olimpíada do Rio.

 

Sobre parte municipal da Rio-2016 –a mais importante delas--, quem responde é Maria Silvia. Seu desligamento deve ocorrer em um mês. O administrador Joaquim Monteiro de Carvalho, criador do movimento Rio Eu Amo eu Cuido, deve assumir a presidência da Empresa Olímpica.

 

O anúncio da saída de Maria Silva da EOM ocorre dias após membros da Comissão de Coordenação do COI para os Jogos Olímpicos de 2016 visitarem o Rio. De 19 a 21 do mês passado, os representantes do comitê estiveram na cidade, inspecionaram obras e participaram de reuniões sobre a preparação da capital fluminense para a Olimpíada.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Após Pelé, Senna ainda é o atleta mais valioso do Brasil

Após Pelé, Senna ainda é o atleta mais valioso do Brasil | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

Qual o atleta mais valioso do Brasil? A resposta a essa pergunta é quase sempre difícil de ser respondida, ainda mais num mercado tão incipiente como o brasileiro, em que quase não existe uma base para que saibamos valores de contratos de patrocínio dos atletas e, muito menos, os salários que cada um deles recebe.

 

Tudo isso, diga-se de passagem, acho absolutamente benéfico. Não é de interesse público saber o quanto um atleta acumula de fortuna. Mas para trazer um pouco de luz à discussão de quão valioso está o mercado de gestão de carreiras de atletas no país, finalizei há pouco um levantamento daqueles que seriam os esportistas mais bem remunerados do Brasil levando em conta patrocínios e licenciamento da marca.

 

E o que era apenas um sentimento comprovou-se, na prática, ser verdade. Por incrível que pareça, Ayrton Senna ainda é o atleta mais valioso do país depois de Pelé, que naturalmente será sempre o líder nesse quesito.

 

Levando-se em conta apenas contratos de patrocínio e licenciamento de marca, Senna consegue, mesmo 19 anos após sua morte, ser o segundo atleta mais valioso do país. Em 2012, segundo o balanço do Instituto Ayrton Senna, a marca do tricampeão de Fórmula 1 movimentou R$ 21,3 milhões em contratos de sublicença. O valor refere-se, segundo o IAS, à permissão para utilização da imagem de Ayrton Senna e do próprio instituto e da venda de produtos com a grife Senninha.

 

Sem a mesma transparência na divulgação de resultados, mas com uma boa dose de pesquisa com os patrocinadores e gestores das carreiras dos atletas, é possível chegar ao desempenho dos outros.

Pelé, turbinado pela aproximação da Copa de 2014 e por contratos globais de patrocínio, hoje fatura cerca de R$ 70 milhões anuais com patrocínio e licenciamento de marca. Depois vem Senna com os R$ 21 milhões. E, na sequência, Neymar (cerca de R$ 20 milhões ao ano) e Ronaldo (entre R$ 15 e R$ 18 milhões).

 

Caso estivesse vivo, Senna com certeza já estaria aposentado das pistas. Mas, sem dúvida, estaria faturando milhões com publicidade para marcas, sem falar no salário que receberia como consultor de uma escuderia de Fórmula 1. Estaria, assim, muito mais próximo de Pelé do que de Neymar e Ronaldo.

 

O resultado mostra um dado curioso sobre a incipiente indústria esportiva no Brasil. Pelé e Senna são os únicos atletas brasileiros que possuem um departamento de licenciamento de marcas. No caso do Rei do Futebol, o acordo é internacional e gera relativamente pouco em produtos com a marca Pelé. Mas, com Senna, é um setor que gera praticamente metade das receitas do instituto que leva o nome do tricampeão.

 

O licenciamento de marca é fundamental para que um atleta que atingiu o topo faça fortunas. Só para se ter uma ideia, Michael Jordan e Tiger Woods recebem respectivamente US$ 80 milhões e US$ 30 milhões de acordos de licenciamento com a Nike. Da mesma forma Usain Bolt, recentemente, fechou negócio para ser personagem do jogo “Temple Run”, um dos mais baixados nas plataformas móveis. Maria Sharapova é uma coleção de perfumes e tem até o seu estridente grito durante os jogos licenciados para telefones celulares.

 

Ao chegar no alto nível de rendimento e de engajamento das pessoas, todo atleta se transforma, automaticamente, numa marca. Senna foi o ícone de quase uma década no esporte brasileiro e, hoje, a marca Senninha vende mais de R$ 2 milhões em artigos para crianças. Crianças que nunca sequer acompanharam a performance dele nas pistas.

 

No ano que vem serão completados 20 anos da morte de Senna. Naturalmente diversos eventos serão realizados pelo IAS. E, logicamente, diversos novos produtos sobre Ayrton serão criados, o que deve fazer o faturamento da marca aumentar ainda mais. No fim das contas, não é nenhum absurdo a marca Senna movimentar R$ 20 milhões ao ano em contratos de licenciamento. Absurdo é nenhum outro atleta no Brasil conseguir superar essa marca estando na ativa…

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Mais de 40% dos jogadores do país admitem beber toda semana

Mais de 40% dos jogadores do país admitem beber toda semana | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

Uma pesquisa produzida pelo UOL Esporte junto a 105 jogadores de grandes clubes do país confrontou a classe com perguntas polêmicas sobre comportamento fora dos gramados. Em uma das respostas, 42% dos entrevistados afirmaram que bebem pelo menos uma vez por semana.

 

Em condição de anonimato nas respostas, 39% afirmaram que bebem entre uma e duas vezes por semana. Outros 3% admitiram que consomem álcool mais de três vezes por semana. Dos entrevistados, 24% não quiseram responder a pergunta e outros 34% afirmaram que não consomem bebidas alcoólicas.

 

MINORIA FUMA OU JÁ EXPERIMENTOU DROGAS

Questionados sobre o cigarro, 7% dos jogadores entrevistados na pesquisa admitiram que fumam, enquanto que 62% dizem não ter esse hábito. Nesta pergunta, 31% preferiram não se manifestar.

 

Sobre drogas, por sua vez, 4% dos nomes consultados pela pesquisa do UOL Esporte admitem já terem experimentado alguma substância proibida. Outros 66% dizem que nunca tiveram contatos com narcóticos, enquanto que 30% preferiram não se posicionar a respeito.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Havelange renuncia ao cargo de presidente de honra da Fifa para escapar de punição

Havelange renuncia ao cargo de presidente de honra da Fifa para escapar de punição | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

O brasileiro João Havelange renunciou ao cargo de presidente de honra da Fifa. O anúncio foi feito pela entidade máxima do futebol na manhã desta terça-feira, mas Havelange já havia entregue sua renúncia há duas semanas. Ao renunciar, o brasileiro escapa de qualquer tipo de punição por seu envolvimento em casos de corrupção na Fifa.

 

A divulgação da renúncia nesta terça-feira é concomitante à publicação do relatório do Comitê de Ética da Fifa sobre o caso ISL, extinta empresa que foi parceira de marketing da entidade. O texto final - que admite a má conduta do ex-dirigente - afirma que, como Havelange já renunciou ao cargo, qualquer tipo de ação sobre o ex-presidente é "supérflua".

 

A ISL é pivô de diversos escândalos de corrupção na entidade. Segundo Hans-Joachim Eckert, chefe do comitê de ética da Fifa, Havelange entregou carta anunciando que deixaria o cargo no dia 18 de abril.

 

O escândalo envolvendo a entidade máxima do futebol se instalou em 2012, quando a rede britânica BBC fez uma reportagem denunciando que a empresa de marketing ISL, falida em 2001, pagou suborno a membros da Fifa para conseguir os direitos de várias Copas do Mundo.

 

A Justiça suíça arquivou o caso, mas os documentos em poder dos juízes mostram que João Havelange e Ricardo Teixeira, respectivamente ex-presidente e ex-membro do comitê executivo, receberam milhões de dólares de propina.

 

Segundo denúncia da BBC, Ricardo Teixeira, que se afastou da Fifa no ano passado, e João Havelange ganharam um total de R$ 45 milhões em propinas, diretamente ou indiretamente, de acordo com o relatório da Justiça suíça. Os dois negam ter se beneficiado do esquema, assim como Nicolas Leoz, paraguaio que renunciou neste mês ao cargo de presidente da Conmebol. O dirigente paraguaio levou US$ 700 mil da ISL.

 

Joseph Blatter, presidente da Fifa, havia declarado em março deste ano que o relatório seria divulgado até o dia 15 de abril. Contudo, apenas nesta terça-feira ele foi entregue à Fifa já com o parecer de Eckert.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Skate Social: organizações promovem educação, paz e cidadania por meio do esporte

Skate Social: organizações promovem educação, paz e cidadania por meio do esporte | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

Há mais de dez anos, o skatista Sandro Soares lidera a ONG Social Skate, que utiliza o esporte como ferramenta de inclusão para jovens em situação de vulnerabilidade no projeto Manobra do Bem. A organização oferece aulas de skate, artesanato, dança de rua e oficinas de grafite. Com a prática esportiva, trabalham valores como determinação, superação e respeito.


Recentemente, a ONG alemã Skate-aid Titus Dittmann Foundation doou vinte shapes para a instituição brasileira. Segundo Soares, esse é o reconhecimento do seu trabalho, afinal, a organização alemã apoia diferentes projetos de skate social ao redor do mundo.

 

Conheça e ajude as organizações

A ONG Social Skate foi formada em Calmon Viana,  em Poá, e atende crianças e adolescentes de 4 a 16 anos.  Atualmente, a organização vende camisetas e recebe doações para se manter. Acesse a Fan Page para saber como ajudar.

 

Já a Skate-aid Titus Dittmann Foundation foi criada em 2009, pelo skatista Titus Dittmann. O objetivo é provar que o skate não reconhece fronteiras, guerras e preconceito.  A ONG já apoiou e visitou países como Afeganistão, Tanzânia, África do Sul e Quênia.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Further Olympic success at Laureus World Sports Awards 2013

Further Olympic success at Laureus World Sports Awards 2013 | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

The Laureus World Sports Awards, which recognise sporting achievement during 2012, were announced at the Awards Ceremony at the Theatro Municipal in Rio de Janeiro, which was hosted by Hollywood stars Morgan Freeman and Eva Longoria.

 

The winners are chosen by the Laureus World Sports Academy, the ultimate sports jury, made up of 46 of the greatest living sportsmen and sportswomen. The majority of the winners came from the highly successful 2012 Olympic and Paralympic Games in London.

 

Laureus Sport for Good Foundation
Proceeds from the Laureus World Sports Awards directly benefit and underpin the work of the Laureus Sport for Good Foundation, which supports more than 140 community sports projects in 34 countries around the world, including three in Rio de Janeiro. Since its inception, Laureus has raised €60 million for projects which have improved the lives of more than one-and-a-half million young people.

 

Olympic champions
Usain Bolt was acclaimed Laureus World Sportsman of the Year after his remarkable performance at the Olympics when he repeated his success in Beijing by winning gold medals in all three sprint events in London – 100 metres, 200 metres and 4 x 100 metres relay.

 

The Laureus World Sportswoman of the Year Award went to Jessica Ennis, who carried the hopes of the British nation in London. Despite the enormous pressure of being one of the first on the track, she dominated the heptathlon and won the gold medal with a British record score of 6,955 pts.

British tennis star Andy Murray’s first ever Grand Slam victory, at the US Open, plus an Olympic gold and silver medal in the singles and mixed doubles in London, made him the winner of the Laureus World Breakthrough of the Year Award.

 

Another outstanding Olympic champion, the Dominican Republic’s Felix Sanchez, received the Laureus World Comeback of the Year Award after winning the Olympic 400 metres hurdles gold medal in London, eight years after he won it for the first time in Athens in 2004.

 

Brazil’s Daniel Dias, aged 24, was once again the outstanding swimmer of the Paralympic Games, winning six individual gold medals in London, all in world record times. It was an achievement which won him the Laureus World Sportsperson of the Year with a Disability Award for the second time.

 

Special awards 

 There was a warm welcome from the audience in the Theatro Municipal in Rio de Janeiro for two outstanding Olympians who received special Laureus Awards. Legendary swimmer Michael Phelps, the most decorated Olympian of all time with a career total of 22 medals, including 18 gold medals, eight of which he won in one Olympiad in Beijing, was presented with a new Award – the Laureus Academy Exceptional Achievement Award.

 

And Laureus World Sports Academy Member Sebastian Coe, the Chairman of the Organising Committee of the highly successful London Olympic and Paralympic Games, received the Laureus Lifetime Achievement Award.

The Laureus World Team of the Year Award was presented to the European Ryder Cup Team after their thrilling golf victory against the United States at Medinah.

 

Austrian skydiver Felix Baumgartner, who became the first human to go through the sound barrier when he made the highest ever freefall from 39km (24 miles) over New Mexico in October, received the Laureus World Action Sportsperson of the Year Award.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

O gato de José Maria Marin

O gato de José Maria Marin | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

Um respeitado cidadão brasileiro que prefere não ser citado, mas que certamente testemunhará na Justiça se for o caso, mora no mesmo prédio de José Maria Marin. Um dia passou a estranhar o alto valor de sua conta de luz, em milhares de reais.

 

Solicitou então verificação da empresa fornecedora de eletricidade e descobriu que pagava, além seu consumo, o do vizinho futeboleiro. Que, constrangido diante do gato flagrado, se prontificou a desfazer o cambalacho.

 

As relações de boa vizinhança foram preservadas e a vítima preferiu calar delicadamente, embora em pelo menos uma ocasião tenha contado o episódio para mais de uma pessoa — e confirmado depois para este que vos fala.

 

Reflita você sobre em que mãos estão a CBF e o Comitê Organizador Local da Copa do Mundo no Brasil. Pondere a presidenta da República se não há nada a fazer em relação a personagem tão bizarro.

 

Porque, se não houver, o planeta o verá abrindo a Copa do Mundo?

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Mineirinho monta o maior centro de esportes radicais do Brasil em SP

Mineirinho monta o maior centro de esportes radicais do Brasil em SP | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

O skatista Sandro Dias já foi seis vezes o melhor do mundo, já completou o 900 graus – dois giros e meio no ar, e há uma década domina a modalidade vertical do esporte. Com tantas conquistas, o paulista de Santo André que ganhou o apelido deMineirinho, vai realizar mais um sonho em breve: inaugurar o maior centro de esportes radicais do Brasil.

 

- O sonho de qualquer atleta profissional é ter o seu próprio espaço para treinar. E desse sonho eu fui um pouco mais além, não querendo só favorecer a mim, mas também dar a oportunidade para as pessoas poderem treinar num lugar legal, em pistas de alta qualidade, de ter uma estrutura bacana com alimentação, academia e dormitórios. Essa foi a ideia: misturar um monte de modalidades de esportes radicais num lugar só, nesse lugar maravilho que eu encontrei.

 

O terreno de 76 mil m⊃2; fica na cidade de Vargem-SP, a 97 quilômetros de São Paulo. O local tem pistas para modalidades radicais e acomodações para cem pessoas. A previsão é de que tudo fique pronto até julho.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Corinthians terá R$ 28,9 milhões da Lei de Incentivo ao Esporte

Corinthians terá R$ 28,9 milhões da Lei de Incentivo ao Esporte | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

A exemplo do São Paulo F.C, Cruzeiro e outros clubes de futebol, a diretoria do Corinthians buscará dinheiro no mercado pela Lei de Incentivo ao Esporte. O Ministério do Esporte aprovou R$ 28,9 milhões para o Centro de Excelência e Treinamento de Futebol, dividido em dois projetos. Com a força da marca “Corinthians”, não será difícil levantar a grana, que será usada nas categorias de base.

 

Na prática, os clubes que usam esse dinheiro formam jogadores de alto rendimento, que mais tarde são vendidos, inclusive para o exterior. A renda desse comércio é dividida entre o cofre do clube e o bolso dos empresários. E se caracteriza o Estado financiador de atividade privada em detrimento de projetos esportivos na escola, prioritariamente.

 

Legal, mas…

O projeto do Corinthians é legal, a lei permite o acesso aos recursos da Lei de Incentivo ao Esporte. O que tenho combatido é o relaxamento do Ministério do Esporte, que não avalia o atual sistema de incentivo, diante das graves carências que temos na iniciação em todas as modalidades. A inversão dos objetivos da lei é evidente e prejudicial ao desenvolvimento do esporte de forma equilibrada.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Número 2 da Fifa foi consultor do Brasil na candidatura para a Copa

Número 2 da Fifa foi consultor do Brasil na candidatura para a Copa | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

Homem forte da Fifa, entidade que comanda o futebol mundial, o francês Jérôme Valcke assina contratos, estipula prazos e faz cobranças para organizar a Copa que ele mesmo ajudou a conceber.

 

O atual secretário-geral da entidade atuou como consultor da campanha que permitiu ao país ser escolhido para sediar o Mundial de 2014. Até então, não se sabia de sua conexão com a campanha, chefiada por Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

 

A participação de Valcke na candidatura ocorreu no primeiro semestre de 2007. No período, ele ficou fora da Fifa por seis meses, depois de a entidade ter sido multada em US$ 90 milhões por uma negociação, comandada por ele, envolvendo a Visa e a MasterCard.

BRUNO SENDRA DE ASSIS's insight:

Os velhos caciques continuam mandando. E melhor ainda, nos bastidores, sem a imprensa em cima.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Dilma sanciona lei e confirma isenção de R$ 3,8 bilhões a organizadores da Rio-2016

Dilma sanciona lei e confirma isenção de R$ 3,8 bilhões a organizadores da Rio-2016 | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei que concede benefícios fiscais aos organizadores da Olimpíada de 2016, que acontecerá no Rio de Janeiro. Com isso, o COI (Comitê Olímpico Internacional), o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016 e outros órgãos envolvidos com a Olimpíada deixaram de pagar R$ 3,8 bilhões em impostos federais.

 

As isenções fazem parte do compromisso assumido pelo Brasil para receber a Olimpíada. Eles foram concedidos, primeiramente, por meio de uma MP (Medida Provisória). Essa MP foi votada pelo Congresso e, agora, virou lei. O texto foi publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial da União.

 

Dilma, porém, vetou o artigo que incluía as empresas responsáveis pelas obras de infraestrutura urbana entre as beneficiárias da lei que concede isenções fiscais relativas à organização dos Jogos Olímpicos. Essa isenção foi incluída no texto da MP durante a tramitação da proposta, porém foi retirada da lei por iniciativa da Presidência.

 

Segundo o Diário Oficial, o ministério da Fazenda considerou que "o dispositivo amplia benefícios fiscais para além dos compromissos assumidos pelo país e cria sistemática tributária de custosa operacionalização para transposição de questão de natureza financeira".

 

Os benefícios fiscais valerão para o período entre 1 de janeiro de 2013 e 31 de dezembro de 2017. Dilma também vetou artigo que determinava que os recolhimentos tributários referentes a 2012 de operações realizadas para e organização dos Jogos poderiam ser revistos pela Receita Federal.

more...
No comment yet.
Scooped by BRUNO SENDRA DE ASSIS
Scoop.it!

Max Gehringer: clubes não devem ser administrados como empresas

Max Gehringer: clubes não devem ser administrados como empresas | Politica esportiva e impacto social | Scoop.it

O consultor de carreiras Max Gehringer está acostumado a dar dicas de economia doméstica a famílias e orientar a relação entre empregados e chefes. Com trinta anos de experiência administrando grandes empresas, ele surpreendeu, contudo, em sua participação no Footecon, fórum sobre futebol que acontece no Rio de Janeiro. Questionado sobre como os dirigentes podem melhorar suas gestões à frente dos clubes profissionais, Gehringer afirmou que as agremiações são completamente diferentes e não podem partilhar do mesmo formato administrativo das organizações tradicionais.

 

- Em empresas, nós somos contratados para um trabalho e não somos substituídos depois de dois anos com uma eleição. Não temos gente do outro lado da rua gritando na frente da empresa que precisa derrubar o diretor financeiro ou de contabilidade porque eles não estão indo bem, não temos repórteres todos os dias na porta da fábrica perguntando e pessoas exigindo alguma mudança no organograma – disse.

 

Na visão de Gehringer, a máxima de que os clubes de futebol precisam ser administradas como empresas é equivocada. - Eu sempre pensei que quem falou isso jamais administrou uma empresa na vida, não tem nada a ver uma coisa com outra – declarou.

 

Segundo o consultor, uma solução para a crise financeira dos clubes passaria por uma questão inimaginável: a fusão dos times. - Precisamos fundir times, precisamos juntar por exemplo Flamengo e Fluminense, formar um time com Botafogo e Vasco, Corinthians com São Paulo, é o que nós fazemos em empresas. Por que nós nunca vamos fazer isso? Porque a empresa é administrada com a cabeça, e o futebol, com o coração - apontou.

 

Gehringuer explica que os dirigentes do futebol precisam gastar acima do permitido pelas finanças do clube. - Ás vezes, para ganhar título precisa contratar jogadores, que ele não consegue pagar, e ele fica na dúvida, o que eu faço? Não fique em dúvida, contrate o jogador. Ninguém vai lembrar de um presidente que há 10 anos administrou bem um clube, todos vão lembrar do que ganhou titulo – diz.

 

Jogadores de futebol, contudo, precisam ficar atentos às finanças após a aposentadoria, diz Gehringuer. - A minha sugestão é a mais simples do mundo: chega num banco, conversa com o gerente, dá metade do que ganha para o gerente e pede para ele aplicar na melhor aplicação possível, em uma entidade de respeito. Se os jogadores tiverem isso, eles vão ter uma aposentadoria suficiente – afirma.

more...
No comment yet.