Depois de ler 1984, o meu livro favorito de sempre, escolher o seu sucessor na minha lista de leitura não foi fácil, sobretudo porque o fardo era tudo menos leve; assim, quando vi que na minha pilha literária estava este exemplar delgado, que George R. R. Martin apelidava de "melhor história alternativa das últimas décadas", a minha curiosidade foi espicaçada (história alternativa é um género que adoro).


Via Jorge Candeias