Litteris
7.8K views | +0 today
Follow
Litteris
Reading and Writing in Digital Contexts. Leitura e produção textual em contextos digitais
Curated by Luciana Viter
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Rescooped by Luciana Viter from Ficção científica literária
Scoop.it!

Neuromancer - William Gibson

Neuromancer - William Gibson | Litteris | Scoop.it
Neuromancer é um romance de ficção científica escrito por William Gibson em 1984, e vencedor dos prêmios Hugo, Nebula e Philip K. Dick. Foi o livro de estréia de Gibson e o primeiro da trilogia Sprawl.
William Gibson nunca pretendeu tornar-se o líder de um movimento, mas com a publicação de Neuromancer esse foi o papel que coube a ele. Se você viveu a ficção científica do meio dos anos 80 então tudo que você ouvia na época era o termo cyberespaço, termo criado por Gibson e base do movimento cyberpunk.

Via Jorge Candeias
more...
No comment yet.
Rescooped by Luciana Viter from Ficção científica literária
Scoop.it!

Os Gêneros “Punk” | Anime.com.br

Os Gêneros “Punk” | Anime.com.br | Litteris | Scoop.it

"Cyberpunk traz uma visão underground da sociedade, uma visão de contra-cultura, pois foge dos padrões impostos na intenção de obter novos espaços para expressão. Tem foco em tecnologia avançada, usualmente associada a ruptura da ordem social. Resumindo, para parar de falar dificil, cyberpunk se define como um universo em que o desenvolvimento tecnológico não foi acompanhado pelo social."


Via Jorge Candeias
more...
No comment yet.
Rescooped by Luciana Viter from Ficção científica literária
Scoop.it!

J.M.Beraldo - Escritor: Cyberpunk é agora

J.M.Beraldo - Escritor: Cyberpunk é agora | Litteris | Scoop.it

Eu lembro de uma vez vários anos atrás, enquanto esperava um amigo descer do prédio, ver um carro da Fedex estacionar alguns metros de mim. Ok. Eis que surge um outro carro, da UPS, e estaciona do meu outro lado. Ainda consigo ver o tiroteio que aconteceu (na minha imaginação, é claro).


O conceito de cyberpunk é discutível. O movimento surgiu lá pelos anos 60 e 70 e mistura ideias anarquistas do punk com os avanços tecnológicos (e sociais) que começavam na época. Em espírito, o cyberpunk fala sobre a vida valer pouco, sobre megacorporações, sobre ciberespaço e alta tecnologia, sobre a interface humano-máquina.


Via Jorge Candeias
more...
No comment yet.