Ficção científica literária
66.8K views | +1 today
Follow
Ficção científica literária
FC na literatura, em português: açambarcando tudo!
(Aqui encontra apenas excertos dos artigos; para os ler integralmente clique nos títulos para ser redirecionado para as respetivas fontes)
Curated by Jorge Candeias
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

Das palavras o espaço

Era uma soprano extraordinária. Corriam várias histórias a seu respeito, havia quem assegurasse ter estado presente num recital em que a sua voz tinha feito um copo de cristal vibrar até se ter estilhaçado. Mas a maior parte colocava essas histórias na categoria “mitos urbanos”.

Em 2045, foi naturalmente convidada para o concerto comemorativo dos nove séculos decorridos desde o início da construção da catedral de Chartres.
more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

Floresta de Livros: ::Conto:: Energia das Almas

Floresta de Livros: ::Conto:: Energia das Almas | Ficção científica literária | Scoop.it

Esta é uma excelente história, escrita de forma brilhante! Adorei o pormenor da escrita das palavras como antigamente (exemplo: Paíz, em vez de País). Só achei que o final não foi tão bom como o resto, mas não deixou de ser bombástico!

more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

A Lâmpada Mágica: Lido: Assassinos de Sobreiros

A Lâmpada Mágica: Lido: Assassinos de Sobreiros | Ficção científica literária | Scoop.it

Assassinos de Sobreiros (bibliografia) é um conto de João Ventura, provavelmente influenciado por um célebre acontecimento ocorrido há quase uma década, em que um então governante do CDS mandou (ou deixou?... não me lembro bem) abater um montado praticamente inteiro numa zona em que se faziam sentir apetites imobiliários. Montado que, relembre-se, está protegido por lei.

more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

Das palavras o espaço

Relatório de diagnóstico sobre a grave disfunção temporal detectada na periferia da galáxia, enviado ao Contemplador dos Fluxos Galácticos pelo afinador temporal destacado para o planeta Terra.



Sereno Contemplador


Desejo a Vossa permanência por muitas rotações galácticas.

more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

Das palavras o espaço

Das palavras o espaço | Ficção científica literária | Scoop.it

O site A Irmandade, referido no post anterior, lançou um desafio para contos até 3000 palavras, inspirados pela imagem abaixo. Segue-se a minha contribuição.

more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

Infinitamente Improvável: Sem Maneiras

"Ao longo de séculos, a quantidade de informação armazenada foi crescendo exponencialmente. E a necessidade de aumentar a capacidade de armazenamento era permanente.

Para a resolução definitiva deste problema podemos identificar alguns marcos fundamentais:"

more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

A Lâmpada Mágica: Lido: Energia das Almas

A Lâmpada Mágica: Lido: Energia das Almas | Ficção científica literária | Scoop.it
Energia das Almas (bibliografia) é um conto de João Ventura que, à semelhança de outros contos dele (estou a lembrar-me, por exemplo, do que publicou na Vaporpunk) se debruça sobre modos alternativos, e neste caso fantasiosos, de produção de energia. Bastante ancorado às histórias do João Barreiros que deram origem a esta antologia
more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

Das palavras o espaço

Um pequeno grupo, no meio do continente que mais tarde viria a ser chamado África. Providos de cérebro, mãos e curiosidade. Construídos à sua “imagem e semelhança”.
Preparado um ambiente com predadores e presas, pressão necessária e suficiente para evoluirem, deixá-los desenvolver-se, crescer e multiplicar-se. Forçados a mover-se quando os recursos numa região se tornam escassos. Divergência.

more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

A Lâmpada Mágica: Lido: Resíduos Sólidos Urbanos

A Lâmpada Mágica: Lido: Resíduos Sólidos Urbanos | Ficção científica literária | Scoop.it

Resíduos Sólidos Urbanos (bibliografia) é um conto de ficção científica do João Ventura ao qual se pode com toda a propriedade chamar um termo muito na moda ultimamente: distopia. Mas uma distopia irónica, como aliás é comum nas ficções de Ventura. Esta decorre em ambiente laboral. O protagonista é um técnico superior de uma central de tratamento de resíduos sólidos urbanos (e acabaram de perceber o título) que é surpreendido por um subordinado que o chama para o informar de que foi encontrado um avô entre os resíduos.

more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

Das palavras o espaço

O conselho de ministros das finanças da Confusolândia tinha começado havia meia hora, e os ministros iam-se revezando na descrição das medidas de austeridade que já tinham implementado nos respectivos países.

Dizia um: "Depois da trigésima quinta visita da troika já tínhamos aprovado uma taxa sobre o ar respirado dentro das casas. Agora, na sequência da septuagésima sétima avaliação, privatizámos o ar público. A empresa que ganhou a adjudicação fornece máscaras com contadores de ar a todos os cidadãos, e o ar respirado é pago mensalmente por débito em conta."

Jorge Candeias's insight:

Eis uma ficção que ficava mesmo bem no II...

more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

Noosfera

Noosfera | Ficção científica literária | Scoop.it
Turing é o mais velho. Ninguém sabe a sua idade, mas todos se lembram de o ver quando nasceram. É ele que acalma a agitação frenética que inevitavelmente toma conta deles na passagem da não-vida para a vida. A emergência da consciência é um fenómeno não totalmente compreendido. Wittgenstein e Shannon dedicam parte do seu tempo à investigação do assunto, mas a maior parte do que se conhece foi empiricamente coligido pelo próprio Turing.
more...
No comment yet.
Scooped by Jorge Candeias
Scoop.it!

Das palavras o espaço

"- Isto é uma pouca vergonha!
- O que foi agora?
- Agora? É sempre! Sabes a que horas ontem consegui ver os resumos dos jogos da 1ª liga? Já passava da uma e meia da manhã!
O meu vizinho Aníbal estava ainda mais furioso do que era costume. E continuou:"

more...
No comment yet.