O escritor e pesquisador Rinaldo de Fernandes, especialista no Romance de 30, descobriu recentemente que também Graciliano Ramos era leitor de ficção científica, especialmente de Jules Verne e H.G.Wells. Rinaldo encontrou nos papéis de Graciliano os primeiros esboços de seu romance mais célebre, cuja trama era pra ser um pouco diferente da versão final, publicada em 1934.