Ensino de Inglês como segunda língua em escola regular
50 views | +0 today
Follow
Ensino de Inglês como segunda língua em escola regular
explorar o ensino de inglês como segunda língua: currículos, metodologias, processos de avaliação, experiências de base construtivista, experiências em países em que o inglês não é a língua oficial
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Fernanda Flores
Scoop.it!

Seven Tips for Teachers -- dicas para melhorar o rendimento dos alunos em sala - by Paul Seligson.

Neste vídeo, Paul Seligson dá dicas de class management e sugere novas maneiras de lidar com tópicos clássicos como Pair Work, Error Correction, seating arra...
Fernanda Flores's insight:

Dicas de gestão de classe... para conhecer de outras perspectivas

more...
No comment yet.
Scooped by Fernanda Flores
Scoop.it!

Seu Google, nós existimos - Revista Época

Seu Google, nós existimos
Revista Época
Ainda que as legendas sejam em inglês, dá para escutar muita coisa.) Se era possível mudar o mapa, como não seria possível mudar a vida? “Como uma menina, eu sempre disse que as ...
Fernanda Flores's insight:

Existiu pela comunicação e o uso do inglês que sabia...

more...
No comment yet.
Rescooped by Fernanda Flores from Inovação Educacional
Scoop.it!

Abril Educação compra Wise Up por R$ 877 milhões

Abril Educação compra Wise Up por R$ 877 milhões | Ensino de Inglês como segunda língua em escola regular | Scoop.it

A Abril Educação fechou hoje contrato de compra de 100% do capital da Wise Up  e assume as marcas Wise Up, Lexical, You Move, You Move Teens, Put2gether e Wise  Up Teens. Na aquisição, foi atribuído o valor de R$ 877 milhões ao negócio.

A gestão do grupo Ometz, dono da rede de ensino idiomas Wise UP,  permanecerá  nas mãos do fundador do negócio, o empresário Flávio Augusto  da Silva, informou  a Abril Educação.

A operação posicionará a Abril Educação para buscar a liderança do ensino de  idiomas no Brasil no curto prazo, disse Manoel Amorim, presidente da companhia,  por meio de comunicado.

A Wise Up é uma das maiores no ensino de inglês no país. A empresa conta 76  mil alunos, espalhados por 338 escolas franqueadas em 93 municípios no Brasil e  no exterior e 36 em plataformas de petróleo.

A Abril Educação já controla a rede franquias Red Ballon e é licenciada no  Brasil e acionista da Livemoncha, de ensino de idiomas on-line.


Via Luciano Sathler
Fernanda Flores's insight:

vejam a Abril...

more...
No comment yet.
Scooped by Fernanda Flores
Scoop.it!

Teaser Expression English Course

Metodologia de ensino inovadora, dessa vez você aprende a falar inglês!

Act Idiomas .

marketing@actidiomas.com... http://t.co/cmPkQOs1EV
Fernanda Flores's insight:

vale a pena conhecer essa metodologia, ou é mais um apelo comercial, hein english teachers?

more...
No comment yet.
Rescooped by Fernanda Flores from Inovação Educacional
Scoop.it!

Professora da USP critica aula de língua estrangeira distante da realidade do aluno

Debate sobre ensino de línguas estrangeiras movimentou audiência pública na comissão especial que estuda conjunto de reformas para o ensino médio. Se o brasileiro tem dificuldades de aprender português, a situação do ensino de idioma estrangeiro pode ser ainda pior. O relatório "'De olho nas metas de 2012", do governo federal, constatou que menos de 30% dos alunos do ensino médio conhecem o português de forma compatível ao nível exigido.

No caso de idiomas estrangeiros, salas superlotadas e uma carga horária ainda menor dificultam o aprendizado no ensino básico.  Segundo Gretel Fernandéz, professora da faculdade de educação da USP presente na audiência, as restrições começam pelos idiomas disponíveis na rede pública. Para a docente, o ensino de inglês e espanhol enfrenta problemas estruturais e de formação profissional. Nos poucos minutos semanais, as aulas centradas na gramática e leitura excluiriam a conversação do aprendizado.

"Por trás disso tudo, das salas superlotadas, de uma carga didática muito reduzida, uma aula semanal de 50 minutos, nós temos também professores mal formados. Então, os cursos de formação de professores não capacitam esses professores para que deem aulas que tenham relação com a realidade do aluno. Então, o aluno está na aula de língua, mas aquilo que ele tá aprendendo não tem nenhuma relação com o que ele vai usar no seu dia a dia."


Via Luciano Sathler
more...
No comment yet.