Inovação Educacional
Follow
Find
169.8K views | +196 today
Inovação Educacional
Noticias, publicacoes e artigos de opiniao que abram caminhos para a inovacao educacional.
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Parque Tecnológico estimula inovação em Botucatu

Parque Tecnológico estimula inovação em Botucatu | Inovação Educacional | Scoop.it
O governo do Estado de São Paulo concedeu credenciamento definitivo para o Parque Tecnológico de Botucatu. Em linhas gerais, a partir de janeiro deste ano, o Parque faz parte do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec) e terá competência em firmar convênios com o Estado, e poderá apresentar suas demandas como ator principal.      
De acordo com Ana Abreu, subsecretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado, “o credenciamento definitivo produz um efeito de gestão na medida que viabiliza o investimento em ações de infraestrutura como, obras e equipamentos”.
Para o diretor científico do Parque Tecnológico, e professor da Unesp, Edivaldo Velini, “o Parque tem como focos prioritários Biotecnologia e Bioprocessos, Gestão da Inovação e Gestão da Qualidade. Os temas são coerentes com as competências já instaladas no município, com destaque para o Instituto de Biotecnologia (Ibetc) e o curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia, recentemente implantado na Faculdade de Ciências Agronômicas, ambos da Unesp”. 
Velini, também presidente da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) e diretor-presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Unesp (Fundunesp), reforça que o credenciamento comprova a qualidade do projeto científico tecnológico do parque e atesta o compromisso do município com atividades de pesquisa e inovação.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Mudanças significativas no ensino superior: quem viver, verá.

Mudanças significativas no ensino superior: quem viver, verá. | Inovação Educacional | Scoop.it
As instituições de ensino superior (IES) são organizações acadêmicas que, ao longo do tempo, demonstram resistências às mudanças, em função da fragilidade das lideranças, da postura conservadora perante as novas realidades, do corporativismo acadêmico e da permanência de concepções de “universidade” elaboradas no século XIX e início do XX. É que preciso repensar essa concepção e atualizá-la, em função da dinâmica do século XXI.
Há anos leio, visito IES no Brasil e em diversos lugares no mundo e converso com pessoas que se dedicam a pesquisar o ensino superior. Fui instigado a escrever esse texto, após algumas leituras interessantes. Eu gostaria de sugerir a leitura de livros de diferentes autores (inclusive de correntes de pensamento divergentes). Recomendo a leitura de “Universidade em ruínas na república dos professores”, organizado por Hélgio Trindade; “Dinossauros, gazelas e tigres”, organizado por Victor Meyer e J. Patrick; “A aventura na universidade”, de Cristovam Buarque, “A universidade inovadora: mudando o DNA do ensino superior de fora para dentro”, de Clayton Christensen e Henry Eyring; “Ensino híbrido”, organizado Lilian Bacich, Adolfo Neto e Fernando Trevisani; “Los nuevos modelos universitários en América Latina”, de Claudio Rama, “Guiar el Mercado”; organizado por José Joaquin Brunner, “Sustaining change in Universities”, de Burton Clark; “Change.edu, rebooting for the new talent economy” de Andrew S. Rosen; “The end of college: creating the future of learning and the university of everywhere”, de Kevin Carey e “Organizações sustentáveis na educação superior”, organizado por Fábio Reis. São livros que discutem as mudanças e as novas dinâmicas no ensino superior e apresentam cases de IES que realizaram mudanças significativas.
Farei comentários sobre alguns artigos dos últimos três livros indicados. Maurício Garcia escreveu um capítulo no livro sobre organizações sustentáveis, lançado em setembro de 2015. O título é “Estamos na terceira onda do ensino superior?”. Garcia fez algumas afirmações em que ele previa que “o grande ativo das instituições no futuro não será seu material didático, nem seu corpo docente. Será sua capacidade de ter uma comunidade virtual engajada” (…) “o que os grandes providers de conteúdo virtual do mercado vão fazer? Hoje, quando discutimos educação, falamos sobre instituições de ensino superior. Mas… e quem não é uma instituição? O que pode significar se o Google quiser entrar no mercado de educação? Ou a Apple? Ou a Amazon? Ou seja, se, em vez de serem providers, eles quiserem ser players?”.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Professor cria ‘escola de inglês comunitária’ dentro da escola

Professor cria ‘escola de inglês comunitária’ dentro da escola | Inovação Educacional | Scoop.it
Eu já tinha o sonho de criar um projeto de inglês, mas a participação no PDPI – BET USA (Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa nos Estados Unidos) me possibilitou dar início a um trabalho na Escola Estadual Francisco Almeida Monte, em Fortaleza. Como contrapartida da viagem, teria que aplicar os conhecimentos do programa em uma ação dentro ou fora da escola. Com o comprometimento e a minha vontade, propus a criação de um projeto que tem a língua inglesa como foco para a inserção de alunos que não têm condições de pagar um curso de idiomas.

O projeto é configurado da seguinte maneira: ele é totalmente voluntário. O aluno é convidado, mas não é obrigado a participar. Todo começo de semestre, eu circulo pela escola e passo por todas as salas para convidar os alunos. Além disso, também tem a questão de abrir a escola para as pessoas da comunidade entrarem, inclusive de outras escolas. Quero que eles percebam que a escola pública também tem o seu valor. Ela não é uma escola que deve ser abandonada. Temos alunos que não são da escola, como trabalhadores, estudantes do ensino superior e até aqueles que não estudam. Não existe nenhum tipo de restrição.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Aberta inscrição para curso EAD sobre combate ao Aedes aegypti

Aberta inscrição para curso EAD sobre combate ao Aedes aegypti | Inovação Educacional | Scoop.it
A inscrição do curso “Atualização no Combate Vetorial ao Aedes aegypti” é feito pela internet. Os interessados devem informar dados como nome, CPF, cidade, estado e telefone. Após a finalização do preenchimento do formulário, os cadastrados receberão um e-mail com as orientações para acesso à plataforma de ensino.
Outras informações podem ser obtidas ao entrar em contato com a equipe do TelessaúdeRS/UFRGS através do e-mail ead@telessauders.ufrgs.br ou pelo telefone (51) 3308-2098. O curso tem carga horária de 22h. O mosquito Aedes aegypti é transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika, este último relacionado aos casos de microcefalia.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

MEC e universidades começam a fazer as pazes

MEC e universidades começam a fazer as pazes | Inovação Educacional | Scoop.it

Nos últimos dez dias, as ações das companhias de educação acumularam ganhos na bolsa muito acima do Ibovespa. Os papéis de Estácio e Kroton tiveram uma alta de cerca de 16%. A Ser Educacional valorizou quase 30% e a Anima subiu 25% num intervalo entre os dias 26 de janeiro e 4 de março. Neste período, o Ministério da Educação (MEC) anunciou uma série de medidas relacionadas ao seu programa de financiamento estudantil, o Fies, consideradas positivas pelo mercado. Com isso, governo e instituições de ensino começam a fazer as pazes.
A primeira medida que agradou ao mercado foi o anúncio, em 26 de janeiro, de abertura de 250,2 mil novas vagas de Fies no primeiro semestre. O volume é muito menor do que o concedido em 2014, mas ficou dentro do que vinha sendo sinalizado pelo MEC. As escolas e os investidores argumentavam que o problema maior já não era mais o tamanho do programa estudantil e sim a falta de previsibilidade. O ano de 2015 foi marcado por informações desencontradas e pela pouca transparência por parte do governo em torno do Fies. As relações entre o setor e o MEC nunca estiveram tão estremecidas, com uma avalanche de ações judiciais e uma insatisfação crescente por parte dos alunos que dormiram na porta das faculdades e passavam a madrugada tentando se inscrever no site do Fies.
No entanto, nesta semana, o governo deu sinais de que está reorganizando a bagunça. Na quarta-feira, o MEC formalizou um acordo com os seis maiores grupos de ensino superior - Anima, DeVry, Estácio, Kroton, Laureate e Ser Educacional - para pagamento, com correção do IPCA, das quatro parcelas de Fies retidas em 2015. As parcelas serão quitadas em junho de 2016, em 2017 e em 2018 (as duas restantes). Essa negociação já estava combinada, porém, não havia, até então, um acordo formal - o que causava desconfiança por parte do setor e investidores se o governo iria realmente cumpri-la.
Neste acordo, o governo também se comprometeu a voltar a pagar integralmente as 12 parcelas de Fies do ano e dar o mesmo tratamento para as instituições independentemente do porte. Uma portaria de 2014 estabelecia que as instituições de ensino com mais de 20 mil alunos com Fies receberiam apenas 8 das 12 parcelas de recompra do financiamento. Ontem, as ações das empresas de educação fecharam com forte alta. Os papéis da Anima valorizaram 17%, Kroton ganhou 7%, Ser Educacional 8% e Estácio, 4%.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

A Stoodi quer ajudar estudantes com reforços e aulas online

A Stoodi quer ajudar estudantes com reforços e aulas online | Inovação Educacional | Scoop.it

O que faz:
É uma startup que desenvolveu uma plataforma web de educação à distância, focada em ajudar estudantes antes de grandes provas.
Que problema resolve:
A Stoodi oferece um curso preparatório completo para ENEM e vestibulares, além de reforço escolar para Ensino Médio, totalmente online e a um custo mais acessível do que as alternativas presenciais.
O que a torna especial:
O conteúdo que a empresa disponibiliza, criado por professores selecionados, pode ser visto a qualquer hora, de qualquer lugar. Isso facilita o acesso do estudante às matérias que mais lhe interessa.
Modelo de negócio:
A startup tem assinaturas mensais e venda de planos fechados. As mensalidades vão de 24,90 reais a 49,90 reais.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Alunos de pedagogia promovem nova manifestação contra a Uniasselvi em Criciúma

No fim do mês de janeiro, inúmeros professores-tutores do polo de Criciúma da Uniasselvi, com experiência de mais de 15 anos lecionando, foram demitidos. Em seu lugar, foram contratados profissionais recém-formados. A justificativa da instituição foi a readequação financeira. No entanto, estudantes das últimas fases das graduações ficaram revoltados com a situação, e tem realizado protestos pela causa.

Uma nova manifestação está agendada para esta sexta-feira, 5, a partir das 19h no prédio da Esucri, centro de Criciúma, onde acontecem as aulas presenciais da Uniasselvi. “Estamos no último ano da faculdade, com preparação de TCC e formatura. Nos revoltamos porque a universidade não está olhando para a qualidade do ensino, e sim apenas para a parte financeira.  Sem contar que a nossa mensalidade continua aumentando”, argumenta a estudante da 7ª fase de pedagogia da Uniasselvi, Maria Eduarda Gava.

Ela ainda explica que professores-tutores são aqueles que acompanham, em encontros semanais, a evolução dos acadêmicos de um curso que é realizado, em sua maioria à distância. “São profissionais que nos ensinam desde a primeira fase, e que estão sempre a disposição para tirar nossas dúvidas. É injusto serem demitidos porque outros desempenham a mesma atividade pela metade do preço”, completa.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

São Paulo registra o melhor desempenho na educação estadual em oito anos

São Paulo registra o melhor desempenho na educação estadual em oito anos | Inovação Educacional | Scoop.it

São Paulo alcançou o melhor índice da história na educação pública estadual. É o que demonstram os resultados do Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo) e do Saresp (Sistema de Avaliação e Rendimento Escolar do Estado de São Paulo) relativos a 2015, que a Secretaria da Educação do Estado divulga nesta quinta-feira (4). Nesta sexta-feira, dia 5, as escolas receberão os resultados, possibilitando planejamento inédito de toda a rede para 2016.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Brookfield Energia Renovável seleciona projetos de educação e sustentabilidade

Estão abertas as inscrições para a a oitava edição do Edital para Seleção de Projetos de Responsabilidade Socioambiental da Brookfield Energia Renovável. O objetivo é selecionar projetos que contribuam para o desenvolvimento sustentável das comunidades, ou grupos sociais, inseridos nas regiões onde a empresa possui empreendimentos.

Neste ano serão analisadas propostas de projetos em duas áreas. A área de “Educação e desenvolvimento social” receberá projetos de formação profissional, com o objetivo de ampliar e aprimorar os conhecimentos e competências técnicas dos participantes, além de fornecer alternativas de renda. Já a área de “Meio Ambiente e sustentabilidade” irá apoiar iniciativas que visem contribuir para questões relacionadas ao meio ambiente (uso consciente da água e educação ambiental, por exemplo).

Poderão participar do edital associações, sociedades ou fundações (como institutos, Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIPs, entre outros) sem fins econômicos/lucrativos, políticos ou religiosos.

A BER irá selecionar um ou mais projetos para apoio financeiro no valor total de até R$ 90 mil cada, de acordo com sua disponibilidade orçamentária.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Nova técnica permite a cientistas ler mentes com velocidade próxima à do pensamento

Nova técnica permite a cientistas ler mentes com velocidade próxima à do pensamento | Inovação Educacional | Scoop.it
A capacidade de ver uma imagem bidimensional em uma folha de papel ou tela de computador, e então transformar essa imagem em algo que nossa mente consegue reconhecer imediatamente, é um processo neurológico que permanece sendo misterioso para cientistas.

Para aprender mais sobre como nossos cérebros realizam essa tarefa – e para ver se computadores conseguem coletar e prever o que uma pessoa está vendo em tempo real – uma equipe de pesquisadores liderada pelos neurocientistas Rajesh Rao e Jeff Ojermann, da Universidade de Washington (EUA), demonstrou que é possível decodificar sinais do cérebro humano a velocidades próximas à da nossa percepção.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Projetos universitários ganham espaço na Campus Party

Projetos universitários ganham espaço na Campus Party | Inovação Educacional | Scoop.it
Óculos de realidade virtual, robôs que jogam futebol, aplicativos e muitas propostas criativas. Durante a nona edição da Campus Party Brasil, que aconteceu entre 26 e 31 janeiro, no Anhembi, em São Paulo, universitários de todo o país tiveram espaço para apresentar projetos e trocar experiências com profissionais da área de tecnologia e inovação.

Com objetivo de trazer visibilidade para trabalhos acadêmicos que se destacam pelo uso de tecnologia, de forma inovadora e criativa, o evento contou com a participação de 64 trabalhos, que foram expostos na mostra Campus Future, localizada na área gratuita aberta ao público.

“Quando apresentamos um projeto, conseguimos nos aprofundar em coisas que vemos no dia a dia na faculdade. Podemos ver a parte prática e trocar experiências com outras pessoas”, explica Talitha Diane, 21. No quinto período do curso de engenharia biomédica, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), a universitária participava da apresentação de um dispositivo para controle de cadeira de rodas via eyetracking, uma espécie de sensor que identifica o que o usuário está olhando para evitar possíveis acidentes ou choques com obstáculos.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Diretora do MIT despede-se para iniciar uma universidade sem salas de aula.

Diretora do MIT despede-se para iniciar uma universidade sem salas de aula. | Inovação Educacional | Scoop.it
A notícia tem sido debatida nos corredores de muitas universidades pelo mundo. O que seria esta universidade “radicalmente” diferente que ela vislumbra? Em sua entrevista publicada esta semana no The Chronicle of Higher Education, chamou-me atenção um trecho que, em português, ficaria mais ou menos assim:
“Basicamente, a ideia é que estejamos centrados na aprendizagem baseada em projetos, onde os alunos possam se envolver em projetos relevantes, de longo prazo e integrados entre si. Partindo desta premissa, toda a aquisição de conhecimento ocorreria online. Assim, os projetos deixariam de estar na periferia dos cursos, invertendo o modelo universitário atual. E acho que isso seria muito mais inspirador para os alunos, porque eles poderiam trabalhar desde o princípio nas áreas que lhes motivem, adaptando sua base de conhecimento aos projetos que queiram trabalhar.”
O conceito não é novo e tem sido proposto há anos por pessoas como o empresário brasileiro Ricardo Semler, quem foi palestrante no próprio MIT e fundou as escolas Lumiar. Mas acredito que a diferença aqui pode residir na enorme capacidade de mobilização de recursos que a comunidade científica e empresarial de Boston podem atrair para um projeto desta natureza. Fiquemos de olho.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Um mundo novo está surgindo. E as empresas precisam se adaptar

Um mundo novo está surgindo. E as empresas precisam se adaptar | Inovação Educacional | Scoop.it
E esse é o maior desafio que temos hoje. Deixar de lado o nosso ego e aprender a colaborar. Se cada um quiser a glória de ser o fundador, o idealizador, essa colaboração não vai acontecer. Não importa de quem é a ideia.

Chega de querer colocar CEO no cartão de visitas. Chega de querer levantar o troféu sozinho. É hora de compartilhar sonhos.

Eu vejo uma tendência muito clara acontecendo. As organizações que querem fazer as pessoas seguirem um líder vão perder espaço para organizações que empoderam as pessoas. E quanto mais voz cada indivíduo tiver, mais forte vai ser essa organização.

O desafio hoje não é manter funcionários motivados. O desafio hoje é como adaptar as empresas para que o sonho de um possa ser o sonho de outro também.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Ferramenta permite formatar página de referências em ABNT de forma prática e fácil

Daniel Alon Antar, formado pela PUCPR em Engenharia de Produção em 2015 e pré-acelerado pela HotMilk, aceleradora da Universidade, criou uma ferramenta que pretende mudar a vida dos universitários: o Menthor. O software online, com acesso gratuito pela internet, formata as referências dos trabalhos acadêmicos nas normas de ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) de uma maneira fácil e prática.

Para ter a página de acordo com as normas, basta entrar no site www.menthor.co, fazer login e iniciar a inserção das obras com o preenchimento dos dados da referência. Após a inclusão das informações, a plataforma, automaticamente, adapta as obras nas normas da ABNT em ordem alfabética e permite que o usuário baixe a página em Word para colocar em seu trabalho.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Inflação da baixa renda quase dobra de 2014 para 2015

Inflação da baixa renda quase dobra de 2014 para 2015 | Inovação Educacional | Scoop.it
A inflação da baixa renda, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), atingiu 0,97% em dezembro, acumulando, no ano de 2015, uma alta de 11,52%, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado, puxado pelas altas de preços de alimentos, habitação e transportes, representa quase o dobro do registrado em 2014. Naquele ano, o indicador acumulou avanço de 6,29%.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Depois da fome, a obesidade

Depois da fome, a obesidade | Inovação Educacional | Scoop.it

A obesidade e a fome enquadram-se numa matriz de falsos opostos. Trata-se de um paradoxo que marca importante dimensão da segurança alimentar e nutricional na atualidade, especialmente nos países desenvolvidos e de renda média, como a maioria dos países latino-americanos e caribenhos hoje.
Dos 42 milhões de menores de cinco anos que apresentam sobrepeso no mundo, 35 milhões (83%) vivem em países com esse perfil, explica a Organização Mundial da Saúde (OMS).
A lição é clara: em sociedades que fizeram grandes progressos na erradicação da fome, e o Brasil é um caso, há que se prevenir retrocessos e aumentar a resiliência do que foi conquistado. Isso inclui reverter a curva ascendente que faz do sobrepeso e da obesidade uma contrapartida da maior quantidade disponível de calorias.
Agregar educação alimentar ao cardápio de proteínas e carboidratos é um requisito para que a vitória contra a carência não se torne no momento seguinte em derrota para o excesso. A dieta saudável como política pública é a nova fronteira da segurança alimentar no mundo.
É claro que com 800 milhões de pessoas no mundo ainda vivendo em estado de subnutrição, a centralidade da agenda da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) não pode ser outra a não ser o combate à fome, especialmente no caso das nações mais pobres da África e Ásia.
À medida em que a fronteira da fome retrocede, porém, as taxas de obesidade vem aumentando - inclusive em regiões ainda assoladas pela subnutrição.
Estamos diante de uma espiral ascendente e disseminada.
Fome e obesidade não apenas passaram a conviver em uma mesma região ou país, mas também dentro de uma mesma família ou domicílio.
Cerca de 1,5 bilhão de homens, mulheres e crianças, de todas as latitudes, exibem sobrepeso hoje; mais de 500 milhões são obesos.
No Brasil, 56,9% das pessoas com mais de 18 anos estão com excesso de peso e 20,8% são classificadas como obesas, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
Pior que isso: na base da pirâmide de renda estamos perdendo para a obesidade alguns contingentes antes salvos da fome.
É imperativo instituir políticas públicas que revertam esse paradoxo, implantando sistemas alimentares mais saudáveis e sustentáveis, com acesso efetivo a uma dieta equilibrada.
Agregar educação alimentar ao cardápio de proteínas e carboidratos é um requisito para que a vitória contra a carência não se transforme no momento seguinte em derrota para o excesso.
A dieta saudável como política pública é a nova fronteira da segurança alimentar no mundo. Não se pode mais falar em direito humano à alimentação adequada sem incluir dimensão fundamental do binômio saúde e nutrição.
Como referência mundial no combate à fome, o Brasil não só reúne condições de incorporar esse novo horizonte, como também de inspirar outros países.
Ações brasileiras de promoção da alimentação saudável e de educação alimentar chamaram a atenção durante a última Sessão do Comitê de Segurança Alimentar Mundial (CSA), realizado em outubro na sede da FAO, em Roma.
Programas como o de Aquisição de Alimentos (PAA) e o de Alimentação Escolar (PNAE) abrem corredores de acesso popular a uma dieta equilibrada suprida pela agricultura familiar. O foco nas crianças, por sua vez, previne o aparecimento precoce de distúrbios decorrentes da má alimentação, como diabetes e hipertensão.
O Pacto Nacional para Alimentação Saudável, lançado durante a 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, em Brasília, vai ao encontro das recomendações expressas na Segunda Conferência Internacional de Nutrição (ICN2, na sigla em inglês), organizada pela FAO e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em novembro de 2014.
O envolvimento de atores não-estatais, como a sociedade civil organizada, e a ênfase na articulação e complementariedade entre políticas de fomento agroecológico e as áreas da saúde e nutrição foram alguns dos focos da Conferência.
A crescente presença do alimento industrializado na dieta das famílias, por exemplo, impõe uma parceria entre políticas públicas e setor privado para que o binômio nutrição e saúde ganhe a escala correspondente à repactuação alimentar requerida em nosso tempo.
A parcimônia no uso do sal, por exemplo - um dos desafios da saúde moderna - passa por essa câmara de renegociação entre o papel indutor do governo, as necessidades do consumidor e o interesse de mercado.
O pacto do sal que está sendo construído entre o Ministério da Saúde brasileiro e a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia) abrange 16 categorias de alimentos, o que corresponde a 90% da oferta de industrializados e está na sua quarta rodada. O compromisso desta vez, firmado em 2014, é reduzir em até 68%, nos próximos quatro anos, o teor de sal em laticínios, embutidos e refeições prontas.
O país já retirou mais de 11 mil toneladas de sódio dos alimentos industrializados. Com a inclusão dos três novos grupos, a meta passa a ser a retirada de 28 mil toneladas de sódio até 2020.
Um brasileiro hoje, segundo o IBGE, consome em média mais que o dobro dos 5 gramas de sal recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A correção desse excesso reduziria em pelo menos 15% o total de mortes por AVC (acidente vascular cerebral) - hoje a principal causa de morte entre os brasileiros.
Fica claro que é preciso ousar nessa área. E foi justamente essa a principal exortação da Conferência Internacional de Nutrição, realizada em novembro, na sede da FAO, em Roma.
No caso do Brasil, que já logrou retirar o país do mapa mundial da fome, não pode haver nada mais pertinente do que encarar com desassombro o desafio da obesidade. Ou seja, transformá-la em alvo prioritário de políticas de Estado e perseguir, com ousadia, a sua completa reversão.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Nobel da Paz elogia combate ao trabalho infantil e Bolsa Família

Após reunião com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, o prêmio Nobel da Paz 2014, Kailash Satyarthi disse que o Brasil está pronto para liderar a organização de uma conferência mundial sobre o combate ao trabalho infantil. O ativista indiano afirmou que no Brasil e na Índia, os números relativos ao trabalho infantil vêm caindo sistematicamente nos últimos 15 anos.
“O mundo avança no sentido certo, mas a velocidade ainda é lenta”, avaliou. Satyarthi afirmou que nos últimos 15 anos, o número de crianças nessa condição caiu de 12,5 milhões para 4,3 milhões, com ações voltadas para a educação, frequência escolar obrigatória e oferta de refeições nas escolas.
Ele foi questionado sobre uma pesquisa divulgada em dezembro pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), mostrando que existem cerca de 550 mil crianças, entre 5 e 13 anos de idade, em situação ilegal de trabalho no Brasil, principalmente em carvoarias.
Mas para o ativista indiano, o governo brasileiro tem mostrado preocupação com esses números. Ele elogiou o Bolsa Família – “é importante na melhoria da situação das crianças, principalmente nas crianças de 10 aos 14 anos” -, e afirmou que a situação ilegal vem diminuindo também no Brasil.
Perguntado se Dilma havia comentado com ele o processo de impeachment que sofre no Congresso Nacional, o ativista esquivou-se. “Se eu fosse senador ou integrante do parlamento, eu me permitiria tratar disso”, afirmou. “Mas estou pensando nas iniciativas positivas que foram adotadas no Brasil nos últimos anos”, concluiu.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Universidades estaduais receberam R$ 475 mi a menos em 2015

Universidades estaduais receberam R$ 475 mi a menos em 2015 | Inovação Educacional | Scoop.it
As universidades estaduais paulistas – USP, Unicamp e Unesp – receberam R$ 475 milhões a menos do que o previsto no orçamento do Estado em 2015. O motivo da diferença é a crise econômica – a principal fonte de receita das três é a cota fixa de 9,57% da arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
Dos R$ 9,206 bilhões previstos para 2015, as universidades receberam R$ 8,731 bilhões. Foi o segundo ano consecutivo em que receberam repasse menor do que o estimado. Na soma de 2014 e 2015, o montante é de R$ 824 milhões a menos do que o previsto nos orçamentos dos dois anos, em valores nominais.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Unicesumar: mais de 5 mil formandos recebem diploma

Mais de 5 mil formandos de 2015 da educação presencial e a distância colam grau pela Unicesumar em solenidade realizada nesta quinta (4) e sexta-feira (5), na arena do Parque de Exposições Francisco Feio Ribeiro, em Maringá.

Os novos profissionais estão espalhados por todo o Brasil e muitos acompanham a solenidade nos polos de Educação a Distância que recebem as imagens de Maringá.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

MEC não limitará os reajustes do Fies

O Ministério da Educação (MEC) não vai impor neste ano limite de reajuste das mensalidades pagas com o Financiamento Estudantil (Fies). Em 2015, quando o programa passou por reformulação, a pasta estipulou teto máximo para o aumento, o que provocou crise no setor. Até agora, o MEC não pagou a um grupo de faculdades valores de 2015 referentes a 90 mil alunos. São contratos com aumentos acima do teto, que somam cerca de R$ 697 milhões.

O jornal O Estado de S. Paulo apurou que cerca de 300 instituições são atingidas pelos atrasos. A estimativa de recursos parte da média de mensalidades do Fies, de R$ 645, uma vez que o MEC não informou o montante.

Com o objetivo de frear os gastos com o programa, o MEC adotou em 2015 travas de reajuste, além de limitar o número de bolsas ofertadas. Segundo o ministério, instituições praticavam reajustes abusivos. Ao contrair o financiamento, os estudantes só começam a pagar 18 meses após o fim da graduação. O governo, entretanto, paga as instituições durante o curso.

Em 2015, a pasta impôs, inicialmente, um teto de 4,5% para os reajustes, taxa posteriormente ampliada para 6,5%. No fim do processo de renovação, abriu possibilidade de reajuste de 8%. Instituições que mantiveram aumentos superiores ao índice estão agora com os pagamentos pendentes.
more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Kroton usa AI para atendimento

A Kroton Educacional, uma das maiores instituições de ensino privado no país, investiu em uma solução de inteligência artificial (AI, na sigla em inglês) da paulista Direct Talk para automatizar seu atendimento online aos alunos.

Com o projeto, a empresa implementou o DTBot, assistente virtual que responde automaticamente, via chat, sem a presença de um atendente humano do outro lado da tela. O valor do contrato não foi aberto.

Implantado em agosto do ano passado, a companhia passou a contar com uma ferramenta de atendimento 24 horas em sete dias da semana, respondendo às dúvidas de estudantes e potenciais alunos mesmo em períodos em que a equipe não esteja em operação.

Por meio do DTBot, o sistema ainda gera relatórios com informações de perguntas não respondidas, possibilitando à instituição de ensino aprimorar a base de conhecimento da ferramenta, tornando-a mais efetiva.

more...
No comment yet.
Scooped by Luciano Sathler
Scoop.it!

Resultado do Fies já está disponível

O resultado da seleção do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) está no ar. O Ministério da Educação (MEC) disponibilizou a lista dos pré-selecionados por volta das 16h50. Os demais candidatos foram automaticamente incluídos na lista de espera.

Para os participantes do programa, o dia foi de espera. O edital da seleção prevê apenas a data de divulgação, agendada para hoje (1º), sem especificar o horário. Desde de manhã, pelas redes sociais, os candidatos reclamam da demora.
more...
No comment yet.