Economia Criativa
10.9K views | +0 today
Follow
Economia Criativa
A revista digital 'Economia Criativa' nasceu para gerar conhecimento, disseminar informação sobre economia criativa e para difundir produtos e serviços criativos do Brasil e do Mundo.
Curated by ProjectHub
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Benício, o mestre das ilustrações, por Revista Mensch

Benício, o mestre das ilustrações, por Revista Mensch | Economia Criativa | Scoop.it

O talento de alguns homens de sucesso muitas vezes tem o poder de revolucionar uma estética e as fantasias que habitam a mente das pessoas.

 

E foi com um pincel na mão e um enorme talento que o ilustrador Benício revolucionou o conceito de pin-ups aqui no Brasil trazendo a volúpia e a sedução da mulher brasileira numa estética que surgiu no mundo desde a época da II Guerra Mundial.

 

Benício teve, e tem, o poder de recriar grandes divas do cinema nacional e internacional. Como ele mesmo diz nessa entrevista, ele teve as mulheres que sempre admirou. E não satisfeito por recriar um mundo de sonhos para a ala masculina, Benício ao longo dos anos de carreira ainda alimentou sonhos de crianças, como os cartazes clássicos dos

Trapalhões, fez parte da história do cinema nacional com pinturas para filmes clássicos como Dona Flor e Seus Dois Maridos, e ainda recriou produtos e sonhos para peças publicitárias, livros, produtos e mais recentemente, lançou essa semana o primeiro livro de pinturas, o "Sex & Crime".

 

Para conhecer um pouco mais desse gênio do pincel e tinta, fomos conversar com ele. O resultado não poderia ser outro, um grande presente para os olhos. Leia e fique fã desse grande artista.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Inovação e tecnologia fazem toda a diferença, por Diário do Comércio

Inovação e tecnologia fazem toda a diferença, por Diário do Comércio | Economia Criativa | Scoop.it

O São Paulo Fashion Week (SPFW) é apontado como exemplo de como a chamada economia criativa contribui para valorizar negócios e produtos. A economista e consultora Lidia Goldeinstein, estudiosa do assunto, acompanha a questão como conselheira do Instituto Nacional de Moda e Design (In-Mod), braço institucional do SPFW.

 

"A economia criativa engloba setores fortemente ligados às novas tecnologias e à criatividade, que proporcionam, no mundo atual, a liderança das empresas e países. São setores portadores de inovação e diferenciações, empregam grupos de trabalhadores diferenciados, pagam os melhores salários, e têm liderado a geração de empregos novos e mais qualificados", comenta Lidia.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Escolas impedem evolução da criatividade, diz especialista

Escolas impedem evolução da criatividade, diz especialista | Economia Criativa | Scoop.it

O sistema educacional global impede que as pessoas desenvolvam a criatividade, massificando e setorizando o pensamento. A afirmação é de Anamaria Wills, especialista britânica em Cidades Criativas.

 

Ela diz que o sistema escolar que utilizamos hoje é do século XIX e está ultrapassado. "A escola não ensina o jovem a pensar, só a executar o que foi pedido. Isso desestimula a criança.", explica. No caso brasileiro, 1 em cada 10 alunos entre 15 e 17 anos para de estudar.

 

A informação é da Síntese de Indicadores Sociais, divulgada em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

more...
No comment yet.
Suggested by Lucas Foster
Scoop.it!

Economia Criativa, por Ativar

Economia Criativa, por Ativar | Economia Criativa | Scoop.it

Como existem diversas definições de economia criativa, indústrias criativas, etc., o plano se preocupa em definir os conceitos na visão da Secretaria. Assim, as indústrias criativas são chamadas (corretamente, na minha visão) de setores criativos e recebem esta definição: “os setores criativos são todos aqueles cujas atividades produtivas têm como processo principal um ato criativo gerador de valor simbólico, elemento central da formação do preço, e que resulta em produção de riqueza cultural e econômica“.Já a Economia Criativa é definida “a partir das dinâmicas culturais, sociais e econômicas construídas a partir do ciclo de criação, produção, distribuição/circulação/difusão e consumo/ fruição de bens e serviços oriundos dos setores criativos, caracterizados pela prevalência de sua dimensão simbólica.”

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

SOPA and PIPA postponed indefinitely after protests, por CNN.com

SOPA and PIPA postponed indefinitely after protests, por CNN.com | Economia Criativa | Scoop.it
Both the House and the Senate are backing off their anti-piracy bills that sparked a bitter controversy.

 

NEW YORK (CNNMoney) -- When the entire Internet gets angry, Congress takes notice. Both the House and the Senate on Friday backed away from a pair of controversial anti-piracy bills, tossing them into limbo and throwing doubt on their future viability.

 

The Senate had been scheduled to vote next week on the Protect IP Act (PIPA) -- a bill that once had widespread, bipartisan support. But on Friday, Senate Majority Leader Harry Reid said he was postponing the vote "in light of recent events."

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Democratizar a cultura não é nosso interesse, diz vice-presidente da MPAA, por Folha.com

Democratizar a cultura não é nosso interesse, diz vice-presidente da MPAA, por Folha.com | Economia Criativa | Scoop.it
Greg Frazier, vice-presidente executivo da Associação Cinematográfica dos EUA (MPAA, na sigla em inglês), visitou São Paulo e Brasília na última semana para pressionar autoridades locais por maior atenção no combate à pirataria

 

Representando os maiores estúdios do planeta, Frazier chegou a se encontrar com políticos e equipes dos ministérios da Cultura e da Justiça.

 

Em entrevista exclusiva à Folha, o executivo norte-americano comentou a reforma dos direitos autorais no Brasil e explicou que a democratização do acesso à cultura não está na agenda da associação.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

João Candido Portinari: “No Brasil, tem o carro Picasso e a conta de banco Van Gogh”, por Meio&Mensagem

João Candido Portinari: “No Brasil, tem o carro Picasso e a conta de banco Van Gogh”, por Meio&Mensagem | Economia Criativa | Scoop.it

Um dos grandes feitos do Projeto Portinari, com o Ministério da Cultura, é trazer de volta ao País os murais Guerra e Paz, obra-prima do artista dada como presente do Brasil à sede da ONU, em Nova York, em 1957. Os painéis são compostos por 28 placas de madeira compensada naval e a área total pintada é de 280 m2, maior que a do Juízo Final, de Michelangelo, na Capela Sistina. Guerra e Paz está emprestada até 2013, quando termina a reforma na sede das Nações Unidas e só foi possível com o patrocínio do BNDES, que assumiu o valor do seguro (não revelado) e investiu mais R$ 6,6 milhões (considerando desmontagem dos painéis na ONU, transporte para o Brasil, restauro, armazenagem até 2013, transporte para NY, instalação, seguro total e a mostra de São Paulo).

 

Depois de 12 dias no Teatro Municipal do Rio, em 2010, a obra passou por restauração e, renovada, será exibida em São Paulo, no Memorial da América Latina, de 7 de fevereiro a 21 de abril. Outra novidade será a exposição de 80 dos 200 estudos que Portinari fez para a obra. A expectativa de público é de 800 mil pessoas.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Economia Criativa em números, por Estadao.com.br

Foi finalizada, recentemente, a pesquisa sobre Economia Criativa (EC) encomendada pela Secretaria de Governo da Prefeitura de São Paulo para a Fundação do Desenvolvimento Administrativo. Partindo da análise das diferentes metodologias já existentes para a mensuração do setor (Unesco, OIC, Reino Unido, IBGE e Firjan), a equipe que participou do projeto desenvolveu uma metodologia própria para mapear o setor não só na cidade de São Paulo, mas no Brasil.

 

Duas premissas básicas foram a base da primeira etapa do estudo: deveríamos aproveitar o esforço internacional já despendido no assunto, não "reinventando a roda", e construir indicadores adaptados aos dados e à realidade do Brasil, mas que "conversassem" com as estatísticas internacionais para que pudéssemos ter alguma comparabilidade.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Ministério da Cultura amplia em mais de R$ 270 milhões recursos para o setor em 2012, por AquiAcontece

Com um dos menores orçamentos da Esplanada dos Ministérios, o Ministério da Cultura informou que terá este ano mais recursos do que em 2011. O ministro interino da Cultura, Vítor Ortiz, disse à Agência Brasil que a expectativa é de um total de pouco mais de R$ 2 bilhões. No ano passado, a pasta obteve R$ 1,07 bilhão executado (utilizado).

Para ele, o salto orçamentário foi gerado pelo fato de 99% do programado para 2011 terem sido utilizados.

 

“É, sem dúvida alguma, um dos melhores resultados do governo [no que diz respeito à execução orçamentária]. Também representa um medidor de eficiência de gestão, o que nos capacita a receber cerca de R$ 270 milhões a mais neste ano”, disse Ortiz.

 

O total bruto de R$ 2,3 bilhões previstos para 2012, segundo o ministro, não inclui os recursos da Lei Rouanet (de incentivo à cultura) – que permite que pessoas físicas ou jurídicas apliquem parte do Imposto de Renda em ações culturais.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Rio de Janeiro está um passo à frente na indústria criativa, por Brasil Econômico

Rio de Janeiro está um passo à frente na indústria criativa, por Brasil Econômico | Economia Criativa | Scoop.it
A organização institucional na área de Economia Criativa é essencial para possibilitar a implantação de políticas públicas que incentivem os segmentos da criação.

 

O estado do Rio de Janeiro é o mais adiantado nesse quesito, pois conta com secretarias específicas para tratar do tema nas esferas estadual e municipal.

 

As ações públicas são feitas em conjunto com representantes do setor privado. Um exemplo do pioneirismo foi a criação, em 2007, de uma área no Sebrae - RJ voltada para assuntos relacionados à Economia Criativa.

 

Acompanhando o movimento, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) lançou em 2008 o estudo denominado "A Cadeia da Indústria Criativa no Brasil", mapeando o setor pela primeira vez no país. Os dados foram atualizados e divulgados no segundo semestre de 2011.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Hans Ulrich Obrist: Curating in the 21st Century, por Escola São Paulo

Hans Ulrich Obrist: Curating in the 21st Century, por Escola São Paulo | Economia Criativa | Scoop.it

Hans Ulrich Obrist
Curador e co-diretor da Serpentine Gallery, em Londres. Foi curador do Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris e do Museum in Progress, em Viena. Tem em seu currículo mais de duzentas exposições, além de trinta livros publicados. É também editor da Abitare Magazine, Artforum, Paradis Magazine e 032c Magazine.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Organizações Globo relembra história no mercado de revistas, por Portal Imprensa

Organizações Globo relembra história no mercado de revistas, por Portal Imprensa | Economia Criativa | Scoop.it
Neste mês de janeiro, a mídia revista comemora seus 200 anos de vida no Brasil. Em 1812, a revista As Variedades dava início a um mercado promissor, que sobrevive e ganha cada vez mais novos títulos e leitores.

 

Roberto Irineu Marinho, presidente das Organizações Globo, relembra os primeiros passos de seu pai, Roberto Marinho, nesta seara, desde o lançamento de revistas infantis, em 1937, até o investimento em uma semanal de informação – Época – em 1998.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Archiportale

Archiportale | Economia Criativa | Scoop.it
Archiportale è il nuovo, grande e ricco archivio online di prodotti per l’architettura e il design nel mondo.

 

10.000 produttori inserzionisti, dall’Italia e dal mondo, 50.000 prodotti di design pubblicati online, un’ineguagliabile fonte di ispirazione per designer, arredatori di interni e utenti privati.

 

Pubblica i tuoi cataloghi su archiportale, i nuovi tools ti permetteranno di sfruttare il web al massimo delle potenzialità: i tuoi pdf sfogliabili online come se fossero cartacei, la pubblicazione illimitata dei prodotti, aggiornamenti realtime, in totale autonomia o con il nostro supporto.

 

Oltre 1.600.000 lettori diversi al mese (*) e migliaia di contatti qualificati ogni giorno ti richiederanno informazioni, preventivi e cataloghi.

*dato della sola Italia, rilevato Nielsen Net Ratings e censito AUDIWEB (traffico totale del network)

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

SEBRAE convida empreendedores digitais e criativos, por IG Startup

SEBRAE convida empreendedores digitais e criativos, por IG Startup | Economia Criativa | Scoop.it

Uma boa notícia da entidade que mais ajudou na prática empreendedores de todas as áreas a se estabelecerem no Brasil (desde 1972 e presente em todos estados). Bem, quase todas as áreas, porque #nuncaantesnahistoriadestepaís houve tanta demanda de negócios online, virtuais, tecnológicos.

 

Sem contar que startup, por definição, significa um experimento, algo extremamente incerto.

Se por um lado, nos outros tipos de negócios, o Sebrae contribui apontando caminhos estabelecidos para que as MPEs não morram antes dos dois anos de vida.

 

Vamos ajudá-los a nos ajudar, deixando entender que provavelmente eles precisarão bolar para startups um atendimento que seja mito mais parecido com um brainstorming, um laboratório, um empoderamento sem respostas prontas e “coisas certas a fazer”, mas cheio de alternativas e mudanças de rota.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Economia Criativa na Agenda Eleitoral, por Brasil Econômico

A economia brasileira surgiu das atividades extrativistas e agrícolas, consolidou-se no século passado com a indústria e, mais recentemente, uma parcela da produção nacional vem se concentrando nos setores de comércio e serviços.

 

Nos últimos anos, outra área vem surgindo com força total, principalmente nas capitais: a economia criativa.

 

Novidade nesse panorama, a economia criativa pode ser definida como o ciclo que engloba criação, produção e distribuição de bens que têm a criatividade como sua matéria-prima.

 

Neste conceito, o talento e a habilidade de grupos ou indivíduos são os insumos primários de todo um setor que se baseia no conhecimento para criar riqueza, emprego e renda.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Cultura quer foco em economia criativa, por Folha de S. Paulo

A terceira maior indústria do mundo, atrás de petróleo e de armamentos, tem como principal insumo a criatividade.

 

Da moda ao design, passando por cinema e literatura e incluindo a produção de software, a chamada indústria criativa movimenta mais de R$ 380 bilhões no Brasil, segundo estimativa da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro).

 

O setor ganha neste ano maior relevância institucional, com a criação, no Ministério da Cultura, da Secretaria da Economia Criativa.

 

O conceito vem dos anos 90: indústrias criativas são aquelas com potencial de geração de riqueza e emprego por meio da utilização de propriedade intelectual.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

55% da população urbana vê filmes piratas no Brasil, por Folha.com

55% da população urbana vê filmes piratas no Brasil, por Folha.com | Economia Criativa | Scoop.it
Mais da metade dos brasileiros residentes em áreas urbanas veem filmes piratas, revela levantamento inédito da Associação Cinematográfica dos EUA (MPAA, na sigla em inglês), obtido com exclusividade pela Folha.

 

O foco principal do estudo são as perdas ocasionadas pela pirataria na economia durante doze meses até o terceiro trimestre de 2010. De acordo com a pesquisa, a compra de DVDs falsificados é a modalidade mais comum, praticada por 45% da população urbana.

 

Segundo estimativas da MPAA, 456 milhões de unidades de filmes piratas circularam no país no período da pesquisa. O consumo ilegal de filmes ocasionou, por estes cálculos, perdas diretas de R$ 4 bilhões ao setor cinematográfico no país.

 

O estudo aponta que, por conta da pirataria de filmes, o Brasil deixou de arrecadar R$ 976 milhões em impostos e, se contabilizadas as perdas indiretas, o país teve extraído de seu PIB R$ 3,5 bilhões.

 

Ainda nas contas da indústria cinematográfica, os danos diretos e indiretos da pirataria à economia podem ser traduzidos na perda de 92 mil empregos no período de um ano.

 

Realizado a pedido da própria MPAA, que representa os maiores estúdios do planeta, o estudo desconsiderou no balanço das perdas a porcentagem de entrevistados que disseram ter assistido a cópias legais após verem versões piratas (18%).

 

Segundo a MPAA, 52% dos brasileiros disseram que teriam visto o filme em sua versão legal caso não houvesse a opção pirata.

Pesquisa divulgada pela Federação do Comércio na última terça-feira mostrou que apenas 28% dos brasileiros foram ao cinema em 2010.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

The Ajax Experience, por Sid Lee Architecture

The challenge

 

The over 100 year-old Ajax Amsterdam is a Dutch football club based in Amsterdam. The city has completely related to this legendary and world-famous club: Amsterdam is Ajax, Ajax is Amsterdam. The Dutch national team has built its reputation over time, and the club has won all the awards in the profession: the Champions' League, the UEFA Cup and the European Cup winners' cup.

In 2010, Sid Lee Architecture, in collaboration with gsmprjct°, Sid Lee, and Jimmy Lee, was mandated by the AFC (Ajax Football Club) to create the brand new Ajax Experience, a museum experience that praises the epic sports franchise, allowing the visitors to discover what has led Ajax to become one of the most respected teams in the history of football..

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Santander participa de debate sobre economia criativa no aniverário da cidade, por Portal Inteligemcia

Santander participa de debate sobre economia criativa no aniverário da cidade, por Portal Inteligemcia | Economia Criativa | Scoop.it
Em 25 de janeiro, às 14h30, Ana Carla Fonseca, Leonardo Brant, Piatã Stoklos Kignel e Reinaldo Pamponet falam sobre desenvolvimento de negócios criativos, economia criativa e o programa Empreendedores Criativos

 

Encontro com especialistas sobre o tema economia criativa marca o 458º aniversario da capital paulista. Em 25 de janeiro, às 14h30, no MIS – Instituição da Secretaria de Estado da Cultura (Avenida Europa, 158 – Pinheiros), Ana Carla Fonseca, Leonardo Brant, Piatã Stoklos Kignel e Reinaldo Pamponet falam sobre o desenvolvimento de negócios criativos, economia criativa e o programa Empreendedores Criativos, primeiro reality show colaborativo do Brasil.

 

Toda programação do Conexão Cultural São Paulo é com entrada franca (distribuição de ingressos a partir de uma hora antes de cada atividade – agenda abaixo). Paola Caiuby Santiago, empreendedora e idealizadora do Conexão Cultural São Paulo, dá dicas sobre o teor do debate: Como empreender com inteligência? Criar coletivamente e semear um futuro melhor para todos?, são algumas das perguntas que servem como ponto de partida para as discussões.

 

“As novas tecnologias geram oportunidades únicas de mudança no panorama cultural e econômico e trazem novas possibilidades de desconcentração do poder e novos meios de fazer negócios”, afirma.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Menos transpiração e mais inspiração, por Revista FAPESP

Menos transpiração e mais inspiração, por Revista FAPESP | Economia Criativa | Scoop.it

Economia da cultura ou economia criativa são termos que, embora não sejam sinônimos, tentam dar conta do promissor casamento entre dois campos: o da economia e o da cultura. Juntos, têm produzido importantes transformações na economia das cidades, já que abrangem as atividades que têm como principal insumo a criatividade humana, envolvendo setores industriais e prestadores de serviços como arquitetura, moda, design, software, mercado editorial, televisão, filme e vídeo, artes visuais, música, publicidade, expressões culturais e artes cênicas.

 

Foi classificada como a terceira maior indústria do mundo, atrás apenas das de petróleo e de armamentos. E tudo basea-do na criatividade. Uma pesquisa feita em 2008 pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, a Firjan, estimou que a “nova economia” movimenta cerca de R$ 380 bilhões anuais no Brasil (16,4% do PIB). Dados do Banco Mundial indicam que a economia da cultura já responde por 7% do PIB mundial. Não sem razão, a nova gestão do Ministério da Cultura achou por bem criar uma secretaria dedicada a ela, sob o comando da socióloga Cláudia Leitão, que havia desenvolvido estudos sobre o tema no Grupo de Pesquisa sobre Políticas Públicas e Indústrias Criativas na Universidade Estadual do Ceará. Mas a discussão demorou 17 anos para chegar ao Brasil.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Lidia Goldenstein: “O design alavanca tudo”, por Época Negócios

Lidia Goldenstein: “O design alavanca tudo”, por Época Negócios | Economia Criativa | Scoop.it

As comparações feitas pela consultoria americana iSuppli sempre provocam sobressaltos. Uma delas mostrou que os componentes do iPad 2 custam US$ 370. A Apple vende o tablet por US$ 700.

 

Entre esses dois valores há custos de produção, logística e impostos. Mas a justificativa para tamanha diferença pode ser resumida em duas palavras: design e inovação. Elas distinguem um amontoado de peças do mais bem-sucedido aparelho eletrônico do momento.

 

São também o tema preferido da paulistana Lidia Goldenstein, uma das organizadoras da exposição Design São Paulo, visitada por 10 mil pessoas no mês passado no Parque do Ibirapuera. Ex-professora da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Lidia diz que é preciso dar novo alcance para a definição de estratégias de desenvolvimento para o Brasil.

 

“Elas têm de incluir políticas agressivas de incentivo a novos setores, como a moda, os games e o design. Eles são tão importantes na atualidade como a siderurgia ou a mineração foram no passado.”

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Economia criativa criou quase 1 milhão de empregos no Rio, por MinC

Rio de Janeiro – Estudo da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) mostra que a cadeia criativa fluminense, envolvendo as atividades da indústria, comércio e serviços, registrou, em 2010, 974 mil trabalhadores, o que significou 24% do total de empregos com carteira assinada do estado.

 

“Quase um quarto dos trabalhadores formais do estado”, destacou o presidente em exercício da Firjan, Carlos Mariani, durante a abertura oficial do salão de negócios de moda e design Rio-à-Porter e da feira Fashion Rio,ontem, na Casa Firjan da Indústria Criativa. Os dois eventos integram o calendário oficial da moda nacional e vão até o próximo dia 13.

 

A Organização das Nações Unidas (ONU) define a Economia Criativa como todos os ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços baseados na criatividade e no conhecimento.

more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

Economia criativa: um novo caminho para o desenvolvimento, por ISTOÉ Dinheiro

Economia criativa: um novo caminho para o desenvolvimento, por ISTOÉ Dinheiro | Economia Criativa | Scoop.it
Descubra como podemos tornar nossas cidades mais inovadoras e conectadas, e como as empresas podem agregar valor aos seus produtos e lucrar com a economia criativa na entrevista com a economista Ana Carla Fonseca Reis.
more...
No comment yet.
Scooped by ProjectHub
Scoop.it!

500px.com, por Fabian Oefner

500px.com, por Fabian Oefner | Economia Criativa | Scoop.it

Fabian Oefner is a professional photographer, specialized in ad, industrial and editorial photography. He lives near Zurich, Switzerland, where he runs a photo studio.

 

Na série Cores Dançantes, o fotógrafo suíço Fabian Oefner captou imagens de sais coloridos saltando pelos ares ao som da música. O ritmo da música, cujos estampidos fazem os grãos voarem pelos ares, dá a forma das imagens. Para conseguir o efeito, Oefner colocou os sais na superfície de uma película plástica, disposta sobre uma caixa de som. O resultado é uma profusão de cores, cuja dimensão é ampliada pelo ângulo aproximado da câmera.

 

“A ideia da série é construir uma ponte entre o mundo acústico e visual. Dependendo da frequência do som, diferentes esculturas são criadas. Desde as delicadas às figuras que parecem um vulcão em erupção”, diz o fotógrafo de 27 anos.

Oefner conta que usou vários pigmentos para colorir os sais. As fotos foram feitas em um cômodo escuro O fotógrafo conta que teve muito trabalho para conseguir fazer as fotos, já que tinha de limpar o âmbiente a cada clique

more...
No comment yet.