Arte Educação
Follow
Find
44 views | +0 today
Your new post is loading...
Your new post is loading...
Rescooped by Rita Monteiro from Arte Geral
Scoop.it!

Veja as obras mais caras da arte brasileira - Cultura - iG

Veja as obras mais caras da arte brasileira - Cultura - iG | Arte Educação | Scoop.it
Beatriz Milhazes bateu recorde com a tela "Meu Limão"; lista tem ainda trabalhos de Lygia Clark, Adriana Varejão, Antônio Bandeira e Vik Muniz...

Via Sonia Tobias
more...
No comment yet.
Rescooped by Rita Monteiro from Artes
Scoop.it!

Artetropia: Como os arqueólogos sabem que um troço de pedra é um artefato pré-histórico e não só mais um troço de pedra?

Artetropia: Como os arqueólogos sabem que um troço de pedra é um artefato pré-histórico e não só mais um troço de pedra? | Arte Educação | Scoop.it

Nos idos de 2007, tive a oportunidade de ver um arqueólogo talhando o silex e depois uma outra pedra para criar instrumentos. Tudo isso, empregando as técnicas da pré-história. Foi impressionante. De uma peça de sílex, nosso antepassados podiam conseguir muitos instrumentos que melhoravam sua qualidade de vida. Como umas espécies de faquinhas para cortar a pele dos animais sem desperdícios e utilizá-las como tecido para suas roupas. Ou quem sabe pontas de lanças mais eficientes para caçar


Via Joao Cesar Escossia
more...
No comment yet.
Rescooped by Rita Monteiro from Artes
Scoop.it!

Artetropia: O Enterro do Conde de Orgaz – a obra-prima de El Greco

Artetropia: O Enterro do Conde de Orgaz – a obra-prima de El Greco | Arte Educação | Scoop.it

Via Joao Cesar Escossia
more...
No comment yet.
Rescooped by Rita Monteiro from transversais.org - arte, cultura e política
Scoop.it!

Acesso à arte como condição para a cidadania

Acesso à arte como condição para a cidadania | Arte Educação | Scoop.it

Nas últimas edições, o setor educativo da Bienal de São Paulo tem conquistado importância e espaço no orçamento da exposição. A responsável pelo setor é Stela Barbieri, com longo currículo em arte e educação. Em entrevista ao blogacesso (http://www.blogacesso.com.br/?p=5596), ela diz que "a arte, presente no cotidiano de todas as pessoas, é imprescindível para a construção de uma sociedade mais justa; e é sobre isso que a arte contemporânea fala: nosso tempo e nossas urgências". 

 

Barbieri cita o artista e educador Robert Filliou, que tem obras expostas na 30ª Bienal: ele "falava que a arte é o que faz a vida ser mais interessante que a arte. Acho que ele tem razão: a arte nos sensibiliza para a vida, nos faz prestar atenção às filigranas, aos pequenos detalhes, àquilo que pode tantas vezes passar despercebido. Isso acontece com todos, indivíduos e grupos: olhar para a arte, conversar sobre o que ela desperta em cada um de nós e ao nosso redor, nos dá a possibilidade de perceber outras formas de atuação".

 

O educativo da Bienal já atendeu, apenas nesta edição, mais de 18 mil pessoas em encontros de formação e tem visitas agendedas para 150 mil alunos. Para ampliar o efeito das ações educativas, Barbieri diz que conta com professores e educadores sociais: "são eles que levam a arte à escola no dia a dia".


A educação artísticas de crianças e jovens também é assunto do livro "Como Falar de Arte com as Crianças", da francesa Françoise Barbe-Gall, assunto de matéria publicada no caderno Sabático do jornal O Estado de S.Paulo. "Uma das lições iniciais, e mais importante, é: não caia na tentação de achar que um dia chuvoso é perfeito para visitar um museu", escreve Maria Fernandes Rodrigues para o jornal.

 

Para a autora do livro, "É uma noção que precisa ser derrubada: ela supõe que nos resignamos a entrar nesse tipo de lugar quando todas as outras possibilidades de 'passar o tempo' tiverem sido esgotadas".

 

O livro é destinado a "adultos que querem falar sobre pintura com as crianças e traz informações práticas sobre obras, artistas e sobre como abordar determinadas questões com crianças entre 5 e 13 anos".  Há ainda dicas práticas, como por exemplo, fazer a visita ao museu no ritmo da criança, transformar a visita em um programa, e deixar que a criança descubra os quadros sozinha, entre outros.


Para ler a matéria completa, clique aqui: http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,para-gostar-de-ver,955048,0.htm


Para ler a entrevista com Stela Barbieri: (http://www.blogacesso.com.br/?p=5596)


E o link para o educativo da Bienal de São Paulo: http://www.bienal.org.br/30bienal/pt/educativo/Paginas/default.aspx



Via redação Transversais
more...
No comment yet.
Rescooped by Rita Monteiro from Artes
Scoop.it!

Artetropia: O que é uma natureza-morta?

Artetropia: O que é uma natureza-morta? | Arte Educação | Scoop.it

Na época do barroco e do rococó estavam de moda os quadros que mostravam objetos ou seres já sem vida. Eram quadros com frutas reluzentes, instrumentos musicais, animais mortos, queijos, etc.


Via Joao Cesar Escossia
more...
No comment yet.
Rescooped by Rita Monteiro from Arte Geral
Scoop.it!

Arte corporal 3D de Choo-san | Criatives | Blog Design, Inspirações ...

Arte corporal 3D de Choo-san | Criatives | Blog Design, Inspirações ... | Arte Educação | Scoop.it
Há algum tempo atrás, pude conhecer na internet, o trabalho da Choo-san, uma artista plástica chinesa de 19 anos.

Via Sonia Tobias
more...
No comment yet.